Templates by BIGtheme NET
Home » Tag Archives: Guarda Nacional Republicana

Tag Archives: Guarda Nacional Republicana

GNR- Atividade operacional das últimas 12 horas

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de ações policiais, em todo o território nacional, entre as 20h00 de sábado e as 08h00 de hoje, domingo. Estas ações visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções: 31 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 19 por condução sob o efeito do álcool;
  • 7 por condução sem habilitação legal;
  • 3 por ofensa à integridade física
  • 1 por tráfico de estupefacientes
  1. Apreensões:
  • 24,15 de liamba.
  • 21,2 doses de haxixe;
  • 1,7 de Cocaína;
  • 0,93 heroína.
  1. Trânsito:

Fiscalização372 infrações detetadas, destacando-se:

  • 244 por excesso de velocidade;
  • 45 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 36 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 14 relacionada por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório;
  • 11 relacionado por falta ou incorreta de cinto de segurança e/ou sistema retenção para crianças;
  • Nove por infrações relacionadas com tacógrafos;
  • Seis por uso indevido do telemóvel no exercício da condução.

Sinistralidade: 36 acidentes registados, destacando-se:

  • 2 feridos graves;
  • 9 feridos leves.

GNR- Atividade operacional das últimas 12 horas

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre as 20h00 de sexta-feira e as 08h00 de sábado, que visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções37 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 24 por condução sob o efeito do álcool;
  • Quatro por condução sem habilitação legal;
  • Três por desobediência;
  • Três por tráfico de estupefacientes;
  • Dois por resistência e coação;
  • Um por posse de arma proibida.

 

  1. Apreensões:
  • 24.01 doses de haxixe;
  • 01 soqueira;
  • 01 faca.

 

  1. Trânsito:

Fiscalização:  717 infrações detetadas, destacando-se:

  • 333 por excesso de velocidade;
  • 54 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 40 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 39 relacionadas com tacógrafos;
  • 23 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 23 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • dez por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

 

Sinistralidade24 acidentes registados, destacando-se:

  • Um ferido grave;
  • Seis feridos leves.

GNR- Atividade operacional das últimas 12 horas

 

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de ações policiais, em todo o território nacional, entre as 20h00 de sexta-feira e as 08h00 de hoje, sábado. Estas ações visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais:

 

  1. Detenções: 38 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 21 por condução sob o efeito do álcool;
  • 14 por condução sem habilitação legal;
  • Dois por tráfico de estupefacientes;
  • Um por posse de arma proibida;

 

  1. Apreensões:
  • 20,6 doses de haxixe;
  • 3,88 doses de cannabis.

 

  1. Trânsito:

Fiscalização564 infrações detetadas, destacando-se:

  • 388 por excesso de velocidade;
  • 72 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 44 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 31 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 15 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório;
  • 13 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • Três relacionadas com tacógrafos.

Sinistralidade46 acidentes registados, destacando-se:

  • Um morto;
  • Um ferido grave;
  • 16 feridos leves.

Operação “MOTO” 2020- GNR

 A Guarda Nacional Republicana, até 13 de julho, está a realizar ações de sensibilização e de fiscalização rodoviária na sua área de responsabilidade, no sentido de prevenir comportamentos de risco durante a condução de motociclos e ciclomotores nas vias com maior intensidade de tráfego.

O objetivo da operação é inverter a tendência de aumento da sinistralidade e de contribuir para um ambiente rodoviário mais seguro. Da análise da sinistralidade envolvendo veículos de duas rodas a motor, nos anos 2018 e 2019, resulta que 1123 pessoas ficaram gravemente afetadas ou perderam a vida.

Considerando que os condutores de veículos de duas rodas a motor constituem um grupo de risco pelo facto das consequências dos acidentes serem normalmente graves, tendo em conta a menor capacidade de proteção em caso de colisão ou despiste, a GNR tem desenvolvido um conjunto de atividades proactivas e dissuasoras da sinistralidade rodoviária, complementadas com ações de fiscalização, já que, em 2020, do total de vítimas mortais em acidentes de viação após o término do Estado de Emergência, cerca de 30% são de acidentes envolvendo este tipo de veículos.

Durante a operação serão empenhados militares dos Comandos Territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito (UNT), que estarão especialmente atentos aos seguintes aspetos:

ü  Uso do capacete;

ü  Manobras perigosas;

ü  Excesso de velocidade;

ü  Não utilização de equipamentos de proteção;

ü  Estado dos pneus, sistemas de iluminação e matrícula;

ü  Condução sem habilitação legal;

ü  Condução sob o efeito do álcool e de substâncias psicotrópicas.

Os militares da Guarda irão ainda efetuar ações de sensibilização dirigidos aos condutores de motociclos e ciclomotores, aconselhando o seguinte:

ü  Uso do capacete, vestuário de proteção resistente e material retrorrefletor;

ü  A obrigação de circular sempre com os médios acesos, para ser visto;

ü  Não circular entre filas de veículos;

ü  Adequar a velocidade ao estado do piso e garantir as distâncias de segurança.

GNR- Projeto “Piscina Segura”

A Guarda Nacional Republicana tem em curso, desde o dia 1 de julho e até ao próximo dia 15 de setembro, o projeto “Piscina Segura”, que prevê a realização de ações de sensibilização à população, em todo o Território Nacional, no sentido de reforçar a consciencialização da sociedade para a problemática do afogamento de crianças e jovens, em piscinas privadas.

Considerando a atual situação do país, em função da pandemia de COVID-19, é expectável que se assista ao aumento da procura de habitações para férias, muitas delas com piscina, exponenciando o risco de afogamento de crianças e jovens, se não forem tomadas as devidas precauções. De acordo com a Associação para a Promoção da Segurança Infantil, nos últimos 16 anos ocorreram 247 afogamentos com desfecho fatal em crianças e jovens, sendo as piscinas os planos de água com maior registo de afogamentos (30%), seguidas das praias (25%) e dos rios/ribeiras/lagoas (24%).

Nesse sentido, serão desenvolvidas diversas campanhas de sensibilização, através das Secções de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário (SPC), promovendo a colaboração entre entidades através de pontos de contacto.

A GNR aconselha:

  1. Mantenha sempre as crianças sob a vigilância permanente e efetiva de um adulto;
  2. Esteja sempre atento(a) a todos os movimentos, seja dentro de água ou na beira da piscina;
  3. Não deixe brinquedos na piscina, pois pode chamar a atenção das crianças e revelar-se numa distração fatal;
  4. Evite que as crianças corram à beira da piscina;
  5. Se tem piscina em casa, quando não estiver a ser utilizada, tape-a com uma tela, lona de proteção ou outro sistema de segurança;
  6. Ensine as crianças a nadar o mais cedo possível;
  7. Coloque sempre o auxiliar de flutuação nas crianças e certifique-se de que estas o mantêm devidamente colocado sempre que estejam perto ou dentro de água.

GNR fiscaliza para prevenir a COVID-19

A Guarda Nacional Republicana tem orientado os seus esforços para a prevenção da disseminação da COVID-19, tendo nos últimos dias verificado algumas situações de incumprimento às regras definidas e previstas para o combate à pandemia.

A GNR recorda que, com o regime contraordenacional que entrou  em vigor, os cidadãos que não cumpram as regras, incorrem na prática de uma contraordenação, que varia entre os 100 e os 500 euros, no caso de pessoas singulares, e entre os 1.000 e os 5.000 euros, no caso de pessoas coletivas.

Assim, alerta-se para o cumprimento das seguintes regras, cuja violação constituiu contraordenação:

  • Obrigatoriedade do uso de máscaras ou viseiras nos transportes públicos; em espaços e estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços; edifícios públicos ou de uso público; nas escolas e creches ou salas de espetáculos;
  • Não realização de celebrações e eventos que impliquem a concentração de pessoas em número superior ao limite permitido.

Por outro lado, as situações que constituem crime de desobediência mantêm-se, como por exemplo, a obrigação do confinamento obrigatório. Por isso, entre outras situações, a Guarda irá efetuar o seguinte:

  • Determinar o encerramento de estabelecimentos e atividades que não se encontram autorizadas ou que não cumpram os requisitos de higiene e segurança;
  • Aconselhar a não concentração de pessoas na via pública e a dispersão das concentrações superiores ao número previsto.

Recorda-se que o não acatamento de uma ordem legítima do militar da Guarda para fazer cessar uma infração neste âmbito, constitui ainda a prática do crime de desobediência.

GNR- Atividade Operacional diária

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de ações policiais, em todo o território nacional, entre as 20h00 de sexta-feira e as 08h00 de hoje, sábado. Estas ações visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções: 36 detido sem flagrante delito, destacando-se:
  • 17 por condução sob o efeito do álcool;
  • Sete por condução sem habilitação legal;
  • Três por furto;
  • Três por resistência e coação;
  • Três por de tráfico de estupefacientes;
  • Um por posse de arma proibida;
  • Um por violência doméstica.

 

  1. Apreensões:
  • 2.580.000 doses de haxixe;
  • 2,4 doses de cannabis;
  • 0,6 doses de liamba;

 

  1. Trânsito:

Fiscalização603 infrações detetadas, destacando-se:

  • 278 por excesso de velocidade;
  • 41 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 34 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 24 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 17 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 15 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório;
  • 11 por excesso de carga;
  • Seis relacionadas com tacógrafos.

Sinistralidade: 39 acidentes registados, destacando-se:

  • 1 morto;
  • 2 feridos graves;
  • 17 feridos leves.

 

GNR comemorou o dia do Guarda-Florestal

 A Guarda Nacional Republicana comemorou o dia do Guarda-Florestal, adaptando este evento devido às restrições resultantes da pandemia COVID-19, garantindo a devida solenidade e dignidade de que são plenamente merecedores todos os elementos desta carreira profissional, reforçando a sua imagem institucional.

Os Guardas-Florestais foram integrados na Guarda Nacional Republicana no ano de 2006, sendo considerados Órgãos de Polícia Criminal (OPC), cujas funções e qualificações são uma mais-valia que tem acrescido a qualidade específica nas temáticas que visam a proteção do património florestal, da riqueza cinegética e piscícola. Constituem-se um recurso essencial para o cumprimento das missões que, por sua vez, foram transferidas para a GNR, nomeadamente, carreando o conhecimento consolidado e as técnicas sempre atualizadas de que são detentores, especialmente na investigação das causas de incêndios florestais, habilitação, essa, que acarreta um enorme impacto social e responsabilidade institucional.

Saliente-se que a ligação mais antiga que se conhece, como génese da missão da Guarda-Florestal, remonta a 1385, com a nomeação por D. João I do 1.º Monteiro-Mor do Reino (também chamado de couteiro-mor), uma vez que este era um Oficial da casa real encarregado de governar e dirigir as coutadas, as caçadas reais e as pessoas que nelas participavam.

A comemoração desta efeméride  incluiu uma exposição temporária alusiva ao Dia do Guarda-Florestal, patente no Museu da GNR, no Largo do Carmo – Lisboa, e que poderá ser visitada, até dia 30 de junho, de segunda a sábado, das 10:00 às 18:00 horas, com a última entrada às 17:30 horas, assim como a divulgação de um vídeo de homenagem à carreira de Guarda-Florestal, teve na página oficial de Facebook da GNR.

GNR-Atividade operacional semanal

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre os dias 15 e 21 de maio, que visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções251 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 87 por condução sob o efeito do álcool;
  • 65 por condução sem habilitação legal;
  • 15 por tráfico de estupefacientes;
  • 14 por furto e roubo;
  • Nove por violência doméstica;
  • Sete por posse de arma proibida;
  • Três por posse ilegal de arma;
  • Três por ameaça e coação;
  • Dois por extorsão.
  1. Apreensões:
  • 711 doses de haxixe;
  • 444 doses de cocaína;
  • 50 doses de heroína;
  • 20 gramas de folhas de cannabis;
  • 41 doses de MDMA;
  • 283 munições de diversos calibres;
  • Oito armas de fogo;
  • 12 armas brancas;
  • 16 veículos;
  • 130 393 cigarros;
  • 3 720 quilos de bivalves;
  • 512 quilos de pescado;
  • 18 936  euros em numerário.
  1. Trânsito:

Fiscalização4 956 infrações detetadas, destacando-se:

  • 2 887 excessos de velocidade;
  • 440 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;
  • 214 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 185 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 179 por falta de seguro de responsabilidade civil;
  • 174 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 127 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 84 relacionadas com tacógrafos.

 

GNR-Atividade operacional semanal

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre os dias 8 e 14 de maio. Estas ações visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais:

1.    Detenções202 detidos em flagrante delito, destacando-se:

·      63 por condução sem habilitação legal;

·      51 por condução sob o efeito do álcool;

·      16 por tráfico de estupefacientes;

·      11 por furto;

·      Seis por violência doméstica;

·      Três por posse ilegal de armas;

·      Dois por posse de arma proibida;

·      Um por ameaça e coação;

·      Um por ofensa à integridade física simples;

·      Um por dano;

·      Um por caça ilegal.

2.    Apreensões:

·      1 323 doses de haxixe;

·      77 doses de cocaína;

·      56 doses de heroína;

·      26 armas de fogo;

·      15 armas brancas;

·      3 645 munições de diversos calibres;

·      50 000 cigarros;

·      1 800 quilos de pescado;

·      1 400 quilos de bivalves;

·      Cinco veículos;

·      3 745 euros em numerário.

3.    Trânsito:

Fiscalização3 767 infrações detetadas, destacando-se:

·      2 261 excessos de velocidade;

·      264 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;

·      173 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;

·      167 por falta de inspeção periódica obrigatória;

·      149 por falta de seguro de responsabilidade civil;

·      135 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;

·      69 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;

·      47 relacionadas com tacógrafos.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar