Templates by BIGtheme NET
Home » Tag Archives: exposição

Tag Archives: exposição

Exposição sobre a água na Biblioteca Maria Teresa Maia Gonzalez

“Nós Poupamos Água!”, uma exposição de desenhos elaborados pelas crianças do 1.º Ciclo do Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres.

Está a decorrer na Biblioteca Municipal Maria Teresa Maia Gonzalez, uma exposição temática relacionada com a poupança da água, inserida na campanha “A Água Não Dura Sempre. Poupe-a.”, apoiada pelo Fundo Ambiental.
Esta exposição, enquadrada no Programa d
e Educação Ambiental do Município de Fornos de Algodres, pretende mostrar à sociedade civil a visão e a preocupação das nossas crianças para a importância da água.

Todos os desenhos foram elaborados pelas crianças do 1° Ciclo do Agrupamento de Escolas Fornos de Algodres, com a ajuda dos professores e auxiliares.

Por:MFA

Santa Casa da Misericórdia de Fornos de Algodres em exposição no CIHAFA

O CIHAFA (Centro de Interpretação Histórica e Arqueológica de Fornos de Algodres),volta a ter um ciclo de exposições intituladas Uma ideia é um feito de associação” dirigida às associações do Concelho, de 02 a 30 de Novembro de 2018 está patente uma Exposição da Santa Casa da Misericórdia de Fornos de Algodres, que poderá ser visitada todos os dias entre as 10h00 – 13h00 e as 14h00 – 17h00.

 “O associativismo coopera para a união de pessoas”.

Associação é uma instituição prestadora de determinados serviços e de participação voluntária, constituída por número indeterminado de quantos dela queiram ou possam participar.

         A Irmandade da  Santa Casa da Misericórdia de Fornos de Algodres é uma Instituição Particular de Solidariedade Social na ordem jurídica canónica, que comemorou em 2016, o seu 350º. Aniversário.

A história da sua fundação remonta a 1666, por decreto régio de D. Afonso VI (o Vitorioso). Assim, sabe-se que foi fundador desta Misericórdia, o Licenciado Manuel Cabral de Figueiredo, doando-lhe os bens duma capela vinculada, em seu testamento de 6 de Julho de 1637. Esta doação foi confirmada, anos mais tarde, pela sua esposa, D. Constança Cabral, por testamento de 27 de julho de 1650 e pelo Padre António Cabral Osório, beneficiado da colegiada de Seia, mas residente em Fornos, onde foi mordomo da Confraria em 1642.

A instituição da Misericórdia foi posteriormente autorizada, a pedido da Câmara, Nobreza e Povo, por Alvará Régio de 12 de Outubro de 1666. Logo depois de instituída, em 1668, apossou-se a Misericórdia da capela do Espírito Santo, sita nesta vila, filial que era desta paróquia, na qual existia uma inumerável irmandade com a invocação do Espírito Santo que os mesmos irmãos da Misericórdia absolutamente extinguiram e tomaram posse, contra vontade do pároco e sem licenças jurídicas, usurpando para a dita irmandade da Misericórdia bens que à dita capela pertenciam.

A esta Misericórdia deixou D. Constância, natural desta vila, muitos bens que possuía entre os quais umas casas junto a uma capela com a invocação da Senhora dos Remédios, que os mesmos irmãos da Misericórdia mandaram demolir, fundando nela um sumptuoso templo de casa de Misericórdia. Apoderou-se, também, a Misericórdia da casa do hospital e dos seus bens, pelo que ficou senhora de bastantes terras e casas, que arrendava e emprazava. Não tardou a construir casa e igreja própria, para cujas obras contribuíram alguns filhos da terra, entre os quais o Padre Manuel de Albuquerque, abade de Aveleda.

Esta Igreja património da Irmandade, que também lhe deu nome “Igreja da Misericórdia” remonta, então, ao séc. XVII e é detentora de distintas obras de arte, com realce para a talha dourada, as imagens e o teto do altar-mor, que exibe 36 pinturas de numerosos santos e ainda outros símbolos santificados de mártires da primitiva Igreja. Muito bem conservados, possibilitam aferir a devoção antiga dos habitantes. Os quadros a óleo remontam ao séc. XVIII, atribuindo-se a autoria ao Mestre Jerónimo da Cunha, de Vila Ruiva. Já, a fachada da Igreja, templo de uma só nave, inscreve-se no barroco joanino, com pórtico, volutas e frontão.

A Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Fornos de Algodres encontra-se sediada na Rua Dr. Fernando Menano, na vila de Fornos de Algodres, atualmente, com duas valências: Unidade de Cuidados Continuados de Longa Duração e Manutenção e Estrutura Residencial para Idosos, abrangendo um total de 42 utentes, 29 colaboradores nas áreas de Medicina, Enfermagem, Fisioterapia, Terapia da Fala, Psicologia, Nutrição, Animação Sociocultural, Serviços Gerais, Contabilidade e Secretariado.

A filosofia que suporta toda a intervenção da Irmandade assenta no pressuposto fundamental de fazer mais e melhor em prol da população do concelho. Para tal, tem vindo a desenvolver um trabalho incansável na procura constante da melhoria do bem-estar da pessoa que recebe, no seu todo, prioritariamente dos mais desprotegidos, por meio da prestação de cuidados humanizados e individualizados, numa intervenção interdisciplinar.

Com o olhar no horizonte, a Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Fornos de Algodres, pretende ver implementados alguns projetos que vão acrescentar valor ao trabalho por nós realizado, de entre os quais, especial destaque para a criação de novas valências e melhoramento dos equipamentos já existentes. Em prol da comunidade de Fornos de Algodres, a Irmandade abraçou o programa CLDS 3G SERVIR Fornos de Algodres, da qual é Entidade Coordenadora Local da Parceria. Este programa permite colmatar necessidades prementes, com vista a promoção da  inclusão social dos cidadãos e o envelhecimento ativo, combate a situações críticas de pobreza, contribuição para o aumento da empregabilidade e revitalização das associações concelhias.

Exposição “Biodiversidade da Serra da Estrela” no IPG

Está patente neste mês de junho, no edifício dos Serviços Centrais do Instituto Politécnico da Guarda , uma exposição de pintura subordinada ao tema “Biodiversidade da Serra da Estrela”, da autoria de Gracinda Costa.

Esta exposição pode ser visitada, de segunda a sexta-feira, entre as 8h30 e as 18 horas.

(Fotos GIC- Gabinete de Informação e Comunicação do IPG)

Exposições no âmbito do SIAC 3 no Museu da Guarda

Ao fim da tarde desta sexta-feira, decorreu na cidade mais alta, a inauguração da exposição de Paula Rego sob o tema “As infâncias perduráveis” no Museu da Guarda, com a presença do Ministro da Cultura, Luís Filipe  de Castro Mendes.

Evento no âmbito SIAC 3 . Ainda estão patentes exposições do Núcleo de Arte Contemporânea Novo Banco, de Fernanda Fragateiro sob o tema “Recliner and other sculptures” de Sebastião Resende e da Secção de História Medieval e Moderna , com o tema “Sobre a terra Fendida Uma Chama” .

Por:AP

Foto:MG

 

Dia Mundial da Criança antecipado para 30 de maio em Pinhel

Na próxima quarta-feira, dia 30 de maio, o Município de Pinhel antecipa as comemorações do Dia Mundial da Criança, tendo em conta que no dia 1 de junho começa em Pinhel a Feira Medieval e, na véspera, assinala-se o feriado do Corpo de Deus.

As comemorações do Dia Mundial da Criança são um dos expoentes máximos das múltiplas iniciativas que o Município de Pinhel oferece à comunidade educativa, ao longo do ano letivo.

Assim, dando continuidade ao que tem sido feito ao longo dos últimos anos, todos os esforços foram desenvolvidos no sentido de organizar um dia especial e repleto de atividades destinadas às crianças do concelho, desde os alunos da educação Pré-Escolar, aos do 1º e 2º Ciclos do Ensino Básico, num total de cerca de 580 participantes (460 alunos, 80 professores/educadores e 40 auxiliares de ação educativa).

Este ano, e para evitar a sobreposição de eventos, as comemorações foram antecipadas para dia 30 de maio (quarta-feira), tendo lugar no Estádio Municipal Carreira do Tiro, em Pinhel.

O início das atividades está marcado para as 10.00h, altura em que as crianças serão recebidas pelo Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, seguindo-se uma sessão de Zumba destinada aos alunos do Pré-Escolar e do 1º Ciclo do Ensino Básico.

Seguem-se mais atividades, com destaque para a participação em jogos tradicionais, circuitos de ginástica e diversos tipos de insufláveis, entre os quais uma piscina onde os mais pequenos poderão “andar de barco”.

No período da tarde, os alunos do pré-escolar e do 1º Ciclo terão oportunidade de assistir a uma peça de teatro sobre a importância da água, nas instalações da EB2, chegando a vez dos alunos do 2º Ciclo irem desfrutar das atividades organizadas no Estádio Municipal.

 

Por:Mun.Pinhel

CIHAFA apresenta a exposição “As plantas na primeira globalização”

Como habitualmente acontece mensalmente, o CIHAFA (Centro de Interpretação Histórica e Arqueológica de Fornos de Algodres) apresenta um espaço reservado a exposições e desta forma, já esta patente a exposição “As plantas na primeira globalização”, face a uma iniciativa da Câmara Municipal de Fornos de Algodres, estando inserida na XIII edição das Jornadas de Etnobotânica / X Fim-de-semana da Urtiga.
Baseada no livro «A Aventura das Plantas e os Descobrimentos Portugueses», de José Mendes Ferrão, esta Exposição aborda a troca de plantas entre continentes no período dos Descobrimentos, um dos capítulos menos estudados do ponto de vista agrícola, mas sem dúvida um dos que tiveram reflexos científicos, técnicos, económicos e sociais mais marcados e mais duradoiros.
Trata-se de uma exposição itinerante, propriedade do Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MUHNAC), da Universidade de Lisboa, que dá a conhecer os Portugueses como difusores de plantas e alimentos pelo mundo, divulgando o papel que Portugal e os Descobrimentos portugueses tiveram na alteração da forma de vida na Europa, no enriquecimento da vida Europeia e, também, na interação entre os diversos continentes. Alimentos como, a mandioca, o milho, a malagueta (traço indiscutível da cozinha indiana), hoje tão comuns nas várias gastronomias, são alguns exemplos de plantas introduzidas pelos Portugueses nos vários continentes levando à alteração de hábitos alimentares das populações.
Estes são apenas alguns dos exemplos de plantas e alimentos, em que as histórias cruzam continentes e populações, podendo ser observados nesta interessante exposição.

Por:CIHAFA

O ciclo de exposições no Hotel Mira Serra(Celorico da Beira)

O Hotel Mira Serra apresenta um ciclo de exposições, trazendo a esta unidade familiar os Artesãos deste “Portugal profundo”, em “ciclos” de 3 meses de Exposição.

Com inauguração nesta sexta-feira, será apresentada uma junção de dois artesãos, que revelam, por um lado, os “olhares”,  através das 35 telas da Graça Patrício, por outro a arte das esculturas de peças em madeira autóctones e centenárias, transformadas em mobiliário decorativo pelo Daniel Carvalho.

Esta exposição estará patente até 13 de Julho sendo que todas as peças terão um preço base e poderão ser licitadas através da nossa página até essa data.
 
Os “Feiticeiros de Horus” criarão o ambiente musical.
Os Artesãos intervirão, explicando as suas peças e inspirações.
A coordenação estará a cargo do Adão Correia, estagiário do curso de “Gestão e organização de eventos” ministrado pela Escola Superior de gestão de Idanha-a-Nova (I.P.C.B.)
Por:HMS

Exposição “Livros da Memória, Memória dos Livros”

A Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde, acolhe, entre 9 e 27 de abril, a exposição “Livros da Memória, Memória dos Livros”. Esta exposição resulta de um encontro de amigos da Universidade Sénior Rotary de Oliveira do Hospital e tem como objetivo celebrar o livro, bem como as memórias a ele associadas.

 Esta exposição parte do desafio lançado pela professora de História do Livro, Paula Frade, aos seus alunos para “homenagearem aos espaços de memória que são os livros e as bibliotecas”. Dessa forma, cada participante contribuiu com um livro, cuja leitura o terá marcado num momento da sua vida.

As obras patentes nesta exposição estão acompanhadas por um pequeno texto onde o seu proprietário registou um testemunho, expressão das suas vivências, olhares e sensibilidade. A conceção e supervisão é de Paula Frade, investigadora membro do IELT, Universidade Nova de Lisboa, e docente também na Universidade Sénior de Oliveira do Hospital.

A exposição “Livros e Memória, Memória dos Livros” pretende, também, contribuir para a partilha e o gosto pelos livros e, como refere a curadora Paula Frade, “é o nosso contributo e homenagem à literatura e aos livros, ambicionando, com esta iniciativa, despertar sonhos e despertar livros”.

Abril é o mês em que se comemora o Dia Mundial do Livro e da Leitura, razão pela qual o Município de Mangualde acolhe esta exposição que pretende enaltecer a importância do livro na vida de cada um.

Por:MM

 

Casa do Concelho de Gouveia acolhe exposição

A sede da Casa do Concelho de Gouveia, em Lisboa vai acolher a exposição ” As máquinas falantes de António Tente”, entre os dias 14 de Abril e o dia 1 de Maio, com inauguração da mesma, dia 14 de Abril pelas 15h00.
O Fonógrafo foi inventado por Thomas Edison em 1877, foi um aparelho que permitia gravar e reproduzir sons, a partir de um cilindro. Em 1895, surgem os gramafones, onde o disco dá lugar ao cilindro.
António Tente é natural de Folgosinho, há muito radicado na zona de Cascais, taxista reformado, foi dos mais carismáticos e conhecidos na “praça”. É ainda poeta, já com vários livros editados. Possui uma coleção de Fonógrafos e Gramofones que foi recuperando ao longo da vida, alguns  centenários e raras.
Depois de em 2012 ter feito uma exposição nas antigas instalações da Casa do Concelho, regressa com nova exposição, na Rua Luciano Cordeiro.

Exposição”Mulheres com Alma” em Pinhel

No Dia Internacional da Mulher, dia 8 de março, o Município de Pinhel inaugura uma exposição de fotografia intitulada “Mulheres com Alma”.

Às 18.00h, junte-se a nós no Castelo de Pinhel e venha conhecer “mulheres de ontem, mas também de hoje, mulheres pinhelenses que quisemos registar para que possam ser mulheres do amanhã”.

Por:MP

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar