Templates by BIGtheme NET
Início » Aguiar da Beira » Artigo de opinião – Desenvolvimento da Fala nas Crianças

Artigo de opinião – Desenvolvimento da Fala nas Crianças

0tfDesenvolvimento da Fala nas Crianças

– Sabe quando é que o seu filho deve começar a falar?

– Sabe como estimular o desenvolvimento da fala?

Informe-se aqui e em caso de dúvidas, venha esclarece-las!

Desde o nascimento dos filhos, que um dos momentos mais esperados é o surgimento da primeira palavra e, que esta seja de preferência “mamã” ou “papá”.

É claro, que os pais ficam atentos a cada etapa do desenvolvimento, saboreando cada nova aquisição ou ficando preocupados quando alguns marcos do desenvolvimento, não estão a acontecer da forma como esperavam.

Uma das preocupações mais frequentes, que inquieta a maioria dos pais, é o desenvolvimento da fala. Com o passar do tempo, surge a dúvida: “Será que o meu filho não vai falar?”. Este receio é natural!

A linguagem é uma aquisição fundamental na vida do ser humano e essencial nas relações interpessoais. É uma competência vinculada ao pensamento: a fala é a expressão oral da linguagem. Assim, antes da criança falar, deve desenvolver um repertório linguístico, através das vivências e experiências de vida. Por exemplo, quando um bebé diz a palavra “bola” (mesmo que não seja precisamente e com os sons todos ditos corretamente – o que é comum), significa que já viu uma bola, já brincou, já a manipulou e já ouviu muitas vezes essa palavra na presença do brinquedo. Desta forma, vai associar o nome ao conceito e produzir a palavra.

Para que o desenvolvimento seja adequado, é necessário que seja fornecido um modelo correto (pelo que não se deve imitar o padrão infantil) e que esta seja estimulada.

Alguns investigadores comprovaram que os bebés mais estimuladas pelos pais, apresentavam um vocabulário mais rico na primeira infância. E, a estimulação pode começar logo após o nascimento! Os pais devem conversar enquanto trocam a fralda, durante a alimentação e no banho, dando um tempo para que o bebé responda com um sorriso ou com um olhar mais comunicativo.

Como a participação da família é fundamental, já que no ambiente familiar ocorrem os primeiros relacionamentos e interações, ficam algumas sugestões que podem estimular o desenvolvimento da fala (atenção que pode ter de adaptar as sugestões à idade e compreensão do bebé/criança).

  • Converse durante as refeições. Fale sobre os alimentos, ações ou objetos utilizados!
  • Aproveite situações como um passeio e fale sobre as coisas que aparecem – animais, sons, transportes. Além de dizer os nomes, faça comentários.
  • Na hora do banho pode aproveitar para nomear as partes do corpo, as roupas e as ações que estão a decorrer.
  • Utilize músicas infantis, com vocabulário conhecido da criança, e cante uma parte. Peça para ela completar o que falta.
  • Brinque ao “faz de conta”. Interaja, colocando os “brinquedos a falar”.
  • Leia para a criança. Mostre uma página e deixa-a falar sobre a mesma. Faça diferentes vozes.

Não se esqueça! As crianças, ao seu ritmo, aprendem a utilizar as palavras para descrever o que vêm, ouvem, sentem e pensam, conforme vão alcançado os marcos do desenvolvimento mental, emocional e comportamental. O ser humano demora alguns anos a dominar os mecanismos da fala.

Não existe uma data precisa para determinar a normalidade deste processo, que envolve uma série de aspetos orgânicos e psíquicos. Qualquer dúvida que surja a respeito do desenvolvimento da fala, deve ser esclarecida com a finalidade de evitar o agravamento da situação.

Por:Ana Carolina Melo Marques – Terapeuta da Fala na APSDCFA

Publicidade...



 

Enviar Comentário