Templates by BIGtheme NET
Home » Desporto » SC Braga vence Supertaça Feminina Allianz em Viseu

SC Braga vence Supertaça Feminina Allianz em Viseu

Sporting CP- SC Braga – 1-1 GP- 4-5

Supertaça Futebol Feminino Allianz

Estádio do Fontelo, Viseu

Espetadores:2859

Arbitro: Teresa Oliveira(AF Braga)

Assistentes: Andreia Sousa/Diana Henriques

4ºárbitro: Ana Amorim

Sporting CP : Patrícia Morais, Caryln Baldwin, Rita Fontemanha, Joana Marchão (Ana Capeta, 86´), Ana Borges ©, Nevena, Tatiana Pinto, Fátima Pinto, Carole Costa, Sharon Wojcik (Nadine Cordeiro,79´) e Diana Silva.

Treinador: Nuno Cristovão

SC Braga: Rute Costa, Jana, Vanessa ©, Francisca, Daniuska (Laura Luís,76´), Ágata, Diana Gomes, Regina(Uchendu,58´), Staub (Babi, 53´), Murnan, Machia1(Sara Brasil, 112´).

Treinador: Miguel Santos

Ação disciplinar: Patrícia Morais, 49´; Ana Capeta, 90+2´, Fátima Pinto,111´, Babi, 111´; Nadine Cordeiro, 120´.

Golos: 1-0 Tatiana Pinto, 7´(GP);1-1 Francisca, 83´

Grandes penalidades: Tatiana Pinto,1-0; Vanessa,1-1;Carlyn Baldwin(defende); Laura Luís,1-2; Carole, 2-2; Sara Brasil, 2-3; Ana Capeta, 3-3; Murnan, 3-4; Fátima Pinto, 4-4; Francisca, 4-5.

SC Braga vence nas grandes penalidades

A festa da Supertaça a chegar a Viseu com o público a corresponder afirmativamente a colorir as bancadas e além do mais a mostrar-se muito entusiasta, onde após 120 minutos de futebol, a decisão foi através das grandes penalidades,onde Rute Costa defendeu uma e as bracarenses a vencerem a Supertaça.

Uma fase inicial com as bracarenses a entrar melhor , isto é, a tentar surpreender, mas os rasgos de Ana Borges a obrigar a turma bracarense a dificuldades.

Eficácia leonina

Numa dessas jogadas pela direita do seu ataque, eis surge uma falta na área e advém uma grande penalidade para Tatiana Pinto converter com êxito, aos 7´.

Depois do golo da turma leonina, o equilíbrio voltou, mas a posse de bola é da turma leonina, mas as bracarenses a descer com perigo, Vanessa a cruzar para o 2ºposte, com Diana Gomes a cabecear a a rasar a baliza leonina, aos 25´.

Ana Borges a criar sempre perigo e a colocar à prova as defensoras bracarenses, vai valendo Rute Costa, a parar a trajetória dos remates.

Bracarenses a procurar sempre a igualdade

Volvidos 38´, um lance na área bracarense a deixar no ar a dúvida, onde Diana Silva acaba por cair na área, onde a juiz da partida deu sinal para continuar.

O Braga a tentar a sua sorte ao cair da 1ªparte, com Machia a assistir Francisca para emenda a rasar.

Após o reatamento, a turma bracarense a procurar intensificar o ataque e aos 50´, num ataque rápido das leoninas, Carlyn Baldwin a surgir na cara da keeper Rute Costa que defende de forma brilhante.

A turma leonina vai dominando territorialmente, mas a sentir algumas dificuldades de sair para o ataque rápido, ao invés as bracarenses tentam a todo custo remar contra a maré.

Num dos lances pela direita, Ana Borges a leva a bola ao cruzamento para a área e vai daí, Dia na Silva a não conseguir emendar de forma certeira, aos 65´.

Bracarenses acreditaram e empataram

Um lançamento lateral com de longa distância da Diana Gomes, para a área, com desvio de cabeça de Vanessa para a Francisca emendar de forma certeira e empatar a partida, aos 83´, relançando a partida.

Eis que Capeta, um joker das leoninas é lançada em campo, mas é a turma bracarense que lutou e criou perigo, com Uchendu a rematar para defesa a dois tempos da keeper leonina.

A desaceleração da turma leonina veio dar alguma força às bracarenses que acreditaram e empataram, obrigando a tempo extra.

No tempo extra, muita vontade de chegar à baliza de ambas equipas, a surgirem lances de perigo para as duas balizas, Laura Luís a procurar sempre rematar mas sem assertividade e o Sporting mais resoluto, com as bolas paradas Ana Borges a colocar na área e Nadine a emendar a rasar.

A parte física das equipas não é a melhor e face a isso, Laura Luís a tentar a sua sorte, mas a keeper Patrícia a defender.

A igualdade teimosamente a manter-se e a decisão foi para a marca das grandes penalidades.

Uma época a iniciar-se com 120´, uma forma de colocar à prova as equipas a nível fisico.

Em suma, as bracarenses foram mais eficazes nas grandes penalidades, com Rute Costa a defender uma delas.

A Supertaça vai para Braga.

Enviar Comentário

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar