Templates by BIGtheme NET
Home » Serra » Jantar dos Reis dos socialistas em Fornos de Algodres com adesão em larga escala

Jantar dos Reis dos socialistas em Fornos de Algodres com adesão em larga escala

Jantar dos
Reis dos socialistas em Fornos de Algodres com
Grande enchente
Assim decorreu nesta noite de sábado,
o jantar anual dos Reis do Partido Socialista, este ano realizado em Fornos de Algodres,
onde contou com a presença de cerca de 390 pessoas ligadas ao partido, oriundas
de todas as diversas partes do distrito da Guarda, onde estavam  muitos autarcas, esta uma iniciativa que no
entender do Presidente da Federação distrital, José Albano, uma aposta ganha,
mas este ano com sabor especial de ser numa localidade que agora é liderada
pelo socialista Manuel Fonseca recentemente eleito e que quebrou a hegemonia
laranja que durava á décadas neste concelho.

Já por seu turno Manuel Fonseca, o
autarca anfitrião se mostrou bastante orgulhoso por ter na sua terra, o secretário
– geral do PS, e de ter reconhecido o grande trabalho que levou á vitória nas autárquicas
de Setembro ultimo, considera assim uma motivação para o trabalho que vai fazer
nestes quatro anos.
Depois era a vez de António José Seguro,
o líder socialista, a conseguir desta forma grandes ovações na noite, e alem
disso, a deixar de alguma maneira, a satisfação de Fornos de Algodres ter ao
leme um homem que gosta da sua terra, e mostrou-se bastante satisfeito por
estar perante o povo de mudança que acredita no futuro melhor, deixou também uma
grande palavra de motivação ao presidente Manuel Fonseca, para o futuro próximo.
Quanto ao País, salientou que,
que não compreende a estranheza do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho por o
PS recorrer muitas vezes para o Tribunal Constitucional (TC).  o PS lutará sempre pelos direitos dos portugueses e
recorrerá ao Tribunal Constitucional sempre que sentir que está em causa a Lei
Fundamental.
“Quantas vezes o Governo ignorou as propostas do PS
? (…) Como é que é possível o primeiro-ministro dizer que quer colaborar mais
com o PS e esta semana aprova um novo estatuto da RTP sem nunca ter consultado
o PS ?”, perguntou, assumindo que a RTP “é a televisão do estado, não
é a televisão do Governo”.
Não se pode chegar ao poder e
fazer o contrário daquilo que se prometeu, como fez este Governo.
Ao contrário do que nos diz a propaganda do
governo, há um rumo diferente.
Há dois projectos para Portugal: um do
Primeiro-Ministro e deste Governo, que é o do empobrecimento para sair da
crise; outro, o nosso, o do PS, que aposta no desenvolvimento.
Por isso lançámos a convenção Um Novo Rumo para
Portugal, para dar voz e trabalhar com todos os que acreditam numa solução
diferente para os problemas do país.
Aliás agora o Governo resolveu
fazer oposição ao PS, pois esta sempre a arriar no Partido socialista.
Foram assim as palavras que o
secretário-geral socialista trouxe a esta vila presépio do interior que apesar
de fracos recursos, sabe receber as pessoas e no final todos saíram satisfeitos
com a noite e deram o tempo por bem empregue.
11/01/14
António Pacheco

Enviar Comentário

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar