Templates by BIGtheme NET
Início » Aguiar da Beira » Concelhia da Guarda da JSD lança comunicado” “Amnésia Socialista”

Concelhia da Guarda da JSD lança comunicado” “Amnésia Socialista”

Em comunicado, a Concelhia da Guarda da JSD refere que:”Perante a incapacidade dos membros do governo da República, o Primeiro Ministro António Costa sentiu a necessidade de contratar um “paraministro”, de forma a delinear a estratégia de médio/longo prazo do país. Nem mesmo no maior governo de sempre, o Primeiro Ministro reconhece capacidades aos seus dois Ministros das Finanças, da Economia ou a qualquer outro membro para definir uma estratégia para Portugal. Não nos surpreende! Afinal, o Partido Socialista só está habituado a governar de ontem para hoje, simplesmente para garantir a sua sobrevivência política.
Conhecemos o conjunto de promessas do governo socialista para o concelho da Guarda. A JSD não se esqueceu delas, e muito menos a Guarda. Aliás, temos relembrado, por diversas vezes, o Governo destas mesmas promessas. Mais uma vez, não estamos surpreendidos em constatar que nenhuma delas foi cumprida. Não passam de intenções vãs para captar votos. Mas, infelizmente, a Guarda não é nenhum saco de votos que possa garantir o passeio pelo poder do Partido Socialista.
Após análise ao documento “Visão Estratégica para o Plano de Recuperação Económica de Portugal 2020-2030”, deparamo-nos com uma inexistência do Concelho da Guarda nos planos do Governo para a década que se segue. Nem promessas, nem projetos, nem reconhecimento da potencialidade da Guarda para o desenvolvimento estratégico de Portugal.
António Costa e Silva identifica uma série de concelhos estratégicos para o país, ignorando o tecido social, empresarial e académico do nosso concelho. São exemplos disto o desenvolvimento de um cluster digital no Fundão ou, mais grave ainda, o esquecimento da Guarda como “Autarquia-Laboratório”. Esquece-se do importantíssimo trabalho das IPSS da nossa região, revela um desconhecimento total da composição empresarial do nosso concelho e da sua importância geoestratégica no país e para a Europa. Como se não bastasse, ainda deita por terra qualquer relevância do Instituto Politécnico da Guarda e da sua capacidade formadora e timoneira como motor de desenvolvimento regional.
Fala também de um cluster tecnológico. Menciona-o, mas não o define. Relembramos o Governo de que esta proposta já existe e está em curso. Aliás, já tem nome: Professor Carvalho Rodrigues. No entanto, convidamos o Partido Socialista a associar-se a este projeto apresentado e sufragado, por larga maioria, em 2017.
O Governo esqueceu a Guarda. O Governo esqueceu a nossa região. Mas a JSD não se demite dessa responsabilidade de olhar um país como um todo. Por isso, comprometemo-nos a apresentar um programa estratégico para o desenvolvimento da Guarda, escutando e trabalhando com todos”.

Enviar Comentário

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar