Templates by BIGtheme NET
Home » Ambiente (page 12)

Ambiente

Município de Fornos distribui sacos stop não ao plástico

Começaram a ser distribuídos os 2000 novos sacos stop não ao plástico em Fornos de Algodres, pelo Município para a comunidade comerciante.
Mais uma forma de minimizar o uso dos plásticos no concelho.
O ambiente precisa do cuidado de todos em geral.

Segundo o Município, para além de estar ajudar a economia local dos profissionais, está, claramente, a caminhar para uma Economia mais Circular, contribuindo para a reutilização e a valorização dos materiais.

Pinhel associa-se a Campanha de Recolha de Bens de primeira necessidade

O Município de Pinhel associou-se à Resiestrela no sentido de levar a efeito uma Campanha de Recolha de Bens de primeira necessidade a favor de Moçambique.
Os bens recolhidos serão encaminhados para a HELPO, uma ONG que está há muito tempo em Moçambique, país onde desenvolve projetos relacionados com a infância e a saúde materno-infantil.

Na sequência do rasto de destruição deixado pela passagem do Ciclone Idai, Moçambique enfrenta neste momento uma grave situação de carência de bens de primeira necessidade.
Face à urgência da situação, o prazo da campanha promovida pelo Município de Pinhel e pela Resiestrela é necessariamente muito curto.

Até dia 3 de abril (próxima quarta-feira), aceitam-se donativos, de preferência os indicados na listagem abaixo.

BENS MAIS URGENTES:
– Roupa de bebé e criança (até aos 5 anos)
– Fraldas de pano
– Mantas do tipo polar
– Farinhas lácteas e não lácteas
– Leite em pó etapas 1 e 2
– Sabão e lixívia
– Enlatados e alimentos não perecíveis (feijão, grão, arroz, massa, óleo, açúcar e frutos secos)

PONTOS de RECOLHA:
– Câmara Municipal de Pinhel (receção)
– Gabinete de Ação Social do Município de Pinhel (edifício frente ao Tribunal)
– Agrupamento de Escolas de Pinhel (Jardim de Infância, Escolas do 1º Ciclo, 2º Ciclo e Secundária)
– Jardim de Infância da Santa Casa da Misericórdia de Pinhel
– Centro de Saúde de Pinhel

Aguiar da Beira e Vila Cortez na final da Taça de Honra

Decorreu na tarde deste domingo, as meias finais da Taça de Honra da AF Guarda, com o Aguiar da Beira a vencer em casa o Celoricense por duas bolas a zero e o Vila Cortez a receber o Paços da serra e venceu por cinco bolas a duas.

Assim vamos ter uma final em data a designar , entre Aguiar da Beira e Vila Cortez, ambas vão lutar por um lugar na Taça de Portugal da edição 2019/20.

Feira de Março anima Terras de Tavares

Tem início ao fim da tarde, deste sábado, em Chãs de Tavares, mais uma edição da Feira de Março.

Assim , decorre no Pavilhão Multiusos da localidade,  mais uma edição do Encontro Gastronómico, com diversos pratos a serem confecionados e saboreados, pelo meio, vai haver animação com a Sinfonia de Tavares e a Filarmónica de Vila Cova de Tavares e por fim Stand Comedy- Hugo Rosa e Ana Arrebentinha.

No Domingo, já na Ermida da Senhora do Bom Sucesso, acontece o Concurso de Ovinos, segue-se a Eucaristia .

Pelo meio, animação com as Concertinas e Bombos.

Para a tarde, animação com o cantor Augusto Canário e seguido do Concurso de Vinho do produtor.

Um fim de semana em grande em terras de Tavares.

Foram construidas armadilhas para captura das Vespas Velutinas

 A COOPBEI – Cooperativa Agrícola e Apícola das Beiras, recebeu uma centena de armadilhas para captura das Vespas Velutinas. Construídas pelos alunos e professores da Escola Básica Ana de Castro Osório, para distribuição direta aos seus apicultores associados, a ação é o resultado da campanha de sensibilização inserida no Plano de Vigilância e Controlo da Vespa Velutina, comummente designada por Vespa Asiática.

 A campanha foi promovida pela Câmara Municipal de Mangualde, através do Gabinete Técnico Florestal, do Gabinete de Educação, do Serviço Municipal de Proteção Civil e da Cooperativa Agrícola e Apícola das Beiras (COOPBEI), durante os meses de fevereiro e março, junto de mais de meia centena de crianças. O principal objetivo era a elaboração de armadilhas com recurso a materiais recicláveis, para captura das vespas fundadoras. Posteriormente, cada um deles colocou-as em locais próximos das suas áreas de residência. Desta forma, conseguiu-se atingir uma boa distribuição geográfica, por forma a capturar um maior número de vespas fundadoras e, assim, evitar a proliferação dos ninhos primários e subsequentes ninhos secundários. O públicUma imagem com pessoa, interior, parede, grupo Descrição gerada automaticamenteo alvo foram os alunos do 1º ciclo – Escola Básica Ana de Castro Osório (400 alunos) e do pré-escolar – Centro Social e Paroquial de Santiago de Cassurrães, Obra Social Beatriz Pais Raúl Saraiva e Centro Social e Paroquial de Mangualde (120 crianças).

 

Uma imagem com árvore, exterior, céu, planta Descrição gerada automaticamente

Com esta iniciativa, a repetir anualmente, a Câmara Municipal de Mangualde pretende minimizar o problema e ajudar o ecossistema a adaptar-se a esta praga invasora. Por outro lado, a ação contribui para a diminuição do encargo de meios humanos e materiais na destruição dos ninhos secundários, durante os meses de verão e outono, época do ano em que se verificam dimensões consideráveis dos ninhos e a predação atinge o seu máximo.

 EM 2018, A CÂMARA MUNICIPAL DE MANGUALDE DESTRUIU 230 NINHOS DE VESPA VELUTINA

 No ano de 2018 foram eliminados pelos serviços municipais cerca de 230 ninhos de vespa asiática, quase sempre com uma forte correlação com a existência de apiários e localizados na interface urbano/rural. Na maioria dos casos, a referenciação dos ninhos foi desencadeada por apicultores do concelho e por munícipes residentes sobretudo em zonas rurais.

 Desde de 2016, ano em que foi confirmada a presença da vespa asiática em território concelhio, o Município de Mangualde tem seguido as orientações do Plano de Ação para a Vigilância e Controlo da Vespa Velutina em Portugal, tendo adquirido equipamento de proteção individual e de eliminação de ninhos.

 De realçar que esta praga invasora representa uma ameaça ecológica e económica, para a atividade apícola, agrícola e para o serviço de polinização desempenhado pelas abelhas, a principal presa desta praga. Para além disso, a capacidade de adaptação e a relação de proximidade preferencial com as atividades humanas, levam a que este novo risco ambiental a que a comunidade se encontra exposta, represente também um problema de segurança e saúde pública.

CDS-PP quer saber quantos idosos vivem isolados

Em Comunicado o CDS-PP, referiu, os deputados  Pedro Mota Soares, Hélder Amaral, Ana Rita Bessa e João Rebelo querem saber se as câmaras municipais do distrito da Guarda sabem quantos idosos vivem isolados e/ou sozinhos nos seus concelhos.

Em requerimentos dirigidos a cada uma das autarquias do distrito, os deputados do CDS-PP questionam:

  1. Estão os idosos residentes no seu concelho, e que vivem sozinhos e/ou isolados, sinalizados pela autarquia? Se sim:

1.1. Quantos idosos moram sozinhos? E, destes, quantos estão isolados?

1.2. Quantos idosos moram acompanhados por outros idosos? E, destes, quantos estão isolados?

  1. Tem a autarquia algum tipo de apoio aos idosos que vivem sozinhos?
  2. Tem a autarquia algum protocolo com as IPSS ou Misericórdias para o apoio aos idosos?
  3. Há falta de residências e lares da terceira idade no seu concelho? Os que existem são acessíveis à maioria dos idosos?
  4. Desenvolveu, ou tenciona desenvolver, ações de sensibilização para que os idosos do seu concelho adotem comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco de se tornarem vítimas de crimes?
  5. Caso a autarquia não tenha sinalizados os idosos a viver sozinhos e/ou isolados, qual é a razão? Tenciona efetuar essa sinalização? Se sim, quando?

As alterações registadas nas sociedades modernas e o seu reflexo nos contextos europeus e mundiais, onde prevalecem conceitos de otimização da economia, obrigam-nos a dar especial atenção ao impacto que estes fenómenos produzem nas famílias, bem como nos grupos mais vulneráveis, nomeadamente os idosos.

O envelhecimento demográfico traduz alterações na distribuição etária de uma população, expressando uma maior proporção de população em idades mais avançadas. Esta dinâmica é entendida internacionalmente como uma das mais importantes tendências demográficas da atualidade.

 

Em conformidade com o estudo do INE – Instituto Nacional de Estatística publicado em julho de 2015, as alterações na composição etária da população residente em Portugal e para o conjunto da União Europeia a 28 são reveladoras do envelhecimento demográfico da última década.

 

Em resultado da queda da natalidade e do aumento da longevidade nos últimos anos, verificou-se em Portugal o decréscimo da população jovem (0 a 14 anos de idade) e da população em idade ativa (15 a 64 anos de idade), em simultâneo com o aumento da população idosa (65 e mais anos de idade).

 

O número de idosos ultrapassou o número de jovens pela primeira vez, em Portugal, em 2000, tendo o índice de envelhecimento, que traduz a relação entre o número de idosos e o número de jovens, atingindo os 141 idosos por cada 100 jovens em 2014. Em 2017 este número subiu para 156.

 

Por outro lado, o índice de dependência de idosos que, como referido, relaciona a população idosa com a população em idade ativa, continua a aumentar: em 2003, por cada 100 pessoas em idade ativa residiam em Portugal 25 idosos, valor que passou para 31 em 2014 (30 em 2013).

 

Neste cenário, há cada vez mais idosos a viver sozinhos ou isolados. No último Censos Sénior, a GNR sinalizou 45.563 idosos que vivem sozinhos e/ou isolados, ou em situação de vulnerabilidade, devido à sua condição física, psicológica, ou outra que possa colocar a sua segurança em causa. São quase mais meia centena do que no ano anterior e mais de dois mil em relação a 2016, ano que já tinha contabilizado mais do triplo do registado em 2011.

 

Muitos destes idosos são pessoas que, devido à sua especial suscetibilidade, necessitam de uma proteção especial e reforçada, quer seja em termos sociais, económicos, de saúde ou de justiça.

Em novembro, uma mulher de 100 anos morreu num incêndio no prédio onde morava, na Porto. A idosa era a única habitante do edifício e o fogo começou no quarto onde dormia. Há um mês outra mulher, de 81 anos, morreu num incêndio em casa, também no Porto.

 

Em janeiro, um casal de idosos foi encontrado morto em casa, no Dafundo, Oeiras, distrito de Lisboa.

 

Esta semana, um casal de octogenários apareceu morto numa casa em Sernancelhe, Viseu.

 

Casos de isolamento e solidão muitas vezes acabam em tragédia.

 

O Grupo Parlamentar do CDS-PP defende que importa garantir a existência de mecanismos efetivos de proteção que salvaguardem e atendam às particularidades, riscos e fragilidades dos mais idosos.

“Saber Comer na Escola” pela ULS Guarda

No âmbito do Programa de Educação Alimentar para a Comunidade Escolar da Unidade de Saúde Publica da ULS Guarda, estão a decorrer no Estádio Municipal as atividades organizadas em parceria com o Serviço de Alimentação e Nutrição do Município da Guarda. O tema deste ano é “Saber Comer na Escola” e tem como objetivo estimular as crianças dos Jardins de Infancia e 1º ciclo a tomar pequenos almoços e merendas saudáveis e alternativas ao tradicional e promover a atividade física.
Por estes dias vão passar pelas instalações do Estádio Municipal 592 alunos das escolas do concelho da Guarda para apreenderem a preparar pequenos almoços e merendas com alimentos saudáveis. Mais uma vez estão envolvidas neste projecto Nutricionistas, equipa de saúde escolar, cozinheiro e colaboradoras do serviço de Educação e Desporto do Município da Guarda.

Proteção civil alerta para perigo a incêndios

     DECLARAÇÃO DA SITUAÇÃO DE ALERTA

Face às previsões meteorológicas para os próximos dias, que apontam para um significativo agravamento do risco de incêndio florestal no território do Continente, e considerando a decisão da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, que determinou a passagem do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais ao Estado de Alerta Especial Amarelo em todos os distritos, os Ministros da Administração Interna e da Agricultura, Florestas e  Desenvolvimento Rural assinaram hoje o Despacho que determina a Declaração da Situação de Alerta.

No âmbito da Declaração da Situação de Alerta, prevista na Lei de Bases de Proteção Civil, serão implementas as seguintes medidas de caráter excecional:

  • Elevação do grau de prontidão e resposta operacional por parte da GNR e da PSP, com reforço de meios para operações de vigilância, fiscalização, patrulhamentos dissuasores de comportamentos de risco e de apoio geral às operações de proteção e socorro que possam vir a ser desencadeadas;
  • Proibição da realização de queimadas, de queimas de sobrantes de explorações agrícolas e florestais e de ações de gestão de combustível com recurso à utilização de fogo;
  • Dispensa dos trabalhadores dos setores público e privado que desempenhem cumulativamente as funções de bombeiro voluntário, nos termos do artigo 26.º do Decreto-Lei n.º 241/2007;

A Situação de Alerta abrange todos os distritos do Continente entre as 00h00 do dia 27 de março e as 23h59 do dia 31 de março. O Governo acompanha em permanência o evoluir da situação operacional e apela aos cidadãos para que adequem os seus comportamentos ao quadro meteorológico que tem sido amplamente divulgado.

JSD da Guarda lança repto a Carlos Peixoto

O IV Conselho Distrital da JSD da Guarda teve lugar em Gouveia.
Fernando Melo desafiou o líder distrital do Partido,  Carlos Peixoto, a olhar para a juventude na elaboração das listas para as legislativas, com a mesma seriedade que o partido olhou nas europeias, ao atribuir o segundo lugar a Lídia Pereira.

Ainda esteve presente a Prof.ª Dra. Maria Graça Carvalho, antiga Ministra da Educação e candidata a Eurodeputada, que participou numa reflexão sobre educação, na sequência da comemoração do dia do estudante.

No decorrer dos trabalhos, ainda se manifestou especial interesse sobre o futuro da Câmara Municipal da Guarda.

 

Dia Mundial da Água, da Árvore e da Poesia

O Município de Celorico da Beira através do seu Gabinete Florestal e Gabinete de Águas e com o apoio de várias entidades celebrou, nesta sexta feira, 22 de março, o Dia Mundial da Água, da Árvore e da Poesia.
Esta iniciativa foi realizada junto à Praia Fluvial da Ratoeira e contou com a participação de cercar de 300 alunos do 1º ciclo e jardins de infância do concelho.

A manhã foi dividida com várias atividades e ações de sensibilização, uma caminhada e um almoço convívio.

O Município tem promovido diversas campanhas de sensibilização direcionadas especialmente para as crianças, com vista a despertar as consciências e educar para uma cidadania ambiental responsável. Empenhado em reduzir a sua pegada ecológica e demonstrar às crianças que é imperioso adotar comportamentos mais pró-ambientalistas, o Município “Disse não ao plástico descartável” trocando as embalagens de refeição e talheres utilizados no almoço convívio deste dia, por descartáveis biodegradáveis, adquiridos à empresa Zero Plástico.

Pretende assim também, sensibilizar especialmente as crianças para a importância da preservação das árvores, quer por questões ligadas ao equilíbrio ambiental e ecológico, quer pela sua contribuição direta na própria qualidade de vida dos cidadãos.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar