Templates by BIGtheme NET
Home » Tag Archives: turismo

Tag Archives: turismo

Atividade turística no Centro de Portugal em crescimento

Agosto de 2019 foi o melhor mês de sempre para a atividade turística no Centro de Portugal, tanto em número de dormidas e hóspedes, como nos proveitos hoteleiros. Números dados hoje a conhecer pelo INE – Instituto Nacional de Estatística, relativos a agosto, mostram igualmente que a procura da região continua a crescer acima da média nacional.

No total de dormidas, o mês de agosto de 2019, em comparação com o mesmo mês de 2018, aumentou cerca de 3% no Centro de Portugal: verificaram-se 1.028.850 dormidas em agosto de 2018 e estas foram 1.060.101 no mesmo mês de 2019, num crescimento de 31.251 dormidas. Este aumento de 3% superou a média nacional, que subiu 2,6%.

A subida foi mais notória entre os visitantes nacionais, cujas dormidas cresceram 5,2%, para 608.904, entre agosto de 2018 e agosto de 2019. Uma demonstração de que o Centro de Portugal é um destino que reúne a preferência de cada vez mais residentes no nosso país. As dormidas com origem no estrangeiro estabilizaram: foram 451.197 em agosto de 2019, face a 450.102 no mesmo mês do ano passado.

No indicador do número de hóspedes, o Centro de Portugal cresceu 3,8%. Em agosto de 2018 tinham sido registados 519.899 hóspedes na região; em agosto de 2019 foram 539.611.

Outro indicador que merece grande destaque é o dos proveitos da atividade hoteleira. Estes subiram de 51,7 milhões para 54,4 milhões de euros (mais 5,2%) entre agosto de 2018 e agosto de 2019. São mais 2,7 milhões de euros que as unidades hoteleiras do Centro de Portugal ganharam no oitavo mês do ano.

Estes números, claramente positivos, consolidam a tendência dos últimos meses e anos: o destino Centro de Portugal é cada vez mais uma escolha preferencial ao longo de todo o ano.

                          Resultados acumulados de janeiro a agosto de 2019 são claramente positivos
Se consideramos o conjunto acumulado do ano, de janeiro a agosto de 2019, os números do Centro de Portugal são também muito positivos, deixando antever que este vai ser o melhor ano de sempre para o turismo na região.

Assim, entre janeiro e agosto, as dormidas aumentaram 4,7% em relação ao mesmo período do ano passado (enquanto a média nacional subiu 3,9%). Neste período, as dormidas dos visitantes nacionais na região subiram 6,5% e as dos estrangeiros cresceram 2,6%. O número de hóspedes progrediu 5,9% e os proveitos melhoraram 6,8%.

Cuba é o convidado da FIT 2020

A Feira Ibérica de Turismo, na Guarda, em 2020 vai ter lugar  de 30 de abril a 3 de maio (de quinta a domingo) e nesta sétima edição terá Cuba como país convidado.

Recorde-se que em 2019, na sua 6ª edição, a FIT registou mais de 35 mil visitantes, e cerca de 500 entidades representadas, tendo tido e a maior área coberta de sempre: 11 000 metros quadrados.

A feira tem vindo a afirmar-se como uma plataforma transfronteiriça no panorama ibérico dos eventos ligados ao Turismo, uma oportunidade singular de divulgação, promoção, captação e desenvolvimento de fluxos turísticos e de valorização dos recursos endógenos desta vasta e riquíssima região transfronteiriça. A Guarda tem uma localização privilegiada na península ibérica, estando equidistante das duas capitais, entre Madrid e Lisboa, sendo por isso uma plataforma estratégica para a realização de um certame desta natureza.

Os principais objetivos da FIT são: promoção do setor do turismo ibérico, fomentar o intercâmbio transfronteiriço, estimular o relacionamento comercial e o progresso dos vários setores e segmentos da economia e, consequentemente, o desenvolvimento dos territórios.

 

Turismo Português promovido em Paris(França)

  De 11 a 13 de outubro, em Montmartre, Paris

Portugal vai a Paris promover um turismo… slow. É com o pão de ló, os doces conventuais, as bolachas e biscoitos, os queijos, o mel e as compotas, os licores, os fumeiros e enchidos, as fogaças e os vinhos, entre muitos outros produtos, que o País, pela primeira vez representado de Norte a Sul, vai ao encontro dos parisienses, a um dos pontos de encontro mais esperados do ano: a Fête des Vendanges, em Montmartre, de 11 a 13 de outubro. Os municípios da Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, a Comunidade Intermunicipal do Oeste, Palmela, Guarda, Torres Vedras, Reguengos de Monsarraz, Pinhel, Lagoa, Albufeira, Lagos, AMPV – Associação dos Municípios Portugueses do Vinho, RECEVIN – European Network of Wine Cities e a Confraria do vinho de Carcavelos formam a maior presença de sempre, no terceiro ano consecutivo de participação nacional, com a organização da My Genuine Portugal, empresa de duas luso descendentes, Ana Sofia Oliveira e Dina Carvalho Sanches.

Portugal vai estar representado no Percurso do Gosto, com quase 100 metros quadrados, mesmo em frente à Basílica do Sacre Coeur, entre os mais de 1200 metros quadrados de expositores que procuram cativar os mais de 500 mil visitantes que o evento movimenta, que o tornam um dos mais emblemáticos de gastronomia e vinhos de Paris. Provas, degustações e venda de produtos, vão preencher o fim de semana em Montmartre.

“É a primeira vez que temos uma representatividade tão completa do nosso país na Fete des Vendanges! São 10 municípios e duas Comunidades Intermunicipais, que tornam a presença portuguesa a maior de sempre, reforçando a importância deste mercado, em geral, e deste evento, em particular, para a promoção do nosso país”, adianta Ana Sofia Oliveira. Para Dina Carvalho Sanches “a aposta na promoção dos produtos premium do nosso país tem-se revelado ganha”. “Quando há três anos abraçamos o desafio de mostrar aos parisienses o outro lado de um país desconhecido estávamos certas que não iriam resistir e é com muito agrado que percebemos que há recetividade de Paris e que os nossos parceiros de Portugal aderem com afinco a estas ações de contacto direto com os franceses”, acrescenta.

Esta ação da My Genuine Portugal integra-se na estratégia do Turismo de Portugal para o mercado francês que quer alargar o leque de opções e encaminhar os franceses para fora dos grandes centros urbanos, a partir da gastronomia e dos vinhos. Paris é a principal cidade emissora de turistas franceses para Portugal, juntamente com Lyon e Nantes. Em 2018, o mercado foi responsável por 1,6 milhões de hóspedes, 4,5 milhões de dormidas e 2 726 milhões de euros de receitas turísticas. Prevê-se que até 2021 o mercado para Portugal cresça mais 2,2 % acompanhado de igual aumento nos gastos turísticos. De França saem por semana 620 voos para Portugal.

Fornos de Algodres acolhe oficina de roadshow

Os Territórios Criativos vão desenvolver, mais uma vez, os Programas de Aceleração Tourism UP e Taste UP, em parceria com o Turismo de Portugal, e o município de Fornos de Algodres vai acolher uma das oficinas do roadshow.

O Tourism UP é um programa de aceleração no sector do turismo, que tem como objetivo apoiar startups no desenvolvimento de negócios neste sector, potenciando a inovação e a criação de redes empreendedoras, e o Taste UP é um programa de aceleração em Turismo Gastronómico e Enoturismo, que tem como objetivo promover a inovação e a experiência turística nas áreas da Gastronomia e Vinhos.

Os dois programas têm início com um roadshow por 50 territórios, nos quais é dinamizada uma oficina de capacitação e divulgação dos programas, e, posteriormente, os 36 projetos selecionados terão a oportunidade de desenvolver os seus negócios através da participação em dois boocamps, cada um constituído por dois dias intensivos de mentoria e formação, nos dias 25 e 26 de outubro e 22 e 23 de novembro. Por fim, os programas irão culminar numa apresentação pública final, onde serão selecionados os vencedores, no dia 5 de dezembro.

Os programas disponibilizam 5000€ em prémio monetário e 500€ em SEO (Search Engine Optimization) para o 1º lugar, 1000€ para o 2º lugar e 500€ para o 3º lugar.

A oficina de Fornos de Algodres irá realizar-se no dia 24 de setembro, entre as 18h e as 20h, no Salão Nobre da Câmara Municipal, na qual serão apresentados os programas de aceleração e dinamizadas sessões de formação sobre Oportunidades e Tendências no Turismo, Turismo Gastronómico e Enoturismo, e Empreendedorismo e Proposta de Valor.

Inscrições em https://forms.gle/Bw9iTpuo1SnBUM8x7

Turismo Centro de Portugal premiada como a melhor

 Na cerimónia de entrega dos Prémios Publituris Portugal Travel Awards, que decorreu em Cascais, a Turismo do Centro de Portugal foi premiada como a melhor região do país.

A TCP estava nomeada na categoria “Região de Turismo Nacional”, juntamente com as restantes regiões turísticas do país, tendo sido a grande vencedora da noite.

O galardão foi recebido por Pedro Machado e Jorge Loureiro, respetivamente presidente e vogal da comissão executiva da Turismo Centro de Portugal. Na ocasião, Pedro Machado fez questão de agradecer “à Publituris e ao júri” e de partilhar o prémio “com a equipa da Turismo do Centro e, em muito particular, com aquilo que representa hoje o Centro de Portugal”.

O prémio enche-nos de alegria e orgulho. Lembro que o Centro de Portugal sofreu em 2017 contingências que ainda não estão ultrapassadas. Este prémio é, seguramente, um estímulo para as empresas e empresários, para os operadores turísticos e para todos aqueles que estão na cadeia de valor que o turismo hoje representa”, sublinhou Pedro Machado.

Esta distinção representa, igualmente, o reforço do crescimento dos destinos turísticos que agora estão a emergir e que contribuem para o todo nacional. É seguramente com todos que fazemos um Portugal mais desenvolvido e mais justo”, acrescentou.

Os Publituris Portugal Travel Awards 2019, conhecidos como os “Óscares do Turismo” em Portugal e que vão já na 16.ª edição, destinam-se a premiar as melhores empresas, instituições, serviços e profissionais que se destacaram no setor do turismo no decorrer do último semestre de 2018 e o primeiro de 2019. Os vencedores resultam de uma média ponderada entre os votos dos assinantes da newsletter do jornal Publituris e dos votos de um júri.

Esta é a segunda vez que a Turismo Centro de Portugal vence este prémio, depois de já o ter conquistado em 2015.

Turismo na região Centro em crescimento

O turismo na região centro do País continua a crescer e segundo os dados do INE, o mês de julho foi favorável.

Julho foi um mês muito positivo para a atividade turística no Centro de Portugal. Os números do INE – Instituto Nacional de Estatística, dados hoje a conhecer, indicam um crescimento muito significativo, comparativamente ao mês de julho de 2018.
O crescimento é muito evidente nas receitas. De acordo com o INE, os proveitos totais nos estabelecimentos de alojamento turístico subiram de 37,7 milhões para 39,5 milhões de euros (mais 4,7%), entre julho de 2018 e julho de 2019. Uma subida que ganha ainda mais expressão se analisados os proveitos totais entre janeiro e julho: nos primeiros sete meses do ano, os estabelecimentos de alojamento turístico registaram proveitos 7,71% superiores aos do mesmo período do ano passado, de 171,8 para 185,1 milhões de euros.

A nível das dormidas, o destaque em julho de 2019 vai para as dormidas de visitantes nacionais, que cresceram 4,4%, em relação a julho de 2018: de 389,7 mil para 406,8 mil. De janeiro a julho, este indicador aumentou 7,71%, de 1,96 milhões para 2,09 milhões de dormidas de visitantes nacionais, o que mostra que os residentes no resto do país continuam a escolher o Centro de Portugal como destino. As dormidas totais subiram em julho 0,7% e no acumulado entre janeiro e julho, subiram 5,12% — acima da média nacional, que cresceu 4,22%.

No indicador do número de hóspedes, o Centro de Portugal cresceu 2,7% entre julho de 2018 e julho de 2019 – e 6,3% no acumulado do ano. Em julho de 2018 tinham sido contabilizados 392,7 mil hóspedes na região; em julho de 2019 foram 403,5 mil.

Turismo no Centro de Portugal com subida significativa em maio

Dormidas na região aumentaram 7,31% entre maio de 2018 e o mesmo mês de 2019 – quase o dobro da subida média nacional.

A atividade turística no Centro de Portugal continua a crescer a bom ritmo, o que deixa antever mais um ano francamente positivo para o setor nesta região. Dados preliminares revelados no dia 15 de julho pelo INE, relativos ao mês de maio de 2019, confirmam a tendência de crescimento já expressa nos meses anteriores.

No total de hóspedes, o mês de maio de 2019, em comparação com o de maio de 2018, registou um aumento percentual de 7,76%: tinham sido 361.211 em maio de 2018 e foram 389.230 no mesmo mês de 2019: mais 28.019 hóspedes nos estabelecimentos hoteleiros da região. Contabilizando o total de hóspedes entre janeiro e maio de 2019, estes subiram 4,99% em relação ao mesmo período de 2018 (e 10,00% em relação a janeiro-maio de 2017).

Já no número de dormidas, o Centro de Portugal cresceu 7,31% – quase o dobro da média nacional, que cresceu 3,94%. Em maio de 2018 tinham-se registado 590.583 dormidas na região, em maio de 2019 foram 633.744. De notar que o crescimento da procura é idêntico entre visitantes nacionais e estrangeiros. As dormidas de turistas estrangeiros aumentaram 8,02%, de 300.860 em maio de 2018 para 324.977 no mesmo mês de 2019; já as dormidas dos turistas nacionais subiram 6,57% na comparação entre os dois meses, de 289.723 para 308.767. Analisando o total de dormidas entre janeiro e maio, estas subiram 4,52% em relação ao mesmo período de 2018 (e 8,38% em relação ao mesmo período de 2017)

É de realçar, ainda, dois dados particularmente relevantes. Por um lado, os proveitos da atividade hoteleira, que, entre maio de 2018 e maio de 2019, subiram de forma muito significativa, de 28,97 milhões de euros para 31,71 milhões (mais 9,48%). São mais quase três milhões de euros que as unidades hoteleiras do Centro de Portugal ganharam no quinto mês do ano. Por outro, o rendimento médio por quarto disponível registou também um assinalável crescimento, de 24,2 euros para 25,5 euros: mais 1,3 euros.

GNR- Operação Turismo Seguro

Até dia  14 de junho, em todo o Território Nacional, a Guarda Nacional Republicana promove um conjunto ações de sensibilização, dirigidas aos turistas, sobre procedimentos de segurança a adotar durante o seu período de descanso ou lazer.

Esta iniciativa tem um cariz marcadamente preventivo e, como tal, será intensificado o policiamento de proximidade nas zonas de maior densidade populacional, promovendo o contacto com os cidadãos, sensibilizando-os para adoção de comportamentos para prevenir os potenciais riscos e perigos da criminalidade associada ao turismo. Pretende-se, ainda, reforçar a corresponsabilização de todos os parceiros nacionais e locais ligados ao setor do turismo, na promoção da segurança e na proteção dos direitos de todos os turistas, transformando estes parceiros em Interlocutores Locais de Segurança, possibilitando, desta forma, uma integração mais efetiva da comunidade nas questões de segurança e da prevenção criminal.

Nas referidas ações de sensibilização, os militares irão transmitir os seguintes conselhos:

 Em passeio a pé:

– Não ostentar joias, relógios ou outros objetos de valor elevado;

– Nunca juntar os códigos e os cartões de crédito;

– Não ter todo o dinheiro, telemóvel e cartões num só sítio. Separar os locais onde os guarda;

– Usar roupa que tenha bolsos interiores com fecho, de forma a dificultar o furto por carteiristas;

– Usar as mochilas no peito;

– Evitar andar sozinho em zonas desertas e em horas de menor afluência de pessoas.

 Na residência de férias:

– Caso a habitação tenha cofre, guardar aí os objetos mais valiosos ou suscetíveis de furto;

– Ao sair da habitação, verificar se janelas e portas ficam bem fechadas/trancadas;

– Durante a noite, não dormir de janelas abertas;

– Nunca deixar objetos de grande valor à vista, sendo que este cuidado ainda é mais importante quando o quarto/habitação está acessível da rua ou está situada no rés-do-chão;

– Caso a residência seja alvo de furto, informar as autoridades assim que possível.

 Em passeio/visita de locais turísticos de automóvel:

– Nunca deixar objetos à vista no interior do automóvel;

– Ao abandonar o veículo, certificar-se que este ficou trancado e com os vidros fechados;

– Após estacionar, não tirar objetos do habitáculo para a mala do veiculo (deverá fazê-lo antecipadamente);

– Caso seja vítima de furto, informar imediatamente as autoridades.

 Na Praia:

– Levar o mínimo indispensável para a praia;

– Não ostentar objetos de valor;

– Evitar deixar os objetos pessoais visíveis quando for à água;

– Se possível, solicitar a um conhecido que vigie os seus pertences.

Instituto Politécnico da Guarda integra Rede para Salvaguarda da Dieta Mediterrânica

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) é uma das 19 instituições que integra a Rede das Instituições de Ensino Superior para a Salvaguarda da Dieta Mediterrânica (RIESDM), criada no passado dia 10 de maio.

O objetivo desta rede – cujo ato de constituição ocorreu na Universidade do Algarve – é potenciar o trabalho desenvolvido pelas instituições de ensino superior (IES) no âmbito da promoção e salvaguarda da Dieta Mediterrânica (DM).

Pretende-se, igualmente, aumentar a articulação das IES com outras entidades que tenham responsabilidade na promoção e salvaguarda da Dieta Mediterrânica (DM), contribuindo, através de uma abordagem multidisciplinar, para a salvaguarda da DM em diversas vertentes; nomeadamente, entre outras, ao nível da produção e valorização dos produtos, da educação para a saúde e da preservação de técnicas e festividades.

Refira-se que a Dieta Mediterrânica é uma secular herança cultural e civilizacional, um estilo de vida e um padrão alimentar de excelência reconhecido pela UNESCO e pela Organização Mundial de Saúde.

Considerando a crescente padronização dos hábitos alimentares e a aculturação das nossas tradições, a Dieta Mediterrânica (que ainda se mantém uma tradição viva) está em risco de perder a sua importância histórica e cultural. Recorde-se que, com o objetivo de cuidar da sua preservação, foi apresentada, a 4 de dezembro de 2013, na 8ª Conferência Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural e Imaterial da UNESCO, em BAKU, uma candidatura transnacional da DM a Património Cultural Imaterial da Humanidade (PCIH), de onde resultou a integração de Portugal.

A Dieta Mediterrânica, além de promover um modelo de desenvolvimento mais harmonioso, contribui para comunidades mais saudáveis e ambientalmente mais sustentáveis.

A assinatura do protocolo decorreu na sala de seminários da Reitoria da Universidade do Algarve e contou, além do Instituto Politécnico da Guarda, com mais 18 Instituições de Ensino Superior (IES): Institutos Politécnicos de Beja, Leiria, Lisboa, Porto, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo e Viseu; universidades do Algarve, Aveiro, Coimbra, Évora, Porto e Trás os Montes e Alto Douro, bem como e três escolas não integradas (Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Escola Superior de Enfermagem do Porto e Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril). Nesse mesmo dia realizou-se a primeira reunião da Assembleia Geral da Rede.

Para o Presidente do Instituto Politécnico da Guarda, Joaquim Brigas, é “extremamente positiva a adesão a esta rede que é composta por mais 18 instituições de ensino superior, e que visa essencialmente, um trabalho profícuo de princípios multidisciplinares para a salvaguarda e valorização deste importante património imaterial de carácter internacional e que é representativo da nossa identidade enquanto povo”.

Ricardo Guerra, subdiretor da Escola Superior de Turismo e Hotelaria (ESTH) do IPG, que representou o Politécnico da Guarda nesta cerimónia de criação da RIESDM, afirmou que “nesta rede teremos a oportunidade de estar envolvidos numa dinâmica de partilha e trabalho comum, envolvendo várias áreas de investigação do nosso instituto e cruzando as mesmas com outras iniciativas que estejam ou venham a ser dinamizadas.”

Por outro lado, referiu ainda, “serão partilhadas as boas práticas no âmbito da salvaguarda da Dieta Mediterrânica, e pretende-se ainda, aumentar a articulação destas com as outras entidades de responsabilidade na promoção e salvaguarda da Dieta Mediterrânica”.

Este modelo alimentar resulta da tradição gastronómica da bacia do Mediterrâneo, onde a produção de azeite tem um elevado peso, implicando uma ingestão predominantes de alimentos de origem vegetal (complementados por azeite) e por um menor consumo de proteína animal, privilegiando o peixe e lacticínios, a para de uma equilibrada ingestão hídrica, onde surge a recomendação do vinho consumido de forma moderada.

Feira Ibérica de Turismo (FIT) de 2 a 5 de maio

Turismo de Interior em destaque na FIT 2019

  Na tarde desta segunda feira, na Câmara Municipal da Guarda, teve lugar a apresentação da Feira Ibérica de Turismo (FIT) que é o maior certame de Turismo no Interior do país e nesta edição.

Nesta sexta edição,  o enfoque é justamente o Turismo de Interior, tema de destaque na FIT 2019 que quer realçar os territórios de baixa densidade como destino turístico de excelência pela sua singularidade e autenticidade. A Guarda, a meio caminho entre Lisboa e Madrid, volta a ser a capital do Turismo Ibérico, entre 2 e 5 de maio, tendo como destino convidado, nesta edição, a Província de A Coruña (Galiza, Espanha). A Província irá participar desenvolvendo a sua mais recente campanha de promoção territorial sob o slogan “Coruña Like”. Ferrolterra, A Coruña e as Mariñas, as Terras de Santiago, a Costa da Morte, a Ría de Muros e Noia e a Ría de Arousa Norte são alguns dos destinos propostos por esta bela região galega. Nesta edição há expositores e entidades de todos os quadrantes da Península Ibérica: de norte a sul e de este a oeste. A FIT conta com participações desde Silves no Algarve à Corunha na Galiza, ou desde o Pico nos Açores a Ávila no extremo da região de Castilla y León. Vão estar representadas mais de 500 entidades, entre: Regiões de Turismo, Hotéis, Agências de Viagem, Termas, Municípios, Associações de Municípios, Comunidades Intermunicipais, Empresas ligadas ao Desporto de Aventura e da área da Tecnologia, Gastronomia, Organismos Oficiais, Turismo de Natureza e Enoturismo.

A feira realiza-se desde 2014 e continua em pleno crescimento, recordamos que a 1ª edição contou com 4 000 m2 de área coberta e em 2019 estão previstos perto de 11 000 m2. De referir também o crescimento no número de visitantes. Se em 2014 a FIT recebeu cerca de 20 000 visitas, na sua última edição, em 2018 perto de 35 000 visitaram o certame ibérico. Tal como nas edições anteriores, a Feira conta com uma área de restauração diversificada onde se encontra também o Palco FIT; uma área destinada a apresentações, uma zona Lounge e uma outra destinada à imprensa.

Os principais objetivos da FIT são promover o setor do turismo ibérico, fomentar o intercâmbio transfronteiriço, estimular o relacionamento comercial e o progresso dos vários setores e segmentos da economia e, consequentemente, o desenvolvimento dos territórios. A Guarda tem uma localização privilegiada na península ibérica, sendo por isso uma plataforma estratégica para a realização de um certame desta natureza. A feira tem vindo a afirmar-se como uma plataforma transfronteiriça no panorama ibérico dos eventos ligados ao Turismo, uma oportunidade singular de divulgação, promoção, captação e desenvolvimento de fluxos turísticos e de valorização dos recursos.

Pedro Siza Vieira na inauguração

A FIT é inaugurada oficialmente no dia 2 de maio, às 17h00, pelo ministro-adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, no Parque Urbano do Rio Diz, recinto habitual do certame, mas a abertura ao público será um pouco antes, ao início da tarde, pelas 15h00. Os bilhetes para a feira estarão à venda no local. Nesta edição, o ingresso diário custa 2 euros e o geral – para os quatro dias – custa 5 euros. As crianças até aos 12 anos têm entrada gratuita.

Para além da oferta turística variada, o público que visita a feira poderá ainda usufruir de um programa diversificado que contempla concertos, showcooking, provas gastronómicas, demonstrações, entre muitas outras propostas. Paralelamente ao programa da feira decorrerão também atividades complementares organizadas pelos expositores. A Feira Ibérica de Turismo é uma organização da Câmara Municipal da Guarda.

Fotos:MG

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ao continuar a utilizar o site, você concorda com a utilização de cookies. Mais Informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, em seguida, você concorda com isso.

Fechar