Templates by BIGtheme NET
Home » Educação (page 5)

Educação

Misericórdia de Mangualde celebrou Dia da Mulher

O Dia da Mulher  foi comemorado na Misericórdia da Mangualde. “Fizemo-lo num contexto de consciencialização do seu significado e do longo caminho que ainda é necessário percorrer a nível mundial para acabar com o desequilíbrio de direitos entre as diferenças de género”, salientou o Provedor José Tomás.
A celebração foi assinalada com um gesto simples mas repleto de significado, consubstanciado na oferta de uma flor a todas as utentes e colaboradoras da Instituição.
Ao assinalar este dia, a instituição procurou distinguir e engrandecer a luz que toda mulher representa, com os afetos necessários para dar e receber toda a energia que elas carregam.

Por:Misericórdia Mangualde

FIT Guarda celebra 5 anos celebrando Portugal

A Feira Ibérica de Turismo decorrerá entre 28 de abril e 1 de maio na Guarda. O Município assinala os cinco anos da FIT celebrando Portugal que será o país convidado. Recorde-se que o nosso país foi eleito o “Melhor Destino Turístico do Mundo” em 2017. Realce também para Salamanca, Cidade Património Mundial pela UNESCO, e destino Turístico de Espanha em destaque na FIT. Nesta edição, de realçar também a aposta na área de negócio e dos contactos entre agências do setor e buyers interessados nos destinos turísticos da Península Ibérica, numa colaboração estreia com o Turismo de Portugal.

Por:MG

Aula de hidroginástica gratuita para as mulheres em Mangualde

Em Mangualde,  o Dia Internacional da Mulher,vai ter uma iniciativa da Câmara Municipal , que irá realizar uma aula de hidroginástica gratuita para todas as mulheres.

A aula, inserida na ação “Mangualde em Movimento”, será no próximo domingo dia 11 de março, das 10h00 às 11h00, e vai decorrer nas Piscinas Municipais de Mangualde.

 A atividade é gratuita, mas com inscrição obrigatória na secretaria das Piscinas Municipais ou através de email desporto@cmmangualde.pt

Por:Mun.Mang.

Boa adesão na ação de sensibilização das limpezas das florestas em Infias

Diariamente acontecem ações de sensibilização sobre a as limpezas dos terrenos e os deveres e regras que as comunidades devem seguir, assim acompanhamos a ação em Infias, concelho de Fornos de Algodres onde a comunidade compareceu em massa no sentido de esclarecer dúvidas sobre o tema.

No concelho de Fornos de Algodres todos as freguesias tem a oportunidade de esclarecer com a preleção do Técnico do Gabinete Florestal , Eng. Lopes e agentes da GNR.

Face a isso, deixamos algumas regras e conselhos a ter em conta:

•  Limpar o mato e cortar árvores numa faixa mínima de 50 metros à volta das edificações ou instalações (habitações, estaleiros, armazéns, oficinas, fábricas ou outros equipamentos) inseridas nos espaços rurais ou florestais.

•  Limpar o mato e cortar árvores 100 metros nos terrenos à volta das aldeias, parques de campismo, parques industriais, plataformas de logística e aterros sanitários;

• Limpar as copas das árvores 4 metros acima do solo e mantê-las afastadas pelo menos 4 metros umas das outras;

•  Cortar todas as árvores e arbustos a menos de 5 metros das casas e impedir que os ramos cresçam sobre o telhado.

A que zonas se aplica?

A zonas rurais e florestais, incluindo as confinantes com áreas urbanas. O objetivo é garantir sempre a existência de uma faixa de proteção de 100 metros em torno dos aglomerados populacionais. A gestão de combustível deve ser feita inclusivamente nas áreas de interface entre a floresta e as áreas urbanas, consideradas de elevado risco.

Devo cortar todas as árvores junto à casa?

Não precisa de cortar árvores que estejam podadas e localizadas a mais de cinco metros da casa.

E as árvores de fruto?

Este é um dos pontos que mais dúvidas suscita. O Governo esclarece a questão da seguinte forma: “As árvores de fruto não têm de ser cortadas, se estiverem inseridas numa área agrícola ou num jardim”.

O que está estipulado em relação aos pinheiro e eucaliptos?

Se estiverem a menos de cinco metros das casas têm de ser cortados. Se estiverem situados a pelo menos 50 metros das casas, as copas dos pinheiros ou dos eucaliptos devem estar afastadas 10 metros umas das outras. Caso contrário precisam de ser cortados.

E as árvores de espécies diferentes de pinheiros e eucaliptos?

Devem ser cortadas as árvores que estejam a menos de 5 metros das casas. Numa distância de 50 metros, a contar das casas, as copas das árvores devem estar afastadas 4 metros umas das outras. Se não cumprirem esta distância, têm de ser cortadas.

Como devo fazer a limpeza das copas?

Deve limpar as copas 4m acima do solo, independentemente da espécie. Se a árvore tiver menos de oito metros, basta limpar metade.

Pode-se cortar qualquer tipo de árvore?

Não. Além das árvores de interesse público, que têm de ser protegidas, outras espécies, entre as quais o sobreiro e a azinheira, são legalmente protegidas e só podem ser cortadas com autorização do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Quem tem de limpar os terrenos?

Os titulares das explorações, ou seja, proprietários ou arrendatários; o Estado, na qualidade de proprietário; e empresas responsáveis pelas redes rodoviária, ferroviária, elétrica, entre outras, como as gestoras de áreas industriais, parques de campismo, centros logísticos e outras infraestruturas. O proprietário pode optar por contratar uma empresa que o faça. Apesar de não ser necessária certificação específica para a realização de limpezas aos terrenos, é aconselhável optar por empresas que tenham técnicos habilitados e equipamento adequado.

E se os terrenos não estiverem limpos até ao fim do prazo?

Entre 15 e 31 de março, a GNR fará  um levantamento dos terrenos por limpar. Os responsáveis pelos terrenos que não tenham cumprido as regras vão ser identificados e multados. A partir de abril, a responsabilidade pela limpeza dos terrenos passa a ser das Câmaras Municipais. Até 31 de maio as autarquias farão a limpeza dos terrenos, mas os proprietários serão obrigados a permitir o acesso aos seus terrenos e a pagar à Câmara o valor gasto na operação.

De que forma estas medidas protegem os cidadãos?

A propagação de incêndios é mais difícil em terrenos que foram limpos. Isto significa que as habitações e toda a envolvente ficam mais seguras e protegidas. Simultaneamente, há uma melhoria dos acessos, para que os bombeiros cheguem mais depressa e em segurança ao local.

Mais alguns conselhos

Mantenha-se informado em relação ao risco de incêndio na sua área de residência, garanta que as mangueiras e o sistema de rega estão a funcionar, limpe os telhados e coloque rede de retenção de fagulhas na chaminé. Deve ainda manter afastados da casa pilhas de lenha, botijas de gás ou outras substâncias explosivas e sobrantes da exploração agrícola ou florestal.

A medida pretende prevenir os incêndios e preservar as florestas, mas também sensibilizar os cidadãos para o facto da vida das suas famílias e a segurança dos seus bens dependerem dos seus gestos. O que importa é contribuir ativamente para que Portugal não volte a viver o ‘inferno’ que viveu em junho e outubro de 2017. De resto, aconselhamos a que esclareça as suas dúvidas e obtenha mais informações ligando o 808 200 520 e através da consulta do DL n.º 124/2006.

Por:AP/CC

 

Ação de sensibilização “Os Perigos da Internet” em Fornos de Algodres

Vai realizar-se no próximo dia 14 de março, quarta-feira, pelas 18 horas, no âmbito do Plano de Formação/Informação,  a ação de sensibilização “Os Perigos da Internet” sob a orientação do destacamento da G.N.R. de Gouveia(S.P.E.), uma iniciativa da Creche do Pólo de infância e Juventude da APSCDFA,  destinada aos pais e a todos aqueles que acharem o tema pertinente, a realizar em Fornos de Algodres.

As inscrições estão abertas a todos através do 271708191 ou na Creche da APSCDFA.

Exposição”Mulheres com Alma” em Pinhel

No Dia Internacional da Mulher, dia 8 de março, o Município de Pinhel inaugura uma exposição de fotografia intitulada “Mulheres com Alma”.

Às 18.00h, junte-se a nós no Castelo de Pinhel e venha conhecer “mulheres de ontem, mas também de hoje, mulheres pinhelenses que quisemos registar para que possam ser mulheres do amanhã”.

Por:MP

Fornense Maria Teresa Maia Gonzalez lança novo livro

A Fundação AIS e a escritora Maria Teresa Maia Gonzalez vão efetuar o  lançamento do livro «A Tua Dor Dói-me – A Compaixão Cristã», Lisboa, no próximo dia 13 de março, ás 18h.
Com a apresentação de Frei Hermínio Araújo, OFM, sacerdote franciscano, membro da Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos, Capelão da Clínica Psiquiátrica de São José, Assistente Espiritual e Religioso do Hospital do Mar.

Esta obra trata o dom da compaixão, através de reflexões sobre as vidas de homens e mulheres que escolheram livremente seguir Jesus até às últimas consequências e que deixaram marcas indeléveis de compaixão. Foram vidas que tocaram e continuam a tocar a vida de muitos.

“Conforme Ele próprio disse, se vivermos a compaixão, faremos, também nós, milagres. Sim, milagres. Talvez não visíveis de imediato. Talvez não entendidos como tal. Mas eu creio firmemente que, quando nos aproximamos de um ser humano em sofrimento para, desinteressadamente, o acolher e confortar, dão-se sempre milagres.”

PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA
Av. Marquês de Tomar, Lisboa (Sala Cónego Abranches)
Dia 13 de Março pelas 18h

Por:Fund. AIS

Duas dezenas de jovens estudantes do Ensino Superior recebem bolsas de estudo em Mangualde

Pelo segundo ano consecutivo e inserida nas políticas educativas e sociais do Município de Mangualde, a autarquia atribuiu bolsas de estudo a jovens estudantes do Ensino Superior no ano letivo 2017/2018. As 20 bolsas atribuídas, com um valor global de 10.000€, são entregues a residentes no concelho que concluíram com sucesso o ano letivo anterior, e que ajudam a suportar os encargos correspondentes à frequência de cursos universitários.

A medida visa estimular e motivar os jovens na sua formação pessoal e académica e apoiar financeiramente todos aqueles que, não obstante as suas capacidades, têm rendimentos baixos, adotando, neste sentido, políticas educativas e sociais que promovam a igualdade de oportunidades e a coesão social.

A criação de bolsas de estudo destinadas ao Ensino Superior teve como principal objetivo promover a igualdade de oportunidades e a coesão territorial, estimulando e motivando as/os jovens para a sua formação pessoal e académica. Com esta iniciativa, a Câmara Municipal de Mangualde pretende valorizar a aposta na educação e no ensino, enquanto ferramentas cruciais para a formação de cidadãos conscientes e devidamente informadas/os para enfrentar os desafios profissionais do futuro.

Estas bolsas podem ser renovadas de ano para ano, de acordo com as condições referidas em regulamento próprio, sendo o valor global a atribuir para o ano letivo 2018/2019 de 12 500€.

 

Casa cheia para ver Luis Represas

O Complexo Paroquial de Mangualde encheu-se para mais uma edição do “Sextas da Lua”, desta vez protagonizada por Luís Represas. O concerto, agendado para as 21h30 do passado dia 23 de fevereiro, foi palco da boa música de Luís Represas, que demonstrou ainda um ótimo sentido de humor e uma enorme simpatia pelo público que, após o espetáculo, quis tirar fotografias com o artista.

Luís Repesas fundou, em 1976, a banda Trovante, juntamente com João Gil, João Nuno Represas, Manuel Faria e Artur Costa, um grupo que se viria a revelar um dos mais influentes da música popular portuguesa. Em 1992, os Trovante separam-se e Luís Represas inicia a sua carreira a solo. Também a solo o artista tem conquistado muitos sucessos musicais e continua a ser seguido por muitos fãs.

 

Moita Flores apresenta livro em Trancoso

Francisco Moita Flores apresenta o livro “Mataram Sidónio!” no Centro Cultural de Trancoso, no dia 9 de Março pelas 21h00, durante a Semana da Leitura 2018.

O autor é reconhecido do público pela sua obra literária e pelo seu trabalho como dramaturgo para televisão, cinema e teatro. Tem uma vasta obra publicada e produzida; os romances: Mataram o Sidónio!, A Fúria das Vinhas, o Bairro da Estrela Polar, entre muitos outros.

Considerado pela crítica como o melhor argumentista do país, foi distinguido em Portugal e no estrangeiro pela qualidade da sua obra, foi condecorado pelo Presidente da República com o grau de Grande Oficial da Ordem do Infante pela carreira literária e pública. Colaborador em vários órgãos como comentador tem marcado a sua intervenção pelo rigor e clareza com que aborda os temas da sua especialidade.

Por:Mun.Trancoso

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar