Templates by BIGtheme NET
Home » Cultura » Igreja de São Silvestre de Pinheiro de Baixo e de Cima em destaque

Igreja de São Silvestre de Pinheiro de Baixo e de Cima em destaque

igrA Igreja de São Silvestre de Pinheiro de Baixo e de Cima é o património em destaque este mês de maio. Mangualde continua assim a dar a conhecer o vasto património do concelho através da campanha da autarquia mangualdense, «Mangualde, o nosso património!». A iniciativa tem como principal objetivo aproximar a população do património mangualdense.

Igreja de São Silvestre de Pinheiro de Baixo e de Cima

Situada no princípio da localidade de Pinheiro de Baixo, servindo as duas localidades, junto à actual estrada nacional 234, ergue-se a elegante Igreja de São Silvestre. Dada como existente já no ano de 1758, em resposta ao Inquérito Paroquial daquele ano, pelo vigário José Rebello de Mesquita, integrava a Freguezia de Sam Juliam de Mangoalde de Azurara da Beira.

A par de várias outras ermidas da mesma freguesia, que aquele pároco cifra em 21, exceptuando a Senhora do Castelo, também esta de São Silvestre de Pinheiro não tinha romagem.

A sua arquitectura, típica do estilo barroco, apresenta algumas notas de elevado requinte decorativo, fazendo incidir o maior esforço na ornamentação das portas e janelas, com destaque, natural, para o portal e janelas da fachada principal, que mostram requintados aventais.

O pequeno sino enquadra-se no topo de uma ventana que, em arco de volta perfeita, e concluindo a torre sineira de acesso directo por escadaria, não ultrapassa a cércea do templo. A planta, tendencialmente rectangular, abre lateralmente para dar corpo à sacristia.

Coordenadas geográficas  40º 35.372’ / 7º 47.972’

António Tavares

Gestão e Programação do Património e Cultura

Com esta campanha todos ficam mais próximos do vasto esplendor patrimonial do nosso concelho. Nesse sentido, continua a ser colocada, em vários pontos de encontro do concelho, informação sobre o monumento/património apresentado. O património material e imaterial vai sendo apresentado consoante a categoria com a qual foi classificado: arqueologia, pelourinhos, fontes, palacetes e religiosos, bem como outros bens patrimoniais. Cada categoria será representada por uma cor que a distingue das restantes.

Foram já vários os bens patrimoniais destacados por esta campanha nos últimos dois anos. Em 2015, a comunidade teve oportunidade de conhecer melhor alguns pedaços de património que fazem história no nosso concelho: Igreja de São Tomé de Cunha Baixa, o Fontenário dos Seabra Beltrões, em Cassurrães, o Penedo da Cruz, em Póvoa de Cervães, Vila Cova de Tavares…1663, a Capela dos Cabral Pinto – Cassurrães, a Ponta da Barca, a Igreja de Santiago de Cassurrães, as Sepulturas medievais de Maceira Dão e a «Nossa Senhora do Monte, ou da Cabeça – Sítio primitivo do Mosteiro de Maceira Dão?», as Casas de Lobelhe, a Casa da Quinta de Santo António – Fornos de Maceira Dão e a Igreja de São João da Fresta.

Por:Mun.Mangualde

 

 

 

Enviar Comentário

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar