Templates by BIGtheme NET
Home » Aguiar da Beira » Eleições AF Guarda- No relvado com “Artur Batista”

Eleições AF Guarda- No relvado com “Artur Batista”

                                                           “Renovação e Mudança”

Fomos conversar com ambos os candidatos à liderança da AF Guarda, assim hoje iniciamos o prélio no relvado com Artur Batista, amanhã teremos a conversa com Amadeu Poço.

Artur Batista-Quais as razões que o levaram a candidatar-se à presidência da AFG?

Magazine Serrano– A candidatura à presidência da Associação de Futebol da Guarda, surge na sequência de diversas conversas que fui tendo com alguns membros dos atuais órgãos sociais da AF Guarda e clubes filiados.

Dessas conversas, chegámos à conclusão que a AF Guarda necessitava de uma mudança, uma mudança criteriosa, sem danificar aquilo que de bom foi feito.

Fruto dessa mudança, decidi escolher pessoas com muita dinâmica, pessoas ligadas ao futebol e futsal, com muita experiência adquirida e que, num trabalho de equipa, estou certo que trarão novas ideias e conceitos, tendo em vista a necessária mudança criteriosa que esta Associação merece no ano que completa 80 anos.

Noutro patamar, queremos estar alinhados com a Federação Portuguesa de Futebol. A Federação tornou-se num exemplo de gestão e de organização (internacionalmente elogiado) e penso que a AF Guarda necessita rapidamente de se aproximar (à sua escala) do tipo de gestão/organização da FPF.

Outras das aproximações que pretendemos realizar à Federação, prende-se com o processo de descentralização que vem sendo feito pela federação.

Neste processo, a FPF tem descentralizado diversas organizações, no intuito de criar uma maior aproximação com os seus sócios, praticamente todas as Associações recebem a organização de um torneio, pelo que a minha Equipa entende que a proximidade com os clubes é fundamental para revitalizar a Associação.

Não devemos esquecer nunca a quem pertence a AF Guarda.

Entendo que construí uma equipa que vai trazer de volta os clubes para a participação ativa na vida interna da AF Guarda, pois só assim poderemos tornarmo-nos mais forte, mais dinâmicos e mais atrativos para eventuais patrocinadores, quer para os Clubes, quer para a arbitragem, quer para a própria Associação.

Pela lista apresentada, a arbitragem é uma das apostas fortes para o seu mandato se for eleito?

Sim, mas não poderemos ver a Arbitragem de forma isolada.

Todas as equipas que apresentamos a cada um dos Órgãos Sociais, são constituídas por pessoas credíveis, dinâmicas, conhecedoras da realidade em que foram integradas e que, portanto, tornam-se uma mais-valia para a Associação de Futebol da Guarda.

Relativamente à lista que foi apresentada para a arbitragem, a mesma representa apenas e tão só a continuidade do bom trabalho que foi desenvolvido nos últimos anos, desde o tempo em que o Luís Brás assumiu a presidência.

Sendo o Conselho de Arbitragem um órgão sensível e que merece um cuidado especial, apostámos pela continuidade da pessoa que ao longo destes últimos 4 anos deu voz e corpo ao referido Conselho, o Fábio Cardoso.

Nesta escolha, tivemos em conta o trabalho desenvolvido e foi dada carta-branca ao Fábio para escolher a equipa que pretende vir a liderar, por forma a dar prossecução e a melhorar a “revolução” – permita-me utilizar este termo, porque foi disso que se tratou – feita na arbitragem.

Fruto desse trabalho, reparem nas constantes nomeações para a Liga NOS, para a Segunda Liga, para 1.ª Liga de Futsal, para os diversos Campeonatos Nacionais, não tem faltado um único árbitro para os jogos distritais, tem havido uma profunda renovação dos quadros de árbitros, começou a haver nomeações de observadores, a haver classificações de árbitros com base em critérios previamente definidos, aumento das formações, e tantas outras coisas que poderia mencionar. Não podemos desperdiçar absolutamente nada do que de bom foi feito na arbitragem do distrito e que emerge no panorama nacional.

A Arbitragem da A.F. Guarda atingiu um patamar deveras elevado, facto nunca antes atingido ao longo destes 80 anos de história, pelo que tudo faremos para que continuem a trilhar esse caminho e SEM RENOVAR o que se escontra no topo.

Que novidades podemos encontrar no futuro?

Como anteriormente referi, a Associação, precisa de uma profunda renovação e mudança.

A proximidade com os clubes é algo que a minha direção vê como indispensável e prioritário para o sucesso das competições e da imagem da AF Guarda em termos nacionais.

Todos temos que começar a pensar o Futebol e o Futsal no Distrito de outra forma, ou melhor, de uma forma integrada.

A lista que tenho o prazer de liderar, tem diversas ideias para a Associação, porém entendemos que existem alguns pontos-chave, dos quais destacamos:

-Disponibilidade para os Clubes;

-Planificação Adequada da Época Desportiva;

-Reformulação de alguns Regulamentos,

-Protocolos com Municípios, empresas, Associações congéneres e outras entidades;

Modernização da imagem da AF Guarda e dos seus clubes filiados, para atrair investidores como mencionei anteriormente.

Os treinadores, que foram tão esquecidos nos últimos tempos, terão também a importância devida, até porque tenho o privilégio de ter alguns na minha lista.

As seleções distritais serão igualmente alvo de uma intervenção e restruturação na forma e modelo de trabalho das mesmas.

No que respeita à Academia do Futebol/Futsal/Futebol de Praia, é efetivamente um projeto “Uma ADR / Uma Academia”, comparticipado pela Federação Portuguesa de Futebol, sobre o qual só será tomada uma posição depois de um diálogo com as autarquias do distrito e outras entidades.

Será um projeto pensado para as nossas seleções, para os nossos árbitros, para os nossos filiados e nunca um projeto pessoal, muito menos uma promessa eleitoral.

Sobre este tema, iremos enviar brevemente a todos os sócios os nossos compromissos de forma detalhada.

Que mensagem deixa aos associados nesta altura?

Gostaria muito de fazer um apelo a todos eles, pedindo-lhes que no próximo dia 4 julho exerçam o direito ao voto, dessa forma, todos podem escolher o futuro da Associação de Futebol da Guarda.

A nossa Associação está numa fase em que precisa de se renovar e é nesse sentido que apelamos a todos os associados que no dia 4 de julho defendam os interesses da nossa tão nobre Associação, escolhendo o projeto, seja qual for, através do voto.

Precisamos de tornar a Associação de Futebol da Guarda mais forte, mais organizada, mais atrativa, pois só dessa forma poderemos dar as tão almejadas condições a todos os clubes, para que também eles se tornem mais competitivos e ajudem a elevar a AF Guarda na representatividade e peso a nível nacional.

Não podemos negar que a Associação entrou num estado inanimado, entrou em modo pause e sem peso nacional, como comprova a perda do atual suplente que tínhamos na Federação Portuguesa de Futebol.

Com a escolha de uma equipa jovem, de pessoas do Futebol e do Futsal, estou certo que será possível, com a ajuda dos nossos sócios, fazer com que a AF Guarda regresse rapidamente a ser mais forte a nível nacional.

A pergunta que deixo a todos os sócios é extremamente simples… O que pretendemos da Associação nos próximos 4 anos? Uma Associação Igual ou uma mudança?

Nós somos a mudança.

Enviar Comentário

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar