Templates by BIGtheme NET
Home » Tag Archives: 2018

Tag Archives: 2018

“Ecos do Côa”estreou em Figueira de Castelo Rodrigo

Decorreu na passada sexta-feira, em Figueira de Castelo Rodrigo a estreia do espetáculo “Ecos do Côa”, um evento de dança que reuniu participantes, voluntários, dos concelhos de Figueira de Castelo Rodrigo, Pinhel, Almeida, Trancoso e Mêda. Foi uma criação DEMO com a co-produção da CARB.
Este evento faz parte do projeto “Cultura em Rede das Beiras e Serra da Estrela”, um projeto pioneiro no nosso país que assenta em 3 áreas artísticas: dança, teatro e música. É uma co-produção dos 15 Municípios pertencentes à Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela. Agora a digressão continua por outros municípios como Pinhel (30 de junho), Almeida (2 de julho), Mêda (8 de julho) e Trancoso (13 de julho)

Espetáculo da Rede ARTÉRIA estreia 30 de junho

Estreia na Guarda a 7 de julho
A estreia do primeiro espetáculo da Rede ARTÉRIA — um projeto de intervenção sócio-cultural que articula produção de conhecimento científico, com participação da comunidade e criação artística —  junta episódios e estilhaços das vidas, públicas e privadas, reais e imaginadas, que o património da Rua da Sofia e zona envolvente alberga, albergou ou poderá albergar.
Sofia, Meu Amor!  é o primeiro espetáculo da Rede ARTÉRIA e vai ser apresentado em Coimbra, em sessões únicas, nos dias 30 de junho (sábado, 18h) e 1 de julho (domingo, 15h e 18h30). É uma criação da Trincheira Teatro, apresentada em percurso na Rua da Sofia e zona envolvente, com entrada livre sujeita a reserva obrigatória, devido a limitações da lotação, para o número 919 612 123.

A Rede ARTÉRIA é um projeto de intervenção sócio-cultural, com coordenação artística do Teatrão e académica do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, que combina produção de conhecimento científico, participação da comunidade e criação artística. Durante dois anos, o Artéria, cofinanciado pelo Centro 2020 – Programa Operacional Regional do Centro. vai criar e fazer circular espetáculos em oito concelhos da Região Centro – Belmonte, Coimbra, Figueira da Foz, Fundão, Guarda, Ourém, Tábua e Viseu. A Rede junta artistas convidados a trabalhar nos contextos de cada um desses locais com os municípios, instituições académicas, agentes e estruturas sociais / culturais.

Uma das formas de intervenção prevista, são projetos cujos epicentros são os centros urbanos de matriz histórica, determinados pela importância do património edificado que  contêm e nos quais se cruzam várias dimensões temporais, nomeadamente a possibilidade de encontro da memória local com a necessidade de injetar modernidade no património e de o assumir e viver no  tempo presente.

A Rua da Sofia, classificada pela UNESCO como Património Mundial no conjunto Universidade de Coimbra, Alta e Sofia foi o espaço escolhido para a intervenção no concelho de Coimbra, com o desafio de procurar uma nova relação entre os habitantes/ utilizadores deste espaço e através da sua  participação no ARTÉRIA procurar que ajam em sua defesa, o valorizem e com isso melhorem a relação de autoestima.

A Rede Artéria começou o seu trabalho em Coimbra em 2016, com a realização de workshops, onde se efetuou a representação de tudo o que opera quotidianamente na Rua da Sofia, num mapeamento que envolveu habitantes, lojistas, associações e institutos.  A intenção foi envolver ativamente toda a comunidade na construção posterior da intervenção artística que agora estreia. Com metodologias das ciências sociais, o trabalho desenvolvido partiu, numa primeira fase, de uma dinâmica em que a comunidade partilhou acontecimentos, personalidades, estórias inscrevendo-os em duas  linhas: passado e presente da Rua. Numa segunda fase, trabalhou-se sobre como projetar a linha do futuro, estimulando o conhecimento sobre a história da Rua, o património, identificando o que cada um conhecia ou não.

A posterior conceção, montagem e apresentação do espetáculo de dramaturgia original,  a criar a partir dos materiais recolhidos nestas sessões de trabalho, foi entregue à Trincheira – Associação Cultural e Recreativa, formada em 2014 por um grupo de profissionais de Teatro e Educação. E, desde novembro, mudados para a Rua da Sofia, aos elementos da Trincheira, juntaram-se outros artistas profissionais, do teatro e outras áreas. O apelo à comunidade local teve vários graus de participação, desde o apoio à criação, através da colaboração nos processos de trabalho, ao apoio à produção, e ainda a possibilidade de integração no elenco do espetáculo.

Sofia, Meu Amor! tem direção de Pedro Lamas e João Paiva, dramaturgia original de Jorge Palinhos, cenografia e figurinos de Filipa Malva. Aos atores da Trincheira juntam-se elementos das Classes de Teatro do Teatrão e do Curso de Artes do Espetáculo do Colégio São Teotónio.

 

Programa SPIN Mangualde vai ser apresentado em Mangualde

“Programa Intermunicipal de Reutilização de Manuais Escolares – “Manuais que passam de ano”

Vai decorrer a apresentação do Programa SPIN Mangualde, de colaboração com o Agrupamento de Escolas de Mangualde, esta terça-feira, 19 de junho, ás 14h30,

O Programa SPIN é uma plataforma de Reutilização de Manuais Digital e Intermunicipal, que conta com municípios e juntas de freguesia, totalmente profissional e adaptado aos hábitos e às tecnologias dos dias de hoje.

Desenvolvido em parceria com a Book in Loop e apoiado pelo programa JUNTAr do Fundo Ambiental, o Programa SPIN Mangualde surge assim como uma ferramenta ao dispor de todos e com um objetivo claro e simples: garantir que todas as famílias têm acesso a manuais escolares do 5º ao 12º ano,  por 20% do valor que pagariam.

por:MM

Alcafache vencedora das Marchas Populares em Mangualde

Depois de uma noite intensa com o calor a manter-se ao longo do desfile, estiveram sete marchas a concurso, perante uma plateia a rondar os dois milhares de pessoas pelas estimativas da organização.

A Marcha de Alcafache foi a grande vencedora da noite, outras marchas foras distinguidas nas diversas categorias.

Desfilaram no eixo central da cidade, terminando no largo junto à central de camionagem.

Participaram Santiago Cassurrães, Alcafache, Espinho, Quintela de Azurara, Abrunhosa – a – Velha, Mesquitela/Mourilhe e AMA (Associação Mangualde Azurara).

Esta uma organização do Município de Mangualde.

Novo conselho local da JMV de Fornos de Algodres

Foi recentemente eleita a nova equipa que compõe o Conselho Local da Juventude Mariana Vicentina de Fornos de Algodres.

Assim sendo, o presidente continua a ser Jerome Alexandre que foi reeleito , passando a ter com secretária Silvia Moreira e tesoureiro o jovem Tiago Cabral.

Foto:JMVFA

Feira Franca anima as gentes de Vila Franca da Serra

Mais uma vez, Vila Franca da Serra vai estar em festa, com a realização de mais uma feira franca.

Desta vez o destaque será o feijão à moda da ceifa e a elaboração do Pão Centeio.

A mostra Gastronómica é já uma presença habitual.

JSD Fornos de Algodres vai debater últimos dados do Ministério da Educação com AEFA

Em comunicado , a  JSD Fornos de Algodres veio informar que vai discutir os últimos dados do Ministério da Educação com o Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres

O Instituto de Avaliação Educativa revelou recentemente o relatório Nacional 2016-2017 sobre as provas de aferição do Ensino Básico, concluindo que os alunos têm uma grande dificuldade em interpretar textos, incapacidade de resolver problemas com frações e grandes bloqueios no cálculo.

Quando foi preciso atribuir o nome a um rio, para o qual havia apenas a sua descrição, os alunos do 2ºCiclo, apresentaram inúmeras dificuldades, apenas 28% conseguiram identificar o rio Mondego. Já no 3ºCliclo, só um terço dos alunos consegue ordenar números reais de forma crescente e apenas, 10% dos alunos consegue apontar duas condições necessárias à existência de vida.

No mesmo estudo, encontra-se outro dado preocupante, “quase metade dos alunos do 2º ano (46%), não conseguiram fazer seis saltos consecutivos”, uma demonstração das dificuldades nas expressões físico-motoras dos alunos do 1º ciclo.

Com estas recentes notícias, segundo a JSD Fornos de Algodres, urge realizar-se uma reflecção e um debate alargado sobre as metodologias de ensino em âmbito de sala de aula e o Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres poderá dar o pontapé de saída.

Outro tema que também estará em cima da mesa de discussão, será a revisão ao Currículo dos Ensinos Básicos e Secundários que o Ministério da Educação quer aplicar já no próximo ano letivo. 

Por:JSDFA

 

Mangualde acolheu encontro entre Provedores das Misericórdias

Teve lugar um encontro entre os Provedores das Misericórdias de Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Mangualde, Penalva do Castelo, Santa Comba Dão e Seia.

O local escolhido foi a cidade de Mangualde, com o objetivo de debater assuntos que são comuns nos dias de hoje e além do mais estreitar laços entre estas instituições de cariz religioso e social que desempenham um papel muito importante e útil na comunidade.

Foto:SCMM

IV Nabainhos Night Run a 21 de julho

Depois do sucesso dos últimos anos,  a Associação de Melhoramentos de Nabainhos vai organizar, a IV Nabainhos Night Run no sábado dia 21 de julho,  num percurso interessante onde a aldeia de Nabainhos está em destaque, dado que a prova começa e termina nesta localidade.

Face a isso, todos os que gostam de caminhar e correr à noite vão agendando este dia e formalizar as inscrições , nesta quarta edição.

 

Programa “Aldeia Segura” e “Pessoas Seguras” pronto para implementação

O Programa “Aldeia Segura” e “Pessoas Seguras” está já a ser implementado em 700 aldeias dos 189 municípios que possuem freguesias de risco no âmbito da defesa da floresta contra incêndios.

Foram designados 700 Oficiais de Segurança da Aldeia e identificados 350 locais de abrigo/refúgio. O Oficial de Segurança da Aldeia tem como missão transmitir avisos à população, organizar a evacuação do aglomerado em caso de necessidade e fazer ações de sensibilização junto da população.

Estão também a ser sinalizados os caminhos de evacuação nos aglomerados populacionais, tendo sido elaborados 260 planos de evacuação. A partir de hoje, vai ser intensificada a distribuição de kits de autoproteção pelas aldeias, bem com da sinalética para indicação dos caminhos de evacuação.

Nas ações de sensibilização realizadas no terreno estiveram envolvidas mais de 10 mil pessoas.

A execução do Programa “Aldeias Seguras” e “Pessoas Seguras” resulta de um protocolo assinado entre a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) e a Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE).

Nesta conjugação de esforços entre o Poder Central e o Poder Local, pretende-se:

– Incentivar  a participação das populações e reforçar a consciência coletiva de que a proteção e a segurança são responsabilidades de todos;

– Apoiar o poder local de forma a promover mais segurança;

– Contribuir para a salvaguarda de pessoas e bens;

– Implementar estratégias de proteção de aglomerados populacionais face a incêndios rurais;

– Criar dinâmicas e hábitos com base no conceito de autoproteção;

– Familiarizar as populações com as condutas adequadas a observar em caso de evacuação ou confinamento, treinando-as para esse efeito;

– Sensibilizar para a adoção de práticas e comportamentos que minimizem o risco de incêndio rural e aumentem a segurança das comunidades

Para uma eficaz e simples implementação do programa, a ANPC desenvolveu um Guia de Apoio à Implementação –  https://www.portugal.gov.pt/download-ficheiros/ficheiro.aspx?v=7b53bbc8-f205-4a59-9e43-b3e59b9217bc – para que, em conjunto com os municípios e as freguesias, as medidas estejam em curso de forma célere, adaptadas à realidade local.

No âmbito destes programas foram distribuídos por diversas entidades públicas cerca de 1 milhão de folhetos com medidas de autoproteção. O folheto está igualmente a ser entregue nos 640 mil domicílios das freguesias prioritárias. Está também em curso uma campanha de informação na televisão, rádio e redes sociais.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar