Templates by BIGtheme NET
Home » Tag Archives: aguiar da beira

Tag Archives: aguiar da beira

Jovem João Campos vai singrando na arbitragem no desporto escolar

Os jovens do Interior cada dia que passa vão-se especializando cada vez mais e face a isso, o Desporto Escolar é cada vez mais importante e nesse sentido, João Campos viu na arbitragem uma forma de estar em jogo.

Face a isso, foi recentemente designado para apitar um encontro do Campeonato regional de futsal Iniciados femininos em Castelo Branco, entre Coimbra e Aveiro.
Recorde-se que é aluno do Agrupamento de Escolas de Aguiar da Beira.

foto:ABDE

Bruno Magalhães e a ARC Sport vencem

Vencer o Rally da Acrópole, prova que já fez história no Campeonato do Mundo de Ralis, e que é considerado como um dos ralis mais duros e seletivos da Europa, é um marco histórico, e que ficará por certo gravado a ouro no palmarés da equipa de Aguiar da Beira e na excelente carreira de Bruno e Hugo Magalhães. Com este triunfo, a equipa portuguesa entra numa discussão muito direta pelo ERC 2018.

O Piloto português, que este ano terá uma discussão acesa com o russo Lukyanuc, teve uma participação fantástica na prova grega, conquistando o comando com uma vantagem considerável, ainda no primeiro dia de prova, gerindo depois de forma inteligente, até ao final da prova. Um dia importante, mas muito trabalhoso.

“Este foi o dia mais difícil de toda a minha carreira. Conquistámos uma das maiores vitórias para Portugal em termos de ralis. O Rally da Acrópole não é uma prova qualquer, e esta foi uma conquista fabulosa. Foi uma vitória inesquecível e um sonho realizado, apesar de uma grande pressão a que estive sempre sujeito, uma vez que nunca tenho tarefas fáceis. Quero dar os parabéns a toda a equipa pelo fantástico trabalho realizado no Skoda. Estou extraordinariamente feliz, e agora já posso confirmar a nossa participação no Rali de Chipre”, disse Bruno Magalhães.

O êxito de Bruno Magalhães e da ARC Sport prolongou-se aos outros elementos da equipa. Aloísio Monteiro e André Couceiro terminaram a prova em crescendo ao volante de outro Skoda Fabia R5. Mais uma experiência dura, mas muito positiva para a equipa.

“Foi duro, mesmo muito duro! Terminar uma prova como esta, na posição que alcançámos, é para mim uma vitória, tendo em conta que este foi o 2º rali realizado com o Skoda. Apesar de tudo, ainda perdemos muito tempo com dois furos e com um problema com o capot, que se abriu em pleno troço. De resto, foi uma experiência ainda mais saborosa que os Açores. A nossa próxima presença no ERC será no Rali de Roma”, confirmou Aloísio Monteiro.

A equipa espanhola formada por Emma Falcón e Eduardo González, que também conta com o apoio da ARC Sport para o Citroen DS3 R3 T, terminou esta dura experiência grega e alcançou o 2º lugar na categoria RC3. Uma tarefa que não foi nada fácil.

“Foi muito complicado e uma prova demasiado dura e desgastante para a mecânica. Fizemos a última secção da prova sem travões e sempre condicionados pela constante dureza dos pisos. Foi mesmo muito difícil, mas também aprendemos muito. Agora, já temos pouco tempo para pensar no Rali do Chipre”, afirmou, com otimismo, Emma Falcón.

Para a ARC Sport esta foi sem dúvida uma conquista histórica. Pela fabulosa vitória de Bruno Magalhães, mas também porque a equipa de Aguiar da Beira, contou com três carros à partida, e três à chegada.

“Foi na verdade um resultado memorável, porque não é todos os dias que se vence um rali como a Acrópole. Já ninguém nos pode tirar esta fantástica conquista que muito nos orgulha. Quero deixar os meus parabéns ao Bruno e ao Hugo pelo fantástico trabalho que realizaram e que muito honra o desporto automóvel português. Para além deste grande resultado, ficam também fortes felicitações para o Aloísio e para a Emma, que assinaram participações de grande nível, destacando a postura da Emma e do Eduardo que realizaram a prova com um espirito fora de comum, destacando também a grande evolução do Aloísio. É de sublinhar ter contado com 3 carros à partida e 3 à chegada, naquele que é talvez o rali mais duro do mundo. Toda a equipa da ARC Sport está de parabéns com estes resultados e muito orgulhosa dos seus pilotos, tendo em conta o grande esforço de preparação que esta prova exigiu” afirmou Augusto Ramiro.

A próxima prova do ERC 2018 disputa-se já entre 15 e 17 de junho em Chipre.

Por:ARC Sport

Aguiar da Beira acolhe a Palestra “Colesterol e Bem-Estar do Coração”

No mês dedicado ao coração e à saúde cardiovascular, Milena Lapas irá falar na Biblioteca Municipal de Aguiar da Beira, nesta sexta-feira, pelas 21 horas, sobre as causas, os riscos e a prevenção do colesterol e de outras doenças cardiovasculares e de soluções naturais para manter o bem-estar do coração.

Sensibilizar as famílias e demais público interessado para a adoção de práticas e estilos de vida saudáveis, bem como a prevenção cardiovascular, entre outras doenças decorrentes de maus hábitos são os objetivos da ação.

Os participantes receberão ainda, gratuitamente, uma consulta de avaliação corporal.

A sessão é gratuita e é organizada pelo CLDS 3G Aguiar no Coração, no âmbito do programa para o desenvolvimento sustentável da família.

 

Liturgia do 3° Domingo da Páscoa

No 3° Domingo da Páscoa são varias as questões que se procura responder.
A primeira leitura apresenta-nos, precisamente, o testemunho dos discípulos sobre Jesus. Depois de terem mostrado, em gestos concretos, que Jesus está vivo e continua a oferecer aos homens a salvação, Pedro e João convidam os seus interlocutores a acolherem a proposta de vida que Jesus lhes faz. Os discípulos são os agentes através dos quais Jesus continua a sua obra libertadora e salvadora no mundo. Ora, uma vez que Cristo é a manifestação de Deus, “arrepender-se” e “converter-se” significa aderir à pessoa de Cristo, crer n’Ele, acolher o projecto que Ele traz, entrar no Reino que Ele anuncia e propõe.
A segunda leitura lembra que o cristão, depois de encontrar Jesus e de aceitar a vida que Ele oferece, tem de viver de forma coerente com o compromisso que assumiu. Essa coerência deve manifestar-se no reconhecimento da debilidade e da fragilidade que fazem parte da realidade humana e num esforço de fidelidade aos mandamentos de Deus. O cristão é chamado à santidade e a viver uma vida de renúncia ao pecado. Deus chama-o a rejeitar o egoísmo, a auto-suficiência, a injustiça, a opressão (trevas) e a escolher a luz. No entanto, o pecado é uma realidade incontornável, que resulta da fragilidade e da debilidade do homem. O cristão deve ter consciência desta realidade e reconhecer o seu pecado.
O Evangelho assegura-nos que Jesus está vivo e que continua a ser o centro à volta do qual se constrói a comunidade dos discípulos. É precisamente nesse contexto eclesial, no encontro comunitário, no diálogo com os irmãos que partilham a mesma fé, na escuta comunitária da Palavra de Deus, no amor partilhado em gestos de fraternidade e de serviço, que os discípulos podem fazer a experiência do encontro com Jesus ressuscitado. Depois desse “encontro”, os discípulos são convidados a dar testemunho de Jesus diante dos outros homens e mulheres.
Lucas procura deixar claro que a ressurreição de Jesus foi um facto real, incontornável que, contudo, os discípulos descobriram e experimentaram só após um caminho longo, difícil, penoso, carregado de dúvidas e de incertezas. Todos os relatos das aparições de Jesus ressuscitado falam das dificuldades que os discípulos sentiram em acreditar e em reconhecer Jesus ressuscitado. O caminho da fé não é o caminho das evidências materiais, das provas palpáveis, das demonstrações científicas; mas é um caminho que se percorre com o coração aberto à revelação de Deus, pronto para acolher a experiência de Deus e da vida nova que Ele quer oferecer.

Por:UP FA, AB

10ªRota do Cabicanca em BTT em Aguiar da Beira

Aguiar da Beira vai receber mais uma edição da Rota do Cabicanca em BTT, no domingo, dia 22 de abril, com o início a ter lugar, no Complexo desportivo (frente às piscinas).

Como anualmente acontece será uma prova com um grande fluxo de participantes masculinos e femininos, dividida em dois percursos, 25 km e 45km.

Este ano com alguns nomes de primeira linha, Tiago Craveiro que foi Campeão Nacional XCM paraciclismo D 2015/2016, Vencedor da Taça de Portugal XCM paraciclismo D 2015/2017, Campeonato nacional XCO 3° lugar paraciclismo D 2016 e Vice campeão nacional XCO paraciclismo D 2017.

Patrícia Gonçalves – Vencedora da Taça de Portugal de XCO e XCM em 2016, foi a Campeã Nacional de XCO em 2016 e vencedora da Taça de Portugal de XCO em 2017.

Irá ser doado aos Bombeiros Voluntários de Aguiar da Beira, 3% da receita total das inscrições.

Assim uma prova que vai ter imensos pontos de interesse e animação acima de tudo entre os participantes.

“Cuidar e proteger ajuda-nos a crescer” iniciativa da CPCJ local

A CPCJ de Aguiar da Beira vai levar a efeito,uma iniciativa inserida no mês da prevenção, maus tratos na infância.

Assim “Cuidar e proteger ajuda-nos a crescer” é uma atividade que tem início no domingo, 29 de abril, com uma caminhada a ter início ás 9h30 no Agrupamento de Escolas Padre José Augusto da Fonseca.

Depois na noite de 30 de abril, segunda -feira, acontece na Biblioteca Municipal, o visionamento e debate do documentário “o começo de vida”

Esta é uma atividade em parceria com diversas instituições do concelho de Aguiar da Beira.

16º dia aberto em Aguiar da Beira sobre o castanheiro

No âmbito do protocolo de cooperação entre o Município de Aguiar da Beira, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), União de Freguesias Aguiar da Beira e Coruche e ArvoFruti, vai realizar-se o 16º dia aberto no dia 7 de abril pelas 09.30h no Pavilhão da Associação de Fontearcadinha, com a seguinte ordem do dia:

9.30h – Início do dia aberto
As diferentes enxertias em castanheiro

10.00h –Saída para o campo de demonstração
Prática de enxertia em castanheiro

13.00h – Final do dia aberto.

Liturgia e avisos Domingo de Ramos -Unidade Pastoral Fornos de Algodres e Aguiar da Beira

DOMINGO DE RAMOS

 Iniciamos a Semana Santa, imitando a multidão que aclamava Jesus na cidade santa de Jerusalém: “Hossana! Bendito o que vem em nome do Senhor! Bendito o reino que vem, o reino do nosso pai David! Hossana nas alturas!”. Muitos estenderam as suas capas no caminho por onde Jesus ia passar e cortaram ramos de verdura para o aclamar e acolher. Isto contrasta com a traição e tristeza que ocorrerão naquela mesma cidade passados poucos dias. E perguntamos: Porquê e como é possível fazer tanto mal a quem só fez tanto bem? Jesus viveu para os outros, sem poder e sem violência, tendo como única arma o amor! Como foi possível? O texto mais importante deste dia é a narração da Paixão, segundo o evangelista S. Marcos. Desta narração, fixemo-nos nas palavras impressionantes de Jesus na cruz: “Meu Deus, meu Deus, porque Me abandonastes?”. Estas palavras expressam o drama que acontece no monte do Calvário. Resumem as horas da paixão de Jesus e também a sua vida. Na narração da Paixão, segundo S. Marcos, estas são as únicas palavras de Jesus na cruz. 25-03-2018
Ano B - Tempo Quaresma - Domingo de Ramos - Boletim Dominical

Este evangelista, ao contrário dos outros três, descreve-nos Jesus muito só e sentindo-se sozinho; um Jesus que, pouco a pouco, se vai desprendendo daqueles que tinha junto de si; alguns foram contra Ele e os que O apoiavam fugiram ou esconderam-se. Todos olham para Ele como um coitado, um desgraçado, um maldito. É horrível: praticamente ninguém manifesta compreensão ou reconhecimento para com um justo, agora objecto de desprezo, de maldade, de injustiça. Ridicularizado, até Jesus cala-se e aceita. Nesta solidão, foi despojado da sua roupa. O evangelista diz-nos: “repartiram entre si as suas vestes, tirando-as à sorte, para verem o que levaria cada um”. Jesus não está somente despojado das suas vestes e das pessoas, mas também sente-se despojado de Deus. O Seu Pai parece que não está e, por isso, clamou com voz forte: “Meu Deus, meu Deus, porque Me abandonastes?”.

Estas palavras de Jesus resumem os clamores de todos os homens e mulheres. No monte do Calvário, na cruz, estão todos os gritos de desespero, de angústia, de tribulação e de sofrimento da humanidade. Jesus clama por todos os homens e mulheres, porque Ele é a expressão da humanidade sofredora. Quantas vezes já tivemos vontade de dizer estas palavras de Jesus com aquilo que nos acontece na vida? Quantas vezes já fizemos a experiência do “abandono” de Deus, parece que, às vezes, Ele não está e não nos ouve! Quantas vezes já pedimos e gritámos a Deus que oiça os nossos pedidos e esteja connosco nas tribulações?

Mas, perante esta situação desesperada e sofredora de Jesus, há uma brisa de esperança, há uma intuição de vida e há uma confissão de fé. Perante todo o drama do Calvário, o centurião romano, testemunha de todo este sofrimento, profere uma frase que marca tudo o que aconteceu: “Na verdade, este homem era Filho de Deus”. De certeza que disse estas palavras sem pensar, não estava consciente do que estava a dizer, mas expressavam o sentimento de muitas pessoas naquela hora e naquele lugar. No início da vida pública de Jesus, Pedro já tinha confessado que Jesus era o Filho de Deus; os apóstolos sabiam que aquele que os tinha chamado nas margens do lago da Galileia era alguém excepcional; tantas pessoas deram conta que Jesus de Nazaré era alguém diferente. O povo dizia que Jesus falava com “autoridade”, mas no momento da morte é o centurião, um pagão, que faz a confissão de fé. É a confissão da Igreja, é a afirmação fundamental da nossa fé: “Na verdade, este homem era Filho de Deus”. Confessar Jesus como Filho de Deus. Mas não podemos esquecer algo muito importante que completa a frase do centurião. Jesus foi julgado, condenado, morto. Sujeitou-se a tudo porquê? Porque Jesus morreu por nós, deu a vida pelos nossos pecados, morreu para nos salvar.

Neste Domingo de Ramos, com o qual iniciamos a Semana Santa, duas coisas tornam-se muito evidentes: Jesus reza com um sentimento atribulado: “Meu Deus, meu Deus, porque Me abandonastes?”, e, com o centurião, também nós, que contemplamos a sua morte gloriosa, afirmamos: “Na verdade, este homem era Filho de Deus”. Que estas palavras estejam na nossa oração desta semana para podermos celebrar com toda a solenidade a Páscoa de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Aguiar da Beira escolhida para Seleção Checa de Orientação treinar

Ao longo destes últimos anos, no concelho de Aguiar da Beira têm sido organizadas diversas provas de Orientação, de cariz nacional e internacional .

Assim a Seleção da República Checa de orientação vai permanecer até este domingo, 25, neste concelho, onde estão a preparar futuras provas, percorrendo os ttrilhos de cabicanca.

Foto:Czech orienteering team

Agrupamento de Escolas de Aguiar da Beira campeões em ténis de mesa

O Agrupamento de Escolas de Aguiar da Beira conquistou o 1º título distrital ,neste ano letivo , através da equipa de ténis de mesa de iniciados masculinos  que se sagrou-se campeã distrital, na final realizada recentemente,em Trancoso.
Individualmente, também alcançaram  um segundo e um terceiro lugar.
Assim os tenistas aguiarenses foram Daniel Monteiro, Rodrigo Nunes  e Rui Pedro.
Em abril estarão a representar a escola e o distrito no campeonato regional em Montemor-O-Velho (Coimbra).

De pequeno se fazem os grandes campeões…

Foto:AEAB

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar