Templates by BIGtheme NET
Home » Religião » Guarda vai receber as comemorações oficiais do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas

Guarda vai receber as comemorações oficiais do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas

A Guarda vai
receber as comemorações oficiais do Dia de Portugal, de Camões e das
Comunidades Portuguesas, anunciou a Presidência da República. “O
Presidente da República assinou hoje um despacho designando a cidade da Guarda
como sede, no ano de 2014, das Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das
Comunidades Portuguesas”, lê-se numa nota divulgada na página da internet
da Presidência da República. O presidente da Câmara Municipal da Guarda, Álvaro
Amaro, que se tinha empenhado pessoalmente em conseguir que o evento tivesse
lugar pela segunda vez na cidade mais alta do país, depois de ter sido
escolhida também como sede quando Ramalho Eanes ocupava o cargo de Presidente
da República, não escondeu a sua satisfação e considerou que esta decisão de
Cavaco Silva é “uma distinção estimulante”.


O presidente da Câmara Municipal da Guarda, Álvaro Amaro, considerou o evento
como uma “oportunidade” para a Guarda “afirmar a suas
potencialidades”. “Trata-se de uma distinção estimulante para a vida
colectiva da cidade mais alta do país e constitui uma oportunidade de afirmar
as suas potencialidades, a sua ímpar hospitalidade e o espírito empreendedor a
caminho do futuro”, afirmou o autarca no início da sessão pública de
Câmara, hoje realizada na freguesia de Panoias. “Esta nobre distinção
coloca a cidade no centro da afirmação da nossa portugalidade como Pátria de
muitas geografias culturais, sociais e económicas”, afirmou. O autarca,
eleito pela coligação PSD/CDS-PP, considera que é um momento de grande satisfação
para todos os habitantes do distrito e da região. “Esta escolha é mais um
sinal do empenhamento” do Presidente da Republica “em descentralizar este
importante acontecimento (…) a que os guardenses, aqui a residir ou na
diáspora, saberão agradecer. Sentir-se-ão orgulhosos, como nunca, pela
oportunidade da sua terra ser palco desta singular união dos laços comuns de
Portugal no Mundo”, referiu, adiantando que a Guarda terá nas comemorações
do 10 de Junho “mais um marco importante e inspirador para que toda a comunidade
levante a sua auto-estima e erga bem alto a bandeira da esperança e de
Portugal”. O vereador do PS, José Igreja, que perdeu a corrida para a
presidência da autarquia, lembrou que quando a Guarda recebeu as comemorações
em 1977 foi uma festa. “Estou convencido que esta será muito superior”,
referiu. É a terceira vez que Cavaco Silva escolhe para palco das comemorações
uma cidade do interior do país, depois de em 2013 ter designado a cidade de
Elvas e, em 2011, ter escolhido Castelo Branco. Desde que tomou posse como
Presidente da República, em 2006, escolheu sempre cidades diferentes para as
comemorações oficiais do 10 de Junho. Desde 1977, dezenas de cidades já
receberam as comemorações do Dia de Portugal.
É também a terceira vez que Cavaco Silva escolhe uma cidade do interior do país
para as comemorações, depois de em 2013 ter sido eleita a cidade de Elvas e, em
2011, ter escolhido Castelo Branco. Desde que tomou posse como Presidente da
República, em 2006, Cavaco Silva escolheu sempre cidades diferentes para as
comemorações oficiais do Dia de Portugal. Por outro lado, será a terceira vez
que Cavaco Silva escolhe para ‘palco’ das comemorações uma cidade do interior
do país, depois de em 2013 ter designado a cidade de Elvas e, em 2011, ter
escolhido Castelo Branco. De resto, desde que tomou posse como Presidente da
República, em 2006, Cavaco Silva escolheu sempre cidades diferentes para as
comemorações oficiais do Dia de Portugal. Em 2012, a cidade escolhida foi
Lisboa, em 2010, o palco das comemorações do Dia de Portugal foi Faro e, no ano
anterior, a cidade de Santarém. Viana do Castelo acolheu as comemorações
oficiais em 2008, Setúbal, em 2007, e Porto, em 2006.
Desde 1977, dezenas de cidades já receberam as comemorações do Dia de Portugal.
Durante os dois mandatos de Ramalho Eanes, as cidades palco das comemorações do
10 de Junho foram Guarda, Portalegre, Vila Real, Leiria, Funchal, Figueira da
Foz, Lisboa, Viseu e Porto. Com Mário Soares em Belém, as cidades escolhidas
foram Évora, Lisboa, Covilhã, Ponta Delgada, Braga, Tomar, Lisboa, a vila de
Sintra, Coimbra e Porto. Nos mandatos de Jorge Sampaio, as comemorações do Dia
de Portugal realizaram-se em Lagos, Chaves, Lisboa, Aveiro, Viseu, Porto, Beja,
Angra do Heroísmo, Bragança e Guimarães.

fonte:CeloricoNews

Enviar Comentário

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar