Templates by BIGtheme NET
Home » Educação (page 20)

Educação

Corrida Mais Bela de Portugal em Gouveia

Gouveia vai  ser palco da  realização de mais uma caminhada/corrida noturna, organizada pelo Noticias de Gouveia, jornal centenário em conjunto com a ABPG – Associação de Beneficência Popular de Gouveia, Associação de Atletismo da Guarda e em parceria com os Galhardos Runners, dia 22 de dezembro é a data escolhida.

De recordar que a Corrida Mais Bela de Portugal, que já vai para a sua terceira edição, foi a primeira corrida noturna com caráter de competição e federada, a surgir no distrito da Guarda. Este ano a vertente solidária é dedicada ao CERVAS.

A prova vai ter início , às 20h00, em Gouveia, como forma de assinalar os 104 anos de vida do jornal e com a novidade de se realizar em plena época natalícia, o que vai reforçar o epíteto de Corrida Mais Bela de Portugal,  Beatriz Moura e Márcia Torres Cabral são as embaixadoras do evento.

António Fragoso da Associação de Atletismo da Guarda reforça a importância de promover a já emblemática iniciativa do NG, na época natalícia. “Há cada vez menos S. Silvestres no distrito da Guarda, na altura do Natal, não temos nenhuma prova, aliás só temos Pinhel e Loriga mas mais para o final do mês”, salienta o responsável.

Num percurso rápido pelas ruas da Cidade, sem fugir a algumas escadarias, esta prova terá a modalidade de caminhada (aproximadamente 5 km) e de corrida (10 km). Em ambos os casos, o custo de inscrição é de apenas 5 euros. Por cada inscrição, será doado 1 euro ao CERVAS – Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens, que durante o evento procederá à libertação de uma coruja do mato.

Na vertente de corrida, haverá prémios monetários para os primeiros 3 classificados masculino/feminino, assim como medalhas para os 10 primeiros a passar a meta, além da curiosa atribuição de um prémio monetário para o último a chegar.

A prova competitiva tem o seu começo agendado para as 21h. Já a caminhada começa uma hora antes, às 20h. As inscrições podem ser feitas na redação do jornal ou no site amaisbela.pt onde estará também disponível para consulta o regulamento da prova competitiva e da caminhada.

As Estrelas da Mondeguinho e o Chocolate quente da Chocolate Eu & Tu Gouveia serão também o mote para o convívio inerente à prova e caminhada que, tem igualmente, o patrocínio da OMB – Grupo Óptico, Monkey Spirit, Licatel e Tasquinha de S. João.

O Padre Rafael Neves abençoará a partida da prova e Paulo Marques será o DJ e speaker do evento.

 

“Pequenos “Bombeiros Pinhelenses foram plantar árvores

Com a floresta casa vez mais devastada, anualmente os soldados da paz, vão fazendo etapa de reflorestação e assim aconteceu este ano com os Bombeiros Voluntários Pinhelenses.

Na primeira fase foram os mais velhos e nesta segunda fase os mais novos, ainda a estagiar para serem o futuro desta instituição, ajudaram a plantar novas arvores, , juntamente com a comunidade, no sentido de no futuro , existir uma floresta mais forte.

Nelas recebeu a visita da Secretária de Estado Adjunta e da Educação Alexandra Leitão

Nelas recebeu a visita da Secretária de Estado Adjunta e da Educação Alexandra Leitão, que acompanhada pelo Presidente da Câmara e da Assembleia Municipal e por todos os responsáveis do Município desta área, esteve durante esta terça-feira, dia 20 de Novembro, em visitas, contactos  e reuniões, e a inteirar-se da situação da educação no Município de Nelas.

Assim durante a manhã, procedeu à inauguração das obras de requalificação da Escola do 1º Ciclo do Ensino Básico de Vilar Seco, escola onde foram feitas obras de valor superior a 150 mil euros, financiadas por fundos europeus em cerca de 83 mil (no âmbito do Centro 2020 e do PT2020) estando o restante a cargo da Câmara Municipal, obras essas no essencial relativas à melhoria da eficiência energética, com mudança de caixilharias, alteração da climatização e iluminação (em grande medida alimentada por painéis fotovoltaicos) e em geral de todas as condições de conforto do interior das instalações. À inauguração compareceram representantes das entidades financiadoras (Isabel Damasceno da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro e Nuno Martinho Secretário Executivo da Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões) bem como a Diretora Regional da Educação do Centro, o Presidente da Junta de Vilar Seco e restante executivo, outros Presidentes de Junta de Freguesia e autarcas. As honras da casa couberam à Diretora do Agrupamento de Escolas de Nelas Olga Carvalho, acompanhada pela restante Direção e pelo Presidente do Conselho Geral, tendo manifestado a sua satisfação pela requalificação realizada, o que fez em seu nome, em nome dos professores e auxiliares e dos pais dos alunos e sobretudo em nome destes. O Presidente da Câmara aproveitou a ocasião para agradecer a todas as entidades o apoio que vêm concedendo à Câmara Municipal nesta como em outras obras, obras essas muitas delas em fase de conclusão, seja em escolas seja em infraestruturas ambientais ou de reabilitação urbana, um pouco por todo o concelho, enaltecendo que é desta forma com escolas de qualidade que se contribui para uma verdadeira igualdade de oportunidades, contribuindo elas até como elemento de atratividade para aqui se instalarem novas famílias. Alexandra Leitão, neste ambiente acolhedor (tanto mais que na escola, alunos, professores e auxiliares estavam de pijama por comemorarem o dia do pijama), reafirmou o empenhamento do Governo na melhoria das condições infraestruturais do setor educativo e enalteceu todo o trabalho da autarquia e do Agrupamento.

De seguida a comitiva deslocou-se à Escola Secundária de Nelas onde teve uma reunião de trabalho (com debate de temas da atualidade educativa mas também com momentos musicais e espirituosos muito bem conseguidos) com os alunos de ciência politica e outras disciplinas, visitou uma exposição de trabalhos alusivos à participação dos mais de 300 portugueses naturais do concelho de Nelas que participaram nas batalhas da Primeira Grande Guerra que se realizaram na Europa e inteirou-se das obras realizadas recentemente ao nível da substituição das coberturas de fibrocimento e das melhorias na biblioteca na Escola Fortunato de Almeida e das necessidades existentes, investimentos esses essenciais, realçou a Diretora do Agrupamento, a prosseguir o ensino de qualidade que se pratica nas escolas do Agrupamento e manutenção dos resultados nacionais alcançados.

O período da tarde foi dedicado a visitar e conhecer a realidade das Escolas do Agrupamento de Escolas de Canas de Senhorim e a Fundação Lapa do Lobo.

Em Canas de Senhorim a Sra. Secretária de Estado, acompanhada já também pelo Diretor do Agrupamento António José Cunha e restantes elementos da Direção e pelo Presidente do Conselho Geral, visitou  o Jardim de Infância e contactou com alunos, educadores e auxiliares, assistindo à apresentação das suas representações artísticas e de seguida deslocou-se para  a Escola Sede do Agrupamento, a Escola Básica do 2º e 3º Ciclos e Secundária, onde a esperavam, bem como á comitiva que a acompanhava desde a manhã, dezenas de alunos do 5º e do 12º ano, simbolicamente o início e o fim do percurso letivo nesta escola, bem como docentes e auxiliares, tendo-se deslocado todos de seguida para a biblioteca , local onde decorreu uma pequena cerimónia de boas vindas, no essencial com apresentação pelo Diretor do Agrupamento da excelência do ensino que se pratica neste estabelecimento de ensino, enfatizando tal realidade nos resultados alcançados nas avaliações nacionais, cerimónia essa carinhosamente acompanhada por momentos artísticos de musica, declamação e representação de alunos de diversos níveis escolares.

Na Fundação Lapa do Lobo o anfitrião foi o Dr. Carlos Cunha Torres que fez questão de acompanhar, quer a visita à Fundação, quer o almoço de trabalho realizado no Município. Cunha Torres e restantes colaboradores da Fundação, com a presença também do Presidente de Freguesia da Lapa do Lobo,  agradeceram a honra da visita e inteiraram a governante de sua extensa atividade já desenvolvida nos últimos sete anos nos Concelhos de Nelas e de Carregal do sal, em particular nas áreas da formação, da cultura e do ensino de múltiplas atividades para públicos de todas as idades, atingindo um universo de utilizadores (foi mais uma vez realçado) de cerca de 20 mil utilizadores dos serviços e atividades da Fundação. Um exemplo a seguir, referiu a Secretária de Estado, enaltecendo todo este trabalho e o apoio e parcerias com o ensino publico no sentido de propiciar em todo o território nacional oportunidades de realização pessoal e profissional aos jovens e ás populações.

Por:M:N

Peças de mobiliário feitas pelos clientes do CAO em Fornos de Algodres

Na APSCDFA vai funcionando um atelier de carpintaria do Centro de Atividades Ocupacionais, onde os seus clientes vão usando as suas capacidades para trabalhar as madeiras.

Assim vão construindo aos poucos, diversas peças de mobiliário, esta última foi com paletes que foram generosamente oferecidas pela Casa Gomes – Materiais de Construção, de Fornos de Algodres.

Face a isso, foi possível transformar estas simples paletes em peças de mobiliário, como está visível na imagem, este bonito banco de jardim.

Como este atelier está sempre em movimento, é feito o apelo a quem tenha paletes que não utilize as entregue na APSCDFA que este grupo de pessoas estará pronto a transforma-las em peças de mobiliário interessantes.

Foto:APSCDFA

Licença Digital da Plataforma Escola Virtual da Porto Editora para todos os alunos do 4º e 9º ano de escolaridade oferecida pelo Município de Fornos de Algodres

Os alunos do Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres , do 4º e 9º ano de escolaridade, foram premiados com as licenças digitais da Plataforma Escola Virtual da Porto Editora .

Nesta iniciativa do Município, esteve presente Manuel Fonseca, Presidente da Câmara e o seu executivo, assim como Artur Oliveira,

Segundo o executivo referiu no site do Município, que a educação é uma das prioridades deste executivo , com o objetivo de desenvolvimento estratégico do do concelho.

Citaram ainda que, longo dos últimos anos têm procurado, em conjunto com a comunidade educativa, desenvolver e apoiar projetos e atividades que proporcionem a todas as crianças condições de excelência ao nível da aquisição de conhecimentos, mas também e sobretudo, condições de excelência para o seu desenvolvimento social.

Assim no seguimento desse trabalho que decidiram lançar um projeto piloto no concelho, o projeto Escola Virtual da Porto Editora.

A aposta neste projeto tem como objetivo dotar alunos, pais e professores de novas ferramentas (+ recursos educativos, + ferramentas para criação de aulas interativas) que estamos em crer contribuirão, não só para a melhoria da qualidade da aprendizagem, mas também para a adaptação das  crianças a um novo mundo, claramente marcado pela revolução tecnológica em curso.

 

Decidiram deste modo, implementar gratuitamente este projeto no ano letivo 2018/2019 para todos os alunos do 4º e 9º ano de escolaridade, na expetativa que os bons resultados gerados pela implementação do mesmo, conduzam o Município à sua gradual generalização aos outros níveis de ensino.

Desta forma, o Município, solicita a todas, as crianças, pais/encarregados de educação e professores, que utilizem e avaliem esta nova ferramenta que permite enriquecer o processo de aprendizagem.

Mobilidade urbana dos idosos da Guarda objeto de estudo

 

Recentemente nos dias 14 e 15 de novembro, teve lugar em Pamplona (Espanha) a primeira reunião de trabalhos do referido projeto que é liderado pela Universidade de Navarra (Espanha), ao qual se associou uma equipa de investigadores Portugueses liderada pela professora Maria João Guardado Moreira da Unidade de Investigação Age.Comm do Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB); deste grupo de investigadores fazem também parte dois docentes do Instituto Politécnico da Guarda (IPG), Carolina Vila Chã e Nuno Serra.

A equipa de investigação é constituída por investigadores da área da geografia, arquitetura, gerontologia, saúde e atividade física e tem como missão estudar espaços urbanos, cujos desníveis topográficos podem dificultar a mobilidade das pessoas idosas, limitando-as na utilização dos espaços e dos serviços e, consequentemente, condicionando-as no envolvimento de ações promotoras de um envelhecimento ativo.

Em Portugal, será efetuado um levantamento dos meios urbanos portugueses com maiores desníveis topográficos e serão identificados os bairros com população mais envelhecida. Também será realizado um levantamento dos tipos estruturas de mobilidade verticais (elevadores, escadas, passadeira rolantes de utilização pública) e estudado o impacto que estas têm a mobilidade e participação social das populações mais envelhecidas que os utilizam.

Pelas suas características topográficas, a Guarda e Covilhã serão as cidades estudadas em maior detalhe; pretende-se compreender e estudar o impacto destas barreiras na mobilidade e qualidade de vida dos idosos, apresentando-se posteriormente soluções adequadas aos bairros estudados.

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) é uma das instituições que integra o projeto transfronteiriço MOVE-AGED, aprovado pelo Centro Internacional sobre o Envelhecimento (CENIE), no âmbito do programa INTERREG Espanha-Portugal.

A participação do IPG visa primordialmente contribuir para a compreensão do impacto fisiológico e biomecânico dos desníveis topográficos na mobilidade e perceção de esforço dos idosos, tendo por base os seus níveis de funcionalidade.

Dia Internacional para a Eliminação de Todas as Formas de Violência contra as Mulheres

De 19 a 30 de novembro, Mangualde alerta a sociedade para os vários casos de violência contra as mulheres. Para tal, irá promover um conjunto de atividades dirigidas a diferentes públicos, assinalando assim o Dia Internacional para a Eliminação de Todas as Formas de Violência contra as Mulheres. Uma exposição e uma sessão de sensibilização, são as ações promovidas em prol da causa.

A sessão de sensibilização acontece no dia 23 de novembro, pelas 14h30, nas instalações do CIDEM, e é aberta a toda a comunidade. Intitulada “Eliminação da Violência contra as Mulheres”, e proferida por Carla Santos, coordenadora do NAVVD, Diretora técnica do Centro de Acolhimento de Emergência de Viseu e Técnica de Apoio à Vítima, pretende chamar a atenção para a urgência da eliminação da violência de gênero, educar os jovens para a promoção de relações de intimidade saudáveis e mobilizar a sociedade, reunindo várias perspetivas e olhares sobre a violência doméstica dos profissionais que apoiam diretamente estas vítimas.

A exposição estará patente de 19 a 30 de novembro, no átrio da Câmara Municipal.

 Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres

Celebra-se todos os anos a 25 de novembro e visa alertar a sociedade para os vários casos de violência contra as mulheres, nomeadamente casos de abuso ou assédio sexual, maus tratos físicos e psicológicos.

Em 1999, as Nações Unidas (ONU) designaram oficialmente o dia 25 de novembro como Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres. Desde então, a data tem sido celebrada mundialmente, uma homenagem a Tereza, Mirabal-Patrícia e Minerva, presas, torturadas e assassinadas em 1960, sob a chefia do ditador da República Dominicana Rafael Trujillo.

 O Núcleo de Atendimento às Vítimas de Violência Doméstica (NAVVD) do Distrito de Viseu foi criado em outubro de 2006. No âmbito da política de prevenção e combate à violência doméstica do XVII Governo Constitucional, foi constituída prioridade a criação de uma Rede Nacional de Núcleos de Atendimento a mulheres e menores que vivem em situação de violência, uma política à qual se juntou a vontade da Casa do Povo de Abraveses, em outubro de 2009, em Cooperação com a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG), Governo Civil e Centro Distrital de Segurança Social de Viseu.

No dia 06 de janeiro de 2011, o protocolo inicial que deu origem ao Núcleo de Atendimento de Vítimas de Violência Doméstica do Distrito de Viseu, foi alargado a mais 8 instituições públicas e privadas, no sentido de conjugar esforços e recursos para responder de uma forma célere e eficaz às necessidades psicossociais das vítimas de violência doméstica, criando uma rede social de apoio integrado.

O Município de Mangualde não quis deixar passar este dia sem chamar a atenção da população para um flagelo que todos devemos combater, convidando toda a população a integrar as atividades.

Conferências da Guarda

O Município da Guarda leva a efeito a 21 de novembro (quarta-feira) a edição de inverno das Conferências da Guarda que desta vez irão debater a “Mobilidade Urbana Sustentável”.

A iniciativa decorre nos Paços do Concelho a partir das 14h30 e está dividida em três painéis, estando a abertura a cargo do presidente da Câmara da Guarda, Álvaro Amaro e do secretário de Estado Adjunto e da Mobilidade, José Gomes Mendes.

Fornos de Algodres acolhe Encontro das Assistentes Sociais

Vai ter lugar na vila de Fornos de Algodres, a terceira edição do encontro de assistentes sociais do Distrito da Guarda, este sábado, 17 de novembro.

Vai realizar-se no Centro Cultural Dr.António Menano, com início ás 10 horas, com a receção e sessão de abertura.

Segue-se o 1º painel, com o tema Empower ´us , “Que futuro?, ainda vão ser escolhidos os representantes  concelhios do Empower ´us,  depois vai ter a apresentação do concurso Empower ´us, Ver e Ser Visto.

Por fim o almoço convívio.

“Bandas Filarmónicas: da rua para os palcos” vai ser debatido em Mangualde

Mangualde acolhe, no próximo dia 1 de dezembro, um grande debate da Região Viseu-Lafões sobre “Bandas Filarmónicas: da rua para os palcos”. O que tem mudado nas bandas filarmónicas? Como é que as novas tecnologias e saberes têm influenciado os músicos e as suas bandas? Em que medida a profissionalização do

músico alterou as vivências e objetivos das bandas? Que desafios surgem na atualidade? Que consequências têm na sustentabilidade das associações? Estas são as perguntas que irão para o centro da mesa deste debate. Entre encontro será organizado e moderado pela investigadora Margarida Cardoso e terá lugar no Auditório da Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde, pelas 16 horas. A entrada é livre.

 O projeto “A nossa música, o nosso mundo: bandas filarmónicas, associações musicais e comunidades locais (1880-2018)”, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, e desenvolvido pelo INET-md (Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança) da Universidade de Aveiro, dinamiza este debate pois pretende assim ouvir dirigentes, maestros e músicos sobre estas e outras questões.

Pretendem com este debate juntar as “vozes” de todos aqueles que se encontram ligados ao associativismo representado pelas bandas filarmónicas, representantes do poder local, dirigentes de federações e institutos que suportam as mesmas, diretores, maestros, músicos e público interessado.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar