Templates by BIGtheme NET
Home » Segurança

Segurança

Bombeiros de Gouveia celebraram 116 anos

Este fim de semana , os Soldados da Paz de Gouveia estiveram de parabéns, com a comemoração do 116ºaniversário, com as cerimónias a decorrerem de forma mais reduzida, face à Covid-19.

Assim decorreu o hastear das bandeiras, a romagem ao cemitério, o desfile motorizado e a habitual sessão solene, este ano com menos convidados.

Na sessão solene estiveram presentes as entidades que foram felicitando os bombeiros pelo brilhante trabalho que ano após ano, por fim uma empresa agraciou os soldados da paz com um veículo de transporte de doentes não urgentes (VDTD), que vem ajudar no trabalho desta corporação gouveense.

 

GNR- Projeto “Piscina Segura”

A Guarda Nacional Republicana tem em curso, desde o dia 1 de julho e até ao próximo dia 15 de setembro, o projeto “Piscina Segura”, que prevê a realização de ações de sensibilização à população, em todo o Território Nacional, no sentido de reforçar a consciencialização da sociedade para a problemática do afogamento de crianças e jovens, em piscinas privadas.

Considerando a atual situação do país, em função da pandemia de COVID-19, é expectável que se assista ao aumento da procura de habitações para férias, muitas delas com piscina, exponenciando o risco de afogamento de crianças e jovens, se não forem tomadas as devidas precauções. De acordo com a Associação para a Promoção da Segurança Infantil, nos últimos 16 anos ocorreram 247 afogamentos com desfecho fatal em crianças e jovens, sendo as piscinas os planos de água com maior registo de afogamentos (30%), seguidas das praias (25%) e dos rios/ribeiras/lagoas (24%).

Nesse sentido, serão desenvolvidas diversas campanhas de sensibilização, através das Secções de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário (SPC), promovendo a colaboração entre entidades através de pontos de contacto.

A GNR aconselha:

  1. Mantenha sempre as crianças sob a vigilância permanente e efetiva de um adulto;
  2. Esteja sempre atento(a) a todos os movimentos, seja dentro de água ou na beira da piscina;
  3. Não deixe brinquedos na piscina, pois pode chamar a atenção das crianças e revelar-se numa distração fatal;
  4. Evite que as crianças corram à beira da piscina;
  5. Se tem piscina em casa, quando não estiver a ser utilizada, tape-a com uma tela, lona de proteção ou outro sistema de segurança;
  6. Ensine as crianças a nadar o mais cedo possível;
  7. Coloque sempre o auxiliar de flutuação nas crianças e certifique-se de que estas o mantêm devidamente colocado sempre que estejam perto ou dentro de água.

Prevenção de incêndios

O período crítico para a ocorrência de incêndios iniciou-se a 1 de julho e decorrerá até 30 de setembro.

Dada a esta situação é essencial que cumpramos as indicações, sendo proibido:
• Fazer queimas ou queimadas
• Lançar foguetes, fogo de artificio e balões com mecha acesa
• Fumigar ou desinfetar apiários sem dispositivos de retenção de faúlhas
• A circulação de tratores, máquinas e veículos de transportes pesados que não possuam extintor, sistema de retenção de fagulhas ou faíscas e tapa chamas nos tubos de escape e chaminés
• Fazer lume ou fogueiras

Plano SALVAGUARDA-Município da Guarda revê medidas

Tendo em conta a situação atual ainda com várias restrições devido à Crise Pandémica por COVID 19, e tendo em conta a imprevisibilidade quanto ao momento final da pandemia, continua a impor-se a aplicação de medidas extraordinárias que garantam uma resposta eficaz à doença COVID-19 que, não obstante o alívio das medidas a adotar, procurem mitigar o risco de se verificar um retrocesso na contenção da transmissão do vírus e a expansão da doença COVID-19. Por tudo isto, o Município da Guarda decidiu rever e renovar algumas das Medidas de Apoio Extraordinário do Plano SALVAGUARDA, prolongando até junho as medidas de apoio às famílias, ao comércio, às empresas e instituições do Concelho da Guarda.
Recorde-se que este conjunto de medidas, que visam assegurar uma resposta adequada à situação de emergência que se vive localmente, foram criadas no pressuposto de serem revistas sempre que a situação assim o exija. Aqui ficam então as medidas:

  1. Redução de 30% sobre tarifas de água, saneamento e RSU, no mês de julho:
  • A todas as famílias que tenham sofrido diminuição de rendimentos do agregado ou quebra de rendimentos, subsequentes, devidamente comprovada.
  • A todas as microempresas e comerciantes em nome individual com a atividade suspensa durante o Estado de Emergência.
  1. Comparticipação na realização de testes PCR para a Covid-19, em colaboração com o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, aos cidadãos do concelho.
  2. Isenção de rendas habitacionais em fogos municipais:
  • Os arrendatários poderão solicitar a isenção do valor da renda, por situação de perda de rendimentos, motivada por desemprego superveniente, devidamente comprovado.
  1. Isenção dos valores, na área da educação a todas famílias que sofreram perda de rendimentos motivada por desemprego de um ou dois membros do agregado familiar, devidamente comprovada, relativos a ATL e Componente de Apoio à Família (refeições, prolongamento de horário e atividades nas interrupções letivas) aquando da reabertura;
  2. Isenção do pagamento das taxas relativas a publicidade a todos os estabelecimentos comerciais que se encontrem encerrados, com exceção de bancos, instituições de crédito e seguradoras;
  3. Isenção integral dos pagamentos de rendas, concessões, taxas ou outros rendimentos devidos ao Município, por espaços comerciais/serviços, que se encontrem encerrados, instalados em espaços municipais ou no domínio público municipal;
  4. Redução do valor, em cinquenta por cento (50%), das rendas, concessões, taxas ou outros rendimentos devidos ao Município, por espaços comerciais/serviços, que se encontrem abertos, instalados em espaços municipais ou no domínio público municipal (no caso de Pessoas Coletivas, esta medida tem como limite de abrangência o critério de micro empresas);
  5. Isenção do valor das taxas relativas a venda itinerante/carácter não sedentário de produtos alimentares, como forma de apoio aos comerciantes e incentivo à prestação deste serviço que beneficia as pessoas que residem em zonas mais isoladas e não servidas por transportes ou estabelecimentos comerciais de produtos alimentares, contribuindo ainda para que as pessoas fiquem em casa e não se desloquem a zonas de maior concentração comercial;
  6. A disponibilização, em articulação com a ULS da Guarda, de alojamento em unidades criadas para o efeito na cidade da Guarda para os profissionais de saúde, elementos da Proteção Civil, Bombeiros Voluntários e a funcionários dos lares residenciais que venham a necessitar;
  7. Disponibilização de um centro de acolhimento para doentes vítimas da Covid 19, que estejam em recuperação;
  8. Disponibilização de alojamento temporário para utentes de lares e ERPI em unidade para o efeito, em caso de evacuação por contaminação Covid-19;
  9. Acesso a Plataforma de Apoio Social Extraordinário para todos os munícipes em situação de carência ou vulnerabilidade socioeconómica, que, comprovadamente, necessitem de alimentos ou outros bens essenciais, por quebra de rendimento como consequência da situação pandémica;
  10. Continuação, no âmbito do Espaço Empresa e Apoio ao Investidor, de apoio às empresas, designadamente, micro, pequenas e médias empresas, tendo em vista assegurar a informação e aconselhamento sobre todos os apoios existentes, não só no decurso da pandemia, como também no período subsequente, tendo em vista promover a recuperação económica e o relançamento do tecido empresarial;
  11. Dinamização do lançamento de empreitadas programadas no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, com redução do prazo médio de pagamentos a fornecedores e empreiteiros;
  12. Reagendamento, dos espetáculos e atividades culturais cancelados no âmbito da pandemia;
  13. Manutenção do Regime Excecional de Ocupação da Via Publica com Esplanadas, como medida de Apoio a Empresas e Comerciantes e de Dinamização no Comércio Local;
  14. A vigência de um Regime Excecional Isenção de Taxas de Ocupação da Via Pública com Equipamentos de Apoio necessários ao desenvolvimento da atividade principal e com esta conexos, como medida de Apoio aos Comerciantes e de Dinamização no Comércio Local, conforme Edital já publicitado;
  15. A isenção de taxas de ocupação da via pública com espaço destinado a esplanada e respetivos equipamentos de apoio na Praça Luís de Camões aos estabelecimentos de bebidas com espaço reservado a dança e estabelecimentos de restauração e bebidas, conforme Edital já publicitado.

 

GNR fiscaliza para prevenir a COVID-19

A Guarda Nacional Republicana tem orientado os seus esforços para a prevenção da disseminação da COVID-19, tendo nos últimos dias verificado algumas situações de incumprimento às regras definidas e previstas para o combate à pandemia.

A GNR recorda que, com o regime contraordenacional que entrou  em vigor, os cidadãos que não cumpram as regras, incorrem na prática de uma contraordenação, que varia entre os 100 e os 500 euros, no caso de pessoas singulares, e entre os 1.000 e os 5.000 euros, no caso de pessoas coletivas.

Assim, alerta-se para o cumprimento das seguintes regras, cuja violação constituiu contraordenação:

  • Obrigatoriedade do uso de máscaras ou viseiras nos transportes públicos; em espaços e estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços; edifícios públicos ou de uso público; nas escolas e creches ou salas de espetáculos;
  • Não realização de celebrações e eventos que impliquem a concentração de pessoas em número superior ao limite permitido.

Por outro lado, as situações que constituem crime de desobediência mantêm-se, como por exemplo, a obrigação do confinamento obrigatório. Por isso, entre outras situações, a Guarda irá efetuar o seguinte:

  • Determinar o encerramento de estabelecimentos e atividades que não se encontram autorizadas ou que não cumpram os requisitos de higiene e segurança;
  • Aconselhar a não concentração de pessoas na via pública e a dispersão das concentrações superiores ao número previsto.

Recorda-se que o não acatamento de uma ordem legítima do militar da Guarda para fazer cessar uma infração neste âmbito, constitui ainda a prática do crime de desobediência.

Live Beach – Praia Artificial de Mangualde abre as portas

O Município de Mangualde e a Proteção Civil Municipal prestaram todo o apoio técnico para a implementação das medidas de segurança necessárias e obrigatórias para que a Live Beach – Praia Artificial de Mangualde abre as portas amanhã, dia 27 de junho.

Todas as regras de higiene necessárias e autorizadas pela Direção Geral de Saúde (DGS) foram colocadas em prática e, assim, o recinto abre com todas as condições segurança. Os visitantes podem dar um mergulho, com vista para a Senhora do Castelo, e sentirem-se seguros e com confiança.

O horário de funcionamento do espaço é das 9h30 às 19h00. Os preços variam entre os 2,50€ para estudantes e os 17,50€ para um passe de 7 dias seguidos (preços por pessoa). Para adultos o valor diário é de 4,90€, dia inteiro, e 2,75€, para meio dia. As crianças até aos 5 anos não pagam e existem preços especiais para famílias e grupos. Para mais informações: geral@livebeach.pt e 962 663 400.

 

GNR Guarda – Prisão Preventiva por violência doméstica

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), no dia 23 de junho, deteve um homem, de 33 anos, pela prática do crime violência doméstica, no concelho da Guarda.

No âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito exercia violência física e psicológica sobre a sua ex-companheira, de 30 anos, tendo sido dado cumprimento a um mandado que culminou na detenção do suspeito.

O detido, reincidente no mesmo tipo de crime, foi presente ao Tribunal Judicial da Guarda,  dia 24 de junho, tendo ficado sujeito à medida de coação de prisão preventiva.

GNR- Atividade Operacional diária

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de ações policiais, em todo o território nacional, entre as 20h00 de sexta-feira e as 08h00 de hoje, sábado. Estas ações visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções: 36 detido sem flagrante delito, destacando-se:
  • 17 por condução sob o efeito do álcool;
  • Sete por condução sem habilitação legal;
  • Três por furto;
  • Três por resistência e coação;
  • Três por de tráfico de estupefacientes;
  • Um por posse de arma proibida;
  • Um por violência doméstica.

 

  1. Apreensões:
  • 2.580.000 doses de haxixe;
  • 2,4 doses de cannabis;
  • 0,6 doses de liamba;

 

  1. Trânsito:

Fiscalização603 infrações detetadas, destacando-se:

  • 278 por excesso de velocidade;
  • 41 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 34 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 24 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 17 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 15 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório;
  • 11 por excesso de carga;
  • Seis relacionadas com tacógrafos.

Sinistralidade: 39 acidentes registados, destacando-se:

  • 1 morto;
  • 2 feridos graves;
  • 17 feridos leves.

 

“Ensino à distância e internacionalização do ensino”em foco no Instituto Piaget

O Instituto Piaget promove esta quarta-feira, 17 de junho, às 21 horas (17h no Brasil), o “Ensino à distância e internacionalização do ensino” é o tema do webinar, em parceria com a universidade Ceuma, do estado brasileiro do Maranhão, numa iniciativa que promete unir os dois lados do Atlântico num tema comum.

O ensino à distância ganhou uma redobrada visibilidade no contexto de emergência e isolamento social impostos pela pandemia da Covid-19. Mais ou menos ajustados à natureza desta tipologia de ensino, estudantes e professores mergulharam no espaço online para cumprirem as suas tarefas, envolvendo-se numa série de novos desafios, exigências e oportunidades, que nunca tinham imaginado como possíveis.

Para os responsáveis da Pós-Graduação em Psicologia Clínica e da Saúde do Instituto Piaget de Viseu, um dos coorganizadores do evento, o webinar procurará abrir novas perspetivas à internacionalização do ensino através do ensino à distância. A mobilidade humana, o estudante internacional e o professor além-fronteiras serão alguns dos temas em debate, a partir simultaneamente de Portugal e do Brasil.

O evento contará com a presença de dois antigos alunos do Instituto Piaget de Viseu, com reconhecido percurso de formação académica e experiência profissional: Cândida Alves, licenciada em Psicologia pelo Instituto Piaget de Viseu, doutorada em Neuropsicologia pela Universidade de Salamanca e pós-doutorada em Saúde Mental pela Universidade Católica de Brasília e atualmente professora da Universidade Ceuma, e Fernando Rodrigues, diretor-geral da Esprodouro, fundador e CEO da Psicosoma e da ICN Agency. A moderação estará a cargo do presidente do campus de Viseu, Paulo Alves.

Sediada na cidade de São Luís, no nordeste brasileiro, a Universidade Ceuma é a única instituição do ensino superior privado do estado do Maranhão, onde dispõe de quatro campi (três na capital São Luís e um na cidade de Imperatriz). Oferece cursos nas modalidades presencial e à distância, tendo assinado recentemente um protocolo de cooperação com o Instituto Piaget.

“Cibersegurança – Um novo normal” em debate hoje

“Cibersegurança – Um novo normal?” é o tema da mesa redonda virtual que o Instituto Piaget organiza hoje (11 de junho), pelas 21 horas, integrada no ciclo Piaget Digital Talks.

Os alertas não são novos, mas os especialistas das áreas da segurança e sistemas de informação, têm alertado para a necessidade de ainda maior atenção durante este período de isolamento social, teletrabalho e ensino à distância. O aumento da digitalização tem como consequência o acréscimo da exposição dos cidadãos e das organizações a ciberataques, adicionando um potencial custo económico acrescido a falhas na cibersegurança.

Uma realidade que foi potenciada nos tempos mais recentes pela rápida transição que muitos utilizadores das tecnologias de informação fizeram para sistemas de trabalho remoto ou para a prioridade nas plataformas e canais digitais como forma de assegurar a continuidade da sua atividade e dos seus contactos com o mundo exterior.

O Instituto Piaget tem vindo a reforçar a sua oferta formativa com diversos cursos nas áreas tecnológicas, incluindo a da cibersegurança – designadamente, através dos seus CTeSP (Cursos Técnicos Superiores Profissionais) de Cibersegurança, Redes e Sistemas Informáticos, Programação em Web, Dispositivos e Aplicações Móveis, e ainda de Análise de Dados em Gestão de Informação, todos eles lecionados no campus de Almada.

Como continuar a usar o ciberespaço de forma livre, confiável e segura, gerindo os novos riscos de forma adequada, é o ponto de partida do debate que as Piaget Digital Talks propõem esta semana.

O painel de convidados é composto por João Simão, diretor da unidade de telecomunicações e informática da Polícia Judiciária; Carlos Oliveira, diretor de sistemas de informação na Secretaria-Geral do Ministério da Economia e docente de Engenharia Informática no Instituto Piaget de Almada; e Wilson Lucas, diretor de cibersegurança no Instituto de Informática da Segurança Social e igualmente docente de Engenharia Informática no Instituto Piaget de Almada.

A moderação do debate estará a cargo de Ricardo Simões Santos, diretor adjunto da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Piaget de Almada, e de Alexandra Silva, estudante do CTeSP de Cibersegurança, Redes e Sistemas Informáticos, no mesmo campus.

As Piaget Digital Talks têm lugar regularmente às quintas-feiras, consistindo num debate e partilha de boas práticas sobre temas atuais e relevantes do mundo digital, abertos à intervenção do público.

O acesso aos eventos realizados online é livre e gratuito para todos os interessados, mediante inscrição prévia através do site do Instituto Piaget ou da sua página no Facebook.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar