Templates by BIGtheme NET
Home » Educação

Educação

Ação de Reflorestação “Vamos Fazer História Na Sua Comunidade em Maceira

Uma ação conjunta da Associação de Maceira, Município de Fornos de Algodres e Freguesia de Maceira,com o apoio de Santander Portugal, ANEFA, APS Fornos de Algodres e Bombeiros Fornos de Algodres , vai decorrer na próxima segunda -feira, na localidade de Maceira , concelho de Fornos de Algodres.

Assim após a concentração de todas as coletividades e instituições junto à Casa dos Avós, terá lugar a reflorestação de novas espécies nesta localidade.

após o evento terá lugar um almoço convívio entre todos os participantes.

Eduardo Lourenço, Ladislau Patrício e Helga Moreira em destaque no projeto “A Terra da Escrita”

A BMEL organiza pelo 6º ano letivo consecutivo, o projeto “A Terra da Escrita”. Na presente edição, os autores locais escolhidos são Eduardo Lourenço, Ladislau Patrício e Helga Moreira.

Para dar a conhecer a sua vida e obra à comunidade escolar, e não só, a biblioteca programou exposições com visitas guiadas, conversas, oficinas, visitas à tipografia, conversas e encontros com autores.

Assim, no próximo dia 21 de janeiro terá lugar uma conversa sobre Ladislau Patrício, a partir do tema “Ladislau Patrício – uma vida entre a Medicina e a Escrita”, dirigida a alunos do 3º ciclo e secundário. A cidade da Guarda, as suas gentes, e ainda o Sanatório Sousa Martins serão também assuntos a focar.

Ainda em janeiro, dia 28, abre ao público em geral a exposição “Ladislau Patrício entre a Saúde e a Escrita”. Integrada no Projeto “A Terra da Escrita”, esta exposição apresenta a vida e obra de Ladislau Patrício (1883 – 1967), um médico e escritor guardense, que marcou uma época da cidade ao empenhar-se no combate à tuberculose, mas também na vida política e literária da Guarda. Tendo ainda um papel preponderante na criação da Rádio Altitude e no jornal Bola de Neve, ambos no âmbito da direção exercida no Sanatório Sousa Martins.

Já a 5 e 6 de fevereiro, António Pedro Pita, um conhecedor da obra de Eduardo Lourenço, vem conversar com alunos do secundário sobre o prestigiado escritor e ensaísta e sobre a importância da leitura em geral.

Também no âmbito deste promotor e privilegiado projeto de promoção do livro e da leitura, a mediadora de leitura, Andreia Brites vem trabalhar com alunos dos Agrupamentos de Escolas Afonso de Albuquerque e Sé, numa oficina plástica de leitura, de 2 a 6 de março. Andreia brites propõe a partir de versos, palavras ou títulos explorar sentidos simbólicos subjetivos.

Ainda sob o título “Ladislau Patrício – uma vida entre a Medicina e a Escrita” será feita uma visita guiada pela cidade a alunos do 3º ciclo e secundário das escolas Afonso de Albuquerque e Sé, dia 17 de março, para dar a conhecer a vida, a obra e os espaços relacionados, pela profissão e pelo afeto, com Ladislau Patrício, médico e escritor.

 

Por fim, nos dias 19 e 20 de março, Helga Moreira, autora em destaque no projeto vem à Guarda para um encontro e conversa com alunos do 3º ciclo e secundário, sobre a respetiva obra.

A Biblioteca Municipal tem como parceiros neste projeto os agrupamentos de escolas do concelho da Guarda.

CCDRC-Prioridades estratégicas para 2030 em discussão na região Centro

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) iniciou já um
exercício de reflexão e discussão para definir a estratégia do Centro de Portugal até
2030, pretendendo que este seja um processo participado e enriquecido com os
contributos de todos os agentes da região num exercício de inteligência coletiva.
A primeira versão da “Visão estratégia para a Região Centro 2030”, apresentada numa
sessão pública, em Coimbra, pode ser consultada em www.ccdrc.pt, onde está
disponível também o formulário para o envio de contributos até ao final de janeiro.
A visão que é proposta à discussão da Estratégia Regional 2021-2027 aponta cinco
desígnios para a região: 1) reforçar a competitividade nacional e internacional e
consolidar um modelo de inovação territorial e socialmente inclusiva; 2) trabalhar e
promover a capacitação para a resiliência dos territórios mais vulneráveis e mais
carenciados de energia demográfica; 3) liderar a evolução para uma sociedade mais
sustentável, promovendo a inovação e transição para a economia circular, integrando a
emergência climática e as suas implicações em termos de sistemas produtivos e
organização territorial; 4) colocar estrategicamente o seu sistema urbano ao serviço de
um modelo territorial que evolua em combinação virtuosa entre territórios
competitivos e inovadores e territórios mais deprimidos; 5) organizar a oferta de
qualificações e competências que a sua transformação estrutural exige.
Pela importância do aproveitamento dos fundos europeus estruturais e de
investimento no período de 2021-2027 que se avizinha e pela necessidade de
articulação das estratégias locais, sub-regionais, regionais e nacionais com a estratégia
europeia, este exercício deve estar também alinhado com outras discussões: a
revisitação da estratégia regional de especialização inteligente, a construção de um
novo Programa Operacional Regional, as agendas temáticas regionais (como a da
economia circular) e outros instrumentos de políticas públicas.

Equipa do Projeto da Guarda CEC apresentada dia 16 no TMG

O Pequeno Auditório do Teatro Municipal da Guarda vai ser o local onde o Município da Guarda  apresentará a sua Equipa do projeto da Candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura em 2027 nesta quinta-feira, dia 16 de janeiro, pelas 18h00.

Uma sessão inclui a Conversa pública de apresentação do Diretor Executivo, Pedro Gadanho e ainda a intervenção de Teresa Patrício Gouveia, presidente da Comissão de Honra da Guarda 2027.

De referir que Pedro Gadanho está na Guarda esta semana, entre 13 e 16 de janeiro, para a apresentação da Equipa de Projeto, mas também para estabelecer contactos com os Stakeholders da região. Na agenda das reuniões estão encontros com intuições de ensino, associações de desenvolvimento local, associações culturais, mas também com os programadores afetos à candidatura e com o presidente do Conselho Estratégico.

Pedro Gadanho encabeça a equipa executiva da candidatura. Tendo aceite o desafio em novembro último para integrar este projeto territorial que engloba 17 municípios do interior do país, sob a liderança da Câmara Municipal da Guarda. «Foi com enorme satisfação, mas também com um agudo sentido de responsabilidade, que aceitei o desafio da município da Guarda para liderar a candidatura de uma rede de cidades do interior português a Capital da Europeia da Cultura de 2027. Face aos desafios que as cidades do interior enfrentam nas próximas décadas — entre fenómenos de desertificação, sustentabilidade territorial e crise ecológica— a cultura não pode ser aí encarada senão como um instrumento estratégico transversal, uma ferramenta dinâmica situada entre política e economia, entre inovação tecnológica e bem-estar social, entre cidade e natureza. Sinto-me muito honrado por poder contribuir com a minha experiência e conhecimento para trazer tal ambição para uma candidatura que, acima de tudo, é uma oportunidade para repensar uma identidade regional», referiu à data o diretor executivo da Guarda CEC 2027.

Recorde-se que Pedro Gadanho é arquiteto e designer. Foi diretor do Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT), em Lisboa, e curador do departamento de arquitetura e design do Museum of Modern Art (MOMA), em Nova Iorque.

Escolas de Fornos e Trancoso que participam com hinos nos Heróis da Fruta

Fornos de Algodres Associação de Promoção Social, Cultural e Desportiva de Fornos de Algodres Sala Laranja (2 Anos) https://www.heroisdafruta.com/2020/01/associacao-promocao-social-cultural-desportiva-fornos-algodres.html 760457255 0 0
131
Guarda Fornos de Algodres JI de Figueiró da Granja Todas https://www.heroisdafruta.com/2020/01/ji-figueiro-da-granja.html 760457317 0 0
132
Guarda Fornos de Algodres JI de Muxagata Todas https://www.heroisdafruta.com/2020/01/ji-de-muxagata.html 760457318 0 0
133
Guarda Fornos de Algodres JI de Algodres Todas https://www.heroisdafruta.com/2020/01/ji-de-algodres.html 760457319 0 0
134
Guarda Fornos de Algodres EB de Fornos de Algodres Todas https://www.heroisdafruta.com/2020/01/eb-fornos-de-algodres.html 760457320 0 0
135
Guarda Fornos de Algodres EB de Figueiró da Granja Todas https://www.heroisdafruta.com/2020/01/eb-figueiro-da-granja.html 760457321 0 0
136
Guarda Fornos de Algodres JI Fornos de Algodres Todas https://www.heroisdafruta.com/2020/01/ji-fornos-de-algodres.html 760457322 0 0
137
Guarda Guarda Escola Regional Dr. José Dinis da Fonseca Sala da Pré https://www.heroisdafruta.com/2020/01/escola-regional-dr-jose-dinis-fonseca.html 760457380 0 0
138
Guarda Trancoso JI de Trancoso Sala 1 https://www.heroisdafruta.com/2020/01/sala1-ji-trancoso.html 760457367 0 0
139
Guarda Trancoso JI de Trancoso Sala 2 https://www.heroisdafruta.com/2020/01/sala2-ji-trancoso.html 760457368 0 0

Cultura em Rede das Beiras e Serra da Estrela regressa com Dança

SABOR DE TERRA é um projeto comunitário para a criação de um espetáculo de Dança e Movimento que reinventa e reinterpreta os costumes e histórias do território.
Realizado em parceria com a CARB, com DEMO – Dispositivo Experimental, Multidisciplinar e Orgânico, procura a participação e envolvimento dos residentes dos concelhos de Município Celorico da Beira, Município de Fornos de Algodres, Município de Gouveia, Manteigas – Vale por Natureza e Câmara Municipal de Seia através da realização de formações artísticas e ensaios.
Qualquer pessoa pode participar e integrar a equipa, assim todos os interessados podem inscrever-se.
Projeto cofinanciado pelo Centro2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

ESCOLAS PODEM CANDIDATAR-SE À 3ª EDIÇÃO DA ESCOLA AMIGA DA CRIANÇA

Até 14 de abril

Começou um novo ano e com ele o segundo período de aulas. A Escola Amiga da Criança desafia as direções, professores, pais e alunos, que tenham ideias inovadoras e que contribuem para o desenvolvimento mais feliz da criança no espaço escolar, a candidatarem-se à 3ª edição da Escola Amiga da Criança.

O projeto vencedor ganha 5.000€ (cinco mil euros) em livros LeYa e 6.000€ (seis mil euros) em equipamento para a escola (oferta da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa).

Até ao dia 14 de abril, é possível inscreverem os seus projetos e habilitarem-se a grandes prémios desta iniciativa da Confederação Nacional das Associações de Pais (CONFAP), da LeYa e do Psicólogo Eduardo Sá.

A Escola Amiga da Criança procura projetos nas áreas de:

  •  Alimentação |Estilos de Vida Saudável
  • Saúde
  • Sustentabilidade
  • Espaço Escolar
  • Digital
  • Envolvimento da Família
  • Cidadania | Inclusão | Flexibilidade | Atividades

 

As escolas podem candidatar-se no site da iniciativa https://escolaamiga.pt . Os projetos serão posteriormente analisados por um júri.

 

A Escola Amiga da Criança pretende, pelo terceiro ano consecutivo, estimular as comunidades educativas e a sociedade em geral a olharem de forma renovada e inspirada para os aspetos primordiais do desenvolvimento dos alunos.

 

A 3ª edição da Escola Amiga da Criança conta com o apoio da Staples Portugal, Católica do Porto Business School, Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Fábrica Centro Ciência Viva, Universidade de Aveiro, Ciência Viva, Promethean, The Inventors, Fundação Altice, Diese, Associação ACEGIS, CMiranda, Glam, Ekui, Museu do Brincar, Sociedade Ponto Verde, Associação Mutualista Montepio, Maped, Solfut e REN.

3.º Encontro Nacional de Estudantes uma iniciativa da JSD

Vai decorrer nos próximos dias 1 e 2 de fevereiro ,o 3.º Encontro Nacional de Estudantes organizado pela estrutura nacional da Juventude Social Democrata, em colaboração com a JSD Distrital da Guarda e o Núcleo de Estudantes Social Democratas do Instituto Politécnico da Guarda.

Segundo a JSD Guarda , este é o maior encontro de política para estudantes e este ano está de volta com um formato alargado e mais ambicioso, isto é, 2 dias intensos de discussão sobre políticas estudantis.

Pinhel recebe Concerto Sinfónico – 9ª Sinfonia de Beethoven

Início das comemorações dos 250 anos da elevação de Pinhel a Cidade.
O ano 2020 vai ser especial para as gentes de Pinhel e restante comunidade, dado que a Cidade Falcão celebra os 250 anos  da elevação de Pinhel à categoria de Cidade  e para isso , vai acolher a 17 de janeiro, um Concerto Sinfónico dedicado à 9ª Sinfonia de Beethoven pelas 21h00 no Centro Logístico de Pinhel, cuja interpretação vai estar a cargo da Orquestra Filarmónica Portuguesa e do Coro de Câmara Filarmónico de Berlim, coincidência de se comemorar  os 250 anos do nascimento de Beethoven, um dos maiores compositores da História da Música. Assim será dado o início das celebrações em grande .
Esta é uma iniciativa que surge também como manifestação de apoio do Município de Pinhel à candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura 2027.

Assim do Programa consta Ludwig Van Beethoven (1770-1827)
Sinfonia no 9 em Ré menor, Op. 125, “Coral”
I. Allegro ma non troppo, un poco maestoso
II. Scherzo. Molto vivace – Presto
III. Adagio molto e cantabile
IV. Presto – Allegro assai
Allegro molto assai (Alla marcia)
Andante maestoso – Adagio ma non troppo, ma devoto
Allegro energico, sempre ben marcato – Allegro ma non tanto – Prestissimo
Osvaldo Ferreira | direção
Sarah Behrendt | soprano
Lisa Wedekind | mezzo-soprano
Raphael Wittmer | tenor
Christian Oldenburg | barítono

A Orquestra Filarmónica Portuguesa foi fundada em maio de 2016 por Osvaldo Ferreira e Augusto Trindade, a Orquestra Filarmónica Portuguesa (OFP) rapidamente captou a atenção do meio musical e artístico português, sendo já amplamente reconhecida, pelo público e pela crítica, como uma
das melhores orquestras sinfónicas nacionais.
O elevado padrão de exigência impresso desde a sua génese, levam-na a integrar um conjunto de músicos de elevado nível técnico e artístico, como sejam instrumentistas premiados em concursos nacionais e internacionais, ex-integrantes da Orquestra  Jovem da União Europeia e músicos estrangeiros residentes em Portugal. Ao juntarem- se a este projeto diferenciador e inovador, estes músicos contribuíram para a criação de uma orquestra que é já, hoje, uma referência e um símbolo de qualidade.
Por sua vez , o Coro de Câmara Filarmónico de Berlim tem-se posicionado, desde a sua fundação, como um dos mais extraordinários coros desta cidade alemã.
Os seus membros são ambiciosos e jovens estudantes de canto, oriundos de todas as regiões da Alemanha, e que combinam o seu amor pela música coral ao mais alto nível numa interpretação inspiradora e significativa.
A experiência dos profissionais, em paralelo com o entusiasmo frenético dos leigos, resulta numa mistura empolgante, na qual todos são estimulados a darem o seu melhor contributo – todos são importantes, ativos e dão forma à música. E assim, as obras dos séculos XVII, XVIII, XIX ou XX soam sempre atuais e vivas. Os programas variados são complementados por obras-primas populares e peças charmosas, quase desconhecidas, apresentando-as numa visão nova e fresca.

TMG acolheu o “Cantar das Janeiras” na Guarda

17 coletividades , cerca de quatro centenas de pessoas

Realizou-se na tarde deste domingo no Grande Auditório do Teatro Municipal da Guarda, o espetáculo de encerramento da “Guarda: A Cidade -Natal”- Vamos Cantar as Janeiras. Participaram 17 coletividades e associações do concelho da Guarda , um total de 350 pessoas que passaram pelo palco do TMG.Os grupos participantes foram: Centro Cultural da Guarda, Grupo Coral de Maçainhas, Grupo Coral Pedras Vivas,Grupo de Cantares A Mensagem de São Miguel, Grupo de Cantares da Faia,Grupo de Cantares da Sequeira,Grupo de Cantares da Rapoula, Grupo de Cantares das Lameirinhas,Grupo de Cantares de Arrifana, Grupo de Cantares “As Cantarinhas” de Famalicão da Serra, Grupo de Cantares do Centro Cultural e Social do Marmeleiro, Grupo de Cantares Sete Vozes de Vila Fernando, Grupo de Cantares “Vozes da Quinta de Gonçalo Martins”,Grupo de Cavaquinhos da Póvoa do Mileu, Grupo de Concertinas Gotinha D’Água de Alfarazes, Rancho Folclórico “Ó da Guarda” do Bento Menni e Rancho Folclórico de Videmonte.
Esteve presente o Presidente do Município da Guarda, Carlos Monteiro e o seu Executivo, no final foi entregue pelo Presidente a cada coletividade um prémio de 250 euros. O valor angariado do espetáculo reverteu para a Aldeia SOS da Guarda.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar