Templates by BIGtheme NET
Home » Distrito da Guarda

Distrito da Guarda

GNR Guarda- Atividade operacional semanal

 

O Comando Territorial da Guarda para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, no distrito da Guarda, na semana de 14 a 20 de outubro, que visaram a prevenção e o combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

 

1.    Detenções: 25 detidos em flagrante delito, destacando-se:

·         Nove por trafico de estupefacientes;

·         Oito por condução sob efeito do álcool.

2.    Apreensões:

·         2000 doses de cannabis;

·         253 doses de haxixe;

·         46 pés de cannabis;

·         33 sementes de cannabis;

·         Nove mil euros em numerário

·         11 munições;

·         Três viaturas.

3.    Trânsito:

Fiscalização : 272  infrações detetadas, destacando-se:

·         112 por excesso de velocidade;

·         24 relacionadas com tacógrafos.

·         17 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;

·         Oito por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório;

·         Sete por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças.

Sinistralidade: 39 acidentes registados, resultando em:

·        Dois feridos graves;

·        11 feridos leves.

4.    Fiscalização Geral: 43 autos de contraordenação:

·         35 no âmbito da legislação da proteção da natureza e do ambiente;

·         Oito no âmbito da legislação policial.

Maria Teresa Maia Gonzalez candidata ao Prémio Literário sueco Astrid Lindgren 2020

Pela quinta vez , a escritora fornense Maria Teresa Maia Gonzalez, vai ser candidata  ao Prémio Literário sueco Astrid Lindgren 2020, juntamente com mais três portugueses António Jorge Gonçalves, Catarina Sobral e Bernardo P. Carvalho .

Esta nomeação foi anunciada na Feira do Livro de Frankfurt, na Alemanha, aliás para a escritora fornense, acaba por ser uma surpresa, porque desta vez não estava à espera de tal designação.

Mas vamos aguardar para ver os resultados finais.

Resultados e Classificação do Campeonato Distrital 1ªDivisão AF Guarda 3ªjornada

 

Gouveia -Estrela Almeida-7-1

Vila Franca Naves-Soito-1-1

SC Celoricense -AD Fornos de Algodres-1-1

SC Mêda -Vila Cortez Mondego-1-0

Vila Nova Foz Côa -GD Trancoso-0-1

SC Vilar Formoso -Aguiar da Beira-2-1

Manteigas- Os Vilanovenses-3-0

 

Classificação: 1º- SC Mêda- 9

2º- GD Trancoso-9

3º-  Manteigas- 9

4º-Soito-7

5º-AD Fornos de Algodres-7

6º- Vila Cortez Mondego-6

7º-SC Vilar Formoso-3

8º- Gouveia- 3

9º- Aguiar da Beira- 3

10º- Vila Nova Foz Côa- 3

11º- SC Celoricense-1

12º- Vila Franca Naves-1

13º- Os Vilanovenses-0

14º-Estrela Almeida-0

Na 25ª edição do CineEco , “Injustiça” é o grande vencedor

O documentário americano de Cynthia Wade e Sasha Friedlander, Injustiça (Grit), da competição Internacional Longas, é o vencedor do “Grande Prémio Ambiente” do CineEco 2019, que decorreu em Seia de 12 a 19 de Outubro. O storytelling emotivo do filme sobre o ativismo de uma jovem contra uma multinacional indonésia, sobrevivente de um tsunami de lama tóxica que enterrou 16 aldeias em Java Oriental, conquistou o júri do Festival que, este ano, destacou a Emergência Climática como um dos seus temas centrais. Ainda no panorama internacional de longas-metragens mereceram destaque documentários sobre temáticas transversais e atuais sobre a ação do Homem no meio-ambiente. O “Grande Prémio Antropologia Ambiental – Liberty Seguros foi conquistado por Reator Perdido (Lost Reator), documentário alemão sobre um grupo de pessoas que vivem numa dimensão de tempo pós-Chernobyl paredes-meias com uma Central de Energia Nuclear que nunca chegou a funcionar.

Já o Prémio Educação Ambiental – Associação Mares Navegados foi atribuído a Genesis 2.0, um filme-documentário sobre manipulação genética, tecnologia e criação na busca do “ouro branco” nos limites mais remotos da Sibéria.

O júri do CineEco atribui ainda três Menções Honrosas, aos filmes “O Herói das Ovelhas” (Sheep Hero) de Ton van Zantvoort, documentário que acompanha Stijn, um pastor tradicional forçado a inovar num mundo neoliberal, facto que entra em conflito com a sua visão idealista da vida; “Sonhando um Lugar” o primeiro filme de longa duração de Alfonso Kint, um relato sobre uma família que se reinventou num lugar, numa aldeia sonhada; e ainda a “Walden” de Daniel Zimmermann, documentário no qual o realizador suíço constata o absurdo de um dos princípios económicos que definem o mundo globalizado.

De entre os 80 filmes de mais de 20 países a Concurso na 25ª edição do Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela destacaram-se ainda no Prémio Internacional Curtas Metragens – Turistrela, o filme de animação em stop montion feito com argila intitulado “Pacha Lama Somos Nós: A Cerimónia para Pachamama”. “O Senhor Kubota” e a sua busca pela imortalidade conquistou o “Prémio Televisão”.

“Hálito Azul” de Rodrigo Areias conseguiu arrecadar o “Prémio Camacho Costa Lusofonia” e, no Panorama Regional, o documentário “Pagar a Promessa” de Tiago Cerveira levou o “Prémio Panorama Regional Lusofonia”.

Em ano de Bodas de Prata, entre os dias 12 e 19 de outubro passaram pelas salas do Festival mais de 6.000 espetadores, para além de diretores de festivais de cinema ambiente, realizadores e profissionais de várias áreas.

Foi uma semana dedicada ao melhor do que se faz ao nível da cinematografia de temática ambiental nacional e internacional que contou com a presença, em Seia, de cerca de 40 realizadores de vários países. A edição comemorativa do Festival de Seia conseguiu agregar, uma vez mais, uma vasta oferta de atividades paralelas como as eco-talks, as oficinas de educação ambiental, uma residência artística audiovisual e chamou até si a centralidade do debate internacional sobre as questões ligadas à Emergência Climática e Educação Ambiental, no II Fórum Internacional de Festivais de Cinema Ambiente.

O CineEco prova ser um Festival de resistência. Estes 25 anos representam para o Município de Seia uma afirmação do seu papel no âmbito da promoção da Educação para o Ambiente e promoção turística, bem patente no número crescente de público e participantes nacionais e internacionais que todos os anos visitam e por cá ficam durante a semana do Festival”, concretiza Mário Branquinho.

O CineEco fecha as portas no grande ecrã em Seia, mas entra em itinerância ao longo deste ano nas suas extensões por todo o país, incluindo Madeira e Açores, “prova de que este Festival tem conquistado um número crescente de públicos de várias idades sendo um polo aglutinador de cinema e educação ambiental no País, tendo no CineEco o seu mediador comum”, ressalva o diretor do Festival.

O Festival Internacional de Cinema Ambiental regressa a Seia, em 2020, entre os dias 10 a 17 outubro

Iran Costa e Banda Índice na “Festa da Castanha”em Folgosinho

Vai ter lugar nos dias 1, 2 e 3 de novembro, a Festa da Castanha, em Folgosinho, numa organização do Município de Gouveia, em parceria com a Junta de Freguesia de Folgosinho, os Baldios de Folgosinho e a Associação FOLGONATUR

A edição de 2019vai ter um programa em torno da Castanha, do Castanheiro e do Souto, que deverá contemplar vários momentos de formação e qualificação de produtores e potenciais produtores, em matérias que merecem a atenção do setor, haverá lugar a espaços de exposição e venda direta de castanha, produtos derivados da castanha e outros produtos gastronómicos típicos desta região de montanha.

No dia 1 de novembro é inaugurada a Festa da Castanha com participação da Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Folgosinho. O Grupo de Concertinas de Folgosinho e a Banda Índice vão animar a noite de sexta-feira.

No sábado, dia 02 de novembro, realizar-se-à, da parte da manhã, um Seminário que vai incidir sobre a temática dos soutos e da floresta e que vai decorrer na Junta de freguesia de Folgosinho. A parte da tarde contará com um workshop de cogumelos selvagens e respetiva saída de campo, seguir-se-à um show cooking e o já tradicional Concurso de Doçaria de Castanha. A noite será abrilhantada pelo concerto de Iran Costa, o responsável por grandes êxitos como “O Bicho”, “Pimpolho”, “Requebra” e “Dança do Quadrado”, que lhe valeram vários discos de platina. Iran Costa dominou tops de venda e playlists e apresenta agora o 25.º cd da sua carreira – “XXV”, que traz sonoridades que convidam o público de todas as idades a cantar e dançar.

No último dia, domingo, está programada uma caminhada com plantação de castanheiros e uma visita guiada ao património histórico de Folgosinho. O Grupo de Cavaquinhos da Universidade Sénior de Gouveia e o Rancho Folclórico Cancioneiro de Folgosinho ficam responsáveis pela animação do evento que encerrará com um magusto comunitário e a tradicional sopa da castanha.

GNR- Atividade operacional das últimas 12 horas

 

 A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre as 20h00 de sexta-feira e as 08h00 de hoje, sábado, que visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

 

  1. Detenções: 17 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 12 por condução sob o efeito do álcool;
  • Um por condução sem habilitação legal;
  • Um por tráfico estupefacientes;
  • Um por posse ilegal de arma.

 

  1. Apreensões:
  • 28 doses de haxixe;
  • Oito doses de heroína.

 

  1. Trânsito:

Fiscalização: 484 infrações detetadas, destacando-se:

  • 121 por excesso de velocidade;
  • 48 por infrações relacionadas com tacógrafos;
  • 34 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 20 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 19 relacionadas com iluminação e sinalização;
  • 16 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório;
  • 12 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • Nove por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças.

 

Sinistralidade: 32 acidentes registados, destacando-se:

  • 02 feridos graves;
  • 06 feridos leves.

Fornos de Algodres: Sensibilização das crianças para cuidar do ambiente

Teve lugar recentemente uma ação de sensibilização ambiental nas Escolas Básicas do 1ºCiclo no concelho de Fornos de Algodres.

Deste modo,  o ano hidrológico teve início a 1 de outubro e termina a 30 de setembro, face a isso, Bruno Costa, vereador do Município de Fornos de Algodres deslocou-se às Escolas de Figueiró da Granja e Fornos de Algodres, para dar ênfase para a  importância que os alunos têm no dia- a- dia e a influência que exercem na família e amigos. A mudança de atitudes que se começam a constatar no  Concelho, tem por base a Educação Ambiental na Escola e no trabalho de todos os professores.

Para incentivar as  crianças a terem ainda melhores práticas ambientais, foi entregue um “kit ambiental” composto por: um EcoSaco; uma EcoGarrafa, um EcoJogo e três EcoAutocolantes.

AF Guarda- Resultados do Distrital Iniciados-Ronda 1

Teve lugar a ronda inicial do distrital de iniciados (Juniores C) da AF Guarda, com seguintes resultados:
Núcleo Desp. Social-Sc Vilar Formoso-2-1
SC Mêda-  Foz Côa-16-0
Seia Fc-UD Os Pinhelenses-4-1
AD Fornos Algodres- GD Trancoso-2-4
Sc Celoricense-Gcr Casal Cinza-3-5
Guarda Unida- ED Gouveia-2-2

Atividade turística no Centro de Portugal em crescimento

Agosto de 2019 foi o melhor mês de sempre para a atividade turística no Centro de Portugal, tanto em número de dormidas e hóspedes, como nos proveitos hoteleiros. Números dados hoje a conhecer pelo INE – Instituto Nacional de Estatística, relativos a agosto, mostram igualmente que a procura da região continua a crescer acima da média nacional.

No total de dormidas, o mês de agosto de 2019, em comparação com o mesmo mês de 2018, aumentou cerca de 3% no Centro de Portugal: verificaram-se 1.028.850 dormidas em agosto de 2018 e estas foram 1.060.101 no mesmo mês de 2019, num crescimento de 31.251 dormidas. Este aumento de 3% superou a média nacional, que subiu 2,6%.

A subida foi mais notória entre os visitantes nacionais, cujas dormidas cresceram 5,2%, para 608.904, entre agosto de 2018 e agosto de 2019. Uma demonstração de que o Centro de Portugal é um destino que reúne a preferência de cada vez mais residentes no nosso país. As dormidas com origem no estrangeiro estabilizaram: foram 451.197 em agosto de 2019, face a 450.102 no mesmo mês do ano passado.

No indicador do número de hóspedes, o Centro de Portugal cresceu 3,8%. Em agosto de 2018 tinham sido registados 519.899 hóspedes na região; em agosto de 2019 foram 539.611.

Outro indicador que merece grande destaque é o dos proveitos da atividade hoteleira. Estes subiram de 51,7 milhões para 54,4 milhões de euros (mais 5,2%) entre agosto de 2018 e agosto de 2019. São mais 2,7 milhões de euros que as unidades hoteleiras do Centro de Portugal ganharam no oitavo mês do ano.

Estes números, claramente positivos, consolidam a tendência dos últimos meses e anos: o destino Centro de Portugal é cada vez mais uma escolha preferencial ao longo de todo o ano.

                          Resultados acumulados de janeiro a agosto de 2019 são claramente positivos
Se consideramos o conjunto acumulado do ano, de janeiro a agosto de 2019, os números do Centro de Portugal são também muito positivos, deixando antever que este vai ser o melhor ano de sempre para o turismo na região.

Assim, entre janeiro e agosto, as dormidas aumentaram 4,7% em relação ao mesmo período do ano passado (enquanto a média nacional subiu 3,9%). Neste período, as dormidas dos visitantes nacionais na região subiram 6,5% e as dos estrangeiros cresceram 2,6%. O número de hóspedes progrediu 5,9% e os proveitos melhoraram 6,8%.

Parque infantil nasce na requalificação de Fornos Gare

Foi recentemente construído em Fornos Gare, um novo parque infantil, esta obra integrada na requalificação desta zona da vila de Fornos de Algodres, onde anteriormente já tinha sido requalificada a fonte , o tanque e Ecopontos muito úteis para esta comunidade.

Digamos que esta zona já foi um dos ex- libris da vila, pela muita população que ali morava e pelo comércio que esta zona detinha perto da Estação da CP.

Agora muitas requalificações são necessárias para esta zona da vila possa ganhar muita vida , uma vez que muitas casas degradadas se encontram por ali e os proprietários deviam olhar para esta zona com olhos mais futuristas e de desenvolvimento turístico.

Esta foi uma obra executada pelo Freguesia de Fornos com o apoio do Município local.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar