Templates by BIGtheme NET
Home » Distrito de Viseu (page 5)

Distrito de Viseu

Liturgia e avisos Domingo de Ramos -Unidade Pastoral Fornos de Algodres e Aguiar da Beira

DOMINGO DE RAMOS

 Iniciamos a Semana Santa, imitando a multidão que aclamava Jesus na cidade santa de Jerusalém: “Hossana! Bendito o que vem em nome do Senhor! Bendito o reino que vem, o reino do nosso pai David! Hossana nas alturas!”. Muitos estenderam as suas capas no caminho por onde Jesus ia passar e cortaram ramos de verdura para o aclamar e acolher. Isto contrasta com a traição e tristeza que ocorrerão naquela mesma cidade passados poucos dias. E perguntamos: Porquê e como é possível fazer tanto mal a quem só fez tanto bem? Jesus viveu para os outros, sem poder e sem violência, tendo como única arma o amor! Como foi possível? O texto mais importante deste dia é a narração da Paixão, segundo o evangelista S. Marcos. Desta narração, fixemo-nos nas palavras impressionantes de Jesus na cruz: “Meu Deus, meu Deus, porque Me abandonastes?”. Estas palavras expressam o drama que acontece no monte do Calvário. Resumem as horas da paixão de Jesus e também a sua vida. Na narração da Paixão, segundo S. Marcos, estas são as únicas palavras de Jesus na cruz. 25-03-2018
Ano B - Tempo Quaresma - Domingo de Ramos - Boletim Dominical

Este evangelista, ao contrário dos outros três, descreve-nos Jesus muito só e sentindo-se sozinho; um Jesus que, pouco a pouco, se vai desprendendo daqueles que tinha junto de si; alguns foram contra Ele e os que O apoiavam fugiram ou esconderam-se. Todos olham para Ele como um coitado, um desgraçado, um maldito. É horrível: praticamente ninguém manifesta compreensão ou reconhecimento para com um justo, agora objecto de desprezo, de maldade, de injustiça. Ridicularizado, até Jesus cala-se e aceita. Nesta solidão, foi despojado da sua roupa. O evangelista diz-nos: “repartiram entre si as suas vestes, tirando-as à sorte, para verem o que levaria cada um”. Jesus não está somente despojado das suas vestes e das pessoas, mas também sente-se despojado de Deus. O Seu Pai parece que não está e, por isso, clamou com voz forte: “Meu Deus, meu Deus, porque Me abandonastes?”.

Estas palavras de Jesus resumem os clamores de todos os homens e mulheres. No monte do Calvário, na cruz, estão todos os gritos de desespero, de angústia, de tribulação e de sofrimento da humanidade. Jesus clama por todos os homens e mulheres, porque Ele é a expressão da humanidade sofredora. Quantas vezes já tivemos vontade de dizer estas palavras de Jesus com aquilo que nos acontece na vida? Quantas vezes já fizemos a experiência do “abandono” de Deus, parece que, às vezes, Ele não está e não nos ouve! Quantas vezes já pedimos e gritámos a Deus que oiça os nossos pedidos e esteja connosco nas tribulações?

Mas, perante esta situação desesperada e sofredora de Jesus, há uma brisa de esperança, há uma intuição de vida e há uma confissão de fé. Perante todo o drama do Calvário, o centurião romano, testemunha de todo este sofrimento, profere uma frase que marca tudo o que aconteceu: “Na verdade, este homem era Filho de Deus”. De certeza que disse estas palavras sem pensar, não estava consciente do que estava a dizer, mas expressavam o sentimento de muitas pessoas naquela hora e naquele lugar. No início da vida pública de Jesus, Pedro já tinha confessado que Jesus era o Filho de Deus; os apóstolos sabiam que aquele que os tinha chamado nas margens do lago da Galileia era alguém excepcional; tantas pessoas deram conta que Jesus de Nazaré era alguém diferente. O povo dizia que Jesus falava com “autoridade”, mas no momento da morte é o centurião, um pagão, que faz a confissão de fé. É a confissão da Igreja, é a afirmação fundamental da nossa fé: “Na verdade, este homem era Filho de Deus”. Confessar Jesus como Filho de Deus. Mas não podemos esquecer algo muito importante que completa a frase do centurião. Jesus foi julgado, condenado, morto. Sujeitou-se a tudo porquê? Porque Jesus morreu por nós, deu a vida pelos nossos pecados, morreu para nos salvar.

Neste Domingo de Ramos, com o qual iniciamos a Semana Santa, duas coisas tornam-se muito evidentes: Jesus reza com um sentimento atribulado: “Meu Deus, meu Deus, porque Me abandonastes?”, e, com o centurião, também nós, que contemplamos a sua morte gloriosa, afirmamos: “Na verdade, este homem era Filho de Deus”. Que estas palavras estejam na nossa oração desta semana para podermos celebrar com toda a solenidade a Páscoa de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Portugal – Liechtenstein- Sub-21- 7-0

Chuva de golos em Tondela

Encontro a contar para o apuramento do Campeonato da Europa de sub-21, a turma das quinas a ter uma partida muito fácil.

Portugal a entrar cauteloso, face à destreza dos visitantes que saíram rápido para o ataque , mas na primeira oportunidade de perigo iminente, um livre executado após falta sobre João Félix, o jogador Diogo Gonçalves a bater direto numa grande execução aos 7´.

Pouco depois, uma falha da defensiva visitante, uma falta a ser considerada e grande penalidade, que chamado a converter João Carvalho rematou certeiro.

Bom entendimento entre os jogadores sobretudo da zona intermédia da turma das quinas conduz facilmente a ataques com muita evidência.

Muitas dificuldades para a formação do Liechtenstein em se organizar na manobra atacante muito por culpa da boa organização lusa.

Golos a surgir com naturalidade

Tudo muito bem elaborado pelos jogadores portugueses, surge um cruzamento da asa esquerda para a área e Xadas a emendar de forma perfeita, face à oposição do keeper Majer que tentou mas a defesa foi incompleta, aos 25´.

Imensas facilidades para os portugueses que basta colocar a bola na área e surge o perigo e desta vez foi Diogo Gonçalves a marcar de cabeça e a bisar na partida, aos 30´.

Uma partida praticamente em sentido único, com novo ataque dos lusos, aos 40´, Heriberto a consegue rematar mas a sorte não o bafejou desta vez.

Nova jogada da esquerda da turma das quinas, a bola a ser colocada para a área e João Carvalho a rececionar da melhor forma e a colocar num belo pormenor a bola no fundo das redes, era o quinto golo de Portugal, aos 44´.

João Félix a marcar em casa

Uma segunda parte com a turma das quinas a gerir mais a vantagem, mas aos 65´, nova jogada de ataque por banda da seleção das quinas e a bola a ser colocada no 2ºposte e Diogo Gonçalves a fazer mais um golo, agora de cabeça, numa tarde noite que fez o hat trick.

Nova jogada de ataque de Diogo Gonçalves a cruzar para a área e João Félix a cabecear para o golo, para alegria dos adeptos, dado que, foi aqui iniciou.

Portugal tentou de alguma forma alcançar mais golos e Heriberto a obrigar o keeper a defesa apertada, aos 87´.

Tudo muito fácil para a turma das quinas que conseguiu um score importante no que toca ao goal-avarage no futuro.

Em suma, um bom teste para a viagem à Suíça, onde o grau de dificuldade é mais elevado.

Arbitragem positiva.

Portugal – Liechtenstein- Sub-21

Estádio João Cardoso, Tondela

Espetadores: 2846

Árbitro: Genc Nuza(Kos)

Assistente: Berisha, Selimaj

4ºárbitro: Kastrati

Portugal – Joel Pereira, Diogo Dalot, Francisco Ferreira, Jorge Fernandes, Yuri Ribeiro, Pedro Rodrigues,Diogo Gonçalves, João Carvalho (c), Heriberto Tavares, João Félix, Xadas.

Jogaram ainda: Rafael Leão, Pedro Delgado, Gil Dias

Treinador: Rui Jorge

Liechtenstein – Majer, Seemann, Mikus, Marxer, Hofer(c), Wolfinger, Ritter, Vogt, Meier, Hass e Frick.

Jogaram ainda: Grunenfelder, Koller, Tschupp

Treinador: Fuchsbichler

Golos:Diogo Gonçalves,7´,30´;João Carvalho,9´gp,45´; Xadas, 25´;João Félix, 67´

Ação disciplinar:amarelo:Seemann

Assinatura dos contratos de financiamento do Projeto de Dinamização Turística do Património Monumental na cidade de Mangualde

Decorreu ao início da tarde, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Mangualde, a assinatura dos contratos de financiamento do Projeto de Dinamização Turística do Património Monumental na cidade de Mangualde – Candidatura ao Valorizar – Programa de Apoio à Valorização e Qualificação do Destino, na Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior.

Perante uma sala bem composta , estiveram presentes a Secretária de Estado do Turismo,Ana Mendes Godinho, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Mangualde, José Tomás. Por parte do Turismo de Portugal, Filipe Silva, depois Pedro Machado, Presidente do Turismo do Centro de Portugal, e Ana Abrunhosa, Presidente da  CCDRC.

Este projeto visa a reabilitação da Igreja de Misericórdia, do Largo da Misericórdia, da Rua do Colégio e ainda a criação do novo Centro Municipal de acolhimento ao visitante. Neste sentido, foi feita uma visita às áreas de intervenção deste projeto, de modo  que, Ana Mendes Godinho e os demais parceiros verificassem no terreno as áreas a intervencionar.

Este projeto representa um investimento total superior a mais de meio milhão de euros.

 

Projeto de Dinamização Turística do Património Monumental na cidade de Mangualde

Realiza-se esta quinta-feira, dia 22 de março, a cerimónia da assinatura dos contratos de financiamento do Projeto de Dinamização Turística do Património Monumental na cidade de Mangualde – Candidatura ao Valorizar – Programa de Apoio à Valorização e Qualificação do Destino, na Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior, para reabilitação da Igreja de Misericórdia, Largo da Misericórdia, Rua do Colégio e criação do novo Centro Municipal de acolhimento ao visitante, entre a Câmara Municipal de Mangualde e a Santa Casa da Misericórdia de Mangualde

 O momento, que decorrerá pelas 12h45, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, contará com a presença da Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, do Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Mangualde, José Tomás, e do Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo.

 

Ligações remodeladas entre Mangualde e Nelas

Tiveram início, esta semana os trabalhos de requalificação de duas antigas ligações entre as Carvalhas e Outeiro de Espinho e Fonte do Alcaide e Gandufe, transformando-as em dois estradões, com seis metros de largura, melhorando as acessibilidades e a faixa de proteção contra fogos florestais.

As obras resultam de um entendimento entre a Junta de Freguesia de Senhorim e a Junta de Freguesia de Espinho e as Câmaras Municipais de Nelas e Mangualde. Esta obra conta com a parceria da empresa Azurmáquinas, que cedeu para o efeito gratuitamente uma máquina giratória, e com a colaboração dos proprietários dos terrenos, cabendo às entidades envolvidas uma comparticipação nos custos da requalificação.

Por:Mun.Nelas

Gouvicampo organiza 14ºPasseio TT de Gouveia

Passear pelas belas encostas da Serra da Estrela e conhecer os seus segredos e a gastronomia típica são as propostas que a Gouvicampo – Clube de Campo de Gouveia – apresenta ao organizar o seu 14º Passeio Todo-o-Terreno de Gouveia, no dia 12 de Maio de 2018. Este evento tem conseguido reunir um grupo crescente de participantes e está aberto à participação de veículos TT de quatro rodas (Jipes), Motos e Quads.

Num dia repleto de ação, emoção e aventura, este Passeio proporciona a prática de Todo-o-Terreno, aliando a liberdade individual ao respeito pela natureza, sem descorar a componente gastronómica.

Para mais informações ou para acompanhar alguns pormenores da preparação deste evento, não deixe de espreitar a nossa página do Facebook!

Contactos: 965402335

966853860

920355215

 

Mail : gouvicampo@gmail.com

Aguiar da Beira escolhida para Seleção Checa de Orientação treinar

Ao longo destes últimos anos, no concelho de Aguiar da Beira têm sido organizadas diversas provas de Orientação, de cariz nacional e internacional .

Assim a Seleção da República Checa de orientação vai permanecer até este domingo, 25, neste concelho, onde estão a preparar futuras provas, percorrendo os ttrilhos de cabicanca.

Foto:Czech orienteering team

Imensos visitantes para saborear o cabrito em Penalva

A Câmara Municipal de Penalva do Castelo promoveu, nos dias 10 e 11 de março, o Fim-de-Semana do Cabrito e a iniciativa “Sabores de Penalva”.

Muitos foram aqueles que se deslocaram a Penalva do Castelo para apreciar o prato principal – o Cabrito – nos estabelecimentos de restauração aderentes: O Templo, Familiar, O Carneiro, Pizzaria da Lameira, Snack-Bar 259, Parador Casa da Ínsua, O Telheiro e Casa de Petiscos Recordo.

Além do Cabrito, todos os participantes foram presenteados com uma prova de Queijo Serra da Estrela e uma Maçã Bravo de Esmolfe, resultante da iniciativa “Sabores de Penalva” – complemento da “Feira/Festa do Pastor e do Queijo” realizada no dia 3 e 4 de fevereiro.

Os participantes no fim-de-semana do Cabrito habilitaram-se ao sorteio de um almoço ou jantar para duas pessoas num dos restaurantes aderentes.

Com esta iniciativa gastronómica, a autarquia dinamizou mais um evento atrativo de visitantes a Penalva do Castelo, que para além dos sabores tradicionais, puderam apreciar as potencialidades dos produtos endógenos, conviver com a beleza do território e a arte de bem receber dos Penalvenses.

Por:MPC

UCC da Misericórdia de Mangualde celebrou 6 anos

A Unidade de Cuidados Continuados Integrados da Santa Casa da Misericórdia de Mangualde celebrou, na passada quarta-feira, dia 14 de Março, o seu sexto aniversário.

Um dia de celebração, marcado por um momento de festa, onde se cantaram os parabéns e se partilhou a alegria pela existência da Unidade, reforçando a importância da missão de Cuidar do Outro, com carinho, respeito e responsabilidade.

Por:SCMM

Um grande sucesso foi a Feira de Março em Chãs de Tavares

Decorreu neste sábado e domingo, a quinta edição da Feira de Março com milhares de visitantes das diversas localidades limítrofes dos concelhos de Mangualde, Gouveia e Fornos de Algodres .

Um evento que é já imagem de marca desta região nesta fase do ano, uma forte organização da União de Freguesias de Tavares, em parceria com o Município de Mangualde.

O encontro gastronómico abriu o certame, com vários pratos a serem servidos, onde este ano esteve presente a colaborar a Confraria do Borrego de Celorico da Beira, junta mente com outros cozinheiros da região, deliciaram os presentes com pratos maravilhosos, com a tenda a ser pequena para acolher tanta gente.

A animação a cargo da Banda Filarmónica Boa Educação de Vila Cova de Tavares, da Alcatuna, do Grupo de Concertinas do Dão, Sezures/Penalva do Castelo e da Tuna de Santiago de Cassurrães.

O domingo animado pelos concursos de Ovinos e Vinho Produtor, pelo meio a Eucaristia seguida do almoço convívio.

A tarde preenchida com a entrega dos prémios aos ovinicultores e vinicultores, animada com a Tuna Realense e os Némanus que encheram o alto do monte.

Por:AP/SP/JP

Mais desenvolvimento na edição em papel de 31 de março.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar