Templates by BIGtheme NET
Home » Educação

Educação

Maria Teresa Maia Gonzalez candidata ao Prémio Literário sueco Astrid Lindgren 2020

Pela quinta vez , a escritora fornense Maria Teresa Maia Gonzalez, vai ser candidata  ao Prémio Literário sueco Astrid Lindgren 2020, juntamente com mais três portugueses António Jorge Gonçalves, Catarina Sobral e Bernardo P. Carvalho .

Esta nomeação foi anunciada na Feira do Livro de Frankfurt, na Alemanha, aliás para a escritora fornense, acaba por ser uma surpresa, porque desta vez não estava à espera de tal designação.

Mas vamos aguardar para ver os resultados finais.

Na 25ª edição do CineEco , “Injustiça” é o grande vencedor

O documentário americano de Cynthia Wade e Sasha Friedlander, Injustiça (Grit), da competição Internacional Longas, é o vencedor do “Grande Prémio Ambiente” do CineEco 2019, que decorreu em Seia de 12 a 19 de Outubro. O storytelling emotivo do filme sobre o ativismo de uma jovem contra uma multinacional indonésia, sobrevivente de um tsunami de lama tóxica que enterrou 16 aldeias em Java Oriental, conquistou o júri do Festival que, este ano, destacou a Emergência Climática como um dos seus temas centrais. Ainda no panorama internacional de longas-metragens mereceram destaque documentários sobre temáticas transversais e atuais sobre a ação do Homem no meio-ambiente. O “Grande Prémio Antropologia Ambiental – Liberty Seguros foi conquistado por Reator Perdido (Lost Reator), documentário alemão sobre um grupo de pessoas que vivem numa dimensão de tempo pós-Chernobyl paredes-meias com uma Central de Energia Nuclear que nunca chegou a funcionar.

Já o Prémio Educação Ambiental – Associação Mares Navegados foi atribuído a Genesis 2.0, um filme-documentário sobre manipulação genética, tecnologia e criação na busca do “ouro branco” nos limites mais remotos da Sibéria.

O júri do CineEco atribui ainda três Menções Honrosas, aos filmes “O Herói das Ovelhas” (Sheep Hero) de Ton van Zantvoort, documentário que acompanha Stijn, um pastor tradicional forçado a inovar num mundo neoliberal, facto que entra em conflito com a sua visão idealista da vida; “Sonhando um Lugar” o primeiro filme de longa duração de Alfonso Kint, um relato sobre uma família que se reinventou num lugar, numa aldeia sonhada; e ainda a “Walden” de Daniel Zimmermann, documentário no qual o realizador suíço constata o absurdo de um dos princípios económicos que definem o mundo globalizado.

De entre os 80 filmes de mais de 20 países a Concurso na 25ª edição do Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela destacaram-se ainda no Prémio Internacional Curtas Metragens – Turistrela, o filme de animação em stop montion feito com argila intitulado “Pacha Lama Somos Nós: A Cerimónia para Pachamama”. “O Senhor Kubota” e a sua busca pela imortalidade conquistou o “Prémio Televisão”.

“Hálito Azul” de Rodrigo Areias conseguiu arrecadar o “Prémio Camacho Costa Lusofonia” e, no Panorama Regional, o documentário “Pagar a Promessa” de Tiago Cerveira levou o “Prémio Panorama Regional Lusofonia”.

Em ano de Bodas de Prata, entre os dias 12 e 19 de outubro passaram pelas salas do Festival mais de 6.000 espetadores, para além de diretores de festivais de cinema ambiente, realizadores e profissionais de várias áreas.

Foi uma semana dedicada ao melhor do que se faz ao nível da cinematografia de temática ambiental nacional e internacional que contou com a presença, em Seia, de cerca de 40 realizadores de vários países. A edição comemorativa do Festival de Seia conseguiu agregar, uma vez mais, uma vasta oferta de atividades paralelas como as eco-talks, as oficinas de educação ambiental, uma residência artística audiovisual e chamou até si a centralidade do debate internacional sobre as questões ligadas à Emergência Climática e Educação Ambiental, no II Fórum Internacional de Festivais de Cinema Ambiente.

O CineEco prova ser um Festival de resistência. Estes 25 anos representam para o Município de Seia uma afirmação do seu papel no âmbito da promoção da Educação para o Ambiente e promoção turística, bem patente no número crescente de público e participantes nacionais e internacionais que todos os anos visitam e por cá ficam durante a semana do Festival”, concretiza Mário Branquinho.

O CineEco fecha as portas no grande ecrã em Seia, mas entra em itinerância ao longo deste ano nas suas extensões por todo o país, incluindo Madeira e Açores, “prova de que este Festival tem conquistado um número crescente de públicos de várias idades sendo um polo aglutinador de cinema e educação ambiental no País, tendo no CineEco o seu mediador comum”, ressalva o diretor do Festival.

O Festival Internacional de Cinema Ambiental regressa a Seia, em 2020, entre os dias 10 a 17 outubro

Fornos de Algodres: Sensibilização das crianças para cuidar do ambiente

Teve lugar recentemente uma ação de sensibilização ambiental nas Escolas Básicas do 1ºCiclo no concelho de Fornos de Algodres.

Deste modo,  o ano hidrológico teve início a 1 de outubro e termina a 30 de setembro, face a isso, Bruno Costa, vereador do Município de Fornos de Algodres deslocou-se às Escolas de Figueiró da Granja e Fornos de Algodres, para dar ênfase para a  importância que os alunos têm no dia- a- dia e a influência que exercem na família e amigos. A mudança de atitudes que se começam a constatar no  Concelho, tem por base a Educação Ambiental na Escola e no trabalho de todos os professores.

Para incentivar as  crianças a terem ainda melhores práticas ambientais, foi entregue um “kit ambiental” composto por: um EcoSaco; uma EcoGarrafa, um EcoJogo e três EcoAutocolantes.

Parque infantil nasce na requalificação de Fornos Gare

Foi recentemente construído em Fornos Gare, um novo parque infantil, esta obra integrada na requalificação desta zona da vila de Fornos de Algodres, onde anteriormente já tinha sido requalificada a fonte , o tanque e Ecopontos muito úteis para esta comunidade.

Digamos que esta zona já foi um dos ex- libris da vila, pela muita população que ali morava e pelo comércio que esta zona detinha perto da Estação da CP.

Agora muitas requalificações são necessárias para esta zona da vila possa ganhar muita vida , uma vez que muitas casas degradadas se encontram por ali e os proprietários deviam olhar para esta zona com olhos mais futuristas e de desenvolvimento turístico.

Esta foi uma obra executada pelo Freguesia de Fornos com o apoio do Município local.

Música e Ciência no Instituto Politécnico da Guarda

No âmbito do programa Música e Ciência, a Orquestra Metropolitana de Lisboa vai realizar no Instituto Politécnico da Guarda (IPG), no próximo dia 22 de outubro, um Concerto/Conferência.
O Programa “Música e Ciência” é um projeto do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior em parceria com a AMEC|Metropolitana. 
O programa desta iniciativa integra uma conferência pelo Prof. Carlos Fiolhais, intitulada “De Carl Philipp Bach a Joseph Haydan: muda a Música e muda a Ciência”.O Concerto/Conferência decorrerá, a partir das 14 horas, no Auditório dos Serviços Centrais do IPG.

CIM Dão e Lafões lança projeto – ‘O Futuro é Amanhã

O projeto “O Futuro é Amanhã”, que está a chegar à comunidade escolar, é dirigido aos estudantes das escolas dos 14 municípios que compõem a Comunidade Intermunicipal, professores e famílias, e prolonga-se até ao final do presente ano letivo, com momentos e atividades diversificadas. O projeto tem uma mascote, chamada Átmos, que irá interagir com os alunos nas diversas atividades a realizar.

O projeto – ‘O Futuro é Amanhã’ – já está a ser trabalhado conjuntamente com todas escolas da região e vai ser lançado publicamente, junto da comunidade educativa, a 14 de outubro. Serão envolvidas cerca de 138 turmas e pretende-se abranger, de forma direta, mais de 4.000 alunos do 1.º, 2.º e 3.º ciclos de escolaridade.
“Queremos motivar os professores e os alunos a participarem ativamente no processo de reflexão, debate e divulgação da problemática das alterações climáticas, de modo a que possam adotar atitudes e comportamentos, no quotidiano, que atenuem e mitiguem os impactos negativos das alterações climáticas no território Viseu Dão Lafões”, refere Nuno Martinho, Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões.
Para o conseguir, Nuno Martinho considera que é necessário consolidar e divulgar os resultados constantes no PIAAC Viseu Dão Lafões e mobilizar e captar a comunidade escolar para o processo e para o tema das alterações climáticas.

Agrupamento de Escolas de Fornos Algodres recebeu Selo Escola Saudável

 

Recentemente, a Escola Básica e Secundária de Fornos de Algodres recebeu  o galardão “Escola Saudável” – nível intermédio, para receber esta distinção, esteve presente Artur Oliveira, Diretor do Agrupamento de Escolas, Fernanda Cunha, Coordenadora da Equipa de Educação para a Saúde, numa cerimónia realizada na Escola do Cerco , no Porto.

Este galardão foi criado sob desígnio da Direção-Geral da Educação e no âmbito do Programa de Apoio à Promoção e Educação para a Saúde (PAPES), o galardão Selo Escola Saudável visa o reconhecimento das escolas que integram e assumem nas suas práticas quotidianas a promoção da saúde e do bem-estar da comunidade educativa. Através de diferentes ações/projetos, estas escolas procuram contribuir para a promoção de relações interpessoais saudáveis, envolvendo toda a comunidade educativa, buscando uma imagem mais positiva da escola.
Foi atribuído o Selo Escola Saudável de nível II, categoria intermédia numa escala de três, percetível nos 2 corações sorridentes visíveis no dístico. Este logotipo poderá passar a constar dos documentos oficiais da escola. Assim este Agrupamento fornense entende que o grau agora atribuído, válido por dois anos letivos, seja um incentivo a alcançar o nível superior.
Sendo certo que a SAÚDE, é muito mais que não ter doenças, urge continuar a desenvolver atividades que promovam o bem-estar físico, mental e social, conducentes a uma harmoniosa convivência entre todos os elementos da comunidade educativa e promotoras de um correto crescimento pessoal e cívico.

 

Seia acolhe II Fórum Internacional de Festivais de Cinema de Ambiente (FIFCA)

O II Fórum Internacional de Festivais de Cinema de Ambiente (FIFCA) vai acontecer este ano em Seia.

A conferência acontece dia 12 de outubro, sábado, às 09h30, no mesmo dia em que também arranca oficialmente a grande festa do Cinema Ambiental, o CineEco, na Casa da Cultura de Seia às 21h30.
Todas as atenções centram-se ao longo do dia 12 (sábado), neste que é um dos grandes eventos paralelos do CineEco. O Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE) será o centro do debate internacional sobre a educação territorial e ambiental através do cinema, a emergência climática e sobre o papel das novas gerações nas alterações do clima. A cerimónia de abertura acontece às 09h30 com a presença dos representantes das entidades oficiais. Pelo CISE vão assegurar presença vários cineastas, documentaristas, diretores de Festivais de Cinema Ambiental, jornalistas, ativistas, profissionais de várias áreas da cultura à educação, estudantes e população em geral interessada.
Depois do sucesso do ano passado, “o Fórum consolida Seia como a cidade que chama até si a centralidade do debate internacional, além de acentuar a importância dos festivais de cinema ambiental na consciencialização e na educação das populações”, sublinha o diretor do CineEco, Mário Branquinho.
De destacar a presença do fotógrafo e ativista norte-americano, Timothy Bouldry. Viaja pelo mundo a fotografar as lixeiras e a ‘colecionar’ histórias verdadeiramente marcantes sobre os recolectores de lixo e de ‘tesouros’ que outros escolhem deitar fora. Através do Right Path Project 501c3, Bouldry tem vindo a encontrar soluções para a mudança de vida de algumas das pessoas que fotografa e se cruza nas lixeiras, quer seja na “La Chureca”, Nicarágua, ou no bairro de Escuintla na Guatemala, no Uganda, na Índia, Honduras ou em campos de refugiados sírios. De relevar ainda o regresso a Portugal da documentarista e jornalista Bárbara Veiga. A autora do livro “7 anos, em 7 mares” já cruzou oceanos, atuou em causas socio-ambientais em mais de 80 países e visitou as mais inóspitas paragens em todo o mundo. Veiga dedica a sua vida a trabalhar em causas ambientais para Greenpeace, Sea Shepherd e Avaaz.
Na conferência do dia 12 assegura igualmente presença de Kalyanee Mam, realizadora da curta-metragem vencedora da 6ª edição do GFN Award, “Mundo Perdido” (“Lost World”), anunciado em setembro na apresentação oficial do CineEco.
O Fórum conta com 2 painéis de debate: o painel da manhã será moderado por Francisco Teixeira da Agência Portuguesa do Ambiente e o da tarde por Helena Freitas, do Centro de Ecologia Funcional, cátedra UNESCO em Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável. Estão ainda confirmadas as intervenções de Eleonora Izunsa, membro da direção da GFN e co-diretora do Festival de Cinema Ambiental- Cinema Planeta do México; Bruno Manique do Centro Portugal Film Comission; Norberto Santos, coordenador do Grupo de Turismo, Património e Território – CEGOT da Universidade de Coimbra; Paula Sobral, presidente da Associação Portuguesa de Lixo Marinho; Francisco Ferreira, presidente da Associação ZERO e da FCT-NOVA.
A participação no Fórum é gratuita. Qualquer interessado deverá apenas efetuar a pré-inscrição no site oficial do CineEco. Os dias 13 e 14 de outubro serão respetivamente dedicados, em exclusivo, a um passeio turístico para convidados do CineEco e membros da rede de Festivais de Cinema Ambiente e à Assembleia Geral da GFN.
Refira-se que, a II edição do Fórum Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela conta com o apoio à organização da ZERO Associação Sistema Terrestre Sustentável e do Centro de Ecologia Funcional (CEF).
O Festival CineEco inclui nesta sua edição comemorativa dos 25 anos uma Seleção Oficial de 80 filmes, de 20 países, que abordam questões inerentes ao Ambiente e à Emergência Climática, uma reflexão geral sobre o impacto da ação do Homem na Terra. O CineEco acontece entre os dias 12 e 19 de outubro e continua a ser um evento gratuito e, este ano, volta a contar com uma vasta programação paralela a reter.
A organização do Festival deu ênfase ao elevado potencial de networking que existe durante toda a semana. Desta feita, além de exposições, instalações artísticas indoor e outdoor, um cine-concerto, workshops e oficinas de educação ambiental, Residências artísticas, provas de vinho e de gastronomia local, estão asseguradas as Eco-talks, pontos de encontro e discussão para troca de experiências, oportunidades e contactos entre profissionais especializados nas áreas do “Ambiente” e do “Audiovisual”, realizadores, diretores de cinema e participantes em geral. Também a iniciativa Escolas no CineEco regressa este ano. Crianças e jovens, desde o pré-escolar até ao ensino secundário e profissional, terão a oportunidade de visualizar filmes e conversar com alguns dos mais de 30 realizadores e diretores presentes nesta 25ª edição do Festival.

IX Encontro de Grupos de Cantares Tradicionais na Guarda

Vai ter lugar na cidade da Guarda, numa organização do grupo de Cantares A Mensagem do Núcleo Desportivo e Social da Guarda, o IX Encontro de Grupos de Cantares Tradicionais da Guarda.
Para além, do grupo local foram convidados, o Grupo de Cantares da Freguesia de Vila Seca – Condeixa-a-Nova, e o Grupo de Músicas e Cantares da Várzea – Góis.
Evento a ter a sua realização  no auditório do Paço da Cultura da Guarda, no centro  da cidade,numa tarde recheada de música, partilha cultural, de tradições e recordações.

Legislativas 19- Abstenção pode passar os 50%

Após o fecho das urnas, surgem os primeiros números da noite , apesar de ser uma sondagem, neste caso, o valor da Abstenção ronda entre os 47,5% e os 51,5%.

Tudo isto pode indicar que os candidatos não foram de certa forma convincentes no que toca a fazer mover as pessoas a votar.

este é um indicador que algo tem de ser alterado no futuro para o próximo ato eleitoral.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar