Templates by BIGtheme NET
Início » Almeida

Almeida

GNR- Atividade operacional diária de 5 a 11 de agosto

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre os dias 5 de agosto e 11 de agosto, que visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais provisórios:

 

  1. Detenções: 527 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 247 por condução sob o efeito do álcool;
  • 140 por condução sem habilitação legal;
  • 49 por tráfico de estupefacientes;
  • 13 por violência doméstica;
  • Nove por furto e roubo;
  • Nove por posse ilegal de armas e arma proibida.

Ler Mais »

AF Guarda- Catorze equipas na divisão maior com início a 25 de setembro

Segundo informou em comunicado a AF Guarda, este ano, conta com 14 equipas a 1ªdivisão, promete um aprova muito competitiva com o regresso de equipas históricas e grandes jogos em perspetiva.
As equipas participantes são:
– Associação Cultural Desportiva de Vila Franca das Naves;
– Associação Cultural e Desportiva Estrela de Almeida;
– Associação Desportiva e Recreativa Cultural Aguiar da Beira;
– Associação Desportiva de São Romão;
– Associação Desportiva de Fornos de Algodres;
– Centro Cultural Desportivo e Recreativo Vila Cortez do Mondego;
– Clube de Futebol Vilanovenses;
– Clube Desportivo de Gouveia;
– Grupo Desportivo de Trancoso;
– Grupo Desportivo de Vila Nova de Foz Côa;
– Guarda Futebol Clube;
– Sporting Clube Celoricense;
– Sporting Clube do Sabugal;
– União Desportiva os Pinhelenses.
O sorteio é realizado dia 27 de agosto, no auditório Associação de Futebol da Guarda, pelas 17horas. A primeira jornada do Campeonato Distrital 1ª. Divisão Seniores para a época 2022/23 tem data prevista a 25 de setembro

Guia de Restaurantes Seleção Gastronomia e Vinhos 2022’ com mais 39 novos estabelecimentos

O ‘Guia de Restaurantes Seleção Gastronomia e Vinhos 2022 da região de Coimbra’ passa agora a integrar um total de 116 estabelecimentos qualificados, com a adesão de 39 novos restaurantes. A cerimónia de apresentação da mais recente edição do Guia realizou-se na sexta-feira, dia 5 de agosto, na Mealhada, com a presença de Rita Marques, Secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, numa iniciativa conjunta da CIM Região de Coimbra, AHRESP e Turismo de Portugal.

Jorge Loureiro, vice-presidente da AHRESP, sublinhou a importância deste projeto para a associação: “O Seleção Gastronomia e Vinhos pretende criar uma rede nacional de restaurantes que adote o receituário tradicional português, que utilizem preferencialmente produtos portugueses e regionais, cumpram as melhores práticas e ofereçam qualidade de serviço irrepreensível”.

A implementação do Programa SELEÇÃO Gastronomia e Vinhos constitui um instrumento determinante na orientação e defesa das expetativas dos consumidores, nomeadamente de todos os turistas, mas também suporta a promoção dos próprios estabelecimentos, ao representar um indicador público, independente, de que os referidos estabelecimentos reúnem condições especiais que os distinguem no conjunto do setor.

Até ao final do ano, pretende-se que este programa inclua cerca de 400 restaurantes, estando já a ser desenvolvido pela AHRESP um outro projeto desta vez destinado aos vinhos – o programa BEST WINE SELECTION. O objetivo é dignificar e promover os vinhos portugueses, em particular a oferta vinícola da região.

‘Emigrante Chama’ até domingo

Até domingo decorre a iniciativa ‘Emigrante Chama’, nas principais fronteiras terrestres e nos três aeroportos do continente, a iniciativa pretende sensibilizar e mobilizar os emigrantes para que não usem o fogo ou máquinas em espaço rural, e para que adotem medidas de autoproteção em caso de incêndio. Após dois anos de restrições devido à pandemia por COVID-19, espera-se este verão um aumento significativo na chegada de emigrantes ao país, por via terrestre e aérea, com maior fluxo nos próximos dias. Estando Portugal a atravessar um período de seca e esperando-se condições meteorológicas que agravam o risco de incêndio, este momento de boas-vindas aos nossos emigrantes é também um momento de sensibilização para os riscos e, em simultâneo, para a oportunidade que têm de registar gratuitamente os seus terrenos, designadamente através do BUPI – Balcão Único do Prédio.

Será reforçada a mensagem para que em dias secos, quentes e com vento, e sempre que se verifique um nível de perigo de incêndio rural «muito elevado» ou «máximo», não usem maquinaria, não realizem queimadas ou queimas de sobrantes, não lancem fogo de artifício e não realizem de fogueiras oi churrascos, principalmente em áreas não destinadas para esse efeito. A campanha inclui informação sobre a forma de os proprietários identificarem e registarem os seus terrenos.

Os conteúdos informativos estarão disponíveis nos três aeroportos do continente – Lisboa, Porto e Faro – através do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras. Também nos próximos dias, nos aeroportos de Lisboa e Porto, as crianças podem encontrar na zona das chegadas as mascotes da Banda da Floresta a distribuir material informativo Portugal Chama e a relembrar todos que ‘com o fogo não se brinca’.

De 28 a 31 de julho, nas várias fronteiras terrestres do país, vão também ser realizadas ações de sensibilização, através da Guarda Nacional Republicana.

A Cap Magellan, uma associação de jovens lusófonos da Europa que promove a língua portuguesa, associou-se à iniciativa, e irá também distribuir os conteúdos durante as ações que promove este verão em Portugal para a comunidade de emigrantes.

A iniciativa ‘Emigrante Chama’, organizada pela Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais (AGIF), conta com o envolvimento de entidades com especial competência nesta matéria, como a GNR, o SEF e o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), e ainda do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), Turismo de Portugal, BUPi, ANA Aeroportos de Portugal, Tapada Nacional de Mafra, Associação Florestal do Minho, Associação Florestal e Ambiental do Concelho de Chaves (AFACC), Associação Florestal de Portugal – Forestis, Associação Florestal do Grande Porto – Portucalea, Associação dos Industriais de Aluguer de Automóveis sem Condutor (ARAC), CAP Magellan, entre outros.

Trata-se de uma iniciativa da Agência para a Gestão Integrada dos Fogos Rurais.

Cursos de arbitragem com inscrições abertas

O Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol da Guarda informa que se encontram abertas as inscrições para mais um curso de árbitros de Futebol.
Todos os interessados em seguir uma carreira na arbitragem, este é o
momento certo para apostar no seu futuro.
As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas até ao dia 15 de
Outubro, através do Conselho de Arbitragem da Associação de
Futebol da Guarda: arbitragem@afguarda.pt

Inscrições para os Cursos de Treinadores 2022-2023

Até ao dia 15 de setembro, os interessados podem apresentar a sua candidatura para os Cursos de Treinadores de Futebol e Futsal
UEFA “C” (Grau I) e UEFA “B” (Grau II).

A Associação de Futebol da Guarda informa que a partir do dia 1 de agosto de 2022, estão abertas as candidaturas para os cursos de
treinadores de Futebol e Futsal, UEFA “C” (Grau I) e UEFA “B” (Grau II).

As candidaturas devem ser formalizadas até às 23:59h do dia 15 de setembro de 2022, de acordo com os procedimentos definidos nos
documentos(https://afguarda.fpf.pt/Associa%C3%A7%C3%A3o/Treinadores)

Somente serão consideradas válidas as candidaturas cuja ficha de inscrição seja preenchida informaticamente, acompanhada de toda a
documentação requerida e do comprovativo de pagamento da respetiva taxa administrativa, que devem ser remetidos em anexo
constantes no formulário de inscrição.

Os cursos têm início previsto para outubro de 2022.

ANAM promove formação para valorização de eleitos locais

Numa organização conjunta do Centro de Valorização de Eleitos Locais (CVEL), da Associação Nacional de Assembleias Municipais (ANAM) , com a Associação de Estudos de Direito Regional e Local (ADREL)  e  com a VALORGLOCAL, esta é uma formação de capacitação dirigida aos autarcas das Assembleias Municipais que pretendem obter conhecimentos sobre a estrutura e funcionamento das Assembleias Municipais.

Estando prevista duas edições desta formação (19 e 20 de Julho e 27 e 28 de julho), o curso contempla dois momentos: o primeiro é dedicado às questões mais estruturais como o regimento, a Mesa da Assembleia Municipal e os grupos municipais. Já a segunda parte da formação incide na  preparação das sessões, assuntos orçamentais e financeiro e as dotações da assembleia municipal no orçamento municipal.

Para Albino Almeida, Presidente da ANAM, “as formações de capacitação dos eleitos locais, de forma estruturada e coerente, são essenciais para quem procura estar, cada vez mais, informado e dotado das ferramentas necessárias para assumir funções no âmbito do Poder Local. É fundamental que os eleitos locais estejam cada vez mais capacitados para as suas responsabilidades”.

Para Manuel Ferreira Ramos, jurista e coordenador do Centro de Valorização de Eleitos (CVEL) estas ações de formação têm sido reconhecidas pelos eleitos locais que as frequentam como importantes para a melhoria da qualidade da democracia local.

Criado com o objetivo de contribuir para um maior conhecimento e debate entre eleitos locais,  o CVEL tem vindo a desenvolver um esforço contínuo no sentido de aprimorar a atividade interna deste órgão autárquico, contribuindo, assim, para a sua valorização e dignificação. “A valorização do papel das Assembleias no processo político democrático local passa não só por uma melhor comunicação com os cidadãos, mas também pela melhoria do funcionamento interno das Assembleias,” acrescenta.

A inscrição no curso tem o valor de 10€ e confere a atribuição do “Guia Prático das Assembleias Municipais”, um documento que dá resposta a 115 perguntas com esclarecimentos e práticos, sobre as mais variadas questões relacionadas com este órgão deliberativo.

Projeto “Mobilidade Urbana Sustentável” vai com sucesso

Desenvolvido pelas Aldeias Históricas de Portugal e pela Renault Portugal, o inovador projeto “Mobilidade Urbana Sustentável” está a começar com bons auspícios: quase 14.000 quilómetros já foram percorridos por turistas, residentes e profissionais ao volante da frota de automóveis elétricos Renault disponível na Aldeia Histórica de Castelo Novo; e uma distinção nos Global Mobi Awards Prio, uma iniciativa que premeia os melhores da mobilidade inteligente em Portugal.

Desde meio de abril que a população, os visitantes e os profissionais da Aldeia Histórica de Castelo Novo contam com uma frota de veículos elétricos Renault para utilizar, sem custos, nas Aldeias Históricas de Portugal. Um inovador projeto que torna as viagens pelo território mais fáceis, económicas e sustentáveis e que só precisou de escassas semanas para justificar ser uma aposta ganha.

De facto, as Aldeias Históricas de Portugal e a Renault Portugal acabam de ser distinguidas nos prémios Global Mobi Awards Prio, na categoria Empresas/Organizações. Uma iniciativa que reconhece os melhores da mobilidade inteligente em Portugal e que conta com um júri alargado, que inclui jornalistas em representação dos mais importantes órgãos de comunicação social, mas também académicos e representantes de associações e empresas.

O projeto “Mobilidade Urbana Sustentável” promovido pela Renault Portugal e pelas Aldeias Históricas de Portugal foi escolhido, entre 43 candidaturas, nas 10 categorias apresentadas a concurso.

Mas, nas Aldeias Históricas de Portugal, o pioneiro projeto já conquistou turistas, residentes e profissionais. Em apenas dois meses e meio, no período compreendido entre 15 de abril e 30 de junho, já recorreram ao serviço, que é gratuito, 264 utilizadores, sendo que, destes, 91 foram visitantes, 148 residentes e 25 profissionais. No que se refere ao perfil dos visitantes, mais de 80 por cento foram portugueses, e os restantes foram originários dos Países Baixos, Espanha, Japão, Brasil e Alemanha. Neste período, a gama de modelos elétricos da Renault percorreu um total de 13.829 quilómetros.

De recordar que este é um serviço que coloca ao dispor de turistas, residentes e profissionais uma frota de cinco viaturas Renault elétricas, a partir da Aldeia Histórica de Castelo Novo, ou das estações ferroviárias de Castelo Novo, Alpedrinha e Fundão. Um projeto-piloto que poderá estender-se a áreas para além da mobilidade, de modo a reforçar a aldeia como uma referência no domínio da sustentabilidade e que poderá ser replicado nas restantes 11 aldeias da rede.

Há quatro modelos de veículos elétricos à disposição: o Renault Twizy, que está a ser o eleito dos jovens com mais de 16 anos, mas também dos adultos que procuram uma experiência mais irreverente ou que sofrem de mobilidade reduzida; o Renault Twingo Electric, que está a impressionar pela agilidade e prazer de condução; o Renault ZOE, que está a surpreender pelos desempenhos nas fantásticas e desafiantes estradas da região; enquanto o comercial Renault Kangoo Z.E. está a deixar rendidos os profissionais da Aldeia Histórica de Castelo Novo, nomeadamente os que se dedicam à agricultura e à pecuária.

Recorde-se que a adesão ao serviço é muito simples: basta reservar as viaturas a partir do link https://aldeiashistoricasdeportugal.com/?serv=rentacar, indicando quais as datas de recolha e devolução, bem como se necessita ou não de transfer (caso não tenha viatura própria ou preferir deixar o carro em casa, desfrutando assim de uma experiência 100% sustentável e económica). A partir do mesmo link, além de reservar o seu modelo elétrico preferido, pode desde logo planear a sua viagem pelas Aldeias Históricas de Portugal, escolhendo o alojamento, os restaurantes e ainda várias atividades, como passeios pela natureza ou visitas guiadas.

Em articulação com o Município do Fundão, estão disponíveis ainda serviços de transfer (também gratuito) a partir das estações ferroviárias de Castelo Novo, Alpedrinha ou Fundão.

Rodrigo Gomes venceu Open ténis Fronteira da Paz

Perante um dia de imenso calor , Vilar Formoso acolheu a segunda edição do Open ténis Fronteira da Paz ,com a participação de 16 jogadores. Os grandes protagonistas foram os mesmos do ano anterior visto que chegaram à final novamente o Rodrigo Gomes de Vilar Formoso e o Paulo Sousa do Sabugal, tendo-se registado o mesmo resultado também do ano anterior com a vitória do Rodrigo Gomes por 2 a 0. Este foi um torneio onde o Rodrigo não deixou os seus créditos por mãos alheias tendo vencido todos os seus encontros de forma clara. Quanto ao Paulo Sousa, com mais esta final, reforça a liderança do ranking distrital do circuito Ergovisão.
A organização do torneio agradece ao Município de Almeida que apoiou esta iniciativa na pessoa do Vereador Alcino Morgado, e à “Love Me Do Ourivesaria” que fez os troféus. Mas também a todos os participantes e ao público que foi acompanhando os jogos ao longo do dia.
O próximo evento do Circuito terá lugar em Vale de Estrela (Guarda) no próximo sábado, dia 16 de Julho mas já se encontra com inscrições esgotadas. Mas poderão participar nos dias 22 e 23 de Julho pela primeira vez no circuito num Open Noturno no Barracão (Guarda).

Aldeias Históricas de Portugal inspiram criação de associação de aldeias de Cáceres

Um grupo de representantes de várias localidades históricas da província de Cáceres (Espanha) visitou as Aldeias Históricas de Portugal, com o objetivo de adquirir conhecimento sobre a sua abordagem de desenvolvimento territorial, de modo a criar uma associação análoga à Rede das Aldeias Históricas de Portugal.

A Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico tem sido cada vez mais procurada como exemplo de boas práticas, tanto no plano nacional como internacional. Depois de, no ano passado, ter recebido uma comitiva de representantes da província de Badajoz (Espanha), cujo objetivo era conhecer a sua metodologia de trabalho, com vista a criar uma rede de 12 Conjuntos Históricos na Província de Badajoz, esta semana, as Aldeias Históricas de Portugal acolheram a visita de várias entidades da província de Cáceres, que ambicionam criar uma associação naquela região espanhola. Ler Mais »