Templates by BIGtheme NET
Home » Tag Archives: 2015 (page 119)

Tag Archives: 2015

Convívio e muita animação no dia de Sto Elói em Rancosinho

Assim foi mais um dia onde a tradição se cumpriu, apesar de agora não ser feriado, os habitantes de Rancosinho que anualmente veneram o Sto Elói se juntaram para celebrar a festa.

Decorreu a Eucaristia em louvor e seguiu se a procissão pelas ruas da freguesia e depois estava reservado o convívio com um grande lanche para toda a gente na sede da casa do povo da localidade, onde todo povo colaborou e também a junta de freguesia de Algodres, ao que a estes festejos se associaram gentes de locais limítrofes, Furtado e Algodres e diversos locais do concelho também de igual modo.
Assim todos confraternizaram e claro o convívio entre estas gentes foi muito importante, dado que na sociedade atual, falta convívio e dialogo entre as gentes.

Eleições nos Bombeiros voluntários de Fornos de Algodres

Vão ter lugar no próximo dia 5, sexta -feira as eleições para os novos órgãos sociais dos bombeiros em Fornos de Algodres,
assim aqui deixamos as listas concorrentes, onde lista A, liderada por Fernando Rodrigues(Pompeu), já a lista B pelo atual presidente em exercício David Marques.
As urnas vão estar abertas a partir das 18h.

Mexidas na segurança social da Guarda

Vinte funcionários da Segurança Social da Guarda integram a lista para o Quadro da Mobilidade

Em conversa com o Director da Segurança
Social, que apesar de não querer prestar declarações gravadas, referiu
que falou pessoalmente com a totalidade dos funcionários com o intuito
de os tranqualizar. Perante a situação o sindicato da função pública
mostra-se preocupado, José Pedro Branquinho anunciou que está agendada
uma reunião com os trabalhadores e a segurança social, no sentido de
encontrarem a melhor solução.

No caso concreto do distrito da Guarda, foram
notificadas três educadoras de infância e os restantes são assistentes
operacionais. Um assunto que o sindicato está a acompanhar e quer
encontrar uma solução de forma que os funcionários do distrito não
fiquem no desemprego.
fonte:Radio F

Orçamento de 2015 aprovado em Viseu

Assembleia Municipal aprova orçamento para 2015

Proposta recebeu os votos favoráveis dos deputados do PSD e dos presidentes de junta e os votos contra dos deputados da oposição

A
proposta de orçamento da autarquia para 2015 foi ontem aprovada pelos
deputados da Assembleia Municipal, contando com o voto contra de toda a
oposição (PS, CDU e BE).
Durante a discussão do documento, o presidente da Câmara, Almeida
Henriques, classificou o orçamento de “realista, transparente e
equilibrado”, que aposta na vertente social e económica, explicando que
as funções sociais e económicas vão absorver mais de 81 por cento do
total das Grandes Opções do Plano (GOP) para 2015, ou seja, 29,5 milhões
de euros do total de 83,3 milhões de euros.
fonte:José Fonseca -Diário Viseu

Municipio de Gouveia identifica envelhecimento como “ameaça a debelar”

Gouveia identifica envelhecimento como ameaça a debelar

O presidente da
Câmara de Gouveia, Luís Tadeu, disse hoje à agência Lusa que o seu
município “há muito identificou o envelhecimento populacional e a
desertificação como as principais ameaças a debelar”.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) revelou hoje
que a cidade de Gouveia, no distrito da Guarda, é a mais envelhecida do
país com 246 idosos para cada 100 jovens.

PUB

De acordo com o relatório “Cidades Portuguesas: Um Retrato
Estatístico”, com dados relativos a 2011 e hoje divulgado, o índice de
envelhecimento (que relaciona a população com 65 ou mais anos com a
população entre 0 e 14 anos) é menor no total das 159 cidades
portuguesas (118 idosos para cada 100 jovens) do que no total de país
(128).

O autarca Luís Tadeu (PSD) reagiu ao estudo dizendo que o relatório
do INE faz uma análise parcial, porque apenas refere as cidades
portuguesas, deixando de fora 149 concelhos.

“No universo global de Portugal certamente haverá casos mais
gravosos, mas o que interessa não é a metodologia. Interessa reter que o
município de Gouveia há muito identificou o envelhecimento populacional
e a desertificação como as principais ameaças a debelar”, afirmou.

O autarca assegura que “a monitorização dos indicadores permite
revelar que em 2014 será invertida a tendência de quebra de nascimentos
no concelho de Gouveia”.

“Já nasceram no concelho mais de 70 crianças, o que permite efetuar
um contraponto claro com o ano de 2013 quando nasceram no concelho 63
bebés” referiu.

Em sua opinião, o apoio social, o desenvolvimento económico e a
valorização do território “são as únicas estratégias que podem inverter a
tendência de envelhecimento populacional”.

“O município de Gouveia dispõe de um conjunto alargado de programas
de ação social e de incentivo ao investimento, mas apenas uma visão
nacional para todo o interior de Portugal poderá inverter a atual
situação de despovoamento e envelhecimento” aponta.

Acrescenta que o executivo que lidera tem “uma atuação concreta
nestes campos” e ainda este ano lançou “medidas de estímulo como o
Programa de Incentivo à Natalidade e Apoio à Família, que já beneficiou
47 agregados familiares durante o corrente ano”.

O INE refere que a seguir a Gouveia aparecem Borba (230), Porto (194) e Lisboa (183).

Já as cidades do Caniço e Câmara de Lobos, ambas na Região Autónoma
da Madeira, são as mais jovens do país, com 31 e 36 idosos para cada 100
jovens, respetivamente.

Na relação das cidades com menor índice de envelhecimento seguem-se a
Póvoa de Santa Iria (Lisboa), com 40 idosos para cada 100 jovens,
Ribeira Grande (São Miguel, Açores), com 45 e Gandra (Paredes), com um
índice de 49.

Por região, o conjunto das 17 cidades da região de Lisboa apresenta o
maior índice de envelhecimento do país, ali residindo 135 idosos com
mais de 65 anos para cada 100 jovens.

As cidades da Região de Lisboa superam o total nacional (128), o das
cidades portuguesas (118) e também o índice de envelhecimento da própria
região (117).
fonte:Lusa

Agricultores com animais podem candidatar-se a apoios europeus

Agricultores com animais podem candidatar-se a apoios europeus

Os agricultores que
pretenderem beneficiar em 2015 de pagamentos ligados aos animais
poderão apresentar a respetiva candidatura a partir de 03 de novembro, e
até 31 de dezembro, anunciou hoje o Ministério da Agricultura, em
comunicado.

“Esta é a primeira etapa da operacionalização da reforma
da Política Agrícola Comum (PAC). Pedimos aos agricultores que
manifestem a sua intenção de candidatura aos pagamentos ligados aos
animais para que possamos preparar a campanha de ajudas em 2015 com
normalidade”, afirmou o secretário de Estado da Agricultura, José Diogo
Albuquerque, citado no comunicado.

Assim, a partir de segunda-feira e até 31 de dezembro, os
agricultores terão de manifestar essa intenção através do portal do
Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP) – www.ifap.pt –
ou através de entidades recetoras reconhecidas por este organismo.

Para beneficiar destes regimes de apoio o agricultor deverá também
apresentar, a partir de 2015, a candidatura anual ao Pedido Único de
Ajudas (PU), em data a definir, a fim de identificar a sua exploração
agrícola.

“Estamos a fazer todos os esforços para que a primeira campanha de
ajudas desta nova PAC corra da melhor forma. Para isso estão a ser
colocadas à disposição dos agricultores informações nos ‘sites’ dos
nossos serviços sobre o início da campanha”, referiu ainda o secretário
de Estado.

O novo sistema de pagamentos funcionará em regime de candidatura a
prémio de forma anual, acabando o antigo regime de direitos. Este apoio
está, ainda, condicionado à aprovação pela Comissão Europeia.

A falta de apresentação ou o indeferimento por apresentação, fora de
prazo, da declaração de intenção aos prémios animais num determinado
ano, dá lugar à exclusão da anuidade dos prémios previstos para o ano em
questão, esclarece a tutela.
fonte:Lusa

Câmara da Guarda com orçamento de 30 milhões de euros para 2015

A Câmara da Guarda aprovou ontem por maioria o
orçamento municipal para 2015, no valor de 30 milhões de euros, que é
considerado “realista” e de “rigor” pelo seu presidente e “pobre” pela
oposição socialista.
“É um orçamento realista, de rigor, mas um
orçamento de uma autarquia que está num processo de saneamento
financeiro”, referiu o presidente da autarquia, Álvaro Amaro,
(PSD/CDS-PP), na reunião do executivo municipal onde o documento foi
aprovado com os votos contra dos dois eleitos do PS.
O orçamento da
Câmara Municipal da Guarda para o próximo ano reduz em oito milhões o
valor relativamente ao de 2014, mas o autarca assegurou que o mesmo “não
deixa de apresentar a inovação e a ambição” do actual executivo.
“Ao
contrário de há um ano, agora conhecemos bem melhor as dificuldades que
o município da Guarda tem de vencer, sempre com um apelo à participação
responsável de todos e de todas as forças políticas”, refere o
presidente da autarquia na nota introdutória do documento a que a
agência Lusa teve acesso.

Segundo Álvaro Amaro, o orçamento para
2015, no valor global de 30.278.765 euros, “não tem comparação com o que
foram os orçamentos apresentados pelo município nos últimos 12 anos.
As
grandes opções do plano pretendem dar continuidade a alguns projectos
desenvolvidos durante o ano de 2014, ancorados aos vectores de estímulo e
apoio à economia local e de aumento de poder de atracção da Guarda,
apontou.
Uma das apostas é a criação da primeira edição do Plano
Educativo Municipal, para o ano lectivo 2015/2016, que reconfigure a
acção educativa adequada à rede escolar e aos objectivos da Lei de Bases
do Sistema Educativo.
A aplicação do Programa de Generalização do
Fornecimento de Refeições aos alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico do
concelho é outros dos propósitos.
Na cultura, haverá apoios às
associações, com base num regulamento já aprovado, e no turismo a
autarquia fará a segunda edição da Feira Ibérica de Turismo.
Álvaro
Amaro também anunciou que serão feitos contratos de execução e acordos
de cooperação com as freguesias e que a autarquia irá transferir 30
funcionários para as 42 juntas rurais.
Na economia, será criado o Guia do Investidor e promovida a utilização da Plataforma Logística de Iniciativa Empresarial.
Na
área social, entre outras medidas, está previsto um novo benefício, no
sector da saúde, para os munícipes com menores rendimentos e maiores
encargos.
Os dois vereadores do PS, José Igreja e Joaquim Carreira,
votaram contra o orçamento camarário por ser “pobre” e por ter “falta de
audácia e de ambição”.
Segundo José Igreja, o documento,
tecnicamente está “bem construído”, mas falta-lhe “um bocado de
audácia”, apontando que a maioria “optou bastante na área do turismo e
um pouco menos na área da economia”.
“Nós concordamos com muita coisa
que está no orçamento, mas não sentimos que dê uma ideia de força, de
dinâmica, para a economia da região”, justificou.
fonte:TB

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar