Templates by BIGtheme NET
Home » Tag Archives: distrito Guarda

Tag Archives: distrito Guarda

João Amaro preside à Delegação Distrital da ANAFRE

Decorreu na noite de sexta-feira, mais uma assembleia da Delegação Distrital da ANAFRE, na Guarda, com João Amaro a ser eleito para liderar esta delegação.

Assim os restantes eleitos foram das diversas freguesias:

Aguiar da Beira- Maria das Neves Rodrigues (Forninhos) e François Ferreira (Eirado)

Almeida- António Bernardo (Freineda)

Celorico da Beira- Filipe Guerra (Vale de Azares)

Figueira C.Rodrigo-Ana Domingos (Algodres) e Paula Nunes(Escalhão)

Fornos de Algodres- Maria João (Matança)e Luis Filipe (Maceira)

Gouveia -João Amaro (Gouveia), Carlos Pacheco (VFSerra) e Marco Martins (VN Tazém)

Guarda- José Rabaça (Casal Cinza); Bruno Simão (Vila Garcia)

Manteigas- Paulo Costa (Sta Maria)

Mêda- Maria Santos(UFPC)

Pinhel- Cândida Castro (AFS Pinhel)

Sabugal:Silvana Vaz(Quadrazais) e Jorge Dias(Bendada)

Seia- Paulo Pina

Trancoso:António Pina (VF Naves) ,  André Pinto (UFSSS)

Foz Côa- António Afonso (Almendra)

 

 

 

GNR Guarda- Ocorrência em Trancoso

Idoso detido por posse de armas

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial de Pinhel, nesta terça-feira, dia 6 de março, em Trancoso, deteve um idoso de 81 anos, por posse proibida de armas.

A GNR ao obter a informação de que o suspeito era detentor de diversas armas e que o mesmo não era possuidor de qualquer licença para o efeito, efetuou diligências de investigação que culminaram numa busca domiciliária, tendo levado à apreensão:

·         Duas caçadeiras calibre 12;

·         Uma pistola construída artesanalmente;

·         Uma pistola de alarme;

·         Munições diversos calibres;

·         Uma faca de abertura automática.

O suspeito foi constituído arguido e sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência.

Volta a Portugal anda pela Serra da Estrela

multimedia0607mediaresol_250x226A Volta a Portugal em Bicicleta anda pelo distrito da Guarda no dia de hoje (3 de Agosto) e dia de amanhã, com uma chegada à cidade da Guarda e uma partida de Figueira de Castelo Rodrigo.

A etapa rainha da Volta  começou em Belmonte e chegar à cidade mais alta de Portugal, depois da comitiva ter subido por duas vezes à Torre, irá com direção à chegada à Guarda com um final de etapa em empedrado sempre difícil.

Uma etapa que o seu final vai entrar através de Manteigas e fazer a ligação por Valhelhas e ir com direção a aldeias como Fernão Joanes, Maçainhas e por fim um final de etapa inédito no local que vai acontecer.

No dia seguinte os ciclistas vão sair de Figueira de Castelo Rodrigo com direção a Castelo Branco e fazerem passagens pelo concelho de Almeida e concelho do Sabugal antes de chegarem ao distrito de Castelo Branco.

Por:Miguel Machado

foto:Site da volta

I Open Amador de Ténis em Trancoso

foto:Mun.Trancoso

 A cidade de Trancoso vai acolher já neste próximo sábado, a primeira edição do Open amador de Ténis, uma prova que está aberta à participação de todos e vai decorrer no Complexo das Piscinas Municipais, cujo , inicio está marcado para s 9 horas da manhã.

Esta é uma prova onde todos os adeptos e fans da modalidade podem desta forma dar um ar da sua graça.
Para realizar a sua inscrição, deve enviar os seus dados por mail, para geral@trancosoeventos.pt, até sexta -feira, 21 até às 12horas.
Para melhor logística a organização da prova decidiu, limitar as inscrições a 16 participantes.
Para todos os que queiram consultar o regulamento da prova devem consultar em  www.cm-trancoso.pt.

Por:Sofia Pacheco

Feira Ibérica de Turismo de 30 de abril a 3 de maio na Guarda

  Entre 30 de abril e 3 de maio, a Guarda é o destino preferencial do setor turístico de Portugal
e Espanha. O Município da Guarda leva a efeito a segunda edição da
Feira Ibérica de Turismo e promete quatro dias repletos para
profissionais do setor e para os visitantes do certame.

  Mais de uma centena de expositores marcam presença no espaço, este ano
com cerca de sete mil metros quadrados de área coberta (quase o dobro da
passada edição), e também a participação espanhola cresceu e conta com
as presenças da Diputación de Salamanca, da Siega Verde – El arte de la
luz, do Turismo de Salamanca, da Expourense (Galiza) – Ferias y eventos
de Ourense, os Ayuntamientos de Fuentes de Oñoro, Ciudad Rodrigo e de
Béjar / Estância de Esqui La Covatilla, entre muitos outros. Da presença
portuguesa, destaque para as regiões de turismo, agências de viagens,
hotéis, termas, associações de municípios, autarquias, empresas ligadas
ao desporto de aventura, gastronomia ou artesanato.

  Para além da
oferta turística variada, o público que visita a feira poderá ainda
usufruir de um programa diversificado que contempla concertos, show
cooking, atividades desportivas ao ar livre, workshops, caminhadas,
entre muitas outras propostas (ver programa em anexo). As inscrições
para as várias atividades desportivas, de lazer e workshops estão
disponíveis on line no sítio de internet da autarquia em www.mun-guarda.pt.
O Passeio TT, a Night Run, o Passeio de Btt ou a inauguração do
Percurso de Birdwatching, o Workshop de Turismo da Natureza são algumas
das atividades que requerem inscrição prévia para participar.
Recorde-se que o certame é inaugurado a 30 de abril, com a presença do Primeiro-Ministro, Pedro Passos Coelho.
  A feira funcionará de quinta a domingo, entre as 12h00 e as 00h00. Os
bilhetes para o certame já se encontram à venda no Guarda Welcome Center
(Praça Luís de Camões). O ingresso diário custa 1,5 euros e o geral –
para os quatro dias – custa 4 euros. As crianças até aos 12 anos têm
entrada gratuita.
Através desta iniciativa a autarquia pretende
promover a troca de experiências entre portugueses e espanhóis, abrindo
as portas a novos mercados, bem como a produtos turísticos
diferenciadores, e ainda dar a conhecer o património natural e histórico
e a gastronomia, atraindo turistas, visitantes e também investidores. A
FIT traz novo dinamismo e fôlego à cidade mais alta e a toda a região
transfronteiriça. A meio caminho entre Lisboa e Madrid, a Guarda é a
capital do turismo ibérico entre 30 de abril e 3 de maio.
fonte:Mun. Guarda

GNR—CONTRA-ORDENAÇÕES POR EXCESSO DE VELOCIDADE

CONTRA-ORDENAÇÕES POR EXCESSO DE VELOCIDADE
"CONTRA-ORDENAÇÕES POR EXCESSO DE VELOCIDADE

• Se conduzir automóvel ligeiro ou motociclo e se exceder até 20 km/h, dentro das localidades, ou até 30 km/h, fora das localidades a coima vai de 60 a 300 € e é uma contraordenação leve, ou seja é sancionada apenas com a coima;

• Se conduzir automóvel ligeiro ou motociclo e se exceder entre 21 km/h e 40 km/h dentro das localidades ou entre 31 km/h até 60 km/h fora das localidades a coima vai de 120 € a 600 € e é uma contraordenação grave. Sendo sancionado com a coima e inibição de conduzir entre 1 mês e 1 ano;

• Se conduzir automóvel ligeiro ou motociclo e se exceder entre 41 km/h até 60 km/h dentro das localidades ou entre 61 km/h até 80 km/h fora das localidades a coima vai de 300 € a 1500 € e é uma contraordenação muito grave, sendo sancionado com coima e inibição de conduzir entre 2 meses e 2 anos;

• Se conduzir automóvel ligeiro ou motociclo e se exceder em mais de 60 km/h até 60 km/h dentro das localidades ou mais de 80km/h fora das localidades a coima vai de 500 € a 2500 € e é uma contraordenação muito grave, sendo sancionado com coima e inibição de conduzir entre 2 meses e 2 anos.

• Se conduzir outros veículos: A coima é de 60 € a 300 €, se exceder até 10 km/h, dentro das localidades, ou até 20 km/h, fora das localidades, e a contraordenação é classificada como leve sendo sancionado apenas com a coima:

• De 120 € a 600 €, se exceder em mais de 10 km/h e até 20 km/h, dentro das localidades, ou em mais de 20 km/h e até 40 km/h, fora das localidades, sendo a contraordenação considerada grave pelo que há lugar também à aplicação da inibição de conduzir entre 1 mês e 1 ano;

• De 300 € a 1500 € se exceder em mais de 20 km/h e até 40 km/h, dentro das localidades ou em mais de 40 km/h e até 60 km/h, fora das localidades, sendo a contraordenação considerada muito grave pelo que há lugar também à aplicação da inibição de conduzir entre 2 meses e 2 anos;

• De 500 € a 2500 € se exceder em mais de 40 km/h, dentro das localidades, ou em mais de 60 km/h, fora das localidades, sendo a contraordenação considerada muito grave pelo que há lugar também à aplicação da inibição de conduzir entre 2 meses e 2 anos."
• Se conduzir automóvel ligeiro ou motociclo e se exceder até 20 km/h,
dentro das localidades, ou até 30 km/h, fora das localidades a coima vai
de 60 a 300 € e é uma contraordenação leve, ou seja é sancionada apenas
com a coima;

• Se conduzir automóvel ligeiro ou motociclo e se
exceder entre 21 km/h e 40 km/h dentro das localidades ou entre 31 km/h
até 60 km/h fora das localidades a coima vai de 120 € a 600 € e é uma
contraordenação grave. Sendo sancionado com a coima e inibição de conduzir entre 1 mês e 1 ano;

• Se conduzir automóvel ligeiro ou motociclo e se exceder entre 41 km/h
até 60 km/h dentro das localidades ou entre 61 km/h até 80 km/h fora
das localidades a coima vai de 300 € a 1500 € e é uma contraordenação
muito grave, sendo sancionado com coima e inibição de conduzir entre 2
meses e 2 anos;
• Se conduzir automóvel ligeiro ou motociclo e se
exceder em mais de 60 km/h até 60 km/h dentro das localidades ou mais
de 80km/h fora das localidades a coima vai de 500 € a 2500 € e é uma
contraordenação muito grave, sendo sancionado com coima e inibição de
conduzir entre 2 meses e 2 anos.
• Se conduzir outros veículos: A
coima é de 60 € a 300 €, se exceder até 10 km/h, dentro das
localidades, ou até 20 km/h, fora das localidades, e a contraordenação é
classificada como leve sendo sancionado apenas com a coima:
• De
120 € a 600 €, se exceder em mais de 10 km/h e até 20 km/h, dentro das
localidades, ou em mais de 20 km/h e até 40 km/h, fora das localidades,
sendo a contraordenação considerada grave pelo que há lugar também à
aplicação da inibição de conduzir entre 1 mês e 1 ano;
• De 300 €
a 1500 € se exceder em mais de 20 km/h e até 40 km/h, dentro das
localidades ou em mais de 40 km/h e até 60 km/h, fora das localidades,
sendo a contraordenação considerada muito grave pelo que há lugar também
à aplicação da inibição de conduzir entre 2 meses e 2 anos;
• De
500 € a 2500 € se exceder em mais de 40 km/h, dentro das localidades,
ou em mais de 60 km/h, fora das localidades, sendo a contraordenação
considerada muito grave pelo que há lugar também à aplicação da inibição
de conduzir entre 2 meses e 2 anos.
Fonte:GNR Guarda

Dia dos Castelos— historial do de Celorico da Beira

  Esta quarta -feira foi o Dia Nacional dos Castelos aqui fica um pouco da história do CASTELO DE CELORICO DA BEIRA
  O castelo da vila foi erigido na Idade Media, num monte
á altitude de 550m, assente sobre um castro luso-romanizado. O traçado
da fortaleza corresponde aos reinados de D. Afonso Henriques e D. Sancho
I, havendo analogia com a fortaleza da cidade da Guarda quanto à
ausência de ameias. Nos reinados de D. Dinis e D. Fernando a praça
recebeu melhoramentos.   Esta ausência de ameias e merlões verifica-se
também na muralha de Linhares, mas não há torres.

  O que hoje resta corresponde à cidadela. A cerca é completamente fechada, com dois cubelos reforçando os ângulos a N. E.
  A S. E. levanta-se uma torre quadrangular, mais elevada que os cubelos,
a qual, pelas suas dimensões, é considerada a torre de menagem, o que
não é exacto, pois essa existia a meio do terreiro da cerca. Em meados
do séc. XIX restava da torre de menagem apenas um cunhal. Sabemo-lo pelo
testemunho de Alexandre Herculano, que percorreu esta região em 1853 e
escreveu no Diário de Viagem:

«A torre de menagem meia voada: só resta um ânguIo».
A meio da cerca estava o Polo d’El-Rei, ligado a um passadiço, construído no tempo de D. Manuel I. Foi demolido em 1857.
A cerca tem duas portas, a ocidental e a sul. No interior do muro segue
o caminho da ronda, a que se ascende por escaleiras adoçadas.
Na
Biblioteca Nacional de Lisboa há um manuscrito do século XVII, do
académico Jerónimo Contador de Argote, sobre o Castelo e Fortalezas de
Celorico. Informa-nos que está muito arruinado. Diz que no meio do
castelo há uma torre já meia entulhada, mas pouco mais nos diz. (vid.
manuscrito R.N.L. Reserv. F.G. 225).
  O Padre Vilela refere-se, em
princípios do séc. XIX, aos aquartelamentos e ás cisternas do CASTELO.
Quando os espanhóis ocuparam Celorico da Beira na Guerra dos Sete Anos,
as tropas portuguesas tiveram de largar o castelo, onde estavam
aquarteladas. Foi então que começou a sua ruína com o bombardeamento de
desmantelamento feito pelos espanhóis.
  Durante toda a Idade Média e
primeira metade da Moderna, o sistema defensivo da fronteira da Beira,
baseava-se no triângulo Guarda, Celorico, Trancoso.
Com o
desenvolvimento do fabrico das armas de fogo, especialmente dos canhões,
os velhos castelos tornaram-se incapazes, sendo substituídos por
fortalezas à Lippe ou à Vauban. Foi então que Almeida ganhou importância
e aí se concentrou a chave da defesa.
   O Castelo de Celorico não foi
reconvertido no novo sistema, embora Celorico estrategicamente
continuasse a ter alto interesse, o que se comprovou na época das
invasões francesas, pois serviu ao exército francês e ao anglo­-luso de
quartel-general e base de operações, em conjugação com a linha de
penetração do Mondego e as defesas naturais da Serra da Estrela. O
Marques de Alorna, o Conde de Lippe, Foy, Massena, Napier e Wellington,
notáveis cabos de guerra, assim o reconheceram.
Em 1835 o Castelo
correu o risco de ser totalmente destruído, chegando mesmo a ser feita a
sua venda para lhe retirarem a pedra.
Em 1923, durante a 1ª
República, foi classificado de monumento nacional, começando em 1924 a
ser reparado, beneficiando de algumas obras de conservação até à década
de 40.
Atualmente, o projeto de reabilitação do castelo prevê a recuperação do espaço intra e extra muros.
  O projeto de requalificação do interior da torre, procedeu à divisão
interna da torre em quatro espaços distintos. Ao nível do piso térreo,
onde assenta a estrutura metálica e atendendo à irregularidade do
afloramento rochoso irregular, foram utilizadas placas de madeira para
se poder proceder à regularização do terreno.
 Numa segunda sala,
superior ao piso térreo, procedeu-se à construção de uma sala de
conferências. Trata-se de um pequeno auditório que poderá servir para
dar apoio a pequenos grupos de visitantes e onde podem ser dadas
pequenas sessões explicativas.
  No piso ao nível da porta de entrada
existirá um ponto de apoio turístico, onde será possível ter acesso a
informações sobre o castelo e o património histórico, arquitetónico,
arqueológico, cultural e etnográfico da vila e do concelho de Celorico
da Beira. Juntamente com o ponto de turismo, funcionará, nesta sala, uma
exposição permanente com os materiais arqueológicos recolhidos nas
intervenções arqueológicas realizadas no castelo.
   Para a quarta e
última sala criou-se um espaço multimédia, onde os visitantes terão
acesso a um cyber café. Este último espaço será ainda complementado por
uma área no topo da torre, que servirá de miradouro virtual, onde,
através de utilização das novas tecnologias, será possível recriar a
história e os principais acontecimentos do castelo de Celorico da Beira,
bem como das lendas a ele inerentes.
Fonte:CCCB

Prof. Madeira Grilo desapareceu aos 83 anos

Um Grande homem  de grandes lutas e um símbolo do associativo
 Desapareceu hoje aos 83 anos, uma figura carismatica do distrito da Guarda e também a nivel nacional, dado que o Prof. Madeira Grilo era sem duvida um lutador, vitima de doença prolongada, foi lutador ate ao ultimos dias da sua vida.

Mas falar deste homem é semduvida falar de um agrande figura do painel associativo desde Bombeiros , onde se destacou em larga escala e de todas as restantes associaçoes por onde passou e deixou sempre a sua marca de pessoa generosa e muito empenhada em defender causas nobre.
Vai estar o seu corpo em câmara ardente no Quartel dos Bombeiros Voluntários da Guarda e amanhã vai ser sepultado na freguesia das Freixedas, de onde é natural.
Reportagem de Antonio Pacheco

Sabugal recebe nacionais de estrada e o Campeão do mundo Rui Costa

rui_costa_ciclismo_2_2096ee48_400x225

Sabugal recebe Rui Costa

O campeão do mundo e vencedor
da Volta à Suiça, vai participar este fim de semana, no Sabugal
(distrito da Guarda), nos Campeonatos Nacionais de Estrada.

Rui Costa será um dos
primeiros ciclistas a participar na competição, amanhã de manhã. Tiago
Machado (vencedor da Volta à Eslovénia), bem como outras estrelas do
pelotão português, também marcarão presença naquela cidade.
fonte: Rádio Cova da Beira

7ºconcurso de vinhos da Beira Interior

Foto de NERGA - Associação Empresarial da Região da Guarda.É
já no próximo dia 28 de junho que decorre em Almeida, a entrega de
prémios do 7º. Concurso de Vinhos da Beira Interior, realizado na Guarda
nos dias 13 e 14 de junho.

Esta edição do Concurso contou com a
participação de 72 (46 tintos, 20 brancos, 4 espumantes e 2 rosés), em
representação de mais de 25 produtores e outros agentes económicos da
região.
O Concurso de Vinhos da Beira Interior é promovido pela
Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior, pelo NERGA –
Associação Empresarial da Região da Guarda e NERCAB – Associação
Empresarial de Castelo Branco.
fonte:Nerga
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar