Templates by BIGtheme NET
Home » Distrito de Viseu (page 4)

Distrito de Viseu

Torneio de SKF Meet the World Portugal 2018 decorre a bom ritmo

O Estádio Municipal Carreira de Tiro, na cidade Falcão acolheu o Torneio de SKF Meet the World Portugal 2018  de Futebol Feminino, na idade jovem, com o Ouriense a ser a mais eficaz.

Um torneio que apesar da imensa chuva vai decorrendo de forma equilibrada com as equipas a lutar pelo triunfo

Muito público a assistir neste evento de futebol feminino, das diversas equipas que estiveram a disputar o Torneio.

agora a ambição pela conquista da prova é grande ,dado que  em Gotemburgo, na Suécia, no próximo mês de julho, o vencerdor vai estar lá.

Os resultados deste primeiro dia deste Torneio foram os seguintes:

Seia 1-0 Vila Nova Paiva
Viseu 2001 0-2 Cadima
Ouriense 1-1 Seia
Viseu 2001 2-0 Vila Nova Paiva
Cadima 0-1 Ouriense
Seia 0-0 Viseu 2001
Ouriense 3-0 Vila Nova Paiva

Com estes resultados a classificação ficou assim ordenada:

Posição Equipas Pontos GM-GS
Ouriense 7 5-1
Seia 5 2-1
Viseu 2001 4 2-2
Cadima 3 2-1
Vila Nova Paiva 0 0-6

A manhã deste sábado vai ser decisiva , pois apura-se o vencedor.

09:30 – Vila Nova Paiva x Cadima

10:30 – Viseu 2001 x Ouriense
11:30 – Cadima x Seia

Por:MM

Foto:MP

Workshop sobre o tema “apicultura e seus desafios” no CIHAFA

O CIHAFA (Centro de Interpretação Histórica e Arqueológica de Fornos de Algodres), promove um Workshop sobre o tema “apicultura e seus desafios” dirigida a todos os apicultores do Concelho, dia 07 de Abril de 2018 pelas 14.00H promovido pelo austríaco Harald Hafner.

Harald Hafner é um apicultor austríaco há muito radicado em Mangualde, é um tipo de natureza tímida, mas quando fala em abelhas, a sua paixão pelo tema explode e ouvi-lo falar sobre a vida das abelhas, as fantásticas propriedades do mel, as plantas melíferas, e a apicultura natural é uma delícia. O seu respeito pelas abelhas, e a sua visão filosófica sobre a apicultura aproxima-o a um mestre oriental, sempre em busca da perfeição.

O mundo das abelhas é fascinante, antigamente todas as quinta tinham colmeias, de forma a usufruir de toda a sua riqueza apícola: polinização, mel, cera, pólen e própolis.

Hoje a maioria do mel vem de grandes apicultores comerciais e as abelhas encontram-se cada vez mais ameaçadas e em declínio. As abelhas são essenciais para a nossa sobrevivência no planeta, sendo nosso dever contribuir para que encontrem as melhores condições de vida possíveis. Por isso os apicultores têm um papel tão determinante na preservação dos ecossistemas e da biodiversidade.

Assim aqui ficam os horários:

14.00H – Inicio do Workshop sobre o tema “Apicultura e seus desafios”

16.30H – Degustação de mel

Plantação de árvores pela crianças no Monte Nossa Senhora do Castelo

No âmbito da iniciativa “Mangualde + Verde, Vamos Replantar Mangualde”, inserida na Rota da Floresta, Programa Eco-Escolas, decorreu, durante a manhã de ontem, quarta-feira, a plantação de árvores no Monte Nossa Senhora do Castelo. Mais de cem crianças, das salas dos 3, 4, 5 anos e ATL da Obra Social Beatriz Pais Raul Saraiva, ajudaram assim a tornar este local mais verde! Esta iniciativa tem como intuito sensibilizar as crianças para a importância da floresta autóctone.

Centro de Portugal atraí milhares de visitantes na Páscoa

Este fim de semana de Páscoa vai ser extremamente positivo para a atividade turística no Centro de Portugal. Um inquérito feito às unidades hoteleiras e de turismo rural, conduzido pelo Turismo Centro de Portugal, mostra que as taxas de ocupação estão muito altas, havendo dezenas de espaços completamente lotados.

Os dados, recolhidos até ao dia 28 de março, indicam que, na globalidade do Centro de Portugal, as taxas de ocupação serão de 70% na sexta-feira e 66% no sábado. A procura é particularmente intensa nas sub-regiões da Beira Baixa e da Beira e Serra da Estrela, com taxas de ocupação que rondam, respetivamente, os 90% e os 80%. A esta elevada procura não será alheio o forte nevão que cobriu a Serra da Estrela de branco por estes dias, e que convida à prática de desportos de inverno ou a simples passeios em família para ver a neve.

Mas não é apenas a neve a levar milhares de visitantes ao Centro de Portugal neste fim de semana, uma vez que outras sub-regiões registam elevadas taxas de ocupação. A Região de Coimbra e a Região de Aveiro, por exemplo, registam uma taxa superior a 75% na sexta-feira e a Região Viseu Dão-Lafões aproxima-se dos 70%.

Muito significativo é o fato de, num universo de 220 respostas, o inquérito ter registado 47 empreendimentos já lotados, para sexta-feira e sábado. Sinal de que o Centro de Portugal continua a atrair cada vez mais visitantes, que procuram experiências diferentes e enriquecedoras!

Por:TC

Casa da Ínsua acolheu 4ªedição do Queijo da serra à Chef

Depois da iniciativa gastronómica “Fim-de-semana do Cabrito”, nos dias 10 e 11 de março, no dia 17 de março, decorreu na Casa da Ínsua a quarta edição do queijo Serra da Estrela à Chef.

A manhã começou com uma vista à queijaria da Casa da Ínsua, onde os participantes puderam compreender como se elabora o queijo feito de leite cru de ovelha, seguindo-se um workshop sobre a “A sustentabilidade do Queijo Serra da Estrela” e terminando com degustação de vários pratos confecionados por 6 chefes de cozinha, dois dos quais detentores de estrelas Michelin.

Na mesa, do Parador Casa da Ínsua, o menu foi preparado por Joachim Koerper, João Oliveira (detentores de estrelas Michelin), Justa Nobre, Luís Gaspar, Paulo Cardoso e Américo dos Santos, que mostraram e demonstraram a inesgotabilidade gastronómica do queijo Serra da Estrela.

Os conceituados chefes apresentaram um vasto leque de combinações criativas, entre o queijo e outras iguarias como o lagostim, o joelho de porco, o bacalhau, a codorniz e as misturas agridoces de uma sobremesa que acorda todos os sensores do sabor.

O olhar recaiu também sobre a estética e a conjugação perfeita entre a louça da Vista Alegre, policromada, concebida para o evento e os ingredientes naturalmente coloridos – flores comestíveis, tomate, ervas aromáticas, entre outros.

Uma outra vertente do evento que esteve, igualmente, no centro de todas as atenções foram os vinhos (tinto, branco e rosé) e espumantes do Dão que estiveram à disposição de todos para que cada um, em regime de self-service, pudesse escolher o vinho que iria acompanhar cada um dos pratos, depois de devidamente “explicados” pelo escanção de serviço, Manuel Moreira.

Para o presidente da Câmara Municipal de Penalva do Castelo, Francisco Carvalho, a circunstância de “a sua terra” reunir um conjunto de características que tornam este evento verdadeiramente singular, como sejam o queijo Serra da Estrela, o vinho Dão de Penalva e o Hotel de Charme Casa da Ínsua, propicia uma oportunidade de alavancar não só o Enoturismo, mas todo o turismo da Região.

A iniciativa foi promovida pelo Município de Penalva do Castelo, Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões, com o apoio da Casa da Ínsua, do Crédito Agrícola do Vale do Dão e Alto Vouga, a que se junta o Turismo do Centro de Portugal.

Por:Mun. Penalva castelo

“Mangualde + Verde, vamos replantar Mangualde aconteceu

No passado sábado, dia 24 de março, decorreu a iniciativa “Mangualde + Verde, vamos replantar Mangualde!”, inserida na Rota da Floresta, Programa Eco-Escolas, que visou unir toda a população em prol da reflorestação do concelho. Assim, entre as 14h00 e as 17h00, tendo como ponto de encontro a sede de cada Junta de Freguesia, os mangualdenses foram convidados a participar e responderam afirmativamente. O momento contou com a participação da Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Rosa Monteiro, e do Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo.

A organização foi do Município de Mangualde em conjunto com o Movimento Cívico Replantar Portugal, as Juntas de Freguesia do concelho e o Agrupamento de Escolas de Mangualde.

 Durante a tarde, os participantes foram sensibilizados para a importância da floresta autóctone, participaram no corte de espécies invasoras e ajudaram na plantação e criação de sementeiras em todas as freguesias do concelho.

Esta iniciativa, de participação livre, contou ainda com a colaboração de: Dá Gás Clube de Mangualde, Azuribike Mangualde Team, Rodas no Trilho Clube TT Mangualde e Corpo Nacional Escutas Agrupamento 299 Mangualde.

Por:Mun.Mangualde

Tufão Team triunfa na prova inicial em Valongo, no CNTrial 4×4

No ano em que o trial português passa para a tutela da FPAK Valongo abriu caminho para uma excelente época desportiva. A estreia do Campeonato de Portugal de Trial 4×4 contou com  26 equipas em pista, divididas por 5 categorias.

Com uma pista renovada em relação ao ano anterior e a chuva que antecedeu o dia da prova, a pista revelou-se muito dura e os obstáculos difíceis de transpor. Rui Querido (Euro4x4parts/Veicomer), campeão em título, foi o grande vencedor desta etapa inaugural. Acompanhado por Ivo Mendes passou para a frente da corrida logo na primeira volta e assim se manteve até à bandeirada xadrez. Durante as três horas de resistência completou 12 voltas à pista, começando assim a nova época na liderança da Absoluto e da Classe Proto e aumentando ainda mais o favoritismo na corrida pelo título.

O campeão da Super Proto, Cláudio Ferreira (Auto Higino), também foi feliz em Valongo. Ficou em segundo da geral e venceu a luta com Pedro Costa (PBCabral seguros) na vitória pela Super Proto.

Na classe Extreme a luta foi muito renhida entre António Silva (Canelas Pneus) e António Calçada (Nordhigiene Team) que rodaram sempre perto um do outro. Levou a melhor António Silva ao dar mais uma volta ao circuito nortenho.

A grelha de partida da promoção estava recheada de novas equipas, que se aventuram em 2018 no  Campeonato de Portugal Promoção Trial 4×4. André Henriques (Tufão Team), um dos pilotos mais experientes da classe uniu-se ao navegador campeão de 2017, Rodrigo Sousa, e entrou com o pé direito na época 2018. Completou as mesmas 4 voltas de Carlos Teixeira (RC automoveis & tasco do stand) mas gastou menos 26 minutos e 16 segundos.

Na classe UTV/Buggy Marco Melo (M. Transportes) foi o grande vencedor. Foi a primeira vitória do piloto flaviense depois de um ano de 2017 recheado de vitórias nos prólogos, mas muito azar na prova de resistência. Em 2018 começa o CPT4x4 com uma vitória expressiva, com 4 voltas de vantagem.

A segunda prova é numa terra mítica do todo-o-terreno, mas que se estreia no trial 4×4. Reguengos de Monsaraz recebe o Campeonato de Portugal de Trial 4×4 2018.

Classe Absoluto

1.º Rui Querido – Toyota BJ 40 – 12 voltas

2.º Cláudio Ferreira – Crawler Mercedes – 11 voltas

3.º Pedro Costa – Crawler 15BFT – 10 voltas

Classe Extreme

1.º António Silva – Toyota Hilux – 9 voltas

2.º António Calçada – Suzuki Samurai R – 8 voltas

3.º Pedro Alves – Land Rover Defender – 6 voltas

Classe Proto

1.º Rui Querido – Toyota BJ 40 – 12 voltas

2.º Luís Bacelo – Nissan Patrol – 10 voltas

3.º Miguel Marques – Toyota IJ70 – 8 voltas

 

Classe Super Proto

1.º Cláudio Ferreira – Proto Mercedes – 11 voltas

2.º Pedro Costa – Crawler 15BFT – 10 voltas

3.º Adriano Santos – Crawler Bj40 – 6 voltas

 

Classe Promoção

1.º André Henriques – Land Rover Defender td5 – 4 voltas

2.º Carlos Teixeira – Suzuki Samurai – 4 voltas

3.º Bruno Bastos – Nissan Patrol GR Y60 – 3 voltas

 

Classe UTV/buggy

1.º Marco Melo – RZR Polaris xp – 6 voltas

2.º Paulo Mendes – Polaris RZR 1000 – 2 voltas

“ Prevenção de Acidentes Agrícolas com Tratores e Máquinas Agrícolas. Formação Obrigatória”.

Sessão de esclarecimento em Mangualde

A CONFAGRI, em colaboração com a COAPE – Cooperativa Agro-pecuária dos Agricultores de Mangualde, realiza no próximo dia 28 de Março, uma Sessão de Esclarecimento sobre o tema “ Prevenção de Acidentes Agrícolas com Tratores e Máquinas Agrícolas. Formação Obrigatória”.

Esta iniciativa, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Mangualde, decorrerá no Auditório Municipal de Mangualde e tem por objetivo alertar para os riscos inerentes à condução de tratores e máquinas agrícolas e aconselhar quanto à forma de prevenir os acidentes de trabalho que resultam dessa atividade, ainda a principal causa de morte no setor.

Só em 2017, morreram 61 agricultores

Segundo os últimos dados da GNR, em 2017 morreram 61 pessoas ao volante de um trator. Em média são 5 mortes por mês, 1 vítima mortal por semana. “Somando os números de vítimas mortais de 2013 a 2017, morreram em Portugal 358 pessoas em acidentes com tratores”.

Segundo Francisco Silva, secretário-geral da CONFAGRI, “esta é uma fatalidade que seria evitável se a sociedade, em geral, e a comunidade agrícola, em particular, tomassem consciência desta problemática e assumissem o compromisso de mudar comportamentos, adotando uma atitude responsável, de forma a contribuir efetivamente para a diminuição da sinistralidade em ambiente agrícola”. Recorde-se que muitos dos acidentes ocorrem com viaturas desprovidas do “arco de Santo António”, uma estrutura fundamental para proteger o condutor do trator agrícola.

“É por esta razão que continuamos a insistir nestas sessões de esclarecimento, por uma questão de responsabilidade social e que é inerente à atividade da CONFAGRI. “, reforça Francisco Silva.

Para o Vice-Presidente da COAPE, António Rodrigues “ A COAPE promoveu esta iniciativa visando sensibilizar e contribuir para a formação dos seus  agricultores, promovendo as boas práticas no exercício da profissão, para melhorar a segurança na utilização das máquinas e veículos”

Também Rui Costa, Vereador da Câmara Municipal de Mangualde, com o Pelouro da Agricultura,  destaca a importância desta iniciativa: “tendo em conta que os acidentes com tratores e máquinas agrícolas têm uma prevalência elevada e que a sua gravidade se mostra fatal numa grande percentagem das ocorrências na região, sentimos que é de especial relevância o alerta e a informação dos nossos associados quanto a esta temática.”

A Formação, além de obrigatória é essencial na mudança de comportamentos

Esta sessão pretende, também, sensibilizar para a obrigatoriedade da formação específica, ministrada por entidades acreditadas, como é o caso da CONFAGRI.

De acordo com a publicação do Decreto-Lei n.º151/2017, de 7 de dezembro, tornou-se obrigatório que todos os condutores de tratores da categoria 2 e 3, para além da habilitação legal para conduzir, tenham formação adequada para a operação com veículos agrícolas.

Esta Sessão de esclarecimento vai contar com as intervenções da ACT (Autoridade para as Condições de Trabalho) que fará uma apresentação sobre a prevenção de acidentes na operação com tratores e máquinas agrícolas e as obrigações legais em matéria de segurança e saúde no trabalho; da GNR (Guarda Nacional Republicana), que irá abordar as Disposições legais, estatísticas de acidentes e conselhos úteis na condução e uso de tratores e máquinas agrícolas, bem como da CONFAGRI para esclarecer as dúvidas sobre formação obrigatória para a condução e operação com tratores.

Por:

 

Criação de parques de madeira queimada em Mangualde em breve

Na manhã desta sexta-feira (dia 23 de março), na Câmara Municipal de Mangualde, a cerimónia da assinatura do contrato para criação de parques de madeira queimada.

Para o efeito esteve presente o Ministro da Agricultura, Capoulas Santos, o Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel João de Freitas e o Presidente da AIMMP – Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário de Portugal, Vítor Poças. João Azevedo, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde foi o anfitrião do momento.

Por:Mun.Mangualde

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar