Templates by BIGtheme NET
Home » Saúde » Mirtilo na região de Fornos de Algodres

Mirtilo na região de Fornos de Algodres

Mirtilo
na região de Fornos de Algodres
Cada vez mais o cultivo de Mirtilo é uma realidade em Portugal, na nossa região fomos encontrar uma grande área de cultivo de Mirtilo, no concelho de Fornos de Algodres, mais concretamente na freguesia da Muxagata, onde o produtor, Eng. João Gomes, tem uma vasta área de produção de Mirtilo, que depois da fase inicial ter sido plantação, agora já está na fase de colheita do fruto, que tem como forma de escoamento a exportação para o estrangeiro.
Mas para todos os que queiram saborear este prestigiado fruto, também se encontra disponível para venda ao público, no Gourmet do agricultor e diversos mini-mercados da vila de Fornos de Algodres.
Mirtilo, o que é?
O Mirtilo é um fruto que pertence a uma fileira agro- alimentar de excelência, conhecido não só pelo seu sabor distinto e equilibrado, mas também pelas suas inúmeras propriedades medicinais.

 

O Mirtilo é uma
baga, cor azul ceroso, com uma estrela de cinco pontas na sua parte superior. O
seu tamanho varia entre os 7 e os 12 milímetros de diâmetro.

A cera que o cobre, denominada de pruína, reveste um fruto de pele firme, cuja polpa é sucosa e aromática, de sabor agridoce. O Mirtilo, Vaccinium Corymbosum, também conhecido como arando, uva-do-monte ou blueberry, cresce num arbusto homónimo da família das Ericáceas do género Vaccinium. Podendo alcançar 1m a 1,5m de altura, estes arbustos de pequeno porte crescem em sub- bosques, zonas de microclima selectivo, das florestas temperadas da Europa.

O Mirtilo é um fruto silvestre que gosta de frio e, por isso, vive em regiões onde o Inverno é bastante rigoroso. Necessita em média de 700 a 1.000 horas anuais de temperatura entre os 10 e os 12 graus centígrados. Gosta também de solos não calcários e meia-sombra. Propaga-se por semente no Outono ou por estaca no fim do Verão e poda-se na Primavera para garantir um bom crescimento foliar.
As folhas colhem-se na Primavera e devem ser secas à sombra em local seco e bem ventilado, enquanto os frutos se colhem no Verão e devem secar ao sol. Os principais produtores de Mirtilos encontram-se no Canadá, EUA, Chile Uruguai, Argentina, África do Sul, Nova Zelândia, Itália, Inglaterra, Bélgica e Holanda.
Onde surgiu em Portugal?
A produção de Mirtilo na região de Sever do Vouga começou por volta da década de 90, altura em que a Fundação Lockorn, da Holanda, efectuou uma experiência nos concelhos de Sever do Vouga e Trancoso para perceber se possuíam as condições indicadas para garantir a produção do Mirtilo. Rapidamente a Fundação Lockorn junto com a Cooperativa Agrícola de Sanfins perceberam que o concelho de Sever do Vouga possuía condições ideais, que associadas às características do solo e do
microclima, permitiam a produção do Mirtilo. Actualmente, o concelho de Sever do Vouga apresenta a maior área de produção de Mirtilo a nível nacional, produzindo cerca de 60 toneladas anuais em aproximadamente 20ha de cultivo.
Para além de Sever do Vouga, existe igualmente produção do Mirtilo no Alentejo,
com cerca de 14ha.
Em
uso culinário
O Mirtilo, este fruto com propriedades singulares, apresenta também uma enorme versatilidade culinária. É um excelente
acompanhamento para diversos pratos, mas especialmente pratos de caça e saladas. O Mirtilo é muito apreciado em doces e sobremesas variadas, de que são exemplo, tartes, semifrios, queques, mousse, bolos, pudins, crepes, gelados, iogurtes, biscoitos, marmelada e compotas.
É também usado no fabrico de rebuçados. As pequenas bagas do Mirtilo podem ainda ser usadas em chás, sumos, batidos e
licores e há registos de que o suco do Mirtilo pode ser utilizado para tingir finos vinhos tintos. O Mirtilo pode, então, ser saboreado de inúmeras formas, sendo que a sua popularidade é já antiga nos países nórdicos.

Bolo de Bolacha com mirtilos 

fonte:Delícias cá da casa

É época dos mirtilos, fomos de novo à feira do Mirtilo e trouxemos uma caixa de 3kg. E ainda vinagre de mirtilo que não conhecia. Os miúdos adoraram-nos, comem-nos às manadas e bem…nós também. Resolvi fazer um
bolo de bolacha bem menos pesado para as ancas, usando zero manteiga.
Ficou muito bom e é excelente servido fresco. Uma alternativa bem saudável e deliciosa ao típico bolo de bolacha português.

Precisamos de:
*Bolo de Bolacha:
– bolacha Maria (usei quadrada)
– café solúvel
– água
– açúcar

*Creme de mirtilos:
– 100ml de natas 35%
– umas gotas de sumo de limão
– 140g de leite condensado
– 140g de mirtilos
– 2 col. Sobremesa de queijo creme
– 1 iogurte grego natural
– mirtilos e açúcar em pó para decorar.

1.Bater as natas com o sumo de limão até ficarem espessas e volumosas. (na B. ♥ começar na vel. 2, sem copo medida e ir aumentando até ve. 4)
2. Triturar o leite condensado com os mirtilos previamente lavados. (na B.♥  vel. 5-7-9 uns segundos)
3.Às natas adicionar o queijo creme, o iogurte e a mistura dos mirtilos
com o leite condensado. Bater bem até ficar um creme bem homogéneo. (na
B.♥  vel. 4, 2m)
4. Levar a mistura ao frigorífico por 1 hora.
5. Fazer o café solúvel com água e açúcar e molhar cada bolacha (sem deixar ensopar demais), colocando-as no prato de servir.
6. Colocar por cima uma porção do creme, repetir cada operação até atingir 6 camadas. A última camada deverá ser de bolacha.
7. Sirva bem fresco e na hora de servir, coloque por cima da última camada mirtilos e açúcar em pó.

Importante na nossa saúde
Fonte:  Pedro Carvalho –Assistente
Convidado na Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do
Porto
O Mirtilo possui um valor nutritivo indiscutível; é um fruto conhecido pela sua riqueza em diversas vitaminas como a A, B, C e PP, possuindo ainda sais minerais, magnésio, potássio, cálcio, fósforo, ferro, manganês, açucares, pectina, tanino, ácidos
cítrico, málico e tartárico. Conhecido como o rei dos antioxidantes e o fruto da juventude, o Mirtilo está no topo dos alimentos com maior teor de antioxidantes, ultrapassando as vantagens de outros vegetais como repolhos, espinafres e brócolos. O Mirtilo é aceite como uma planta medicinal, da qual se podem usar quase todas as partes da planta, flores, folhas, fruto e raízes.
E, por todo o mundo, há laboratórios que investigam e estudam os benefícios que o Mirtilo traz à nossa saúde. Já se determinaram as suas propriedades de anti-séptico, anti-diarreico e anti-hemorrágico. Contribuem também para tratar constipações, atonia intestinal e problemas circulatórios. Experiências realizadas pela Tuft’s Universidade de Boston, mostraram que este pequeno fruto é capaz de reparar os danos causados pelo envelhecimento no cérebro. De facto, dadas estas
propriedades singulares, a baga do Mirtilo é obrigatória na dieta dos astronautas da NASA. Os benefícios do Mirtilo são infindáveis, abaixo listamos e descrevemos alguns deles:
  • Antioxidante O Mirtilo é o fruto que contém mais antioxidantes, estes consistem num grupo de vitaminas, de minerais e de enzimas. Os antioxidantes trabalham para neutralizar radicais livres que prejudicam o nosso sistema imunológico e
    que conduzem a muitas doenças degenerativas, como a Alzheimer. Os radicais livres aparecem quando estamos expostos a uma variedade de substâncias tais como a radiação, os produtos químicos, a poluição, o fumo, as drogas,
    o álcool e pesticidas.
  • Reduz o colesterol Novos estudos e pesquisas efectuadas por laboratórios credenciados, nos Estados Unidos, revelaram que os Mirtilos podem também baixar o nível de mau colesterol, sendo que o Mirtilo é mais eficiente que muitos medicamentos.
  • Aparelho urinário e digestivo
    Estudos recentes provaram que o Mirtilo tem, quando ingerido em forma de chá ou sumo, compostos que ajudam a prevenir e a tratar infeções no aparelho urinário, de que é exemplo a cistite. A Ação anti-bacteriana estende-se também a problemas relacionados com o aparelho digestivo, em que o Mirtilo está indicado para alívio de inflamações da boca e pode contribuir para o tratamento e prevenção da colite, diarreias e gases intestinais.
  • Memória e coordenação motora
    Estudos laboratoriais levaram a concluir que o Mirtilo melhora a memória e a coordenação motora afetada por doenças de carácter degenerativo. O Mirtilo protege o cérebro dos efeitos de deterioração cerebral associados à doença de Alzheimer e por Acão do envelhecimento, como perda da memória a curto prazo. São também excelentes antídotos para a depressão.
  • Visão O
    Mirtilo melhora a vista, diversos estudos na Europa documentaram que os Mirtilos têm concentrações muito elevadas de anticianina, um composto normalmente vinculado com prestações que melhoram a visão noturna e
    reduzem a vista cansada.
  • Na diabetes
    Mirtilo é uma planta que trabalha bem na restauração da pequena circulação e por isto é usada em retinopatia diabética, falta de perfusão renal e pé diabético.
Os Mirtilos têm no entanto algumas contra indicações. Devido ao alto teor em taninos não devem ser consumidos durante mais de 3 meses, nem folhas nem frutos, podendo causar irritação do estômago e intestinos, sobretudo se existirem problemas de
gastrites ou úlceras.
Benefícios do Mirtilo
  • Devido
    à sua riqueza em anti-oxidantes, previnem doenças cardiovasculares, vários´tipos de cancro (nomeadamente o cancro do cólon), atenuam processos relacionados com o envelhecimento (como cataratas e doença de Alzheimer) e
    outras alterações do sistema nervoso (excelente antídoto para a depressão);
  • Alivia
    sintomas de infeções urinárias e renais, impedindo a fixação e o desenvolvimento da E. Coli, bactéria preferencialmente causadora de infeções no trato urinário;
  • Apresenta um efeito inibitório na agregação plaquetária inibindo assim a formação de
    coágulos sanguíneos;
  • Ajudam a combater a memória de curto prazo e reforça a memória dos idosos;
  • Protegem contra a degeneração relacionada com o envelhecimento das vistas, melhorando a visão noturna e reduzindo a vista cansada devido às concentrações muito elevadas de antocianinas que possuem, sendo excelentes para prevenir cataratas e retinopatias dos diabéticos;
  • Reduz
    inflamações do aparelho digestivo e regula o trânsito intestinal devido à sua riqueza em fibras e propriedades anti-sépticas, apresentando propriedades laxantes quando consumidos em fresco e auxiliam o tratamento
    da diarreia quando consumidos em seco;
  • Indicados
    para dietas para hipertensão arterial, pela ausência de sódio e colesterol.
  • Fortes
    propriedades anti-inflamatórias pela sua riqueza em antocianinas;
  • Ajudam
    a baixar o nível do mau colesterol (LDL);
  • Protege
    a pele dos radicais livres, ajuda a fixar a vitamina A e acelera a
    cicatrização.
Os benefícios do mirtilo na saúde
“O mirtilo é uma das maiores fontes de antioxidantes que temos ao nosso dispor, com a vantagem de nos ser apresentado em doses fisiológicas, ou seja, às quais o nosso organismo está habituado, e não em “mega-doses” como existem em muitos suplementos.
Com um potencial antioxidante superior ao da maioria dos frutos e legumes mas também do vinho tinto e do chá verde, o mirtilo tem sido associado à prevenção de patologias como a hipertensão, diabetes tipo II, doenças cardiovasculares e  vários tipos de cancro. Também na diminuição do declínio cognitivo associado ao envelhecimento e na diminuição dos danos cerebrais em vítimas de AVC o mirtilo tem efeitos positivos e comprovados cientificamente.”
Foto: gameirices.blogspot.com
Composição: António Pacheco

Enviar Comentário

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar