Templates by BIGtheme NET
Home » Tag Archives: Município de Mangualde

Tag Archives: Município de Mangualde

Exposição de artes decorativas em Mangualde

Vai estar patente até 13 de dezembro, na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, uma exposição de artes decorativas. As peças são da autoria de Maria Angélica Feliz.

Maria Angélica Feliz é farmacêutica de profissão e dedica-se às artes decorativas há mais de 30 anos, nos tempos livres. Frequentou vários cursos na área, um deles em Mangualde, altura em que expôs, juntamente com as demais colegas do curso, os seus trabalhos.

A sua maior paixão são os trabalhos feitos com conchas, totalmente da sua autoria e uma homenagem à sua mãe, a grande impulsionadora deste tipo de trabalhos.

Por:MM

CIDEM acolheu workshop “Aprenda a ser feliz”

Ação dinamizada pelo Banco Local de Voluntariado de Mangualde e pelo ‘5 sentidos’

Decorreu na passada terça-feira, dia 5, nas instalações do CIDEM – Centro de Inovação e Dinamização Empresarial de Mangualde, o workshop “Aprenda a ser feliz”. A ação, inserida no âmbito da comemoração do Dia Internacional do Voluntariado, contou com a presença de Maria José Coelho, Vereadora da Câmara Municipal de Mangualde.
O workshop foi dinamizado pela psicóloga clínica Brígida Caiado e decorreu de uma parceria entre o Banco Local de Voluntariado de Mangualde e o ‘5 sentidos’, um espaço de reabilitação e intervenção psicoeducacional.

Por:CMM

Assinatura de protocolo do Fundo de Apoio Ambiental em Mangualde

Fundo de Apoio Ambiental ajuda municípios atingidos pelos incêndios

Acontece já nesta quinta-feira, dia 16 de novembro, a vinda do Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, a Mangualde para a assinatura do protocolo do Fundo de Apoio Ambiental com os Municípios de Mangualde, Viseu, Nelas e Penalva do Castelo. O encontro está agendado para as 14h00, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Mangualde.

 São 250 mil euros que este Fundo de Apoio Ambiental irá disponibilizar para os Municípios atingidos pela seca – Mangualde, Viseu, Nelas e Penalva do Castelo – implementarem as medidas necessárias contra a escassez de água.

 

Proteção Civil de Mangualde alerta nesta fase de tempo quente

A Proteção Civil de Mangualde alerta para as condições climatéricas que se farão sentir nos próximos dias. Tempo seco, baixos índices de humidade relativa e vento forte são propícios à ocorrência de incêndios rurais. O alerta veio do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) e contempla todo o distrito de Viseu.

Segundo o comunicado emitido pelo IPMA, ‘a situação é muito favorável à ocorrência de incêndios rurais que, caso venham a verificar-se, podem evoluir com grande rapidez de propagação e enorme dimensão, uma vez que ainda há grande quantidade de material lenhoso acumulado nos espaços florestais’.

O risco de incêndio exige que todos adoptem medidas preventivas, nomeadamente ‘através da adequação dos comportamentos ao uso e fruição do espaço rural, de modo a que se evitem ignições suscetíveis de originar incêndios rurais grandes e facilmente propagáveis’, diz ainda o mesmo comunicado.

O IPMA alerta para as seguintes proibições:

  • Realizar queimadas ou fogueiras;
  • Utilizar equipamentos de queima e de combustão;
  • Queimar matos cortados e amontoados ou qualquer tipo de sobrantes de exploração;
  • Lançar balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes;
  • Fumar ou fazer lume de qualquer tipo nos espaços florestais ou vias circundantes;
  • Proceder à fumigação ou desinfestação de apiários com equipamentos sem dispositivos de retenção de faúlhas.

AINDA NO SEGUIMENTO DOS INCÊNDIOS DO PASSADO DIA 15 DE OUTUBRO,

A DIREÇÃO-GERAL DE SAÚDE E A ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SAÚDE COMUNICAM AS SEGUINTES RECOMENDAÇÕES:

O QUE FAZER APÓS UM INCÊNDIO?

As recomendações, feitas pela Administração Regional de Saúde em conjunto com a Direção-Geral de Saúde, dizem respeito à água, aos resíduos urbanos (lixo doméstico) e aos cuidados a ter a nível individual, familiar e comunitário.

Na sequência dos incêndios que assolaram o território mangualdense e tendo em conta o clima que permanece quente e seco, a Câmara Municipal reitera algumas atitudes e comportamentos que devem continuar a ser tomados após os incêndios. Além da interajuda, recomenda-se especial atenção a crianças, idosos, doentes crónicos, acamados e/ou imobilizados, habitantes isolados, trabalhadores expostos ao sol e animais.

As recomendações, feitas pela Administração Regional de Saúde em conjunto com a Direção-Geral de Saúde e que o Município de Mangualde pretende reforçar junto dos habitantes do concelho, dividem-se em vários aspetos: água, resíduos urbanos (lixo doméstico) e cuidados a ter a nível individual, familiar e comunitário.

Ao nível da água, recomenda-se o uso de água engarrafada para a ingestão ou água da rede pública. Os alimentos consumidos crus devem ser preparados com água desinfetada com cloro (duas gotas de lixívia por litro de água). A água proveniente de poços, tanques e ribeiras apenas deve ser utilizada para rega e lavagens. A água oriunda de poços e furos só deve ser consumida após aconselhamento do delegado de saúde e/ou de análises à qualidade da água.

O lixo doméstico deve ser devidamente acondicionado em sacos e contentores bem fechados.

É também sugerido aos munícipes que aumentem o consumo de água e de alimentos ricos em água, se permanecerem as temperaturas elevadas. Devem evitar-se as atividades de maior esforço físico nestas alturas,

A medicação tomada diariamente deve ser mantida em locais frescos, e nunca deve ser consumido qualquer medicamente sem indicação médica. Os vizinhos são um importante pilar de apoio em caso de solidão e/ou de necessidade de auxílio. Em caso de emergência deve contactar-se o 112 ou a Linha Saúde 24 (808 24 24 24), disponíveis 24 horas por dia.

 Também o Centro de Saúde de Mangualde se encontra em condições de prestar apoio continuado à população atingidas pelos incêndios. É aqui que se deve dirigir quem necessitar, nomeadamente, de apoio psicológico. Esta é uma época em que é importante cuidar de cada um. É importante respeitar o tempo e o espaço do outro, uma vez que nem todos vivem estes momentos da mesma forma.

Por:Mun.Mangualde

Município de Mangualde lançou comunicado para apoio à comunidade

Comunicado

Na sequência do incêndio florestal ocorrido no passado dia 15 de outubro, comunica-se aos lesados, quer sejam empresas ou particulares, os seguintes procedimentos a adotar.

Deve cada um dos lesados fazer um inventário/relatório dos danos sofridos, no qual descrevam e quantifiquem os prejuízos. Esse inventário/relatório deverá fazer-se acompanhar de fotografias por forma a melhor documentar os prejuízos. Desta forma, fica o lesado com um documento que servirá de memória futura para eventuais procedimentos que venham a ser solicitados.

Para mais informação e apoio na sua elaboração, podem dirigir-se ao Serviço Municipal de Proteção Civil (925 785 546) ou ao Gabinete de Apoio ao Agricultor (966 044 487).

Para os danos na atividade agropecuária, deverá preencher e submeter o formulário disponibilizado pela Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro. Abrir formulário

http://www.drapc.min-agricultura.pt/base/especial/declaracoes_incendios_102017_drapc.php

Caso necessite de apoio no preenchimento ou esclarecimento de alguma dúvida, por favor contacte uma das seguintes entidades:

  • Cooperativa Agrícola de Mangualde – 963 674 700
  • COAPE – 936 240 635
  • Adega Cooperativa de Mangualde – 232 623 845
  • COOPBEI – 232 618 310 / 966 137 531
  • Gabinete de Apoio ao Agricultor – 232 619 880 / 966 044 487

Mais se informa, que para os produtores agrícolas afetados pelos incêndios florestais de julho de 2017, se encontram abertas candidaturas ao PDR 2020, nomeadamente a Operação 6.2.2 – Restabelecimento do Potencial Produtivo (7º Concurso), aberto de 11 de outubro de 2017 às 00:00 a 30 de novembro de 2017 às 23:59. Para mais informação veja aqui.

[http://www.pdr-2020.pt/site/O-PDR2020/Arquitetura/Area-2-Competitividade-e-Organizacao-da-Producao/Medida-6-Gestao-do-Risco-e-Restabelecimento-do-Potencial-Produtivo/Acao-6.2-Prevencao-e-Restabelecimento-do-Potencial-Produtivo/Operacao-6.2.2-Restabelecimento-do-Potencial-Produtivo ]

Brevemente, será aberta uma candidatura ao PDR 2020 exclusivamente dedicada aos incêndios florestais de outubro de 2017, para esta mesma Operação 6.2.2 – Restabelecimento do Potencial Produtivo.

O Município de Mangualde, através do Gabinete de Apoio ao Agricultor irá facultar assistência técnica na elaboração das candidaturas.

Independentemente dos procedimentos acima mencionados, a identificação dos lesados e respetiva comunicação dos danos deve ser sempre reportada à Guarda Nacional Republicana (232 622 258).

Por:MM

Município de Mangualde lançou aviso à população

AVISO À POPULAÇÃO – RECOLHA DE LIXO VOLTA À NORMALIDADE AMANHÃ

O Concelho de Mangualde e toda a região e país viveram dias negros, de profunda tristeza e dor.
Toda a região e os seus diversos serviços básicos foram afetados e a recolha do lixo foi um deles. Não estavam reunidas as condições de segurança e de meios para a realização do serviço, uma vez que o aterro onde são depositados os resíduos foi também ele atingido pelos incêndios. Nenhum dos Municípios do Planalto Beirão teve, por isso, recolha de lixo.
A situação foi rapidamente resolvida e a partir de amanhã, ao final do dia, já será efetuada a habitual recolha. Contudo, demorará cerca de 10 dias para toda a normalidade seja reposta.
Por:MM

Uma catástrofe assolou Portugal (Incêndio de grande proporção)

Depois de um domingo catastrófico, com um País em chamas, centenas e centenas de pessoas na estradas a procurar encontrar o melhor caminho, para estarem protegidos, mas este foi o domingo mais triste e de grande sofrimento e aperto para os portugueses que confrontados com o poder das chamas a eludir por grande partes das florestas.

Momentos difíceis foram vividos nas últimas  48 horas, mas a situação ainda não está resolvida porque corre o perigo de algumas estradas poderem vir a ser cortadas.

Assim na zona de Fornos de Algodres, regista-se ainda um incêndio a deflagrar com intensidade, na parte norte do concelho, com 36 meios terrestres, 116 meios humanos.

Ainda lavram na região, um  de incêndio na região de Gouveia, com 75 operacionais e 20 meios terrestres.

É preciso, que todos não vacilem e  tenham cumprimento, as regras  de que as autoridades deixam.

Por:AP Foto:JP

 

Mário Frota em Mangualde a esclarecer consumidores

Vai acontecer no  Auditório da Câmara Municipal de Mangualde , no próximo dia 18 de outubro a sessão de esclarecimento “Cidadão esclarecido, Consumidor precavido – Serviços Públicos Essenciais”. O encontro, de entrada livre, terá lugar pelas 14h30 e conta com o Professor Mário Frota como orador.

A sessão, organizada pela Associação Portuguesa de Direito do Consumidor com o apoio da Câmara Municipal de Mangualde, integra o Projeto apoiado pelo Fundo para a Promoção dos Direitos dos Consumidores 2016.

Por:MM

Exposição de pintura “Património Cultural Edificado de Mangualde”

De 10 de outubro a 17 de novembro

A Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves vai acolher a exposição de pintura “Património Cultural Edificado de Mangualde – Uma Visão Artística”, que poderá ser visitada entre os dias 10 de outubro e 17 de novembro. Os quadros são da autoria do pintor Aires dos Santos e as respetivas descrições foram escritas por António Tavares.

As obras de arte retratam monumentos religiosos e históricos, como é o caso da Igreja da Misericórdia, do Real Mosteiro de St.ª Maria de Maceira Dão, da Igreja N. Sr.ª do Castelo, da Capela do Rebelo, do Palácio dos Condes de Anadia, do Solar de Almeidinha, da Casa dos Faro, da Casa dos Condes de Mangualde, da Ermida de N. Sr.ª de Cervães e da Casa da Orca.

Esta coleção de quadros, que pertence à Santa Casa da Misericórdia de Mangualde, volta agora a ser exibida pela sua importância cultural, depois de ter estado patente ao publico, entre os dias 18 e 26 de março deste ano, na sala de exposições da Igreja da Misericórdia, no âmbito das comemorações do 404º aniversário daquela histórica instituição.

Por:MM

Uma performance teatral acontece nas Ruínas Romanas da Raposeira

  A Câmara Municipal de Mangualde vai proporcionar um momento único  que une o Património e a Cultura. Assim no próximo dia 7 de outubro, sábado, as Ruínas Romanas da Raposeira, em Mangualde, serão o palco de uma performance teatral. A atuação terá lugar pelas 17h30 e a entrada é livre. A iniciativa cultural é da responsabilidade da Câmara Municipal de Mangualde e de João Paulo Almeida/Instituto Politécnico de Viseu. A intervenção cultural conta com a parceria da Arqueohoje e é produzida pelo Gabinete de Gestão e Programação do Património Cultural do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal de Mangualde.

  A performance teatral, cuja encenação é da companhia de teatro Zun Zum, irá recriar vivências do tempo do Império Romano por terras da Lusitânia, de há cerca de 2000 anos. Com esta ação pretende-se dar a conhecer aquele sítio arqueológico à comunidade estudantil e docente daquela instituição de ensino superior. É, também, uma forma de colocar o património ao dispor da comunidade, sensibilizando-a para a sua defesa e proteção.

  Antecedendo a performance haverá uma prévia apresentação do sítio arqueológico realizada pelo Arqueólogo da Câmara Municipal de Mangualde, António Tavares.

Por:MM

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar