Templates by BIGtheme NET
Home » Desporto » Portugal-Estados Unidos da América-1-1

Portugal-Estados Unidos da América-1-1

Povo Português a mostrar a união em prol de uma causa

A cidade do Lis recebeu mais uma partida de cariz solidário, na noite desta terça-feira, com a Seleção das Quinas a receber a turma dos Estados Unidos, com 19017 espetadores a colorir as bancadas.

Duas partidas a ser importante contributo, no sentido de ajudar as pessoas que tudo perderam durante os incêndios de junho e outubro.

Estádio Dr.Magalhães Pessoa, Leiria

Arbitro: Anthony Taylor (Inglaterra)

Assistentes: Gary Beswick/Stuart Burt

4º Arbitro: Andre Marriner

Portugal- Beto, Nelson Semedo, Pepe(c), Antunes, Gonçalo Guedes, Bruno Fernandes, Danilo Pereira, Manuel Fernandes, Bruma, Gelson Fernandes e Ricardo Ferreira.

Jogaram ainda: Pepe, Gonçalo Paciência, João Mário, Ruben Neves, Bernardo Silva, Rony Lopes

Treinador: Fernando Santos

Estados Unidos América- Horvath, Yedlin, Miazga, Adams, Brooks, Mckennie, Lichaj, Agudelo, Sapong, Williams e Acosta.

Jogaram ainda: Hamid, Gooch, Villafãna ,Dwyer, Bedoya,

Treinador- Dave Sarachan

Golos – 0-1 Mckennie, 21´; 1-1 Antunes,31´

 

Entrada mais forte da turma americana, a procurar deter mais posse de bola, mas o remate não saiu da melhor maneira, a reação lusa surge de imediato.

Uma contrariedade para Portugal, Pepe a lesionar-se e entra Neto, a lançar nova dupla de centrais.

Portugal depressa tomou as rédeas da partida e passou a ter maior caudal de posse de bola, mas a faltar a parte final do lance, isto é o remate.

Mas aos 20´, a turma dos Estados Unidos a procurar o ataque rápido, com Adams a emendar e a obrigar Beto a defesa apertada.

“Frango” leva ao empate

Pouco depois, nova recuperação de bola dos norte-americanos, surge uma jogada elaborada e Mckennie a entrar na área e remata de forma perfeita e abre o ativo.

Já Portugal procura remar contra a maré, Antunes entra pela esquerda, tenta o centro remate e o keeper Horvath defende mas a bola escapa-lhe das mãos e entra na baliza dando o empate para Portugal, o dito “frango monumental”.

Veio dar maior alento a Portugal e vai daí, Manuel Fernandes remate de meia distância e desta vez, Horvath a defender.

Apesar da supremacia da turma das quinas, no último terço, faltou de certa forma mais eficácia no remate, só mesmo na reta final da 1ªparte, a turma portuguesa criou perigo, onde o keeper Horvath respondeu com algumas intervenções de qualidade.

Faltaram os golos

Para a segunda parte, algumas mexidas, estreia de Gonçalo Paciência e chega também ao jogo o experiente João Mário.

A turma norte americana a reagir a no último terço e valeu desta forma, a atenção de Beto a desviar para canto, mais uma vez a defesa portuguesa a dar facilidades.

De canto, novo lance de perigo aos 54´, com Mckennie a cabecear à barra da baliza, com o perigo a rondar a baliza lusa.

Portugal procura reagir, entram Rúben Neves e Bernardo Silva no sentido de dar mais vivacidade ao jogo e Gonçalo Paciência surge na zona de finalização a rematar com mais facilidade.

Com 68´, nova jogada de ataque para Portugal, com Gonçalo Paciência a rematar à barra da baliza de Hamid, a sorte a não permitir o golo ao jovem dianteiro luso.

Realce-se a boa prestação de Beto que teve de intervir algumas vezes no sentido de parar o ataque norte-americano, que surgiu sempre bastante ativo.

Enviar Comentário

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar