Templates by BIGtheme NET
Home » Desporto » FPF- Portugal – Arábia Saudita-3-0

FPF- Portugal – Arábia Saudita-3-0

Futebol e solidariedade de mãos dadas no Fontelo

Viseu foi a cidade, em que se iniciaram os dois jogos da Seleção Portuguesa , onde o cariz é solidário, no sentido de que toda a receita que seja angariada nestas duas partidas, e ainda nas campanhas através das chamadas telefónicas, será distribuída pelas vitimas dos incêndios da Beira interior do País.

Estádio do Fontelo, Viseu

Árbitro: Sebastian Coltescu (Roménia)

Assistentes: Vasile Marinescu e Mihai Artene (Roménia)

Portugal: Anthony Lopes, Pepe (c), Luís Neto, Gonçalo Guedes, André Silva, João Mário, Bernardo Silva, Danilo, Manuel Fernandes, Kevin Rodrigues e João Cancelo.

Jogaram ainda: Ricardo Pereira, Bruno Fernandes, Edgar Ié, Gelson Martins, Bruma, Rúben Neves.

Selecionador – Fernando Santos

Arábia Saudita – Alowais, Hawsawi, Othman, Alburayk, Alshehri, Hazaa, Alkhaibri, Alshahrani, AlDawsari,Otayf, Salem,Hawsawi.

Jogaram ainda: Taiseer, Muwashar, Saeed, Muhannad, Bakshwn, AlMousa.

Selecionador – Edgardo Bauza

Ação disciplinar: Amarelos: Pepe, 24´;Salem, 41´

Golos: 1-0Manuel Fernandes, 31´;2-0 Gonçalo Guedes, 51´; João Mário, 90´

Uma casa cheia nesta noite, na cidade de Viriato, com a solidariedade como pano de fundo, duas seleções que vão marcar presença no próximo Mundial de futebol, com Portugal a vencer com facilidade

Portugal a entrar a todo gás, com João Mário logo aos 8´, a levar a bola ao poste da baliza de Alowais.

Uma fase inicial muito forte da turma das quinas que assim vai criando inúmeras situações de ataque iminente, não permitindo que a turma árabe não consiga sair para o ataque.

A turma da Arábia Saudita a criar assim, uma situação de perigo, com Salem a rematar mas a bola à baliza portuguesa já morna, para ser recolhida por Anthony Lopes.

A turma árabe procurou reagir e dar uma sacudidela, no sentido de criar mais equilíbrio, a partir dos 20´.

Portugal tentou sempre as manobras atacantes, com Gonçalo Guedes a libertar Manuel Fernandes e assim a rematar de meia distancia a fazer um golo de belo efeito, aos, 31´.

Movimentações excelentes de Gonçalo Guedes e Bernardo Silva , bem complementadas por Manuel Fernandes que assim vão fazendo imensas jogadas de recorte técnico elevado.

Em cima do intervalo, Gonçalo Guedes novamente a tentar a sua sorte, com o remate de meia distância, mas a bola a sair a rasar a baliza.

Uma primeira parte muito bem conseguida por banda turma de Fernando Santos, onde alguns jogadores procuram mostrar ao seu líder que estão pronto para viajar para a Rússia.

Após o reatamento, Portugal volta a entrar forte, com Gonçalo Guedes a receber de João Mário, a rematar a rasar, pouco depois, foi Bernardo Silva a colocar a bola para André Silva e este a colocar para defesa do keeper àrabe.

Sem dúvida que Gonçalo Guedes lutou imenso para chegar aos golo e aos 51´, acabou por receber de Ricardo Pereira e assim emendou de forma perfeita a fazer o segundo da turma das quinas.

Portugal esteve sempre muito mais ativo, com Bruno Fernandes a estrear-se bem, destemido, a rematar forte para defesa apertada do keeper Alowais.

Aos 66´, Gonçalo Guedes a jogar pela esquerda nesta segunda parte, a servir André Silva que emendou ao lado.

Aos 79´, Bruma e joão Mário a tentar o remate, mas o keeper àrabe a defender e evitar o pior.

Reação da turma àrabe aos 84´, com Saeed a entrar bem pela direita , onde o keeper português Anthony Lopes defendeu fácil pela primeira vez , no segundo período.

Em cima dos 90´, João Mário a conseguir rematar de forma perfeita, a fazer um golo de belo efeito, a coroar a boa exibição do jogador do Inter de Milão.

Uma formação portuguesa renovada, mas com o espírito de triunfar, nesta partida a salientar as boas prestações de Gonçalo Guedes, Bernardo Silva e Manuel Fernandes.

A segunda parte a ter algumas estreias de jogadores lusos, Edgar Ié e Ricardo Pereira e Bruma.

Por parte da Arábia Saudita, uma equipa com jogadores bastante bem esclarecidos, no sentido de poder criar algumas situações de perigo.

A sailentar a presença de muitos bombeiros nas bancadas, dado que foram estes homens que lutaram imenso no terreno, dutante a fase de incêndios.

Enviar Comentário

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar