Templates by BIGtheme NET
Home » Ambiente

Ambiente

III Land Art Narciso do Mondego em Fornos de Algodres

A edição do Land Art de 2019, vai acontecer até 21 de julho, onde o Município de Fornos de Algodres promove a 3ª edição do Land Art Narciso do Mondego. engloba Conversas Abertas, Residências Artísticas e Workshops e tem como convidadas as artistas Carla Afonso, Elisa Pinto e Patrícia Oliveira, que desenvolverão durante estes dias diversos trabalhos de criação escultórica.

Land Art, também conhecida como Earth Art ou Earthwork, é uma intervenção artística na paisagem natural. Por outras palavras, o próprio ambiente é trabalhado como matéria-prima do artista, de modo a integrar-se na obra.

Workshop – RECICLAR É ASSIM em Fornos de Algodres

RECICLAR É ASSIM. Simples. Ecológico. Natural.

 Inserido nas Férias Desportivas, o Município de  Fornos de Algodres acolheu no dia 9 de julho na Biblioteca Municipal Maria Teresa Maia Gonzalez, um grupo de 10 jovens provenientes do Campo de Férias Residencial da Associação de Maceira, com o objetivo dos nossos Eco Jovens, explicarem o papel dos jovens no dia-a-dia da reciclagem, através de exercícios práticos e dinâmicos.

Neste encontro os Eco Jovens de Fornos de Algodres, tiveram a oportunidade de oferecer EcoBags (sacos para a reciclagem) a cada um dos jovens.

O  Vereador Bruno Costa marcou presença no workshop, evidenciando que “os jovens tem um papel cada vez mais importante na sociedade, nomeadamente na área ambiental, sendo que, cada vez mais, a responsabilidade de preparar um futuro mais sustentável está nas mãos dos jovens.”

Por fim agradeceu aos Eco Jovens pelo empenho e destacou a responsabilidade social, cultural e ambiental que os jovens estão a demonstrar no Concelho de Fornos de Algodres.

 

Jovens voluntários ajudam na vigilância Florestal

No início do mês foram oficialmente implementados os Programas do Posto de Vigia na Torre da Igreja da Nossa Senhora do Castelo (Câmara Municipal de Mangualde) e Vigilância Móvel (União das Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta) – Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas 2019, promovidos pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

 A sessão de formação envolveu 21 jovens: 6 voluntários no Posto de Vigia fixo da Torre da Igreja da Nossa Senhora do Castelo (CMM) e outros 15 no Programa de Sensibilização e Vigilância Móvel da União de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta (UFMMCA), estes últimos divididos em 3 grupos de 5 elementos.

 A sessão contou ainda com a presença de elementos do EPNA-GNR e de Técnicos do Gabinete Técnico Florestal da Câmara Municipal de Mangualde que procederam aos esclarecimentos técnicos necessários para a execução das tarefas a executar, bem como, à sensibilização dos jovens para as eventuais situações de risco com que podem ser confrontados ao longo do cumprimento da vigilância.

As ações de vigilância de espaços rurais têm cada vez mais importância na efetiva redução do número de ocorrências de incêndios florestais. Nesse sentido, estes projetos visam assegurar a deteção imediata de um foco de ignição, a sua localização e a rápida comunicação da ocorrência às entidades responsáveis pela primeira intervenção.

Por: Mun.Mangualde

Jovens das férias desportivas sensibilizam as comunidades de Fornos de Algodres

Reciclar cada vez mais e melhor

O Município de Fornos de Algodres dinamizou uma ação de vertente ambiental no programa das Férias Desportivas, as atividades ambientais não foram esquecidas e por isso a convite do município a Resiestrela associou-se a esta iniciativa!

Segundo o Vereador Bruno Costa “Nesta 1.º fase os nossos Eco Jovens, esta semana, percorreram diferentes localidades do  Concelho de Fornos de Algodres. O objetivo é só um: sensibilizar a população para as boas práticas da reciclagem.”

Foi uma iniciativa com um enorme sucesso, pois esta equipa conseguiu transmitir a todos os moradores visitados, que é importante que separem todos os materiais passíveis de reciclagem !!

Comissão Municipal de Defesa da Floresta define estratégias para este Verão

Teve lugar em Trancoso , a reunião da  Comissão Municipal de Defesa da Floresta local  para definir estratégias e medidas para o período critico de incêndios que se iniciou.
Uma ação promovida pela Câmara Municipal de Trancoso que contou com a presença de representantes da CCDRC, DRAPC, ANEPC, GNR do Destacamento Territorial de Pinhel, ICNF, Corporações de Bombeiros de Trancoso e de Vila Franca das Naves, Associações de Produtores Florestais Piscotávora e Alto da Broca, Infraestruturas de Portugal, Representante das Junta de Freguesia do Concelho, Técnicos do Município, Coordenador Municipal de Proteção Civil e do Executivo do Município de Trancoso.

Após enquadramento e discussão de medidas e estratégias da temática DFCI, os presentes deslocaram-se às instalações das Corporações de Bombeiros do Concelho, Força Especial de Proteção Civil, Postos de Vigia e a alguns dos troços de Faixas de Gestão de Combustível da rede viária municipal, executados no âmbito da defesa da floresta contra incêndios pelo Município de Trancoso.

Por:MT

Altice Portugal promove investimento inédito na Europa com a infraestruturação das 12 Aldeias Históricas

As 12 Aldeias Históricas ficam com cobertura de conectividade superior a 95% do território

Altice Portugal executa projeto inédito na Europa e torna-se parceira tecnológica das Aldeias Históricas portuguesas

A Altice Portugal protagoniza investimento inédito na Europa com a infraestruturação das 12 Aldeias Históricas portuguesas com fibra ótica de última geração, conferindo ainda a potencialidade de residentes, empresas e turistas navegarem em Wi-Fi gratuito até 200 Mb de velocidade.

Num sucessivo reforço do investimento em todo o território nacional e tendo o conceito de

proximidade como um dos pilares base da sua estratégia, a Altice Portugal regressa ao Centro do país, com a melhor e mais moderna rede de fibra ótica, para infraestruturar as Aldeias Históricas de Portugal. Este é mais um projeto que vinca o pilar estratégico da empresa, o da Portugalidade, onde a Altice Portugal pretende reforçar, através dos seus investimentos, a defesa, proteção e projeção de Portugal.

Na aldeia de Castelo Rodrigo foi hoje apresentado o projeto de colaboração entre a Altice Portugal e a Associação das Aldeias Históricas de Portugal com vista à expansão da rede de fibra ótica de última geração, bem como a disponibilização de Wi-Fi gratuito nas ruas. Assim, as 12 aldeias históricas, Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Monsanto, Piódão, Sortelha e Trancoso ficarão com uma cobertura de fibra ótica superior a 95%, cobertura idêntica e nalguns casos até superior à da área metropolitana de Lisboa, do Porto ou de Braga.

Com este projeto, são cerca de 6 mil os lares e as empresas que irão beneficiar diretamente deste investimento de valor sem precedentes para esta rede de aldeias, que todos os anos recebe a visita de milhares de pessoas vindas de todos os cantos de Portugal e do resto do mundo.

As Aldeias Históricas são parte do património português e têm um valor incalculável para o turismo, para os serviços e para o país. Por este motivo, este investimento é de particular importância, uma vez que distingue estes territórios e este projeto das Aldeias Históricas portuguesas na Europa, mas também no resto do mundo, pelas melhores evidências, nomeadamente pelo facto de as capacitar de uma tecnologia que as prepara para dar resposta a qualquer projeto de investimento na área do setor terciário ou qualquer iniciativa mais arrojada na área da inovação.

As Aldeias Históricas Portuguesas ficam ainda mais distintas e atrativas no setor do turismo Mundial, aumentando ainda a sua potencialidade enquanto património histórico nacional de excelência.

Este investimento dota o destino da capacidade de se continuar a afirmar e de oferecer a quem o visita a melhor experiência, dando a conhecer o melhor de Portugal, agora com acesso a tecnologia de última geração. Não menos relevante, importa referir que toda a tecnologia desta fibra ótica é desenhada, desenvolvida e produzida nos laboratórios da Altice Labs de Aveiro, conferindo assim a este projeto uma maior singularidade, dando um enorme valor ao que é made in Portugal.

O Presidente Executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, considera que «há princípios que hoje temos efetivamente de preservar. E é isso que fazemos hoje aqui, preservar o nosso

património, a nossa cultura, a nossa história, mas olhando para o futuro, e sabemos que o futuro também se faz de tecnologia. Hoje nasce aqui um projeto que tem como principal ambição e objetivo, ligar as tecnologias, o futuro, a conectividade das pessoas, àquilo que é a tradição e também aos grandes setores em desenvolvimento destas regiões. Estas 12 Aldeias Histórias são também aldeias que perceberam desde o início a importância das novas tecnologias e o que a sociedade de informação tem para permitir o seu desenvolvimento económico, e com ele, o desenvolvimento social.».

 

Comunicado de Imprensa

Para o Ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, «é muito importante que a Altice se tenha disponibilizado para assegurar a ligação da fibra ótica, num quadro de um projeto muito mais alargado de infraestruturar todo o nosso território, num projeto que é decisivo para o nosso futuro coletivo. Uma economia digital, que é a única que o País tem que abraçar para poder ter futuro, precisa efetivamente de uma infraestrutura capaz para suportar este novo tipo de mundo onde vamos viver. Não acontecem estas coisas só porque se desenham estratégias ou porque se faz promoção, estas coisas acontecem porque as pessoas trabalham, e trabalham tanto melhor quanto puderem trabalhar em rede. E por isso queria felicitar e cumprimentar muito vivamente todos aqueles que quase há 3 décadas vêm levando a cabo este projeto das Aldeias Históricas (…). E queria por isso saudar a Altice, por todo o trabalho que fez e a como abraçou este projeto, queria saudar a Rede das Aldeias Históricas e muito particularmente, o Presidente da Associação.».

«Agradeço a todos os interlocutores da Altice Portugal, a participação e o apport que durante este ano foram trazendo e que permitiram este protocolo. (…) Um projeto singular em Portugal, projeto que pode ser um farol para outros projetos similares», acrescenta o Presidente das Aldeias Históricas de Portugal, António Robalo.

De recordar que este investimento está em linha com a estratégia que a Altice Portugal tem vindo a realizar no que diz respeito à expansão e fortalecimento da resiliência de infraestruturas fixas e móveis de nova geração, tendo prevista a cobertura em fibra ótica de última geração de 5,3 milhões de casas portuguesas até 2020, tendo já atingido o marco de 4,6 milhões de lares. Esta meta tornará Portugal no primeiro país da Europa com uma cobertura praticamente integral de fibra ótica.

Estas iniciativas vêm reforçar uma vez mais, a aposta da Altice Portugal no país, por meio do

investimento e da inovação, pretendendo reduzir assimetrias regionais e garantir oportunidades iguais através da democratização do acesso às tecnologias. Assim, a Altice Portugal torna estes territórios mais atrativos e possibilita a captação de novos investimentos, contribuindo positivamente para a dinamização das economias locais.

Cidade do Vinho em 2020 vai ser Pinhel

Numa cerimónia que se realizou no Peso da Régua, a Cidade de Pinhel esteve muito bem representada por uma grande comitiva liderada pelo Presidente da Câmara , Rui Ventura, foi assim eleita a Cidade do Vinho 2020.

Ora uma cidade e um concelho que produz vinho de grande qualidade, vê agora premiado com esta eleição , o trabalho e a dedicação de todos os vinicultores deste concelho pinhelense.

 

Orçamento Participativo em Fornos de Algodres com 15 projetos

Foram já conhecidos os 15 projetos que vão a votação em Fornos de Algodres para este ano 2019 ir a votação : na Internet de 2 de julho a 15 de julho, depois na Assembleia de Voto em cada localidade será a 28 de julho.

Já a publicação dos resultados será a 29 de julho

Valorização Urbanística e Paisagística da Zona do Pião (Algodres)

Requalificação da Envolvente da Antiga Escola Primária (Matança)

Criação de Parque Geriátrico em Vila Soeiro

Centro de Desporto de Natureza (Fornos de Algodres)

Requalificação de espaço destinado a Parque de Lazer Multiusos (Sobral Pichorro)

Recuperação do Forno Comunitário (Vila Chã)

Criação de um gabinete para o incentivo e apoio à agricultura biológica (Maceira)

Requalificação do Centro Histórico do Casal Vasco

Parque Geriátrico na envolvente da Escola Primária de Vila Ruiva

Requalificação de Espaço destinado a Parque de Lazer (Muxagata)

Parque Natural da Ferraria (Figueiró da Granja)

Requalificação da Zona Envolvente da Junta de Freguesia de Cortiçô

Arborização Espaço Florestal na zona da Sr.ª do Carmo (Fuinhas)

Parque de Merendas da Lavandeira (Juncais)

Requalificação Espaço Exterior – Terreno do Pombal (Infias)

Candidatura de apoio para a destruição dos ninhos da vespa velutina aprovada para Mangualde

O Município de Mangualde viu aprovada a candidatura de apoio financeiro para a destruição dos ninhos da vespa velutina, usualmente conhecida por “vespa asiática”, tendo auferido o montante máximo por beneficiário de 10.000 euros.

 Esta medida insere-se no eixo de intervenção “Funções ecológicas, sociais e culturais da floresta” previsto no Regulamento do Fundo Florestal Permanente e pretende apoiar financeiramente os municípios na tarefa de deteção e destruição dos ninhos e colónias de vespa velutina.

 A conhecida “vespa asiática” é um predador de abelhas e de outros insetos que, ao colocar em risco os recursos apícolas, surge como uma ameaça ao cumprimento pelos espaços florestais, da imprescindível função ecológica e, por consequência, agrícola e económica, que é a polinização das plantas.

Nos últimos dois anos, a autarquia de Mangualde, através do seu Gabinete Técnico Florestal e do Gabinete de Apoio ao Agricultor tem vindo a resolver as situações dos ninhos identificados, pelos seus próprios meios e recursos, tendo contabilizado a destruição de 13 ninhos em 2017 e de 203 ninhos em 2018. No entanto, o surgimento de casos de avistamentos de ninhos tem aumentado significativamente, pelo que se torna fundamental o investimento neste tipo de luta.

A “Rota do Santo António dos Cabaços” e o “Trilhos de Gil Vicente” em junho

Mangualde promove neste mês de junho os dois últimos Percursos Pedestres de 2019: A “Rota do Santo António dos Cabaços”, em São Cosmado a 16 de junho, e o “Trilhos de Gil Vicente”, em Guimarães de Tavares a 23 de junho. Esta iniciativa insere-se nos Percursos Pedestres «Mangualde em Movimento», promovidos pela autarquia mangualdense em parceria com as respetivas Juntas de Freguesia. Incentivar o desporto e dar a conhecer Mangualde são os principais objetivos do projeto.  O início é sempre pelas 9h00 no Largo do Rossio, em frente ao Tribunal.

Recorde-se que, ainda no âmbito dos Percursos Pedestres «Mangualde em Movimento», teve lugar no dia 2 de junho os “Caminhos do Bom Sucesso” em São João da Fresta e a 9 de junho a Rota da Senhora dos Verdes em Abrunhosa-a-Velha. Estes percursos arrancaram a 13 de abril, com a realização dos “Trilhos da Ricardina” em Espinho e a “Rota das Águas Milenares” em Alcafache, a 28 de abril.

23 de junho

Trilhos de Gil Vicente – Guimarães de Tavares

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar