Templates by BIGtheme NET
Home » Aguiar da Beira » Avisos e Liturgia do 27ºDomingo Comum (Ano C)

Avisos e Liturgia do 27ºDomingo Comum (Ano C)

a)      Ao preparar a celebração deste Domingo, deveremos ter em conta alguns aspectos importantes. O primeiro aspecto a ter em conta é o momento presente. Neste domingo, já terminou o tempo de Verão e o ano escolar já começou. Por isso, é tempo para pôr mãos à obra: avaliar as acções do passado e elaborar o plano de actividades do novo ano pastoral. No momento da Oração dos Fiéis como também na homilia, deveria haver uma referência ao início do ano pastoral, pedindo ao Senhor a sua ajuda, para que tenhamos “uma boa colheita”.

b)      O segundo aspecto a ter em conta é mais psicológico e tem a ver com o momento anímico das nossas comunidades paroquiais. Aqui, podemos encontrar de tudo: pessoas cheias de entusiasmo e pessoas abatidas e desanimadas. Não podemos esquecer que as nossas celebrações devem acompanhar os ritmos das pessoas. Há necessidade, então de elaborar objectivos para com elas serem concretizados. Também não podemos esquecer que devemos ser “catequéticos”, ou seja, devemos animar os abatidos, os deprimidos e todos aqueles que estejam a passar por momentos difíceis na vida. É esta a ocasião de motivar a comunidade a iniciar um novo ano pastoral com entusiasmo e com esperança.

c)       Um terceiro aspecto a ter em conta é situar os textos bíblicos na actualidade, sobretudo aqueles que têm mais continuidade, domingo a domingo, ou seja, a 2ª leitura e o evangelho. É muito importante salientar a unidade temática entre a 1ª leitura e o evangelho. Com o tempo, deveríamos fazer com as pessoas que regularmente celebram a Eucaristia Dominical como que uma espécie de curso bíblico, sem menosprezar os que são menos assíduos.

06-10-2019

d)      Neste Domingo, na segunda leitura, iniciamos a proclamação da segunda carta de S. Paulo a Timóteo (no domingo passado, terminámos a leitura da primeira carta que foi feita em três Domingos). Esta carta será lida em quatro Domingos. Trata-se não só de uma carta pessoal, escrita na prisão e no fim da vida de S. Paulo, mas também de uma carta especificamente “pastoral”, com a preocupação de animar Timóteo, que era como que um “filho espiritual” de Paulo, para que ele oriente com fidelidade a comunidade de Éfeso. Os conselhos que Paulo dá a Timóteo são também para nós e para as nossas comunidades paroquiais que reiniciam as suas actividades. Para Paulo, a fidelidade é a “energia” da fé para “dar testemunho” em todos os momentos, especialmente nas dificuldades e nas provações. Esta ideia tem de ser bem assimilada por todos. Porventura, não será importante ter consciência de que o “Espírito Santo habita em nós”? Não trabalhamos com receio de Deus, mas com a energia do Espírito Santo. Esta é uma ideia chave na teologia Paulina.

e)       Sobre a fidelidade e a confiança nos momentos difíceis, fala-nos a primeira leitura do profeta Habacuc. É um belo diálogo entre o profeta e Deus em momentos críticos, nos quais o povo sentia-se abandonado. Deus recorda-nos que a vitória há-de vir pela fidelidade e pela paciência. Este texto do Antigo Testamento é uma boa introdução para o evangelho. Os discípulos pedem a Jesus que lhes aumente a sua fé, mas Ele recorda que a fé não é algo que esteja relacionado com a quantidade, mas com a qualidade. O humilde, o mais pequeno (o grão de mostarda), pode ser mais importante que aquele que tem mais protagonismo (a amoreira plantada no mar). O evangelho faz-nos ver as coisas da vida de outra maneira, como o criado que faz o seu trabalho, não porque lhe pagam ou é mandado, mas porque é sua obrigação e seu dever. Esta é a gratuidade da fé. Assim, Jesus diz-nos que a fé só pode ser aumentada com o serviço gratuito aos outros. Confiando e não esperando uma gratificação (por muito merecida que seja). Neste início de ano pastoral, é fundamental deixar bem claro à paróquia que não se trata de fazer um amontoado de actividades, mas de valorizar ainda mais o que fazemos. Aumentar em qualidade e não em quantidade.

http://www.liturgia.diocesedeviseu.pt/

 Ano C - Tempo Comum - 27º Domingo - Boletim Dominical

Enviar Comentário

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar