Templates by BIGtheme NET
Home » Distrito da Guarda (page 5)

Distrito da Guarda

GNR- Natal Tranquilo na estrada

A Guarda Nacional Republicana (GNR)tem em cueso a campanha Natal tranquilo até ao fim desta quarta-feira, dia 26 de dezembro, em todo o território nacional, o patrulhamento rodoviário para as vias de maior tráfego nesta altura do ano, em resultado das deslocações de inúmeras pessoas para a celebração da quadra natalícia.

Durante a operação, serão empenhados, diariamente, mais de 1400 militares da Unidade Nacional de Trânsito e dos Comandos Territoriais, com o objetivo de prevenir a sinistralidade rodoviária, garantir a fluidez do tráfego e apoiar todos os utentes das vias, no sentido de lhes proporcionar uma deslocação em segurança.

A GNR terá especial preocupação com os comportamentos de risco dos condutores, que por vezes são motivadores de sinistralidade grave. Assim, os militares estarão particularmente atentos:

  • A manobras perigosas;
  • À correta sinalização e execução de manobras de ultrapassagem, de mudança de direção e de cedência de passagem;
  • À utilização indevida do telemóvel;
  • À não circulação na via mais à direita em autoestradas e itinerários principais e complementares;
  • Ao excesso de velocidade;
  • À incorreta ou a não utilização do cinto de segurança e/ou dos sistemas de retenção para crianças.

Para que os condutores tenham um “Natal Tranquilo”, a GNR aconselha a que:

  • Efetuem um planeamento cuidado das viagens, evitando os períodos do final do dia, quando se prevê maior intensidade de tráfego;
  • Descansem convenientemente antes de efetuar a viagem e, pelo menos de 2 em 2 horas, ou sempre que sintam necessidade, efetuem paragens para descansar;
  • Adequem a velocidade às condições climatéricas, ao estado da via e ao volume de tráfego;
  • Mantenham a calma em situações de elevada intensidade de tráfego, que possam obrigar à circulação a baixa velocidade;
  • Evitem manobras que possam resultar em embaraço para o trânsito ou contribuir para a ocorrência de acidentes;
  • Adotem uma condução atenta e defensiva, para que esta quadra natalícia seja uma época de felicidade e de união das famílias, contribuindo para a redução dos índices de sinistralidade rodoviária.

CIMBSE recebe três viaturas para a sua Brigada de Sapadores Florestais

A Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIMBSE) recebeu no passado dia 18 de dezembro, três viaturas equipadas para a operacionalização da Brigada de Sapadores Florestais.

Trata-se de uma candidatura no âmbito do Programa de Sapadores Florestais que foi feita ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Os futuros elementos da Brigada de Sapadores Florestais da CIMBSE, após formação, irão ter a responsabilidade na instalação e manutenção da rede primária de defesa da floresta contra incêndios, nas ações de consolidação e pós-fogo, bem como nas ações de estabilização de emergência. A equipa de sapadores florestais da CIMBSE é constituída por 15 elementos e deverá começar a trabalhar no início do próximo ano.

Ficarão ainda responsáveis pela realização de ações de silvicultura de caráter geral e de silvicultura preventiva no âmbito dos incêndios florestais, na vertente da gestão de combustível florestal, com recurso a técnicas manuais, moto manuais, mecânicas ou pelo uso de fogo controlado, entre outras.

 

Seia FC vence Boavista e segue na Taça de Portugal

Teve lugar no Municipal de Seia, um encontro a contar para a III eliminatória da Taça de Portugal .
Eram  equipas de divisões diferentes a equipa do Seia surpreendeu ao impor-se na primeira parte com diversas ocasiões de golo e uma grande penalidade falhada.

A turma axadrezada abriu o  no marcador aos 33 minutos numa transição rápida e o Seia empata aos 44 minutos.
Na segunda parte o Boavista consegue equilibrar o jogo mas continua a ser a equipa da casa a criar as melhores oportunidades de golo.
Com o resultado 1-1 sem se alterar até final do prolongamento, foi nas grandes penalidades que o SEIA garantiu a vitória.

Marco Marques e Vanda Ribeiro vencem a Mais Bela/3ªCorrida em Gouveia

Uma noite amena na cidade jardim , com a Mais Bela/3ªCorrida  , a decorrer dentro da normalidade, com a participação de cerca de centena e meia de atletas, na caminhada e na corrida.

A caminhada foi o inicio das provas com o Padre Rafael a abençoar o evento e a benzer os participantes, que com maior ou menor dificuldades chegaram ao fim.

Na corrida o destaque foi no setor masculino com mais participantes tendo a vitória sorrido a Marco Marques , por sua vez, no setor feminino Vanda Ribeiro, foi a mais eficaz e venceu.

Uma prova interessante para os atletas que procuraram dar o seu melhor, destacamos a forte presença da equipa Esgalhada Trail Team com oito atletas.

 

 

 

 

Ovinicultores, Caprinicultores e Bovinicultores vão ser apoiados em 2019

Foi aprovado nesta sexta -feira , por unanimidade, na reunião de câmara apoiar os Ovinicultores, Caprinicultores e Bovinicultores do concelho de Fornos de Algodres.

Desta forma, a aprovação da proposta de regulamento visa apoiar os produtores com um prémio centrado na produtividade, sendo os montantes do prémio os seguintes:

  1. a)            Bovinos – 100,00€ /Animal
  2. b)            Ovinos e Caprinos – Raças indeterminadas 2,50€ /Animal
  3. c)            Ovinos – Raça Serra da Estrela       6,00€ /Animal

Esta aposta do Município tem como desígnio apoiar o desenvolvimento rural, de modo a promover a fixação dos produtores, a diminuição dos custos de contexto associados à sua atividade e, não menos importante, apoiando o rejuvenescimento deste importante fator de produção concelhio.

A Proposta de Regulamento para Atribuição de Apoio aos Ovinicultores, Caprinicultores e Bovinicultores do concelho de Fornos de Algodres ficará agora em consulta pública durante 30 dias, para posterior aprovação pela Assembleia Municipal.

Por:MFA

Neste Natal torne o ambiente melhor

Nesta época natalícia, caracterizada pelo aumento do consumo, o Gabinete de Ambiente do Município de Pinhel alerta para a importância de separar os diferentes tipos de resíduos de modo a poderem ser reciclados.

Na noite de Consoada, na Passagem de Ano ou nas trocas de prendas, não se esqueça de colocar os diferentes tipos de resíduos nos Ecopontos destinados à recolha de Vidro (ecoponto verde), Papel e Cartão (ecoponto azul), Plástico e Metal (ecoponto amarelo).

No que diz respeito ao lixo indiferenciado, deve ser devidamente acondicionado em sacos de plástico fechados a colocar nos contentores.

Porque o Natal também pode ser amigo do Ambiente!

Quercus contesta abate de árvores junto de estrada nacional em Trancoso

O Núcleo Regional da Guarda da Quercus – A.N.C.N. e a Associação de Proteção da Natureza do Concelho de Trancoso tiveram conhecimento do abate de árvores centenárias autóctones que rodeiam a Estrada Nacional EN 226 entre Trancoso e Ponte do Abade, o qual está a gerar críticas devido à destruição do importante património natural.

Na última semana uma empresa contratada pelas Infraestruturas de Portugal, tem estado a cortar árvores junto da EN 226 entre Rio de Mel e Trancoso, nomeadamente freixos e pinheiros-bravos em bom estado sanitário, sem que se vislumbre o motivo.

A Quercus questionou de imediato a Infraestruturas de Portugal tendo sido informada que a intervenção em curso decorre no âmbito das limpezas das faixas de gestão de combustível e em conformidade com a legislação em vigor, estando, contudo, a aguardar mais esclarecimentos.

Na base está uma legislação desajustada da realidade, o Sistema Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios, estabelecido pelo DL n.º 124/2006, entretanto alterado mais recentemente pela Lei n.º 76/2017, de 17 de agosto, a qual prevê que nas faixas de gestão de combustível exista uma distância de copas de 4 metros entre as árvores. Entretanto, foi aprovado o DL n.º 10/2018, de 14 de fevereiro, que alegadamente clarifica os critérios para as faixas de gestão de combustível, onde acresce que os eucaliptos e pinheiros-bravos tem que ter as copas afastadas 10 metros, o que é uma incoerência em termos técnicos, segundo diversos especialistas.

No caso das faixas de gestão de combustível junto das estradas, a largura são 10 metros, pelo que para cumprir esta legislação teria que ser feita uma razia que aumentava a desflorestação do País, apesar da contestação social.

No caso da EN226, a maioria dos terrenos que confrontam com a estrada são agrícolas, com pastagens, pelo que nem existe a continuidade com povoamentos florestais que aumentasse o perigo de incêndio.

A Quercus já alertou o Governo para a necessidade de alterar a legislação referida e espera que as Infraestruturas de Portugal terminem esta ação bárbara para que no futuro possam promover a gestão do arvoredo de forma sustentável e coerente.

Fornos de Algodres embelezado com a arte de Sérgio “Odeith”

Uma nova imagem a vila de Fornos de Algodres possui na artéria principal, com um quadro de arte urbana que foi elaborado pelo excelente artista Sérgio “Odeith”.

Utilizando uma parede de cerca de 25 metros, desenhou e pintou um bonito mural, que todos os que o visitarem vão perceber que neste quadro existe arte, mas também o que pode visitar nesta localidade.

Senão observando o mural, visualizamos a Anta da Matança, a beleza paisagística da Praia fluvial do Rio Mondego e uma criança a brincar tranquilamente com o seu automóvel.

A arte urbana é cada vez mais usada na decoração e ornamentação de paredes, fachadas , onde a qualidade dos artistas surge.

Trancoso, Nelas incluídos nas entidades apoiadas

Construção ou modernização de Centros de Recolha Oficial de animais de companhia

Dezassete entidades vão ser apoiadas com um montante total de perto de 1 milhão de euros para a construção ou modernização de Centros de Recolha Oficial de animais de companhia.

São 14 municípios, 2 Comunidades Intermunicipais e 1 Associação de Municípios que concorreram ao programa de concessão de incentivos financeiros previsto no Orçamento do Estado para 2018: Fronteira, Vouzela, Nelas, Alandroal, Sousel, Oliveira de Frades, Castro Daire, Alijó, Terras de Bouro, Carregal do Sal, Trancoso, Valpaços, Pedrogão Grande, Tondela, Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central, Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral e Agrupamento de Municípios de Castelo de Paiva e Cinfães.

As cinco Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR), após emissão de parecer da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), analisaram as candidaturas apresentadas e a Direção-Geral das Autarquias Locais (DGAL) hierarquizou os projetos, de acordo com o procedimento previsto no Despacho n.º 3321/2018.

O total do investimento elegível ascende a 3 962 537,79 euros, sendo a comparticipação de 975 318,91 euros para estes 17 projetos, atendendo aos valores máximos de apoio financeiro previstos.

Os projetos selecionados vão agora celebrar contratos-programa no âmbito da Cooperação Técnica e Financeira entre a administração central e o setor local.

Recorde-se que o Orçamento do Estado para 2019 também prevê a transferência para a administração local de 1 500 000 euros para a criação de uma rede efetiva de centros de recolha oficial de animais de companhia.

 

Comunicado “Há Saúde na Guarda, Haja Memória e Responsabilidade Política Também”

Na tarde desta quarta-feira, na sede da Federação Distrital do Partido Socialista, teve lugar uma conferencia de imprensa, de onde saiu este comunicado:

A História do Novo Hospital da Guarda tem dois momentos fundamentais. O primeiro, em 2009, que tem a marca do Governo Socialista de José Sócrates: a conclusão das obras da Primeira Fase. O segundo, em 2012, que tem a marca do Governo “Mais Troikista do que a Troika” PSD/CDS de Pedro Passos Coelho: a interrupção das obras da Segunda Fase.

 

Em breve, esta história terá um terceiro momento fundamental, com a marca do Governo Socialista de António Costa: o retomar da Segunda Fase, com a construção do Pavilhão N.º 5, que acolherá o Departamento da Criança e da Mulher.

 

Nas últimas semanas, foi lançado e alimentado um alarmismo gratuito e irresponsável, sem qualquer fundamento, gerando preocupação e mal-estar no seio da Sociedade Civil Guardense.

 

A Federação Distrital da Guarda do Partido Socialista jamais se demitirá de identificar, denunciar e combater toda e qualquer tipo de situação que possa lesar o bem-estar e os interesses das populações e territórios do Distrito, seja na saúde, seja em qualquer outra área.

 

Mas fazê-lo em relação à ULS da Guarda, num momento em que não estavam disponíveis todos os dados e elementos necessários para garantir uma apreciação séria, seria atentar contra o elevado sentido de responsabilidade política e cívica que sempre demonstrámos e sempre demonstraremos.

 

Responsabilidade política e cívica que passa por informar e esclarecer, mas também garantir a reposição da verdade sempre que tal se afigure necessário:

 

1.º O Orçamento do Estado para 2019 aumentou a dotação orçamental para a ULS da Guarda na ordem dos 2,4% em relação ao ano anterior. São mais 2 123 951€ do que em 2018. Repito, para que se desfaçam todos os equívocos e não haja lugar para qualquer dúvida: são mais 2 123 951€ em 2019 provenientes do Orçamento do Estado, que se traduz num crescimento de 2, 4% em relação a 2018.

 

2.º A este valor, falta ainda acrescentar a verba extraordinária que o Governo transferirá, como tem transferido anualmente, para a ULS da Guarda para que a entidade continue a reduzir a sua dívida por antiguidade.

 

3.º O projeto do Pavilhão N.º 5 já foi atualizado e encontra-se em apreciação pela entidade competente, a Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS). O projeto saiu novamente da gaveta. Mas, desta vez, não saiu coxo, porque não saiu apenas para protagonizar um número político. Desta vez, e ao contrário do que sucedeu em 2017, as especialidades já foram aprovadas pela Administração Regional da Saúde do Centro (ARS-Centro), condição sine qua non para a sua aprovação. Concluído este procedimento, o projeto encontrará o compromisso e a vontade política do Governo Socialista e será, finalmente, executado.

 

4.º O atual Conselho de Administração (CA) da ULS da Guarda tem encetado esforços para assegurar, a curto prazo, a certificação de serviços pela Direção Geral da Saúde e a promoção de investigação científica na ULS da Guarda. Estas são as duas premissas necessárias para que a ULS da Guarda possa obter a classificação de Centro Universitário e o PS Guarda fará tudo o que estiver ao seu alcance para garantir o cumprimento deste importante desiderato.

 

O Governo Socialista já provou que a saúde é uma área prioritária da sua atuação em prol do desenvolvimento do nosso País. Nestes últimos três anos, foram contratados mais 8500 profissionais no Serviço Nacional de Saúde que, em 2019, receberá um reforço de investimento na ordem dos 500 milhões de euros.

 

Sob a administração do atual CA, a ULS da Guarda tem realizado progressos significativos na promoção da saúde na Guarda, embora nem sempre alvos da divulgação e reconhecimento que mereceriam, destacando-se o início da investigação clínica com integração de ensaios clínicos, os cuidados paliativos com equipas domiciliárias em todo o Distrito e o projeto de investigação com o Instituto Politécnico da Guarda.

 

Da parte do PS Guarda, fiéis à nossa postura de cooperação e de exigência em relação a quem nos governa, cá estaremos para recordar que o reforço da coesão territorial, cada vez mais centrado na necessidade de valorização do Interior, também se faz pelo investimento na saúde, com mais profissionais e mais e melhores infraestruturas e equipamentos.

 

Ao contrário de outros atores políticos, que defendem publicamente a fusão da ULS da Guarda com outra unidade hospitalar, ficando a Guarda numa posição subalterna, o PS Guarda apenas admite um futuro para a ULS da Guarda: a sua afirmação enquanto referência regional ao nível da saúde

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar