Templates by BIGtheme NET
Home » Culinária

Culinária

Beira Interior – Vinhos & Sabores inicia hoje em Pinhel

Pinhel volta acolher mais uma edição do Beira Interior – Vinhos & Sabores, um certame que pretende dar a conhecer o melhor que por cá se faz, mas também ser um espaço de debate e de reflexão, um lugar de experiências e de descobertas, uma oportunidade de negócio, em suma, um evento que vale a pena visitar e, sobretudo, sentir e saborear.

Esta é uma iniciativa do Município de Pinhel e da Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior acontece assim nos dias 16, 17 e 18 de novembro no Centro Logístico de Pinhel.

Destaca-se nessa edição a realização de mais uma Gala Vinduero, onde são distinguidos os vinhos de Portugal e Espanha, mas também vai haver workshops, seminário, degustações e provas de vinhos comentadas, show cooking, animação musical entre outras novidades.

A Beira Interior é hoje uma região de excelência e qualidade, tendo os seus Vinhos cada vez maior notoriedade.

Confraria da Urtiga leva a efeito XIV edição do Passeio Micológico

A Confraria da Urtiga vai realizar no dia 1 de dezembro do corrente ano, a XIV edição do PASSEIO MICOLÓGICO dando, assim, continuidade a uma estratégia de transformação do património natural do Município de Fornos de Algodres num produto turístico, focalizando o interesse no potencial ecológico e socioeconómico dos cogumelos, ajudando a manter a integridade do ecossistema.

O evento constitui uma excelente oportunidade para os participantes poderem observar, identificar e alargar o seu conhecimento sobre inúmeras espécies de cogumelos no seu habitat, com o apoio de (re)conhecidos guias especialistas em Micologia. A edição deste ano conta com a participação de Àngel Torrent e Miquel À. Pérez de Gregório, especialistas representantes da Associação Micológica Joaquim Codina, de Girona/ Espanha, que nos acompanharão durante a saída de campo, abordando, durante o período da tarde, o tema das intoxicações por cogumelos, dando a conhecer Olot – a capital do vulcanismo, e os cogumelos que aí proliferam (cf. programa em anexo).

Ao início e, no final da manhã, haverá lugar para os prazeres da mesa, onde o cogumelo mais apreciado da região (boleto) e outros ingredientes de excelência se transformarão em iguarias gastronómicas, pelas mãos do Chef António Santos . Uma espécie de teatro gastronómico acompanhará a refeição, dando a conhecer a importância que os fungos tiveram na Restauração de Portugal como país soberano, há 378 anos atrás (a 1 de dezembro de 1640).

Não perca uma oportunidade diferente, de festejar o “Dia da Restauração” e desfrutar da generosidade da natureza, em Terras de Algodres!

Sopa das Origens – Escola Velha venceu Festival das Sopas em S.Paio

O tempo foi um pouco adverso, mas foi um fim de semana dedicado às sopas e à gastronomia desta região, onde a castanha animou as hostes , sempre com grande animação.

Foram 17 sopas a concurso de diversas instituições que se esmeraram por apresentar um bom produto, para todos saborearem.

Apesar da chuva os visitantes foram bastantes para ver o Festival e além disso, saborear as diversas sopas .

Assim no final, a grande vencedora deste festival foi a  Sopa das Origens – Escola Velha , já no 2º Lugar , ficou a  Sopa Especial de feijoca com pato e aromas de Outono – Grupo Cantares de S.Paio , no derradeiro lugar do pódio ficou a  Sopa da Pedra – Jardim de Infância de Gouveia .

O Prémio da Sopas com mais senhas (Prémio Solidário) foi para a  Sopa de Lavagante Azul – Instituto de Gouveia – Escola Profissional.

As provas de Vinho da Casa Américo também foram um dos tónicos deste festival, assim como outros produtos endógenos.

Sabores de Aguiar da Beira em destaque no Mercado de Viseu

O Mercado de Viseu vai acolher neste fim de semana, Míscaros, castanhas, enchidos e outros produtos em destaque no evento São Martinho.

Entre as 10H e as 12H30 passa pelo Mercado Municipal, prova os sabores de Aguiar da Beira e fica a conhecer a programação do VI Certame Gastronómico do Míscaro.

A ação é promovida pelo CLDS 3G Aguiar no Coração, através da realização de um showcooking e de um magusto, em parceria com a Escola Profissional Mariana Seixas e o Município de Aguiar da Beira.

Por:AGC

Museu à Noite em Pinhel

Teve lugar mais uma  sessão do Museu à Noite de outubro ,  na antiga escola primária do Lamegal e teve como tema “a promoção turística dos territórios nos websites municipais”.

A Internet é hoje em dia um dos principais motores da divulgação e valorização dos patrimónios, das tradições e marcas identitárias que caracterizam as diferentes comunidades e os seus territórios, motivo que levou à escolha do tema deste Museu à Noite que teve como convidada a Prof. Maria Sánchez, docente na Universidade de Trás os Montes e Alto Douro.

Por:Mun.Pinhel

Queijada de Urtiga é agora um produto de marca registada

Recentemente mais um produto de urtiga foi registado. Neste caso falamos da queijada de urtiga, que é confecionada pela confreira Amélia Reis , viu agora registada a marca do seu produto .

Assim , depois da alheira de urtiga, surge agora a queijada de urtiga ,como sendo um produto registado, isto faz com que a Confraria da Urtiga passe a ter aos poucos os seus produtos registados.

Desta maneira, este é mais um feito importante para a Confraria da Urtiga, para o Concelho de Fornos de Algodres e para a região.

A urtiga é já uma imagem de marca desta região.

foto:CU

Beira Interior – Vinhos & Sabores em Pinhel

Pinhel vai acolher nos dias 16, 17 e 18 de novembro, mais uma edição do certame “Beira Interior – Vinhos & Sabores”.

Esta uma iniciativa levada a efeito pelo Município de Pinhel, em parceria com a Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior (CVRBI), no intuito de promover os Vinhos da Beira Interior, assim como alguns dos produtos endógenos mais característicos da região (tais como o queijo, os enchidos, o mel, o azeite, os doces tradicionais, entre outros).

As inscrições ainda são possíveis, consulte as normas de participação no site do Município de Pinhel, onde também está disponível a ficha de inscrição.

Por:MP

S.Paio acolhe 19º Festival de Sopas

Comer uma sopa no outono em S. Paio, já é tradição e este ano, vai decorrer mais uma vez este certame, onde se confecionam belas sopas que apesar de estarem a concurso, é notório o esforço das instituições para tudo ser perfeito.

Decorre nos dias 10 e 11 de novembro, altura do S. Martinho.

Para além das sopas, vai haver no espaço envolvente uma feira, mostra de vinhos e muita animação cultural.

Quinta do Quinto, alojamento no vale do Mondego

  O Turismo é uma das grandes apostas da nossa região, numa das nossas viagens, fomos ao encontro de um alojamento local, a Quinta do Quinto, situada no concelho da Guarda, mais concretamente na localidade de Cavadoude, inserida no Vale Glaciar do rio Mondego.

Fomos conversar com Luís Amaral que nos deu a conhecer este projeto.

A Quinta do Quinto foi uma aposta importante?

Sim, uma aposta importante, foi durante muitos anos, o meu avô aqui trabalhou na parte agrícola onde empregou muita gente e infelizmente a evolução dos tempos não o permitiu e nós decidimos abraçar este projeto, a casa é muito bonita e fomos remodelando aos poucos para turismo habitação, onde as pessoas de fora gostavam muito da casa e foi daí que surgiu a aposta.

Começamos há cerca de um ano, o feedback é muito positivo e vai sendo o que nos motiva a continuar.

Apesar de ser um projeto de família, tem de haver muito gosto pela área?

Sim muito gosto, no fundo estou aqui desde as 7 da manhã até à meia -noite, constantemente quando há pessoas e se não houver gosto é complicado manter este ritmo.

Atualmente é uma casa que tem muita história, no antigamente foi pertença do Clero, do séc. XVII, as pessoas ficam encantadas, e depois toda a envolvência inserida no Vale Glaciar, as montanhas, existe um microclima no verão e no inverno, a fauna e a flora também é muito diversificada, mas sobretudo é um local calmo, dado que as pessoas vêm para descansar, relaxar.

Estes projetos começam a surgir, agora existe o alojamento local, no futuro a vertente agrícola pode surgir novamente?

O nosso objetivo é continuar desenvolver a quinta, este foi o primeiro parâmetro definido, no sentido de divulgar a quinta e na segunda fase, tentar transformar este espaço numa quinta pedagógica, com hortas, aproveitar o nosso olival, temos oliveiras com muitos anos, com animais, isto é transformar num “Resort Rural”.

O turista procura locais calmos?

Sim cada vez mais, hoje em dia, alguns visitantes dizem: “Foi uma noite tranquila”, é importante, dado que, os turistas gostam da tranquilidade, cada vez mais temos de aproveitar estes espaços, as zonas começam a ficar desertificadas.

Agora estes projetos no futuro, podem trazer fixação de pessoas, senão vejamos, quando pensamos em fazer alguma coisa, temos de pensar na comunidade, esta é uma zona bonita e aqui à volta também existem outras quintas com bastantes turistas, logo é bom para a zona.

Que apoios se podem ter neste tipo de projeto?

Existem vários apoios, nós fomos fazendo com capital próprio, os meus pais foram desenvolvendo essa parte, agora existem alguns apoios, no Portugal 2020, Centro 2020, alguns apoios comunitários que vamos aproveitar para desenvolver a segunda parte deste projeto.

Os jovens cada vez mais abraçam estes projetos?

Sim, aliás as pessoas ao verem um jovem, tem dado um aval positivo e no final dão força, é sinal que aprovam, gostam de verem os jovens envolvidos.

Agora o mercado está saturado, decidi avançar, mas nestes projetos é preciso ter muito gosto, porque se passam muitas horas.

A zona do Vale do Mondego tem grande potencial?

Sim, as pessoas começam a conhecer, é uma zona pouco divulgada, aliás os turistas estrangeiros afirmam que gostavam de conhecer mais Portugal, mas precisa de mais divulgação.

Agora vamos estar esperançados, com o projeto que a Câmara da Guarda tem para esta zona, os Passadiços do Mondego que podem ser uma alavanca de grande atração de turistas a esta zona, podendo surgir algo mais no campo da restauração e outros setores.

É necessário um desenvolvimento do comércio local.

Em 2017 estiveram na FIT, agora o balanço deste ano foi positivo?

Foi uma aposta positiva, no sentido de nos dar a conhecer, é um certame de renome ibérico, agora no futuro, a participação noutras feiras poderá ser uma ideia a reter em conta.

O balanço deste primeiro ano é muito positivo, tivemos muitos visitantes.

Festival do Peixinho do rio e Feira de Santiago

Decorre neste domingo, mais uma edição da Festa de Santiago e do Festival do Peixinho do Rio, na localidade de Juncais, numa organização da União de Freguesias de Juncais, Vila Soeiro e Vila Ruiva.

Haverá muita música popular portuguesa, animação e diversos petiscos, ao longo da tarde noite.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar