Templates by BIGtheme NET
Home » Tag Archives: mensagem

Tag Archives: mensagem

AF Guarda- Amadeu Poço deixou mensagem à comunidade desportiva

Nesta fase difícil para todos, o Presidente da AF Guarda, Amadeu Poço, veio enviar uma mensagem a toda a comunidade desportiva do distrito, através do Facebook da instituição:
“Nesta fase complicada das nossas vidas, quero em nome da Associacão de Futebol da Guarda, desejar a todos os dirigentes, atletas, sócios e simpatizantes dos nossos Clubes associados, árbitros, encarregados de educação e demais agentes desportivos, que esta praga lhes passe ao lado. Não obstante todas as normas de segurança, que respeitaremos escrupulosamente, estamos disponíveis para, de entre os meios que estão ao nosso alcance, apoiar os nossos associados, bastando para tal entrar em contacto com os funcionários da AF Guarda, pelos meios referidos no nosso Comunicado Oficial Nº10. Logo que haja informação sobre o retorno das provas comunica-lo-emos. Como Presidente da Direção da AFG, manifesto ainda total disponibilidade para tudo que os nossos associados entendam como necessário e possível. Reitero os meus votos de que todos ultrapassem esta fase da melhor maneira.

Mensagem de D.Ilídio Leandro para Quaresma/Páscoa

1d_ilidio_2Quaresma e Páscoa preenchem um tempo muito especial e muito propício a ser carregado de sentido e mistério que nos levam para além dos dias do tempo e das horas do calendário. O Papa Francisco oferece-nos – para preencher, colorir e valorizar o conteúdo deste tempo – o Evangelho do rico avarento e do pobre Lázaro. Parecendo que, no Tempo do Além, o rico se converte totalmente – dirige-se ao pai Abraão, pede ajuda ao desprezado Lázaro, quer que os seus irmãos se convertam – desperdiçou, com a inversão total de valores, o Tempo do Aquém. Avaliando o “tempo todo” do pobre Lázaro e o do rico, espanta o “eterno e infinito” desequilíbrio a desfavor do rico.

Partindo desta temporal avaliação – e contemplando o que se passa com os refugiados vindos para Turquia, Líbano, Jordânia, Iraque, Egito, Itália, Grécia, Alemanha, Suécia, França, Inglaterra, Bulgária, Holanda, Áustria, Dinamarca, Hungria, Emirados Árabes Unidos, Espanha, Portugal, Estados Unidos, Canadá (…) e os que permanecem em Síria, Afeganistão, Somália, Sudão, Sudão do Sul (…) – quem dera que esta abertura de portas proporcione equilíbrio na distribuição da riqueza e na partilha dos bens – criados e destinados a todas as pessoas que viveram, vivem e hão de viver – partilhando, de forma justa, proporcional e equilibrada, com todos os atuais usufrutuários, os bens que ninguém trouxe de lado nenhum, que todos encontram preparados para uso, sem abuso, e se deseja e espera que fiquem para quem vier depois dos atuais beneficiados!

A Mensagem para a Quaresma-Páscoa deste ano é exigente e será mesmo revolucionária se mudar critérios, se inverter posições de domínio e de posse abusiva e se fizer olhar a todas e a todos, mais e antes do que para os “seus bens”, para os seus irmãos. Isto, independentemente da raça, da cor da pele, da religião, do sexo ou da idade. Simplesmente por alguém ser pessoa tem direito: à vida, com família, com dignidade, com presente e com futuro, com respeito, com solidariedade e com amor, sabendo que o resto – muito importante, também – virá por acréscimo.

Para que todas e todos possam viver assim, existem Governos, existem Políticas, existem Escolas, existem Igrejas…. Só assim e para a realização plena de todas as pessoas se justificam estas Instituições na Sociedade – para servirem as pessoas, ajudando a que todas sejam felizes, cumprindo os fins da 1ª Quaresma-Páscoa que precisamos de relembrar, realizar e concretizar em toda a plenitude.

Ilídio Leandro, Bispo de Viseu

Reflexão do Bispo D.Nuno Almeida–Semana dos Seminários

IMG_4008Nesta Semana dos Seminários, reavivamos a consciência de que o caminho da evangelização passa pelo nosso testemunho de vida e o de muitas famílias e comunidades, que se sentem felizes por estar fundadas em Cristo.
Importa também darmo-nos conta de que, possivelmente, os jovens têm, atualmente, mais dificuldade em seguir modelos e ideais, mas procuram avidamente experiências e vivências. Não querem somente ouvir testemunhos, mas sobretudo sentir e vivenciar realidades.
Se isto é verdade, a atitude fundamental terá de ser a de “perder” tempo com os jovens: conhecê-los, ouvi-los e crescer com eles e não ter medo de lhes propor, como possibilidade para as suas vidas, o sacerdócio.
É no Seminário que se preparam os candidatos ao sacerdócio para o serviço do povo de Deus. Por isso, dele beneficia cada diocese, paróquia, família e cada cristão. Todos devemos sentir-nos corresponsáveis na formação dos futuros padres! Esta corresponsabilidade começa por prestarmos atenção ao Seminário e leva-nos à oração, a apoiar os formadores e jovens seminaristas, a convidar adolescentes e jovens para conhecerem esta casa, etc.
Durante esta semana, rezemos pelos nossos Seminários, pelos seminaristas e seus formadores. Imploremos ao Senhor mais vocações sacerdotais,

 

Por:D.Nuno Almeida, Bispo auxiliar da Diocese de Braga

Mensagem de Natal do Bispo de Viseu -D.Ilidio Leandro

1d_ilidio_2D. Ilídio envia a toda a Diocese a sua já tradicional Mensagem de Natal, desejando que esta época seja menos “de calendário” e mais “de vida pessoal, familiar, social, cultural”. Aqui fica a sua Mensagem:

Tantos sinais novos: nas montras, nas casas, nas ruas e nas praças! Sinais que anunciam o Natal. Esta quadra festiva marca todas as realidades, todas as pessoas, seja quem for e pense como pensar. O Natal não deixa, mesmo, ninguém indiferente. Ainda que os seus efeitos sejam mais de calendário do que de vida pessoal, familiar, social, cultural e tudo o mais, nada é indiferente, neste tempo.
Sabemos todos, por experiência, que passada a Quadra e desfeitos os enfeites, tudo parece voltar à mesma e fica tudo igual… E é uma pena porque o Natal é, mesmo, um sonho real de ontem que seria muito bom se fosse tornado realidade do hoje e de todos os amanhãs!
É verdade! O Natal quer, mesmo, ser um suplemento de alma e de vida para todos. Diz-nos que a paz e o amor são possíveis. Diz-nos que os piores efeitos “estufa” podem evitar-se e que a natureza pode ser espaço de todos e para todos, oferecendo vida com qualidade e com paz para todos. Diz-nos, mesmo, que o Papa Francisco tem razão e que, guiados por ele, damos vida nova a este mundo que Deus muito ama.
Como era bom acreditar no Natal! Ao menos neste tempo, tudo diz alegria, solidariedade, amor e paz.
Façamos tudo para que os dons do Presépio e do Natal de Jesus sejam aceites, vividos, partilhados e todos gozem e transmitam a paz universal.
Com amizade – Bispo de Viseu

Por:Diocese Viseu

Manuel Fonseca, deixa mensagem sobre a Feira do queijo em Fornos de Algodres

Após o evento da Feira do queijo tem sido muito positiva, o Presidente da Camara, Manuel Fonseca deixa a seguinte mensagem a todos :
FEIRA DO QUEIJO
MENSAGEM SR. PRESIDENTE DA CÂMARA

Gostaria de agradecer, em primeiro lugar, a todos os que quiseram honrar-nos com a sua presença nesta “Feira do Queijo Serra da Estrela”.

Começo por endereçar uma palavra de apreço e agradecimento a todos
aqueles que dedicando toda uma vida à pastorícia, são hoje o garante de
um produto genuíno apreciado não só em todo o Portugal, como também além
– fronteiras e que põe o Município de Fornos de Algodres nas primeiras
páginas da comunicação social.

Como todos sabemos, vivemos momentos de grande crise económica e financeira mundial, momentos que não chamam ao otimismo.

É neste contexto de profunda crise, que tanto sentido faz apoiar
soluções para o nosso concelho polarizadas em torno do capital humano,
das suas criatividades, conhecimentos e inovação.

Perante uma
crise nacional que afeta a maioria dos municípios, hoje encontramo-nos
perante uma situação económica gravíssima que certamente irá condicionar
todo o trabalho que pretendemos desenvolver em prol da pastorícia.

Um dos grandes desafios que se colocam a Fornos de Algodres é conseguir parar com a desertificação.

Isto só se conseguirá através de novos comportamentos e novas medidas.

Temos noção de que é fundamental o papel do Município no apoio à
divulgação e promoção de um produto genuíno que é uma das “Sete
Maravilhas Gastronómicas do nosso País”.

Sabemos que o poder local é uma peça chave no desenvolvimento e apoio à população.

Dar vida ao Nosso Concelho é prioritário.

Fomentar e valorizar os produtos endógenos, os recursos naturais, a cultura e as tradições, é nosso propósito.

O Município de Fornos de Algodres irá demonstrá-lo com medidas projetadas e futuramente implementadas.

Efetivamente, essas medidas serão importantes, diria mesmo,
fundamentais para mudarmos o curso dos acontecimentos e contrariar a
tendência adversa ao investimento.

Há que viver em Fornos de
Algodres para que o Nosso Município possa ultrapassar as dificuldades
económicas e sociais que de todos são conhecidas.

Para
finalizar permitam-me uma palavra de apreço e agradecimento à
disponibilidade dos Fornenses e de todos aqueles que nos apoiaram na
realização deste evento.

Um agradecimento especial, também, à
RTP, pelo destaque e promoção que doou ao nosso Concelho, atraindo um
avultado número de visitantes, tendo como único custo a despesa inerente
à logística para a realização do programa.

A Todos vós o nosso muito obrigado.
fonte:Minicipio de Fornos de Algodres

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar