Templates by BIGtheme NET
Home » Tag Archives: cultura

Tag Archives: cultura

“ROTUNDA ÀS SEIS” regressa em agosto

De 1 a 29 de agosto, pelas 18h30, na rotunda em frente à Câmara Municipal.

O Município de Mangualde, tal como aconteceu no mês de julho, adaptou a sua programação cultural à nova realidade, bem como às medidas de segurança e higiene impostas pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

A “ROTUNDA ÀS SEIS” está, assim, de regresso a Mangualde no mês de agosto, com muitas surpresas.

Este conjunto de concertos ao fim da tarde, ao ar livre, terão lugar aos sábados e sextas-feiras de 1 a 29 de agosto, na rotunda em frente à Câmara Municipal de Mangualde, sempre às 18h30.

Com som projetado por todo o centro da cidade, no dia 1 de agosto a alegria e a vivacidade estão de volta à cidade com a atuação dos Capitão Mondego. No dia 8 é a vez dos Mellody Guys, no dia 15 ArtSom, já a 21 a atuação é de Grand Jazz Hotel. No dia 22, chega a Mangualde, o concerto de Xico&João, no dia 28 o Quinteto de metais da Orquestra POEMa e, por fim, a 29 de agosto os K5. Mais informações em www.cmmangualde.pt

AGOSTO

Dia 1   | Capitão Mondego

Dia 8   | Mellody Guys

Dia 15 | ArtSom

Dia 21 | Grand Jazz Hotel

Dia 22 | Xico&João

Dia 28 | Quinteto de metais da Orquestra POEMa

Dia 29 | K5

“Persistências… ou uma lição a aprender”em destaque em Mangualde

Nesta segunda quinzena de julho, a campanha «Mangualde, o nosso património!» destaca “Persistências… ou uma lição a aprender”. Promovida pela autarquia, esta campanha tem como objetivo aproximar a população do património mangualdense do mais belo que existe no concelho. Com esta campanha todos ficam mais próximos do vasto esplendor patrimonial do concelho. Nesse sentido, continua a ser colocada, nos meios digitais do município, a informação sobre o monumento/património apresentado.

PERSISTÊNCIAS… OU UMA LIÇÃO A APRENDER

O homem faz parte da Natureza: integra-a. A relação que se estabelece é simbiótica. Podemos mesmo afirmar, categoricamente, que, sendo a constituição do homem biológica, somos Natureza.

Nesta relação, a Natureza revela o modo como o homem a trata. Melhor, como nós a tratamos! Nada na Natureza fica indiferente à ação humana.

A Natureza foi sendo transformada pelo homem, desde a pré-história: nos utensílios que fabricou (extraídos da natureza), na descoberta e uso do fogo, na “Revolução Neolítica”, com a “descoberta” da agricultura, a domesticação de animais e a sedentarização, as construções, as cidades, e com a “Revolução Industrial”, que impôs uma relação gradualmente destrutível e mesmo insustentável do meio ambiente.

Têm sido vários os sinais que a Natureza tem dado, ao longo dos séculos, ao homem, como que numa tentativa de alerta, de aviso para que esta relação, que deixou de ser razoável, tenha fim: doenças, epidemias, pandemias…

O homem parece não aprender, não ouvir a sua outra parte constituinte. O grande perdedor, caso não inverta a sua atitude, é o homem. A Natureza persistirá, o homem extinguir-se-á!

De idade avançada, não se sabe de quantos anos, este castanheiro prova que a regeneração, o renascimento é constante e perseverante. É a Natureza no seu ciclo infindável. Este castanheiro, tem algo a ensinar-nos. Transmite uma mensagem. Fica nas imediações das Ruínas Romanas da Raposeira.

Coordenadas geográficas: 40º 36.751’; 7º 45.242’

António Tavares, Gabinete de Gestão e Programação do Património Cultural da CMM

 Foram já vários os bens patrimoniais destacados por esta campanha nos últimos anos. A título de exemplo, já foram destacados os Refrigerantes Condestável de Abrunhosa do Mato, os Bordados de Tibaldinho, a Casa dos Condes de Mangualde, a Fonte de Ricardina, vestígios arqueológicos ao tempo do Império Romano em Pinheiro de Tavares, a Capela de São Domingos de Ançada, a Carvalha, a Capela de Santo António em Mesquitela, a Fundação de Nossa Senhora da Saúde de Cunha Alta, os símbolos maçónicos e o Solar de Santa Eufémia. Mais recentemente, estiveram em destaque o Santuário de Santa Luzia, em Freixiosa; a Casa de Darei, na aldeia de Darei, freguesia de Mangualde, a Igreja Matriz de Várzea de Tavares, a Calçada Romana de Mourilhe; a Igreja de São Pedro de Cunha Alta; e a Capela de São Sebastião, em Santiago de Cassurrães, a Alminha de Tabosa, a Capela de São Domingos de Vila Mendo, o Pontão da Amieira, em Quintela de Azurara, o Depósito da Cruz da Mata, a “Senhora da Graça, ou do Alqueve – Fortaleza de Deus?”, o Portal Quinhentista de Pinheiro de Tavares, as Estelas funerárias de Abrunhosa do Mato, o Chafariz da Cunha Baixa, o Pastel de Feijão, o Coreto da Senhora dos Verdes e Religiosidades.

Altice Portugal apoia a cultura e tradição portuguesa

Altice Portugal reforça o apoio à cultura e à tradição enquanto patrocinadora oficial e parceira tecnológica das 7 Maravilhas®.

Reforçando o seu compromisso para com a Portugalidade, a Altice Portugal volta a apoiar o melhor do nosso País, apresentando-se como patrocinadora oficial e parceira tecnológica das 7 Maravilhas®, um projeto que conta com 9 edições e com uma longa história de apoio à cultura e à tradição portuguesas.

É através da aliança dos conceitos de Portugalidade, Proximidade e Tecnologia que a Altice Portugal se associa a este projeto, que tanto tem contribuído para a dinamização do património cultural do País, e que tem mostrado que Portugal é hoje uma nação única pela dimensão da sua multiculturalidade, bem como pela diversidade gastronómica, social e cultural que a caracterizam.

Para Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal, «É com grande satisfação que nos juntamos às 7 Maravilhas®, um projeto que, à semelhança da Altice Portugal, tem como missão promover a cultura e a Portugalidade a uma só voz, de forma a valorizar os segredos mais guardados do nosso País e o que de melhor este tem para oferecer. Este é apenas mais um passo da nossa aproximação ao território e aos portugueses e está em linha com a nossa estratégia de apostar no orgulho em ser português, no orgulho na nossa cultura e nas nossas tradições. É com grande satisfação que, este ano, ajudaremos a promover o valor de cada uma das categorias a concurso, parte integrante do património cultural português.»

O tema da edição deste ano é a Cultura Popular e as categorias a concurso são: Artesanato, Lendas e Mitos, Festas e Feiras, Músicas e Danças, Rituais e Costumes, Procissões e Romarias e Artefactos, onde o que se procura promover é o Património Cultural Imaterial de Portugal, elevando a Cultura Popular a um patamar de causa pública.

«Em 2020 as 7 Maravilhas® têm uma missão acrescida: a de puxar o país para cima. E isso vai ser feito através da promoção fortíssima do orgulho nacional, dos vários eixos da identidade nacional. Vamos fazer da cultura popular, que toca todos os portugueses, de norte a sul, do interior ao litoral e nas ilhas, uma grande causa nacional, à qual a Altice se associa, pela sua força em todo o território e pela sua relação histórica com todos os portugueses», afirma Luís Segadães, Presidente das 7 Maravilhas®.

Consciente da importância do apoio à cultura, nas suas variadas expressões, desde a música, ao cinema, passando pela arte, património ou desporto, a Altice Portugal tem vindo a apoiar projetos e iniciativas que evidenciam a sua forte ligação ao País, à língua portuguesa e aos símbolos patrióticos nacionais.

116º Aniversário da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Gouveia

Os Bombeiros Voluntários de Gouveia vão celebrar o seu 116º aniversário no fim de semana de 4 e 5 de julho, face à covid-19, este ano apenas se realizarão eventos simbólicos.

No sábado dia 4, vai acontecer uma Tertúlia “Passado, Presente, Futuro”, seguindo-se a Eucaristia pelos bombeiros e diretores falecidos às 18 horas. No domingo, dia 5 , o hastear das bandeiras logo cedo, seguido da romagem aos cemitérios com um Desfile Motorizado. Depois segue-se a sessão solene que se realiza às 10h30.

Mangualde adapta eventos e lança Programa de Cultura de Verão 2020

“Em Quarto Crescente”, “Itinerância das Lua”, “ALTO” – Projeto Alto Mondego Rede Cultural, Atividades da Rede Cultural CIM Dão Lafões, e diversos espetáculos culturais anuais, adiados para 2021.

A Câmara Municipal de Mangualde optou por adiar para 2021 os projetos anuais como o “Em Quarto Crescente” e “Itinerâncias da Lua”, “ALTO” e outras atividades, porque estas envolvem grandes públicos, devido à situação atual, resultante dos efeitos da pandemia e das orientações governamentais e da Direção Geral da Saúde (DGS) .

Contudo, e de acordo com as mesmas orientações, junho será um mês de viragem para a cultura, prevendo-se o regresso gradual de eventos culturais. De acordo com as palavras da Ministra da Cultura devem ser privilegiados os eventos ao ar livre de menor dimensão, com regras apertadas, seguindo as recomendações da DGS.

Assim, e tendo em conta este contexto, desejando sempre proporcionar aos mangualdenses o acesso a eventos culturais num período de algum desalento, o Pelouro da Cultura, através da Biblioteca Municipal, propõe uma programação alternativa aos eventos adiados, com o objetivo de colmatar o vazio deixado. Esta programação passa pela realização de cinema Drive IN e pequenos concertos semanais realizados em locais apelativos, privilegiando artistas locais.

CINEMA DRIVE IN NOS DIAS 19 E 20 DE JUNHO, NA PRAIA DE MANGUALDE

Esta programação terá início já este mês de junho com a apresentação de Cinema DRIVE IN. A iniciativa desenvolve-se com a parceria da Associação Juvenil Jovens do Castelo que ajudará a garantir o cumprimento das regras emanadas pela DGS. A atividade será gratuita, terá lugar na praia de Mangualde, mais precisamente, no parque onde ocorre a feira quinzenal, e será realizada nos dias 19 e 20 de junho de 2020. Ambas as sessões terão início às 21:30h. O dia 19 de junho será dedicado às famílias e crianças, pelo que se escolheu a apresentação do filme “Heidi”. Já o segundo dia terá como público alvo os jovens e adultos com idade a partir dos 12 anos, pelo que se apostou no visionamento do filme “Novos Amigos Improváveis”.

“VOLTAS DA LUA”: CONCERTOS INTIMISTAS A 26, 27 E 28 DE JUNHO, NO JARDIM DA BIBLIOTECA

O regresso gradual e controlado a atividades culturais continuará a acontecer logo no fim de semana seguinte. Nos dias 26, 27 e 28 de junho serão realizados três concertos intimistas no Jardim da Biblioteca Municipal que constituem o “Voltas da Lua”. Estes decorrerão a partir das 22:00 horas num ambiente de café concerto, mantendo o registo a que a Biblioteca Municipal já nos habituou, mas com lotação limitada, lugares marcados, bilhetes de entrada, distanciamento de segurança e todas as normas exigidas pela DGS.

ROTUNDA ÀS SEIS”: CONCERTOS DE FIM DE TARDE, NO CENTRO DA CIDADE, EM JULHO E AGOSTO

Para os meses de julho e agosto reservámos concertos ao fim da tarde que terão lugar no centro da cidade, todos os sábados a partir das 18:30 horas, para trazer a alegria e a vivacidade de que esta precisa. “Rotunda às seis” é o nome desse conjunto de concertos livres, que decorrerão num espaço visível mas delimitado, sem área para o público, com som projetado por todo o centro da cidade.

Município de Nelas cancelou todos eventos até 30 de setembro

Num comunicado, o Municipio de Nelas informa que decidiu cancelar todos os eventos de ambito cultural e musical, inclusive a Feira do Vinho do Dão.

  • A emergência de saúde pública de âmbito internacional, declarada pela Organização Mundial de Saúde, no dia 30 de janeiro de 2020, bem como a classificação, no dia 11 de março de 2020, da doença COVID-19 como uma pandemia, na sequência do que o Governo tem vindo a aprovar um conjunto de medidas extraordinárias e de caráter urgente, em diversas matérias;
  • A Direção-Geral de Saúde (DGS), enquanto Autoridade Nacional da Saúde Pública, produziu, a 28 de fevereiro, a Informação n.º 006/2020 sobre a frequência de eventos de massa, tendo-se seguido a Orientação n.º 007/2020, de 10 de março, atualizada em 16 de março de 2020, onde recomenda o cancelamento de eventos de massas com o objetivo de evitar a transmissão do vírus entre um elevado número de pessoas em espaços confinados;
  • Esta orientação da DGS, que, desde logo, teve um efeito alargado no cancelamento ou adiamento de vários espetáculos ao vivo de natureza artística, então agendados, tornou-se posteriormente obrigatória com a declaração de Estado de Alerta, emitida pelo Governo no dia 13 de março;
  • A situação de pandemia, foi publicado o Decreto-Lei n.º 10-I/2020, de 26 de março, que se aplica a todos os espetáculos que não podem ser realizados no lugar, dia ou hora agendados, entre os dias 28 de fevereiro de 2020 e até ao 90.º dia útil seguinte ao fim do estado de emergência:
  • No entanto, que este diploma legal sofreu alterações que foram introduzidas pela Lei n.º 19/2020, de 29 de maio, que estabelece medidas excecionais e temporárias de resposta à pandemia da doença COVID-19 no âmbito cultural e artístico, festivais e espetáculos de natureza análoga, procedendo à segunda alteração ao Decreto-Lei n.º 10-I/2020, de 26 de março, alterado pela Lei n.º 7/2020, de 10 de abril;
  • Assim, nos termos do artigo 5.º-A do Decreto-Lei n.º 10-I/2020, de 26 de março, na redação que lhe foi conferida pela Lei n.º 19/2020, de 29 de maio, “É proibida, até 30 de setembro de 2020, a realização ao vivo em recintos cobertos ou ao ar livre de festivais e espetáculos de natureza análoga declarados como tais no ato de comunicação feito nos termos do Decreto-Lei n.º 90/2019, de 5 de junho”;
  • Ainda o disposto no n.º 1, alínea a) do Despacho n.º 3301-D/2020, de 15 de março, nos termos do qual se estabelece a interdição da realização de eventos, reuniões ou ajuntamento de pessoas, independentemente do motivo ou natureza, com 100 ou mais pessoas;

 Determina-se o seguinte:

  1. O cancelamento de todos os eventos de âmbito cultural e artístico até 30 de setembro de 2020 no Município de Nelas, sendo que, especificamente para os seguintes eventos pelos factos que abaixo se enunciam:
  2. Relativamente à Feira do Vinho do Dão:

Pela própria natureza do evento, nos termos em que vem sendo realizado, que tem subjacente o contacto próximo entre produtores e visitantes, torna-se impossível assegurar o distanciamento social entre produtores e provadores de vinhos; não é possível assegurar o uso de máscara (violando, assim, o estabelecido na legislação aplicável e nas orientações da Direção-Geral de Saúde), uma vez que o uso da máscara torna impossível a realização da prova dos vinhos; propícia o ajuntamento de pessoas; pelo que se considera que este evento tem subjacentes um conjunto de fatores potenciadores do risco associado à transmissão da doença COVID-19.

 

  1. Marchas populares:

A realização das marchas, que tem subjacente vários dias de ensaios, onde participam crianças e adultos, potencia o contacto próximo entre pessoas, não permitindo a aplicação das regras de distanciamento definidas; o próprio dia da realização das marchas propícia o ajuntamento de milhares de pessoas; pelo que se considera que este evento tem subjacente um conjunto de fatores potenciadores do risco associado à transmissão da doença COVID-19.

  1. Em face do exposto, e tendo por base o estabelecido no artigo 5.ºA do Decreto-Lei n.º 10-I/2020, de 26 de março, alterado pela Lei n.º 19/2020, de 29 de março, determina-se, ainda, a não realização das tradicionais festas populares nas freguesias do Concelho de Nelas, nos termos em que habitualmente são realizadas, pelo facto de, para efeitos do disposto na referida norma, se considerarem espetáculos de natureza análoga e, por isso, estar proibida a realização dos mesmos até 30 de setembro de 2020;
  2. Os cancelamentos e proibições acima determinados e referidos não prejudicam a realização de qualquer evento de natureza cultural, artística, recreativa, desportiva, promocional ou de qualquer outra natureza que, respeitando as normas legais e as orientações das autoridades de saúde pública, particularmente as orientações da Direção-Geral de Saúde, estejam fora do âmbito das proibições acima referenciadas.

 

Biblioteca Municipal de Mangualde mais próxima da comunidade

 

O projeto “ESTAMOS CONTIGO” foi lançado pela Câmara Municipal de Mangualde e pela Biblioteca Municipal a 24 de março, com o objetivo de manter a proximidade da Biblioteca com os seus leitores e com a comunidade em geralNesse sentido, foram criadas rubricas diárias no Facebook, de sugestões de leitura, história e personalidades locais, desafios, divulgação de músicas, filmes, walking dream therapy, concertos online, momentos de leitura de contos, poemas e textos, entre muitas outras ações. A Câmara Municipal e a Biblioteca deixam uma palavra de agradecimento a todos os seguidores e consumidores ativos deste projeto, e já são bastantes.

Estimulando a política de proximidade e a relação personalizada com os leitores, a Biblioteca tem estabelecido contacto telefónico com os leitores ativos de forma a manter o laço que os une à instituição. Estes telefonemas permitem a divulgação de sugestões de leitura, a leitura de poemas ou textos ou, simplesmente, escutar a angústia de quem está em isolamento social e aproveita a linha para desabafar. O feedback destes telefonemas tem sido gratificante, provando que os afetos são essenciais para provocar o conforto que faz falta neste período.

Entrega e Empréstimo de livros

Para reforçar o Projeto “Estamos Contigo” foi ainda criado o serviço de empréstimo de livros com entrega ao domicílio dos leitores. A primeira leitora a recorrer a este serviço foi a Ana Filipa Gonçalves Lopes, uma jovem de 19 anos, que tirou uma foto com o livro requisitado, entregue pela Biblioteca Municipal (O fim da história e o último homem de Francis Fukuyama) e a partilhou com a Biblioteca em forma de agradecimento.

Biblioteca Municipal de Mangualde promove momentos de leitura em casa da comunidade

Projeto «Estamos contigo» volta a fazer chegar a cultura a casa dos mangualdenses.

As circunstâncias atuais de isolamento social devido ao Coronavírus, obrigaram a Biblioteca Municipal de Mangualde a encerrar as suas portas e a repensar os seus serviços, de forma a manter-se próxima dos seus utilizadores. Assim, no dia 24 de março, foi lançado o projeto “Estamos Contigo”, utilizando o Facebook para promover diversas atividades que vão desde momentos de leitura, horas do conto, sugestões de leitura, rubricas de História Local e desafios, entre outros, promovendo desta forma os seus diversos recursos.

Assim, e no âmbito deste projeto, a Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves continua esta política de proximidade e de luta contra o isolamento, começando a partir de hoje a efetuar empréstimo e entregas de livros ao domicílio a todos aqueles que, por motivos de confinamento social e impossibilidade de se deslocarem, não têm acesso à informação e aos documentos.

Os leitores da Biblioteca Municipal de Mangualde poderão fazer a requisição das obras pretendidas em sua casa, partindo da consulta do catálogo da Biblioteca Municipal disponível em https://catalogobmm.cmmangualde.pt/

A requisição das obras, no máximo de 4, deverá ser efetuada através do telefone 232 619 880 ou através do email biblioteca@cmmangualde.pt. O leitor deve informar: o nome da(s) obra(s) pretendida(s), nº de leitor/nome completo, contacto telefónico e morada completa onde os documentos devem ser entregues. Estes serão contactados posteriormente por um colaborador da Biblioteca para combinar o dia, hora e local da entrega dos documentos requisitados.

Para os não leitores, a Biblioteca solicita o envio por email dos dados necessários à sua inscrição: nome completo; nº CC; data nascimento; morada completa; contacto telefónico e de email. Após efetuada a inscrição poderão proceder à requisição das obras.

Todos os procedimentos deste processo cumprirão todas as regras de segurança que a situação impõe.

Dia Mundial da Poesia

Hoje celebra-se o Dia Mundial da Poesia.

 

 

 

 

 

O Berço de Ouro

Recordo a melodia em meu ouvido,

Sublimes, lindas canções de embalar,

Breve, pouco tempo estive contigo,

Nasci fadado a contigo pouco estar.

 

Eu ouvi nesse berço de nogueira,

As orações que tu me dedicavas,

O teu busto debruçado na madeira,

Quando com teu carinho me limpavas.

 

Mais tarde minha diva me lembravas,

Voltaremos ao inicio, somos pó,

Pegando em teu lenço tu choravas,

 

Compreendo agora… fiquei só,

Recordo o breve tempo que me amavas,

Tão lindas tuas rugas minha avó!

                           Carlos Pereira

                                       

A minha terra

Foste terra de fidalgos

Isso ninguém pode negar

Com o maior de todos

O Marquês de Tomar.

 

Como ele poucos no seu lugar

Criou a maior reforma

Que no país fez criar

Era de grande coragem o Marquês de Tomar.

 

Acabar com os enterros nas igrejas

Foi difícil obrigar

Apareceu a Maria da Fonte

Que o Marquês quis matar.

 

Não foi só esta reforma

Com sanidade e foi coisa séria

Também salvou o país

De grandes dificuldades e da miséria.

 

E os de Tomar que o digam

Fez daquela terra sem igual

Transformou a indústria

Das melhores de Portugal.

 

Já com máquinas modernas

Que à Europa foi buscar

Para pôr naquela terra

E pôs tanta gente a trabalhar.

 

Fazer reformas é bom

É preciso ter coragem

Tinha de ser de Fornos

Que sairia essa imagem.

 

A reforma dos cemitérios

Trabalho que foi constante

Mesmo com muitas Marias da Fonte

A reforma foi avante.

 

Ainda hoje nossos dias

Estão sempre a melhorar

Esta grande obra e sanidade

Graças ao Marquês de Tomar.

 

(Homenagem ao Marquês de Tomar: António Bernardo da Costa Cabral natural de Fornos de Algodres)

José Manuel Esteves

 

O nosso poder mental

existe e É potencial;
O intelecto bem criado
precisa ser agitado.

João Oliveira

 

Foto:DR


Vila Franca das Naves acolhe Concerto de Ano Novo

Vai  realizar-se na noite do dia 11 de janeiro, sábado, às 21h00, no Auditório do Centro Cultural Miguel Madeira em Vila Franca das Naves, o Concerto de Ano Novo em que participam o Rancho Folclórico de Vila Franca das Naves, Rancho Folclórico de Trancoso e Universidade Sénior de Trancoso.

 

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar