Templates by BIGtheme NET
Home » Segurança

Segurança

Celebrações da Semana Santa em Pinhel à porta fechada

Em comunicado, o Município de Pinhel informa a pedido da Paróquia e Unidade Pastoral de Pinhel, que as celebrações pascais de 2020 vão decorrer na Igreja Paroquial de São Luís, à porta fechada, sem a presença de povo, mas sempre pelo povo e com a certeza da união espiritual de muitos cristãos.
A celebração da Santa Missa do Domingo de Páscoa será transmitida em direto na página do Facebook do Município de Pinhel.
Aqui deixamos o programa completo da Semana Santa
5 de abril, 12h00 | Domingo de Ramos na Paixão do Senhor
Missa da Paixão do Senhor
9 de abril, 21h00 | Quinta-feira Santa
Missa Vespertina da Ceia do Senhor
10 de abril, 15h00 | Sexta-feira Santa
Celebração da Paixão do Senhor
11 de abril, 21h30 | Sábado Santo
Vigília Pascal na noite santa da Ressurreição
12 de abril, 11h00 | Páscoa da Ressurreição do Senhor
Missa Solene do Domingo da Páscoa da Ressurreição
(com transmissão em direto na página do Facebook do Município de Pinhel)

 

Covid-19- Um caso confirmado em Mangualde

Segundo a Câmara Municipal de Mangualde informou que lhe foi comunicado pela Delegada de Saúde do Município, a existência de 1 caso positivo de COVID19 em Mangualde.
deste modo, também referiram que o munícipe se  encontra estável e está a ser devidamente acompanhado pelos profissionais de saúde.
Agora cada vez mais, nesta fase de mitigação é importante seguir à risca os conselhos da Direção-Geral de Saúde (DGS).

Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro entrega material de proteção

O Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC.NRC) iniciou já a entrega de material de proteção individual a instituições hospitalares. Cerca de 300 viseiras de proteção individual são distribuídas nesta data no IPO de Coimbra (IPOC) e no Centro Universitário e Hospitalar de Coimbra (CHUC), para garantir as melhores condições de segurança possíveis aos profissionais destas unidades. A LPCC.NRC procedeu, também, à entrega, no CHUC, de 60 botas e cogulas, confecionadas pelos seus voluntários.
Trata-se da primeira entrega de um conjunto alargado de equipamentos de proteção individual que o Núcleo Regional do Centro pretende fazer chegar rapidamente a outras unidades prestadoras de cuidados de saúde da Região Centro, nomeadamente hospitais e centros de saúde.
A Viseira de face integral, foi desenvolvida pela empresa de Coimbra, Imprevistas, a qual está a produzir uma quantidade apreciável deste equipamento, que a Liga irá disponibilizar.

Covid-19-Pinhel colocou em ação a Declaração de Situação de Alerta Municipal

Em comunicado , o Município de Pinhel colocou a vigorar a Declaração de Situação de Alerta Municipal que entrou em vigor às 00.00h deste sábado, dia 28 de março de 2020, com a duração previsível de 15 dias, sem prejuízo da sua prorrogação e que à mesma estão subjacentes os seguintes fundamentos:

1. A atual situação epidemiológica à escala mundial, declarada a 30 de janeiro de 2020, relacionada com a COVID-19, que evoluiu para uma situação de pandemia, declarada a 11 de março de 2020, pela Organização Mundial de Saúde;

2. A declaração do estado de emergência, decretada por Sua Excelência o Presidente da República, no passado dia 18 de março, através do Decreto do Presidente da República no. 14-A/2020, densificada pelo Governo da República Portuguesa, no dia 20 de março através do Decreto n.o 2-A/2020, de 20 de março.

3. As medidas extraordinárias de contenção e mitigação do Coronavírus, aprovadas pelo Conselho de Ministros, a 12 de março de 2020 e vertidas no
Decreto-Lei n.o 10-A/2020, de 13 de março;

4. As medidas de caráter excecional identificadas no Despacho de Situação de Alerta emitido pelo Ministro da Administração Interna e pela Ministra da Saúde, a 13 de março;

5. O teor e fundamentos do Plano de Operações Distrital N.o 1/2020, emitido pelo Comando Distrital de Operações de Socorro da Guarda, a 17 de março de 2020;

6. O teor e fundamentos do Plano de Contingência do Município de Pinhel, aprovado por meu Despacho, datado de 11 de março do ano em curso;

7. As medidas já adotadas pelo Município de Pinhel, vertidas nos Comunicados e Avisos anteriormente difundidos;

8. O aumento exponencial de casos de infeção, registados diariamente em Portugal, bem como o número de mortes já ocorridas, na sequência da infeção por CoronaVírus:

9. A existência de vários casos confirmados com SARS-CoV, no distrito da Guarda e respetivas cadeias de transmissão;

10. A necessidade em efetuar a contenção das cadeias de transmissão do vírus no concelho de Pinhel

A situação de alerta municipal agora declarada determina:

a. A proibição de todas as práticas de caravanismo e excursões turísticas.

a) A proibição de todas as práticas de caravanismo e excursões turísticas.

b) A necessidade dos não residentes habituais darem conhecimento do seu regresso à Junta de Freguesia competente, imediatamente após à sua chegada à freguesia do Concelho de Pinhel. Esta medida aplica-se às pessoas vindas de país estrangeiro ou de outro concelho do país.

c) A necessidade das pessoas referidas no ponto anterior efetuarem nas suas habitações um isolamento preventivo (profilático) ou “quarentena”, com uma duração de 14 dias.

d) O prosseguimento das ações de desinfeção que a Câmara Municipal, conjuntamente com as Juntas de Freguesia, tem vindo a realizar em todas as freguesias, e na sede do Concelho.

e) A realização de ações de controlo do tráfego rodoviário e aplicação de eventuais restrições de circulação que permitam garantir as ações prioritárias da Proteção Civil, Câmara Municipal, Juntas de Freguesias, Bombeiros e Guarda Nacional Republicana.

f) A emissão de livre-trânsito de veículos e pessoas afetas aos serviços municipais considerados prioritários e essenciais, emanados pelo Sr. Presidente da Câmara Municipal, sob proposta dos chefes de divisão

MAI-Incumprimento do Estado de Emergência

Em comunicado do Ministério da Administração Interna refere-se que: dando cumprimento às determinações do Decreto que regulamenta o Estado de Emergência, a Guarda Nacional Republicana e a Polícia de Segurança Pública têm vindo a desenvolver, desde ‪as 00h00 do dia 22 de março, uma intensa atividade de sensibilização, vigilância e fiscalização junto da população.

Assim, até ‪às 18h00 desta quinta-feira, foram detidas 54 pessoas por crime de desobediência, designadamente por violação da obrigação de confinamento obrigatório e por outras situações de desobediência ou resistência.

No mesmo período, foram encerrados 1031 estabelecimentos por incumprimento das normas estabelecidas.
O Ministério da Administração Interna reitera o apelo a todos os cidadãos para o escrupuloso cumprimento das medidas impostas pelo Estado de Emergência, contribuindo assim para conter a propagação da pandemia.

CIMBSE lança medida de contenção à propagação do Covid-19

Segundo um comunicado, teve lugar uma reunião por teleconferência dos presidentes de Câmara Municipal dos municípios integrantes da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, a fim de articularem medidas conjuntas de contenção da propagação das infeções por Covid-19 na região, acordaram nas seguintes conclusões:

• Solicitar às autoridades competentes a efetiva submissão a controlo sanitário a todas as pessoas que entrem no território pela fronteira terrestre de Vilar Formoso.

• Solicitar à autoridade de saúde competente que estabeleça a obrigatoriedade de confinamento, por 14 dias, de qualquer pessoa que, por motivo não profissional, entre no território provindo do estrangeiro;

• Estabelecer procedimentos para aquisição conjunta de equipamentos de proteção e de saúde necessários ao combate da pandemia;

• Reiterar o seu empenhamento neste combate e a sua abertura e total disponibilidade dos meios municipais para toda a colaboração com as autoridades de saúde, de segurança e de proteção.

foto arquivo

Covid-19-Desinfeção de todos os espaços públicos do concelho de Mangualde

As operações de desinfeção de todos os espaços públicos do concelho de Mangualde decorrem a todo gás.

O trabalho em marcha visa mitigar a propagação do COVID-19, nomeadamente nos espaços públicos onde existe maior risco de propagação na cidade bem como nas aldeias das freguesias do concelho. Esta é uma ação concertada entre a Autarquia e as Juntas de Freguesia de Mangualde, iniciaram no passado dia 23 de março.

O plano de trabalho definido visa desinfetar espaços públicos tais como: paragens de autocarros; zonas de táxis, bancos de jardim, bem como espaços exteriores a supermercados, padarias, papelarias, bancos, CTT, escolas, entidades da administração local, Unidade Saúde Familiar, Centro Saúde, Estação Ferroviária entre outros espaços de importante passagem de pessoas.

A desinfeção dos espaços públicos em Mangualde segue as recomendações da Direção Geral de Saúde, nomeadamente na identificação dos espaços a desinfetar, bem como no tipo de produto a aplicar.

Covid-19-Estudo revela que falência económica e mortalidade assustam os portugueses

 

 Falência económica nacional (62% dos inquiridos), mortalidade elevada (58%), falência do Sistema Nacional de Saúde (46%) e desemprego (46%) são os principais receios dos portugueses em tempo de Covid 19.

Estas são as conclusões de um estudo realizado pela multidados.com – the research agency – em parceria com a Guess What, que quis ainda saber os pensamentos atuais dos portugueses sobre a pandemia da Covid 19.

Confiança nos profissionais de saúde e Governo

Numa escala de 0 a 10, a confiança dos portugueses nos enfermeiros (9,58), médicos (9,48), camionistas e trabalhadores em lojas de bens essenciais   (9,12), Sistema Nacional de Saúde (8,27) e Forças de segurança (8,22) é quase máxima. Também alta é a confiança no Presidente da República (7,69), Primeiro Ministro (7,63), Ministra da Saúde (7,61) e Direção Geral da Saúde (7,61).

Portugueses conhecem medidas, mas sugerem mais

Os portugueses (100%) dizem conhecer as medidas do Governo de combate à pandemia e identificam-nas: isolamento obrigatório para pessoas infetadas (93%); encerramento de estabelecimentos de restauração, exceto os que dispõem de serviço take-away (91%) e imposição do teletrabalho sempre que possível (89%). Ainda assim, os inquiridos apontam outras iniciativas que deviam ser tomadas pelo governo português como ajuda económica às famílias (49%), suspensão do pagamento de contratos de água, luz, gás e comunicações (37%), intensificação da fiscalização das autoridades (37%) ou o recolher obrigatório (41%).

Crise será forte e duradoura

Como se vê pelos receios dos inquiridos, a economia ocupa um papel central no pensamento dos portugueses. Em caso de necessidade económica, 43% dos inquiridos diz contar com o apoio dos amigos, sendo que apenas 1% pensa contar com ajuda económica do Governo. Mais de 58% dos inquiridos considera que a crise económica resultante da atual situação será forte e duradoura.

A televisão é o meio de eleição

Mais de 36% dos inquiridos diz estar sempre atento às notícias sobre o tema; 37% diz ver as notícias várias vezes ao dia e 25% diz acompanhar as informações sobre o vírus, pelo menos uma vez por dia. A televisão (95%) é o meio de eleição da maioria dos portugueses, seguindo-se as redes sociais (53%), sites do SNS e DGS (46%) e outros sites (26%).

Pico da pandemia

Metade dos inquiridos considera que o pico da pandemia em Portugal vai ocorrer dentro de um mês, enquanto 32% considera que o pico irá ocorrer daqui a uma semana.

O estudo foi realizado por via dos métodos CATI (Telefónico) E CAWI (online) a uma base de dados de utilizadores registados na plataforma da multidados.com. Foram recolhidas e validadas 1.000 respostas entre os dias 20 e 23 de março.

Covid-19-Saúde, higiene e produtos básicos dominam o consumo entre os portugueses

Apresentamos um estudo feito pela empresa Nielsen revela-nos que os efeitos da pandemia Covid-19 são já visíveis em Portugal, contribuindo para um aumento das vendas do retalho alimentar. A primeira edição do Barómetro semanal da Nielsen sobre este tema, relativo à semana 9 de 2020 (de 24 de fevereiro a 1 de março), aponta para um crescimento das vendas nos Hipers+Supers que totalizou 14% entre as categorias de alimentação, detergentes e produtos de higiene e frescos, quando desde o início do ano a tendência se situava nos 6%.

Preocupações dos consumidores ditam consumo

A avaliação realizada pela Nielsen revela uma reação no comportamento do consumidor perante esta pandemia, em linha com a própria evolução desta situação no continente europeu e em território nacional.

A Nielsen identifica as seis etapas de adaptação do consumidor perante esta nova realidade: a compra proativa de Saúde, a gestão reativa da Saúde, a preparação da despensa, a preparação para quarentena, a vida com restrições e a vida sob uma nova normalidade.

O início da semana em análise foi marcado pelo alerta para o risco de pandemia anunciado pela Organização Mundial da Saúde, num período em que o número de casos diários registados na Europa ultrapassou os da China. Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde dirigiu um aviso às empresas para a necessidade de definição de planos de contingência.

Neste contexto, constata-se uma preocupação acrescida entre os portugueses com a Saúde e o armazenamento de produtos alimentares, exemplificado nos valores mais elevados registados para as conservas (+42%), os produtos ricos em vitamina C (Kiwi +39%, Laranja +37%, Tangerina/Clementina +37%) e produtos básicos (+36%). Preocupações com a Saúde e a limpeza estão também no topo do crescimento entre detergentes e produtos de higiene, observável para os Cuidados de Saúde (+40%) e Acessórios de Limpeza (+38%), onde estão incluídas as luvas.

O peso do fator geográfico

A reação dos portugueses não foi igual em todo o território: Lisboa, Setúbal, Leiria e Santarém foram os primeiros a reagir e foi nestas zonas geográficas que o consumo mais disparou. Para Lisboa, o consumo de 18% registado nesta semana triplicou a tendência de 6% verificada desde o início do ano; saltos no consumo aparentes também para Setúbal, Leiria e Santarém.

As próximas semanas podem demonstrar uma situação diferente, uma vez que os primeiros casos positivos de Covid-19 foram registados no Norte do país.

 

A procura por diferentes tipologias de oferta

O momento é de adaptação, devendo marcas e retalhistas tentar responder às necessidades identificadas entre os consumidores neste período de desafios originais.

Notam-se já tendências entre as distintas tipologias de lojas: com um sortido mais alargado, os Hipers destacam-se com um crescimento de 20%, acima dos incrementos registados para os Super Grandes (+18%) e Super Pequenos (+5%). Mas é expetável que, com o decorrer das semanas, a questão da proximidade conquiste um maior dinamismo.

                     Informação vai sustentar novas estratégias de marcas e retalhistas

É ainda cedo para compreender, na totalidade, de que modo esta pandemia vai afetar os padrões de consumo, alterar comportamentos e ditar novas tendências.

Como nos explica Patricia Daimiel, Diretora-Geral da Nielsen para Espanha e Portugal, “vivemos hoje uma situação verdadeiramente sem precedentes. Em todos os mercados e negócios, a nível mundial, a pandemia Covid-19 veio abalar a forma como vivemos, como consumimos e como trabalhamos. Todos seremos impactados, sem exceção. Por essa razão, é fundamental que, agora mais do que nunca, nos mantenhamos informados sobre todas as mudanças e novas tendências que vêm impactar cada um dos nossos mercados. É essencial estar alerta e tomar decisões assertivas que vão ao encontro de um panorama que é novo para todos, em todo o mundo.”

 

GNR- Detidos por desobediência – COVID-19

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, desde a meia-noite de ontem e durante a vigência da declaração do Estado de Emergência, está a dar levar a efeito uma operação que visa o controlo, fiscalização e vigilância das medidas impostas. Desde que se iniciou a operação, até às 08h00 de hoje, registaram-se diversas ocorrências, das quais se destacam as seguintes:

O Comando Territorial de Aveiro, através do Posto Territorial de Ovar, deteve uma mulher de 53 anos, pela prática do crime de desobediência, no concelho de Ovar. Depois de ter sido acompanhada até ao limite da cerca sanitária, foi detida e notificada para ser presente no Tribunal Judicial de Ovar.

O Comando Territorial do Porto, através de militares do Posto Territorial de Lever, deteve em flagrante delito uma mulher de 40 anos, pelo crime de desobediência ao cumprimento do período de isolamento profilático COVID-19, no concelho de Vila Nova de Gaia. A detida, sem antecedentes criminais, foi constituída arguida e sujeita a Termo de Identidade e Residência, com obrigação de permanência no domicílio.

O Comando Territorial de Faro, através do Posto Territorial de Lagoa, deteve dois homens, de 21 anos, pelo crime de ofensa à integridade física qualificada, na cidade de Lagoa. Os dois homens encontravam-se em violação do dever geral de recolhimento imposto pelo Estado de Emergência em curso. Os detidos foram constituídos arguidos e sujeitos a Termo de Identidade e Residência.

O Comando Territorial de Leiria, através do Posto Territorial de Vieira de Leira, deteve um homem de 44 anos, pela prática do crime de desobediência, no concelho de Marinha Grande. O detido foi constituído arguido e sujeito a Termo de Identidade e Residência.

O Comando Territorial de Setúbal, através do Posto Territorial de Fernão Ferro, deteve dois homens de 29 e 38 anos, um deles pela prática do crimes de condução sob a influência do álcool e o outro por posse de arma ilegal, na freguesia de Fernão Ferro. Os dois homens encontravam-se em violação do dever geral de recolhimento imposto pelo Estado de Emergência em curso. Os detidos foram constituídos arguidos e sujeitos a Termo de Identidade e Residência.

O Comando Territorial de Viseu, através do Posto Territorial de Cinfães, deteve um homem de 49 anos, pela prática do crime de resistência e coação sobre funcionário, no concelho de Cinfães. O detido encontrava-se em violação do dever geral de recolhimento imposto pelo Estado de Emergência em curso.

A GNR recorda que as medidas de contenção e isolamento podem salvar vidas. O seu objetivo é atrasar o mais possível a propagação do vírus, mantendo os hospitais com capacidade de resposta. Por isso, apela-se à consciência cívica dos cidadãos para permanecer em recolhimento no seu domicílio.

Por: GNR DCRP

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar