Templates by BIGtheme NET
Home » Gouveia » Câmara de Aguiar da Beira terminou o ano de 2012 a pagar em quatro dias

Câmara de Aguiar da Beira terminou o ano de 2012 a pagar em quatro dias

 
A mais rápida a pagar

A
Câmara Municipal de Aguiar da Beira é a mais rápida do distrito da
Guarda a pagar aos fornecedores, tendo terminado 2012 com o prazo de
quatro dias, segundo dados da Direção-Geral das Autarquias Locais
(DGAL).
A
Câmara Municipal de Aguiar da Beira é a mais rápida do distrito da
Guarda a pagar aos fornecedores, tendo terminado 2012 com o prazo de
quatro dias, segundo dados da Direção-Geral das Autarquias Locais
(DGAL). O presidente da autarquia, Fernando Andrade (PSD), disse hoje à
agência Lusa que a situação não é nova e deve-se à gestão praticada no
município a que preside, que não tem dívidas para com fornecedores e
empreiteiros. «Deve-se à gestão que temos feito ao longo dos anos e que
nos permite não ter dívidas a terceiros. É a gestão que tenho feito e
dou-me bem com ela», declarou. Segundo Fernando Andrade, a autarquia de
Aguiar da Beira, após a apresentação das faturas, apenas demora a pagar
consoante «o tempo de os serviços processarem» os documentos. «Conforme
apresentam as faturas é dada a ordem de pagamento. Não tenho prazo de
pagamentos, é em função da disponibilidade dos serviços para os
efetuarem», esclareceu. Os empreiteiros que trabalham com a autarquia de
Aguiar da Beira recebem logo «no dia em que apresentam o auto [da
obra]” e em relação aos fornecedores o pagamento só não é efetuado de
imediato porque, “às vezes, demoram a enviar as faturas e os pagamentos
demoram mais um bocadito», esclareceu. «Quem trabalha connosco, se tem
problemas financeiros, não é por a Câmara ter dívidas, porque nós não
devemos nada a ninguém», disse o presidente da autarquia de Aguiar da
Beira. Em 2011, a autarquia de Aguiar da Beira demorava 11 dias a pagar e
sete em 2010, de acordo com o relatório da DGAL. O documento também
aponta que a Câmara Municipal do Sabugal passou a pagar de 23 para nove
dias em 2012, registando a segunda melhor posição no distrito da Guarda.
Os prazos de pagamento também diminuíram em 2012 nos municípios de
Pinhel (de 88 para 48 dias), Almeida (de 93 para 45) e Vila Nova de Foz
Côa (de 93 para 39). Na situação inversa estão as autarquias de Guarda
(passou de 138 dias em 2011 para 462 em 2012), Gouveia (de 162 para 212)
e Fornos de Algodres (passou de seis para 32 dias). A 31 de dezembro de
2012, os 301 municípios analisados demoravam, em média, 137 dias
(quatro meses e meio) a pagar aos fornecedores, quando no ano anterior
demoravam 112 dias (três anos e sete meses), revela a lista do prazo
médio de pagamento por município divulgada pela DGAL. A lista revela que
145 municípios demoravam mais do que 90 dias a efetuar os pagamentos e
29 destes atrasavam os pagamentos por mais de um ano. A Câmara de Porto
Santo, na Madeira, demorava 2.412 dias a pagar e era seguida na lista
dos municípios mais demorados por Portimão (1.970 dias), Nordeste
(1.875), Nazaré (1.464) e Paços de Ferreira (1.284). Por outro lado, 73
câmaras pagavam em menos de 30 dias, 13 delas cinco ou menos dias.

Enviar Comentário

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar