Templates by BIGtheme NET
Home » Cultura » Placas de toponímia localizadas na Zona Industrial do Salgueiro (Mangualde)

Placas de toponímia localizadas na Zona Industrial do Salgueiro (Mangualde)

mang Iniciativa inseriu-se nas comemorações municipais do 25 de Abril

De forma a homenagear a carreira e a vida de importantes nomes mangualdenses, que se destacaram pelo seu empreendedorismo e atividade industrial, a Câmara Municipal de Mangualde inaugurou ontem, 25 de abril, algumas placas de toponímia localizadas na Zona Industrial do Salgueiro. Este momento de recordação e de valorização contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, do Presidente da União de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta, Bernardino Azevedo e de amigos e familiares dos homenageados. A iniciativa inseriu-se nas comemorações municipais do 25 de Abril.

 RUA ANTÓNIO VENÂNCIO

Arruamento da Zona Industrial do Salgueiro, com início na Rua José Coelho dos Santos e terminus na curva de Stº António

A 2º Guerra Mundial levou à racionalização dos combustíveis. Neste contexto, António Venâncio montou uma espécie de fogão a lenha na traseira de um automóvel e, no aproveitamento dos gases da sua combustão, o automóvel movia-se e viajou pelo país. A esse invento deu o nome de Gasogénio. Com espírito empreendedor, montou uma oficina de bicicletas, ganhou dinheiro, e comprou terreno junto ao centro de Mangualde onde montou uma oficina de reparações de automóveis, local onde desenvolveu a sua contínua atividade. Tornou-se especialista na reparação de transportes de longo curso e fabricante de reboques para vários veículos pesados e agrícolas. A oficina foi uma autêntica escola de torneiros mecânicos. Foi ainda o maior empregador até à vinda da Citroen para o concelho, montou uma moagem mecânica de cereais, um lagar de azeite, era produtor de vinho, foi agente oficial de combustíveis emang1 participou na instalação da Citroen em Mangualde.

 RUA GILBERTO RIBEIRO DE LEMOS (GILINHO)

Arruamento da Zona Industrial do Salgueiro, com início na Rua José Coelho dos Santos e terminus sem saída

Figura baixa e magra, mas de uma inteligência notável. Empresário, dono de uma loja de eletricidade (a única em Mangualde durante vários anos), procedia à venda de produtos elétricos e fazia reparações em rádios e outros aparelhos, atividade onde era exímio. Pioneiro no radioamadorismo em Portugal, construiu o seu próprio equipamento de rádio em onda curta, numa altura em que a onda curta estava a ser desenvolvida apenas noutros países. Homem com uma cultura geral excecional participou no concurso de cultura geral da RPT ‘Quem sabe, sabe’, tendo ido à final.

RUA JOÃO FIGUEIREDO (MARTELO)

Arruamento da Zona Industrial do Salgueiro, com início na Rua José Coelho dos Santos e terminus sem saída

Inventor e empreendedor criou o Auto-Hipo. Numa altura de guerra, em que a escassez de bens e combustíveis se fazia sentir, nomeadamente em Portugal, para obstar a esta situação, inventou o Auto-Hipo. Consistia num veículo ao qual retirou o motor e aproveitou esse espaço para colocar uma plataforma para onde subia um cavalo. Nas subidas era o cavalo que, descendo da plataforma, puxava o carro, nas descidas o cavalo subia para a plataforma e descansava. O cavalo era o Carriço. Com o Auto-Hipo, João Figueiredo foi e veio a Lisboa para participar na 1ª Grande Exposição do Mundo Português, em 1940.

RUA MANUEL CARDOSO RAMOS (NENÉ)

Arruamento da Zona Industrial do Salgueiro, com início na Rua António Venâncio e terminus na Rua dos Emigrantes

Inovador e inventor, filho de Francisco Cardoso Ramos (Xico Ramos), cedo se notabilizou pela capacidade de empreendedorismo e de inovação. A ele se deve a construção das duas lanternas de iluminação de cada lado da fachada do Edifício dos Paços do Município, a cruz da Torre da Ermida da Senhora do Castelo. Orientou a obra de serralharia do Coreto da Vila de Mangualde (uma obra de arte) e construiu uma máquina de projeção de cinema, que utilizou no Salão de cinema que projetou e instalou no antigo Quartel dos Bombeiros de Mangualde. Construi um inovador Fogão Elétrico, da sua marca ”RAMOS”, cuja principal característica inovadora e revolucionária do ponto de vista tecnológico era a de o esmalte não cascar com as elevadas temperaturas. Montou uma Máquina de fabricar gelo, vendido às barras, numa altura em que não existia o frigorífico. Político, Vereador na Comissão Administrativa da Câmara Municipal de Mangualde, no ano de 1974 a 1976. Instalou o primeiro Parque Infantil do concelho de Mangualde, no Largo do Rossio, atrás da casa do Conceição. Fez as obras de restauro e conservação do interior e do retábulo da Capela do Rebelo.

Por:Mun.Mangualde

Enviar Comentário

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar