Templates by BIGtheme NET
Home » Tag Archives: mangualde (page 3)

Tag Archives: mangualde

Equipamentos de Proteção individual doados pelo Município às IPSS de Mangualde

A Câmara Municipal de Mangualde fez uma nova doação de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) às Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho, com objetivo de reforçar as condições de atuação e proteção dos profissionais e dos utentes destas instituições mais frágeis e vulneráveis da sociedade durante o combate a esta pandemia do COVID-19. Foram doadas três mil máscaras, três mil luvas, seis mil aventais descartáveis e 14 termómetros eletrónicos sem contacto.
Foram contempladas as seguintes instituições:
Lares: Santa Casa da Misericórdia, Complexo Paroquial, Lar de José de Santiago de Cassurrães, Lar da Freixiosa.
Centros de Dia com Apoio Domiciliário: Centro Social e Paroquial de Fornos de Maceira, Centro Social e Paroquial Alcafache, Centro Social e Paroquial Cunha Baixa, Centro Abrunhosa-Velha e Centro Social e Paroquial Chãs de Tavares.
Bombeiros V.Mangualde
As IPSS são das instituições que estão na linha da frente do apoio aos sectores mais vulneráveis da sociedade, em particular dos mais idosos. O uso de EPI é, por isso, fundamental para controlar a difusão da contaminação, é uma medida preventiva básica.
Desta forma, na página do Município, Elísio Oliveira refere:estas ações além de fornecerem os meios necessários à proteção das pessoas, e reforçarem as condições de combate à propagação do vírus, refletem a proximidade do município com estas instituições e o apoio às suas missões sociais e humanitárias”. O presidente sublinha ainda que esta “é também uma forma de agradecer o seu papel insubstituível e de encorajar e felicitar estas pessoas, os que dirigem e os que trabalham, neste contexto de pandemia e de exposição ao risco. Dar relevância a estas instituições e a estes profissionais é da mais elementar justiça.”

 

Groupe PSA de Mangualde retoma atividade brevemente

O Centro de Produção de Mangualde do Groupe PSA está pronto para retomar a
atividade, graças à implementação de medidas sanitárias reforçadas, partilhadas
com a Comissão de Trabalhadores.
O protocolo de medidas sanitárias reforçadas do Groupe PSA está totalmente
implementado no Centro de Produção de Mangualde e a sua implementação foi
auditada.
Este dispositivo, elaborado com o apoio dos Serviços Médicos, coloca a unidade de
Mangualde num nível muito elevado de proteção dos colaboradores no seu local de
trabalho, em conformidade com as normas estabelecidas.
Administração e Comissão de Trabalhadores validaram que todas as medidas
sanitárias internas previstas no protocolo estão já aplicadas.
A implementação do protocolo reforçado de medidas sanitárias permitirá a retoma da
atividade e contribui para assegurar a continuidade do Centro de Produção.
O relançamento da atividade será definido no contexto de diálogo social com a
representação dos trabalhadores, tendo em conta a evolução da situação comercial.

Desde o início da crise sanitária originada pelo Covid-19, a prioridade do Groupe PSA tem sido
proteger os seus colaboradores e preservar a sustentabilidade da empresa. Para proteger a
saúde dos seus colaboradores, o Groupe PSA e os seus serviços médicos centrais definiram
um protocolo de medidas sanitárias reforçadas. Durante o período em que suspendeu a
atividade, o Centro de Produção de Mangualde colocou em prática este protocolo, que foi
previamente partilhado com as autoridades regionais de Saúde e a Inspeção do Trabalho e
enriquecido com a contribuição dos elementos da Comissão de Trabalhadores, e submetido a
uma auditoria para avaliar a sua perfeita implementação.
Este protocolo engloba mais de 100 medidas que abrangem todas as atividades do Grupo, a
nível industrial, administrativo e de Investigação e Desenvolvimento. A título de exemplo, o
protocolo desenvolvido para as instalações industriais prevê o controlo de temperatura em
complemento da automonitorização de sintomas, aprovisionamento de equipamentos de
proteção individual (EPI) e Kits de proteção e higiene sanitária para colaboradores, motoristas
e visitantes essenciais, elaboração de plano de contingência partilhado com os representantes
dos trabalhadores, redefinição de fluxos internos, marcações no solo para manutenção de
distâncias de segurança, reforço dos perímetros de higiene, formação e conselhos essenciais
de higiene e saúde, constituição de sala de isolamento, formação de pilotos para
acompanhamento do protocolo de segurança e de saúde em cada área de produção e gestão
da fábrica, etc.
Após visitas de avaliação e verificação no terreno, foi validado e confirmado conjuntamente
entre a Direção, o Serviço de Prevenção e a Comissão de Trabalhadores que todas as
medidas definidas no protocolo estão já implementadas.

 

Portal Quinhentista de Pinheiro de Tavares em destaque

A campanha «Mangualde, o nosso património!», que voltou a ser quinzenal, destaca nesta segunda quinzena de abril o Portal Quinhentista de Pinheiro de Tavares. Promovida pela autarquia, esta campanha tem como objetivo aproximar a população do património mangualdense do mais belo que existe no concelho.

 A aldeia de Pinheiro de Tavares, da freguesia de São João da Fresta, é rica em vestígios arqueológicos que são a evidência científica que aquele lugar foi, desde muito cedo, escolhido pelo homem para aí assentar modos e formas de vida. São inúmeras as pegadas da ocupação romana – várias lápides ainda ali existentes, reaproveitadas na construção das casas -, cerâmicas de origem romana, elementos arquitectónicos, mas, também, no aglomerado da localidade, podemos ver um vão de porta quinhentista, ou seja, do século XVI. De arestas chanfradas, quer nos umbrais quer na torça, a dimensão do portal é pequena. Não percebemos se a casa que hoje compreende o portal é a original – com as naturais e necessárias alterações e adaptações -, ou se o portal foi para ali, algures no tempo, transladado, vindo de outra casa vizinha, ou apenas destacado nalgum momento de remodelação da casa. Atesta, de qualquer das formas, uma permanência humana nestas paragens, ao longo do século XVI.

A ilação histórica mais interessante deste dado da arqueologia da arquitectura não é tanto dar solução à questão levantada, mas fundamentalmente concluir da continuidade de povoamento da localidade. Isto é, os vestígios romanos e o portal quinhentista deixam, de alguma forma, perceber a continuidade de povoamento naquelas paragens, com seguimento até aos dias de hoje, apesar do hiato de vestígios entre os dois períodos históricos (não por que não existam, mas tão só porque não os distinguimos ou não nos temos interessado por eles e, por isso, entram na categoria de “invisíveis”).

Terão sido a pastorícia de gado ovino e caprino e o fabrico secularmente artesanal de queijo as bases da economia, suficientemente fortes para ali fixarem pessoas ao longo da História. Ainda hoje, essas actividades são ali as mais evidentes.

Admitindo, então, em Pinheiro, um processo histórico de continuidade de povoamento, a realidade dos dias de hoje é a inevitável disrupção desse processo, bem como noutras vizinhas localidades das antigas Terras de Tavares. Dramática e irremediavelmente.

Coordenadas geográficas: 40º 37.947’N; 7º 34.043’O

António Tavares, Gabinete de Gestão e Programação do Património Cultural da CMM

 Com esta campanha todos ficam mais próximos do vasto esplendor patrimonial do nosso concelho. Nesse sentido, continua a ser colocada, nos meios digitais do município, a informação sobre o monumento/património apresentado.

Foram já vários os bens patrimoniais destacados por esta campanha nos últimos anos. A título de exemplo, Já foram destacados os Refrigerantes Condestável de Abrunhosa do Mato, os Bordados de Tibaldinho, a Casa dos Condes de Mangualde, a Fonte de Ricardina, vestígios arqueológicos ao tempo do Império Romano em Pinheiro de Tavares, a Capela de São Domingos de Ançada, a Carvalha, a Capela de Santo António em Mesquitela, a Fundação de Nossa Senhora da Saúde de Cunha Alta, os símbolos maçónicos e o Solar de Santa Eufémia. Mais recentemente, estiveram em destaque o Santuário de Santa Luzia, em Freixiosa; a Casa de Darei, na aldeia de Darei, freguesia de Mangualde, a Igreja Matriz de Várzea de Tavares, a Calçada Romana de Mourilhe; a Igreja de São Pedro de Cunha Alta; e a Capela de São Sebastião, em Santiago de Cassurrães, a Alminha de Tabosa, a Capela de São Domingos de Vila Mendo, o Pontão da Amieira, em Quintela de Azurara, o Depósito da Cruz da Mata e a “Senhora da Graça, ou do Alqueve – Fortaleza de Deus?”.

 

Dia Internacional dos Monumentos e Sítios assinalado em Mangualde

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios é assinalado a 18 de abril, sendo que este ano o lema é “Património Partilhado – Culturas partilhadas, património partilhado, responsabilidade partilhada”. Assim, a Câmara Municipal de Mangualde, através do gabinete de Arqueologia e Gestão do Património Cultural, associa-se, como tem vindo anualmente a fazer, a estas comemorações.

Nesse sentido, a Câmara Municipal de Mangualde lança o desafio a todos os munícipes a enviarem uma fotografia de um bem do património cultural do concelho de Mangualde até 30 de abril. O bem é de escolha livre e tanto pode ser a igreja local de uma aldeia, como uma ponte de pedra sobre um ribeiro, ou uma paisagem excecional que necessite de ser preservada. Será aquilo que a pessoa entenda que é património.

A fotografia deve ser enviada até 30 de abril, com a identificação do bem, localização e autor da fotografia para o mail antonio.tavares@cmmangualde.pt

As fotografias serão depois partilhadas no Facebook e no site do Município, com possível exposição presencial após esta fase pandémica da Covid-19.

Mesmo estando em casa, todos podemos celebrar o nosso património.

 DIA INTERNACIONAL DOS MONUMENTOS E SÍTIOS

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios foi instituído em 18 de abril de 1982 pelo ICOMOS e aprovado pela UNESCO no ano seguinte. A partir de então, esta data comemorativa tem vindo a oferecer a oportunidade de aumentar a consciência pública relativamente à diversidade do património e aos esforços necessários para o proteger e conservar, permitindo, ainda, chamar a atenção para a sua vulnerabilidade. Representando um momento anual de celebração da diversidade patrimonial, pretende-se que o dia 18 de abril funcione como um marco comemorativo do património nacional, mas que celebre, também, a solidariedade internacional em torno da salvaguarda e da valorização do património de todo o mundo.

 

 

Mangualde lança “Estamos juntas/os – Linha de Apoio Social ao Voluntariado”

A Câmara Municipal de Mangualde lançou uma nova plataforma : Estamos juntas/os – Linha de Apoio Social ao Voluntariado” é uma iniciativa  para ajudar quem mais sente o impacto do COVID-19, limitando as suas vidas. Tem como principal objetivo dar resposta a esta nova realidade, com base em ações de voluntariado e de solidariedade, para apoiar quem mais precisa.

“O país vive um momento delicado, devido ao surto de doença por Coronavírus SARS-COV-2, agente causal da COVID-19. Numa altura em que o medo, as limitações e o isolamento social imperam, a vontade de ajudar o próximo deve sobressair. O voluntariado é, assim, uma via para quem quer dar esse apoio e para quem promove esse suporte”, explica o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Elísio Oliveira.

Trata-se de uma Plataforma online de Apoio ao Voluntariado e funciona como um elo de ligação entre a oferta e a procura de oportunidades de voluntariado, apoiando o recrutamento de voluntários e o seu enquadramento.

O primeiro passo é o preenchimento do formulário aqui

A candidatura vai diretamente para a coordenação de voluntários/as da Rede Social de Mangualde, que analisa a candidatura e encaminha para a área de interesse do candidato.

Os voluntários deverão ter as seguintes características: maior de 18 anos e inferior a 50 anos; capacidade empática; responsável; comunicativo; capacidade de iniciativa; capacidade de trabalhar em equipa; disponibilidade para exercer no mínimo 4 horas semanais; e não podem pertencer aos considerados grupos de risco.

Os voluntários têm direito a receber apoio no enquadramento, seguro de voluntário e equipamento individual de proteção.

Covid-19-Município e Proteção civil de Mangualde reforçam medidas

Para além de todas as medidas e cuidados a ter em conta segundo o Municipio e Proteção civil municipal de Mangualde já foram implementadas novas medidas:

Já está criado o Centro de Comando Operacional Municipal (CCOM) nas instalações do BVM, permitindo melhor coordenação entre as entidades.
Nos Lares trabalham com a Segurança Social e duas unidades hoteleiras de Mangualde uma solução de recurso em caso de emergência. Ação fundamental para a população de maior risco .
Controlar os Fluxos de Pessoas: Com o apoio das juntas de freguesia e a intervenção da GNR está a ser  controlado o fluxo dos emigrantes e dos familiares que vêem nesta altura da Páscoa, sensibilizando para ficarem em casa.
Também o papel das famílias é fundamental, em primeiro lugar para evitar que venham, em segundo lugar aos que vierem para colaborarem no sentido do isolamento social.
Deste modo, continuam as operações de desinfeção por todo o concelho a linha de apoio social e todas as demais operações já lançadas anteriormente.

Acidente de tractor provoca um morto em Chãs de Tavares

Teve lugar na localidade de Chãs de Tavares, um acidente de trator, que acabou por capotar e segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viseu, do acidente resultou uma vitima, um homem de 77 anos, que não resistiu aos ferimentos graves. Ocorreram ao local ,cinco viaturas, auxiliados por 13 operacionais, dos Bombeiros Voluntários de Mangualde, GNR e a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER).

Foto:DR

Covid-19-Projeto “Estamos Contigo” lançado no intuito de levar a Biblioteca às pessoas

Uma vez que nesta fase, todos estão em casa e de forma a manter a Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde, próxima da sua comunidade, foi lançado nas redes sociais, nomeadamente no Facebook, o projeto “Estamos Contigo”.

Trata-se de um conjunto de atividades a publicar, nas redes sociais e no site da Câmara Municipal de Mangualde, com conteúdos informativos e de lazer destinados a manter a comunidade leitora ligada ao serviço.

Serão várias as atividades, desde apresentação de momentos de leitura online, momentos de “Walking dream therapy”, propostas de Biblioterapia, visita virtual à Biblioteca Municipal, sugestões de leitura, desafios sobre leituras e personalidades locais, Post informativo sobre “História local, música, cinema com base no fundo bibliográfico da Biblioteca Municipal de Mangualde.

“UMA VEZ QUE AS PESSOAS NÃO PODEM IR À BIBLIOTECA, A BIBLIOTECA VAI ATÉ ÀS PESSOAS” – ELÍSIO OLIVEIRA, PRESIDENTE DA CÂMARA DE MANGUALDE
Elísio Oliveira, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, sublinha que “a biblioteca é um símbolo de cultura e de conhecimento e Mangualde tem uma excelente biblioteca, mas que tendo em conta o momento que atravessamos se encontra encerrada”. Para continuar a servir os mangualdenses, “e uma vez que as pessoas não podem ir à biblioteca, a biblioteca vai até às pessoas com a ajuda de uma equipa empenhada que irá criar estes conteúdos mantendo viva a finalidade deste espaço cultural. Abrace este projeto e fique em casa”.

Município de Mangualde volta a atribuir bolsas ao alunos do Ensino Superior

35 bolsas atribuídas, com um valor global de 12.500€

Pelo quarto ano consecutivo, e inserida nas políticas educativas e sociais do Município, Mangualde volta a atribuir bolsas de estudo a jovens estudantes do Ensino Superior no ano letivo 2019/2020. Foram candidatos/as 54 estudantes e da análise a todos os processos de candidatura, de acordo com os critérios de avaliação consignados no Regulamento, foram 35 os estudantes que tiveram direito à atribuição das Bolsas de Estudo. As 35 bolsas atribuídas, com um valor global de 12.500€, são entregues a residentes no concelho que concluíram com sucesso o ano letivo anterior, e que ajudam a suportar os encargos correspondentes à frequência de cursos universitários.

A medida visa estimular e motivar os jovens na sua formação pessoal e académica e apoiar financeiramente todos aqueles que, não obstante as suas capacidades, têm rendimentos baixos, adotando, neste sentido, políticas educativas e sociais que promovam a igualdade de oportunidades e a coesão social.

A criação de bolsas de estudo destinadas ao Ensino Superior teve como principal objetivo promover a igualdade de oportunidades e a coesão territorial, estimulando e motivando as/os jovens para a sua formação pessoal e académica. Com esta iniciativa, a Câmara Municipal de Mangualde pretende valorizar a aposta na educação e no ensino, enquanto ferramentas cruciais para a formação de cidadãos conscientes e devidamente informadas/os para enfrentar os desafios profissionais do futuro.

SESSÃO PÚBLICA DE ENTREGA DA BOLSA CANCELADA
Os estudantes receberão em sua casa o valor atribuído
Seguindo as recomendações e as orientações da Direção Geral de Saúde (DGS) e do respetivo Plano de Contingência Municipal para o COVID-19, a Câmara Municipal de Mangualde decidiu suspender eventos ou iniciativas municipais realizadas quer em locais fechados quer em locais abertos ao público, nos quais a autarquia é promotora, durante o corrente mês de março. Neste seguimento, a sessão pública de entrega da bolsa marcada para a próxima segunda-feira, dia 16 de março, foi cancelada. Todos os estudantes receberão em sua casa o valor atribuído relativo à bolsa com base anual a que teve direito.

 

Lecitrailer investe em Mangualde

A Lecitrailer, líder ibérico no setor da montagem de carroçarias, investe três milhões de euros em Mangualde, num projeto centrado na montagem de carroçarias e no serviço de pós-venda de multimarcas. Este investimento traduz-se na criação de 20 postos de trabalho a curto prazo, com potencial evolução até 50 postos de trabalho.

Elísio Oliveira, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, recebeu esta manhã os líderes da Lecitrailer e sublinhou que “este é um importante investimento para o nosso concelho, porque vem enriquecer a fileira do transporte e da logística, com uma atividade de montagem e de assistência pós-venda”. Referiu ainda que este novo investimento “contribui para que esta fileira seja significado de mais valor acrescentado para o nosso território e mais emprego”.

 A Lecitrailer, que tem 30 anos de existência, é líder ibérico no setor da montagem de carroçarias com um volume de faturação anual de 220 milhões de euros e com cerca de 850 trabalhadores. A marca vai assim instalar-se em Mangualde, nas antigas instalações ‘Tavares’ – cruzamento de Água Levada.

Por:MM

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar