Templates by BIGtheme NET
Home » Distrito da Guarda » Marisa Santos não se recandidata à Federação Distrital das Mulheres Socialistas

Marisa Santos não se recandidata à Federação Distrital das Mulheres Socialistas

Mantém-se até surgir uma lista

Em comunicado , Marisa Santos refere: “Tendo concluído um mandato de dois anos à frente da Federação Distrital da Guarda das Mulheres Socialistas, e considerando a necessidade de meu envolvimento e da minha participação ativa na nova estrutura concelhia da Guarda do Partido Socialista, recentemente eleita, decidi, depois de auscultar os restantes elementos do secretariado distrital, não apresentar a minha recandidatura ao cargo de Presidente da Federação Distrital da Guarda das Mulheres Socialistas.

Termino o meu mandato com a consciência clara do dever cumprido e com orgulho nos resultados alcançados. Agradeço a todos a ajuda, a motivação e a confiança, elementos fundamentais nesta minha caminhada política.

Ao longo do mandato, e apesar do contexto político interno difícil, eu e a minha equipa procuramos, sempre, mostrar a força das Mulheres Socialistas, intervindo na vida do Partido e demonstrando estar à altura do principal objetivo desta estrutura: promover uma efetiva igualdade de direitos entre mulheres e homens, a participação paritária em todos os domínios da vida política, económica, cultural e social e uma intervenção paritária na atividade do Partido, numa perspetiva de respeito pelos direitos humanos, liberdades e garantias de mulheres e homens.

Do ponto de vista estritamente político, conseguimos uma grande participação das Mulheres Socialistas nas listas do Partido e contribuímos significativamente para os bons resultados alcançados nos atos eleitorais, sobretudo nas Eleições Legislativas de 2019, em que o Partido Socialista alcançou, no distrito da Guarda, uma grande vitória.

Nunca, como hoje, a Guarda se pôde orgulhar de ter um papel tão determinante na condução dos destinos do país, ainda para mais, através da ação política de três grandes mulheres da estrutura distrital do Partido Socialista da Guarda, a Ministra Ana Mendes Godinho, a Secretária de Estado Rita Mendes e a Deputada Cristina Sousa.

Cesso o meu mandato consciente de que foram alcançados todos os objetivos a que, eu e a minha equipa, nos propusemos.

Abro, assim, espaço para outras candidaturas, mas deixando a certeza de que assumirei todas as responsabilidades que me são cometidas no desempenho das funções de Presidente da Federação Distrital da Guarda das Mulheres Socialistas, até ao dia da minha substituição.

Termino o meu mandato com o mesmo espírito de responsabilidade com que o iniciei, há dois anos atrás. E assumo que não voltarei simplesmente as costas a esta estrutura distrital do Partido Socialista. Aqui permanecerei, até que seja encontrada uma candidatura séria e credível, capaz de dar continuidade ao trabalho que tem sido desenvolvido.

As Mulheres Socialistas da Guarda saberão, democraticamente, continuar a construir este projeto político, mostrando estar à altura dos interesses do Partido Socialista.

 

 

Enviar Comentário

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar