Templates by BIGtheme NET
Início » Distrito da Guarda » Avisos e Boletim dominical da Unidade Pastoral de Fornos de Algodres

Avisos e Boletim dominical da Unidade Pastoral de Fornos de Algodres

16668062_1418842638146783_802567592_o2ºdomingo da Quaresma

Mais uma vez, deixamos os avisos e Boletim dominical, com o evangelho do 2ºdomingo da Quaresma.

Ano A - Tempo da Quaresma - 2º Domingo - Folheto Dominical

O Evangelho relata a transfiguração de Jesus. O texto apresenta-nos uma catequese sobre Jesus, o Filho amado de Deus, que vai concretizar o seu projeto libertador em favor dos homens através do dom da vida. Aos discípulos, desanimados e assustados, Jesus diz: o caminho do dom da vida não conduz ao fracasso, mas à vida plena e definitiva. Segui-o, vós também.

A cena constitui uma palavra de ânimo para os discípulos, e para os crentes, em geral, pois nela manifesta-se a glória de Jesus e atesta-se que Ele é, apesar da cruz que se aproxima, o Filho amado de Deus. Os discípulos recebem, assim, a garantia de que o projeto que Jesus apresenta é um projeto que vem de Deus; e, apesar das dúvidas, recebem um complemento de esperança que lhes permite “embarcar” e apostar nesse projeto.

O monte, onde Jesus conduz alguns discípulos, situa-nos num contexto de revelação: é sempre num monte que Deus Se revela. A mudança do rosto e as vestes de brancura resplandecente indica a presença de Deus. A nuvem manifestava a presença de Deus. Moisés e Elias representam a Lei e os Profetas, que anunciam Jesus e que permitem entender Jesus. O temor e a perturbação dos discípulos são a reação lógica de qualquer homem diante da manifestação da grandeza, da omnipotência e da majestade de Deus. A mensagem fundamental, amassada com todos estes elementos, pretende dizer quem é Jesus: é o Filho amado de Deus, em quem se manifesta a glória do Pai. Ele é, também, esse Messias libertador e salvador esperado por Israel, anunciado pela Lei (Moisés) e pelos Profetas (Elias). Jesus é um novo Moisés, aquele através de quem o próprio Deus dá ao seu Povo a nova lei e através de quem Deus propõe aos homens uma nova aliança. Da ação libertadora de Jesus, o novo Moisés, irá nascer um novo Povo de Deus.

Na verdade, onde é que está a realização plena do homem? Quem tem razão: Deus, ou os esquemas humanos que hoje dominam o mundo e que nos impõem uma lógica diferente da lógica do Evangelho?

Publicidade...



 

Enviar Comentário