Templates by BIGtheme NET
Home » Distrito da Guarda » PSD lança comunicado sobre cimeira Luso-espanhola 2019

PSD lança comunicado sobre cimeira Luso-espanhola 2019

A POLÍTICA DAS CAVERNAS DO PS DISTRITAL
A Guarda vai, uma vez mais, estar no centro das atenções em Junho de 2019. A cimeira Luso-espanhola, que junta os dois Primeiros Ministros dos dois países, vai realizar-se na cidade.
Trata-se de uma iniciativa com envergadura, com uma enorme importância estratégica, com mediatismo e com uma visibilidade que transporta esta capital de distrito para a vanguarda Ibérica. Com a sua opção, o Estado Português honrou e valorizou o nosso território, reconheceu a sua centralidade transfronteiriça e elegeu-o como vital na definição de políticas de crescimento partilhadas com Espanha, sem as quais dificilmente o país avançará.
Não houve ninguém sensato, que não estivesse aprisionado por cavernícolos sentimentos tiffosi e de facção, aqueles que já não se usam e que só desprestigiam e desfeiam a ação política, que não aceitasse com humildade e com justiça que o impulsionador e o fazedor desta conquista foi o Presidente da Câmara da Guarda.
A RTP noticias deu ontem nota que ‘na semana passada o Presidente da Câmara da Guarda escreveu ao Primeiro Ministro a sugerir que a cimeira fosse realizada naquela cidade’
A Radio F anunciou também que os insuspeitos (nesta matéria) ‘vereadores do PS na Câmara da Guarda aplaudem a ideia da maioria PSD, que já sugeriu, por carta, ao PM que a cimeira seja realizada na Guarda’.
Segundo o jornal DN, a própria concelhia do PS da Guarda, reconhecendo esta evidência e não querendo branqueá-la nem apoucá-la, saudou a realização da cimeira e assumiu que ‘a nível local nós cá estaremos para enaltecer as boas decisões’.
O PS distrital, em comunicado que divulgou, só mexeu uma palha para estar nos antípodas.
Num arrazoado sem sentido, revelou uma ingratidão a toda a prova e procurou atribuir medalhas a quem as não merece, chamando para si e para um eleito seu mérito a que não tem direito. Chama-se a isto política de terra queimada, que no século passado produzia alguns frutos, mas que hoje, já putrefacta, não convence ninguém.
Esta estrutura nem sequer respeitou os seus vereadores, que optaram justamente por dar ‘o seu a seu dono’, bem percebendo que não é com truques e artifícios que se dignificam os partidos e a política.
Ao PSD só resta pagar o bem com o bem, congratulando-se quer com a visão e a capacidade de antecipação de quem pediu para que a cimeira tivesse lugar na Guarda, quer com a coragem e o reconhecimento de quem decidiu cá organizá-la.

Por:PSD Guarda

Enviar Comentário

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar