Templates by BIGtheme NET
Home » Distrito de Viseu

Distrito de Viseu

Taça de Portugal-Ac.Viseu chega às meias finais após vencer o Canelas2010 por 1-0

Uma noite fria de quinta feira, no Municipal do Fontelo, com Ac.Viseu e Canelas a proporcionar uma noite de bom futebol, era a luta pela presença nas meias finais da Taça de Portugal e defrontar o FC Porto.

Após momentos de grande equilibrio, os visienses alcançaram o triunfo no minuto 90´, com golo de Anthony Carter,que deu o triunfo aos visienses que recebem o FC Porto a 5 de fevereiro na 1ªmão.

foto:AVFC

Turismo no Centro de Portugal cresceu 12,4% em novembro

A atividade turística no Centro de Portugal registou um crescimento muito acima da média nacional em novembro de 2019. Segundo os resultados preliminares da atividade turística nesse mês, publicados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), o aumento da procura pela região não dá sinais de abrandar. Pelo contrário, o Centro de Portugal é um destino cada vez mais preferencial para os turistas.

O INE revela que, em novembro de 2019, o total de dormidas na região cresceu 12,4%, em comparação com novembro de 2018. Uma subida notável, tendo em conta que, no mesmo período, as dormidas no país aumentaram em média 7,2%. Ou seja, a procura do Centro de Portugal subiu quase o dobro da média nacional. Além do Centro de Portugal, o aumento de dormidas em novembro foi também expressivo no Alentejo (14,1%) e inferior nas restantes regiões: Porto e Norte (11,2%), Açores (9,3%), Lisboa (7,9%), Algarve (7,8%) e, em particular, a Madeira, onde a procura diminuiu -6,3%.

No total, contabilizaram-se 455.534 dormidas em novembro no Centro de Portugal, mais 50,4 mil do que no mesmo mês do ano anterior, que tinha registado 405.111 dormidas. Em novembro de 2017, tinham-se verificado 368.111 dormidas e no mesmo mês de 2016 foram 294.148. A espiral de crescimento é evidente.

Esta subida foi motivada, em grande parte, pelos visitantes internos, oriundos de outras regiões do país. De facto, entre novembro de 2018 e novembro de 2019, as dormidas de visitantes nacionais aumentaram 16%, para 287.538 (tinham sido 247.880 em novembro de 2018). Comparativamente, a média nacional de crescimento de dormidas de visitantes internos foi de 4,2%.

A procura do Centro de Portugal por parte de cidadãos estrangeiros também continua a crescer de forma sustentada, embora a um ritmo inferior. Em novembro de 2019, registaram-se na região 167.996 dormidas de visitantes internacionais, mais 6,8% que em novembro de 2018.

Considerando os dados acumulados do ano, no período janeiro-novembro de 2019, o Centro de Portugal apresenta uma subida de 4,7% nas dormidas, em comparação com o mesmo período de 2018.

“Os números hoje conhecidos comprovam que os portugueses estão rendidos aos encantos do Centro de Portugal. O crescimento da procura da região por parte de visitantes internos é uma realidade cada vez mais visível e importante, o que mostra que a estratégia de promoção que tem sido implementada é a mais correta”, sublinha Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal. “Os dados de novembro acentuam a convicção de que 2019 foi um ano particularmente positivo para a atividade turística na região e deixam antever que o ciclo de crescimento não dá sinais de abrandamento”, acrescenta.

Os restantes indicadores registados pelo INE são também muito positivos para o Centro de Portugal. É o caso do total de hóspedes, que entre os dois meses de novembro subiu de forma impressionante: 15,1%, para 277.666.

O notável crescimento nas dormidas e nos hóspedes reflete-se, naturalmente, de forma muito positiva nas receitas. Em novembro de 2019, registou-se um crescimento nos proveitos totais da atividade turística no Centro de Portugal, em comparação com novembro de 2018: os proveitos subiram 13,6% e ultrapassaram os 21,7 milhões de euros. Se analisarmos os meses de janeiro a novembro, há um crescimento de 6,5% nos proveitos totais. Dados muito satisfatórios para os empresários que investem no turismo da região.

João Fernandes(Joviteam)consagrado na Gala dos Campeões 2019 CPT4x4

Valongo é um município muito ligado ao trial 4×4. Há vários anos que acolhe a jornada inaugural do
Campeonato, já recebeu uma apresentação e agora foi escolhido para consagrar os campeões de 2019.
No que aos prémios diz respeito, na classe UTV/Buggy Carlos Martins e João Pinto levaram para casa
os prémios de melhor piloto, melhor navegador e também melhor equipa. Depois de um ano em que testaram o
carro quase até ao limite estão preparados para um 2020 desafiante e, esperam, com concorrência forte.
João Fernandes foi bicampeão de Promoção em 2016 e 2017. Depois de uma pausa em 2018, esta
época voltou à competição, acompanhado por Tiago Alves, e mostrou que ainda não perdeu o jeito venceu 5
prólogos e 5 provas na classe Promoção. Já com o título assegurado, na última jornada, em Paredes, quiseram
experimentar uma classe superior e voltaram a brilhar. Por isso são naturalmente o melhor piloto, o melhor
navegador e a melhor equipa da classe Promoção.
Na categoria Extreme o pleno para a Team Rafael & Gomes com pai e filho a receberem também o
prémio de melhor piloto e melhor navegador. Em ano de estreia a equipa alentejana é assim campeã em
Extreme.
Na classe Proto a Team RJ 69 também venceu tudo o que havia para vencer. Melhor equipa, melhor
piloto e melhor navegador num ano em que a competição nesta categoria esteve ao mais alto nível
Mas esta gala foi da equipa Auto Higino. Depois de 6 provas conquistaram inúmeros títulos:
tricampeões da classe Super Proto a nível de equipa e piloto e fazem história ao alcançar o primeiro
bicampeonato em termos absolutos.
De referir ainda que Luís Moreira ganhou o troféu de melhor navegador da classe Super Proto,
enquanto Miguel Costa levou para casa uma dupla distinção: o troféu Nuno Graça e a taça de melhor
navegador absoluto de trial 4×4.
Nesta gala foi ainda distinguida com o Prémio fair Play, por votação das equipas presentes na
cerimónia a equipa Team Rj69, enquanto o piloto Rui Rocha, da mesma equipa, foi agraciado com o prémio
carreira. O piloto Luís Bacelo venceu o prémio dedicação e António Henriques e João Fernandes foram ambos
distinguidos com o prémio prestígio. Uma noite muito especial que encerra o segundo ano sob a tutela da
FPAK. Um ano de consolidação do trial 4×4
As novidades da época 2020 serão reveladas na apresentação oficial do Campeonato Portugal de Trial
4×4, a 1 de Fevereiro, em Mangualde.

CCDRC-Prioridades estratégicas para 2030 em discussão na região Centro

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) iniciou já um
exercício de reflexão e discussão para definir a estratégia do Centro de Portugal até
2030, pretendendo que este seja um processo participado e enriquecido com os
contributos de todos os agentes da região num exercício de inteligência coletiva.
A primeira versão da “Visão estratégia para a Região Centro 2030”, apresentada numa
sessão pública, em Coimbra, pode ser consultada em www.ccdrc.pt, onde está
disponível também o formulário para o envio de contributos até ao final de janeiro.
A visão que é proposta à discussão da Estratégia Regional 2021-2027 aponta cinco
desígnios para a região: 1) reforçar a competitividade nacional e internacional e
consolidar um modelo de inovação territorial e socialmente inclusiva; 2) trabalhar e
promover a capacitação para a resiliência dos territórios mais vulneráveis e mais
carenciados de energia demográfica; 3) liderar a evolução para uma sociedade mais
sustentável, promovendo a inovação e transição para a economia circular, integrando a
emergência climática e as suas implicações em termos de sistemas produtivos e
organização territorial; 4) colocar estrategicamente o seu sistema urbano ao serviço de
um modelo territorial que evolua em combinação virtuosa entre territórios
competitivos e inovadores e territórios mais deprimidos; 5) organizar a oferta de
qualificações e competências que a sua transformação estrutural exige.
Pela importância do aproveitamento dos fundos europeus estruturais e de
investimento no período de 2021-2027 que se avizinha e pela necessidade de
articulação das estratégias locais, sub-regionais, regionais e nacionais com a estratégia
europeia, este exercício deve estar também alinhado com outras discussões: a
revisitação da estratégia regional de especialização inteligente, a construção de um
novo Programa Operacional Regional, as agendas temáticas regionais (como a da
economia circular) e outros instrumentos de políticas públicas.

Casa Cheia no HardMetalFest Mangualde

O Centro Recreativo e Cultural de Santo André, em Mangualde, encheu-se com mais de mil pessoas para o “HardMetalFest Mangualde”, no passado sábado, 11 de janeiro, no 1º festival de Rock de 2020 em Portugal.  A organização contou, como tem sido habitual, com o apoio da Câmara Municipal de Mangualde. O Presidente e o Vice-presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Elísio Oliveira e Rui Costa, respetivamente, e o Presidente da União das Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta, Marco Almeida, estiveram presentes. Este Festival surgiu em 1997, com o nome Festival de Heavy Metal de Mangualde, e decorria no antigo ciclo preparatório de Mangualde.

O evento, considerado um dos 12 Festivais de Metal mais antigos do mundo e o mais antigo em Portugal, trouxe este ano nomes como os veteranos PRAYING MANTIS (Inglaterra) e XENTRIX (Inglaterra) como cabeças de cartaz, assim como BLITZKRIEG estrearam-se nos palcos em Portugal. Os Noruegueses ANCIENT e os Alemães BLOOD foram outras grandes atrações, mas o festival iniciou-se pelas 15h00 com os Espanhóis DARK EMBRACE e os nacionais SACRED SIN, INFRAKTOR, GODARK e KARBONSOUL. A tenda exterior foi animada por DJs convidados e onde não faltaram os habituais spots de merchandising, food & drinks.

José Tomás novo Presidente do Secretariado Regional de Viseu da União das Misericórdias Portuguesa

Recentemente, José Tomás, atual Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Mangualde, foi eleito o novo Presidente do Secretariado Regional de Viseu da União das Misericórdias Portuguesas, para o quadriénio 2020-2023.

Esta foi uma eleição feita entre todos os Provedores das Santas Casas da Misericórdia do distrito de Viseu, face a isso, fazem parte também desta missão ,os Provedores das Misericórdias de Lamego, Castro Daire e Penalva do Castelo.

Por sua vez, José Tomás referiu que:
“Encaro este novo desafio com o sentido de serviço e de missão que é apanágio das Santas Casas da Misericórdia no espírito e na prática das 14 Obras de Misericórdia, sem outros intentos que não sejam contribuir com as minhas competências, saber, empenho e muita disponibilidade para o interesse coletivo das Santas Casas da Misericórdia do distrito de Viseu. É um compromisso sustentado nos valores da Lealdade, da Honestidade e da Frontalidade.
Procurarei sempre o bom entendimento, as parcerias e a cooperação com as demais instituições do nosso Distrito e da nossa Região.
Encaro a presidência deste Secretariado Regional como um desafio simultaneamente difícil e estimulante, ao qual procurarei dar cabal cumprimento das funções definidas pelo Regulamento dos Secretariados Regionais, sendo que, para esse efeito, o trabalho a desenvolver deverá passar por uma maior intervenção social e diplomática junto da União das Misericórdias Portuguesas e de entidades e instituições regionais, dar uma voz coletiva com credibilidade e respeito às Misericórdias, incentivar o trabalho em rede com reuniões participativas e dinâmicas, melhorar a comunicação interna e externa e levar a cabo realizações coletivas no âmbito social e cultural que envolvam todas as misericórdias. Ao Secretariado cessante deixo uma palavra de reconhecimento e agradecimento pelo trabalho desenvolvido nos últimos 8 anos”.
Estas foram as palavras do novo Presidente eleito, após este ato.

fotos :JT

 

ABC de Nelas- Resultados do fim de semana 11 e 12 de janeiro

sábado, 11 de janeiro

FUTSAL PETIZES E TRAQUINAS

Encontros AFV

ABC de Nelas – Várias equipas

 

ANDEBOL INFANTIS FEMININOS

Campeonato Nacional (3ª jornada)

CDRJ Anreade 05 – 11 ABC de Nelas

 

FUTSAL JUVENIS

Campeonato Distrital (5ª jornada)

Unidos da estação – ABC de Nelas

 

FUTSAL SENIORES

Campeonato Nacional 2ª Div. (12ª jornada)

ABC de Nelas 07 – 04 CCDR Covão Lobo

 

ANDEBOL SENIORES

Campeonato Nacional 3ª Div. (8ª jornada)

AC Lamego 27 – 17 ABC de Nelas

 

domingo, 12 de janeiro

 

FUTSAL BENJAMINS

Campeonato Distrital (9ª jornada)

FCLMG-FC Lamego 02 – 08 ABC de Nelas

 

ANDEBOL INICIADOS FEMININOS

Campeonato Nacional (4ª jornada)

ABC de Nelas 07 – 50 AD Academia SPS

 

FUTSAL JUNIORES

Campeonato Distrital (12ª jornada)

ABC de Nelas 12 – 04 AJAB Tabuaço

 

 FUTSAL INICIADOS

Campeonato Nacional (14ª jornada)

ABC de Nelas 00 – 08 Caxinas Poça Barca

 

 

AF Viseu- Divisão de Honra (acerto de calendário)

Mortágua- Nespereira-1-1

Penalva do Castelo- Molelos-3-1

Classificação
1 Mortágua Fc- 41
2 Cinfães- 33
3 Sátão-30
4 Ferreira Aves-26
5 Moimenta Beira- 25
6 Resende- 20
7  Mangualde- 19
8  Lamelas-18
9 Nespereira Fc-18
10  Vale Açores-17
11 Carvalhais Fc-16
12 SC Paivense- 16
13 GD Oliveira Frades-15
14 SC Penalva Castelo-15
15 Carregal Sal-12
16 CA Molelos-8

Avisos e Liturgia do Baptismo do Senhor (Ano A)

a)      Com a Festa do Baptismo do Senhor termina o ciclo do Natal e começa o Tempo Comum, onde meditaremos sobre o que Jesus faz, o que ensina, quem acolhe e a quem se dirige. No domingo passado, na Solenidade da Epifania do Senhor, meditávamos que Jesus era a salvação para todos os povos. Hoje, o evangelho de S. Mateus diz-nos quem é Jesus e qual é a sua missão. Como em todo o tempo do Natal, o centro continua a ser Jesus. Diante de nós, temos muitos aspectos a salientar, mas na homilia, se quisermos dizer tudo, pode tornar-se uma dispersão de ideias, gerando confusão na mente dos fiéis.

 

b)      A linguagem utilizada no texto evangélico não é uma reconstrução histórica do acontecimento; o que se quer narrar e explicar tem muitas referências à linguagem e às imagens da literatura do Antigo Testamento, usadas para explicar as teofanias ou manifestações de Deus, como podemos constatar na sarça ardente com Moisés, na mensagem dada no Monte Sinai, na vocação de muitos profetas. Há aqui elementos comuns: o céu abre-se, uma voz fala do céu, o Espírito de Deus desce. Porém, o que tem que ficar claro é que o Baptismo foi um momento muito importante para Jesus para a compreensão da sua identidade e da sua missão que assumiu até às últimas consequências.

12-01-2020

c)       Imediatamente depois de receber o baptismo de João, que tinha um sentido penitencial e de conversão (por isso, provocou embaraço ao próprio João), S. Mateus escreve que “se abriram os céus” e que se ouviu uma voz. O Baptismo de Jesus permite ver que Deus comunica com os homens: a partir daquele momento, Jesus mostra a vontade do Pai. A mensagem vinda do céu, através da voz, é um eco daquilo que escutámos na primeira leitura: “Eis o meu servo, a quem Eu protejo, o meu eleito, enlevo da minha alma”. Nesta manifestação (teofania), aparece a voz do Pai que apresenta Jesus como Filho, tendo como “selo” de garantia o Espírito de Deus que descia “como uma pomba e pousou sobre Ele”. Manifesta-se, neste momento, a Santíssima Trindade e também Jesus que dela faz parte. Assim, Jesus é investido como o Messias, o Enviado de Deus.

 

d)      No seu discurso para convencer Cornélio de Cesareia e a sua família a receberem o baptismo, S. Pedro afirma que a missão de Jesus começou, depois de ter sido “ungido com a força do Espírito Santo”, pela Galileia, região fronteiriça com os gentios; por isso, não era terra preferida dos fariseus. A missão de Jesus é para todos os povos; Ele “passou fazendo o bem e curando todos os que eram oprimidos pelo demónio.

 

e)       A leitura de Isaías apresenta-nos o servo que foi escolhido com a missão de “levar a justiça às nações”. A sua missão é a de revelar a vontade de Deus que é levar a justiça e o direito às nações. Esta missão tem um carácter universal, mas tem de ter uma forma nova de actuar: sem violência, feita discretamente (“não se fará ouvir nas praças”), com especial atenção aos mais necessitados, mas firme (“não desfalecerá nem desistirá, enquanto não estabelecer a justiça na terra”). A luta pela justiça e contra o mal concretiza-se em dar vista aos cegos, libertar os prisioneiros e dar esperança aos que “habitam nas trevas”. Esta é a missão de Jesus, como meditaremos no próximo domingo.

 

f)       S. Mateus diz-nos que “Jesus chegou da Galileia e veio ter com João Baptista ao Jordão”. Para as primeiras comunidades cristãs, o rio Jordão lembrava-lhes todos os momentos de libertação que deram sempre origem a uma nova maneira de viver e de entender a vida. No rio Jordão, Naamã tinha sido curado da lepra. Elias, ao passar o rio Jordão, com Eliseu, é levado para o céu. O rio Jordão era a fronteira da Terra Prometida, a terra de Deus. O banho no rio Jordão significava o desejo de passar do mundo do pecado para o mundo de Deus.

 

g)      Hoje, o Baptismo é também uma passagem para uma vida nova. Como Jesus, cada baptizado é amado pelo Pai, cada baptizado é ungido para que dê testemunho da libertação que alcançou pela graça de Deus. Como Jesus, cada baptizado é convidado a viver uma vida nova, ou seja, passando por este mundo fazendo o bem. Ser baptizado: 1) é introduzir-nos no mistério de Cristo, para que cada cristão possa dar testemunho deste mistério na sua vida; 2) é deixarmos que a força de Deus desça sobre nós para que sejamos neste mundo como Cristo. A missão para a qual cada baptizado é enviado é a mesma de Cristo: ser sinal de luz, de doação, de liberdade, da revelação do amor de Deus.

http://www.liturgia.diocesedeviseu.pt/

Ano A - Tempo do Natal - Baptismo do Senhor - Boletim Dominical II

Mostra de Pintura em Mangualde

A Mostra de Pintura de Leonor Correia e Jorge Correia vai estar patente em Mangualde nos meses de janeiro e fevereiro. Os trabalhos dos artistas da Guarda e de Coimbra, respetivamente estarão à disposição na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves de 27 de janeiro a 28 de fevereiro de 2020. A entrada é livre.

Maria Leonor Cobrai Correia nasceu em 1940, na cidade da Guarda. Licenciada em Filologia Germânica, manifestou desde sempre interesse pelas artes plásticas. Após a aposentação, tem-se dedicado à atividade artística, que foi aperfeiçoando coma participação nas seguintes formações: Curso de Pintura da Escola Profissional de Artes de Coimbra, ARCA – EAC (1997); Curso de Pintura do Grupo Regional de Pampilhosa do Botão (1998); Curso de Pintura da Escola Vasco da Goma, em Coimbra (2001), Atelier de Nuno da Fonseca, em Coimbra.

Jorge Vicente Silvo Correio é natural de Coimbra, onde nasceu em 1937. É licenciado em História pela Universidade de Coimbra. Foi professor de desenho de 1960 a 1971 no Colégio S. José e Santa Maria, em Mangualde. Foi professor de Integração dos Cursos Técnico-profissionais no ARCA – EAC, Coimbra. Autodidata, por não lhe ter sido possível ingressar na Escola de Belas Artes no Porto, em 1958, dedicou muito do seu tempo a desenhar para a família e amigos. Depois da sua aposentação como professor do ensino público, retornou à pintura, a sua atividade predileta e frequentou os Cursos de Pintura da Escola Profissional de Artes de Coimbra (ARCA – EAC), em 1997, e da Escola de Pintura do Grupo Regional da Pampilhosa do Botão (1999/2001). Neste período foi convidado para ser monitor dos Cursos Livres de Pintura, na Pampilhosa, Mealhada. Não tendo, até à presente data, exposto ao público de forma individual, algumas obras do autor foram realizadas a pedido e estão expostas nos seguintes locais: Escola Secundário Felismina Alcântara, em Mangualde (retrato da Professora Felismina Alcântara, óleo sobre tela) e Auditório do serviço de Ortopedia VI, Hospitais do Universidade de Coimbra (retrato do Professor Doutor Norberto Canho; óleo sobre tela). Tem feito, desde 1996, várias dezenas de obras por encomenda, para diversos colecionadores e figuras públicas.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar