Templates by BIGtheme NET
Início » Ambiente

Ambiente

Exposição Reciclarte em Fornos de Algodres

A Biblioteca Municipal Maria Teresa Maia Gonzalez em Fornos de Algodres tem patente uma exposição de arte, com vários quadros com vários temas construída também pelos alunos do Agrupamento de Escolas.

Para elaborar estes materiais, os jovens reutilizaram materiais que iam para o lixo.

Foi deste modo um belo trabalho, onde todos os visitantes vão gostar de visualizar ao vivo neste espaço cultural.

Assim, Manuel Fonseca, presidente da Câmara e Alexandre Lote, vice-Presidente estiveram na inauguração desta exposição.

Deste modo, esta iniciativa teve o apoio da Asta Teatro e claro do Agrupamento de Escolas, mas também à biblioteca que acolhe esta exposição.

Projeto “netSegura – Sistema de Alertas para cibercrime” criado no IP Guarda

Recentemente, o Instituto Politécnico da Guarda – IPG criou uma plataforma tecnológica para combater o cibercrime que transmite alertas e informações sobre criminalidade aos seus utilizadores. O projeto “netSegura – Sistema de Alertas para cibercrime” foi desenvolvido por Luís Pimentel, estudante de mestrado em Computação Móvel e inspetor da Polícia Judiciária – PJ. “Enquanto inspetor, apercebi-me da enorme quantidade de queixas que as autoridades recebem diariamente relacionadas com o cibercrime, nomeadamente burlas informáticas, acessos ilegítimos, clonagem de cartões ou e-mails fraudulentos”, afirma Luís Pimentel.

O projeto “netSegura” é composto por uma página web – a qual disponibiliza informação sobre uma grande variedade de ilícitos na área do cibercrime e da cibersegurança –, um sistema de notificação e um chatbot – um assistente virtual que, de forma automatizada e com recurso à inteligência artificial, responde às dúvidas que lhe são colocadas de forma personalizada.

A massificação de dispositivos eletrónicos ligados à internet, a proliferação de serviços prestados através de plataformas digitais e a má utilização de recursos pelos utilizadores agravou a cibercriminalidade, principalmente durante os confinamentos decorrentes da pandemia da Covid-19”, afirma Luís Pimentel, inspetor da Unidade de Cooperação Internacional da Polícia Judiciária. “Os utilizadores desta plataforma serão notificados com alertas para cibercrimes e poderão esclarecer dúvidas sobre eventuais atos ilícitos cometidos contra si”.

Segundo Luís Pimentel também foram desenvolvidas aplicações móveis para os sistemas operativos iOS e Android, as quais estarão brevemente disponíveis ao público. “Decidi terminar o meu mestrado com um projeto que promove a prevenção para crimes cometidos na internet e, assim, contribuir para a diminuição do número de vítimas que vão desde a população mais idosa, até aos mais jovens”.

Tem-se registado um aumento significativo de crimes praticados através de meios informáticos nos últimos anos. Segundo o Relatório Anual de Segurança Interna, em 2019 existiram 1319 ocorrências deste tipo de crimes, um aumento de 42.7% em relação ao ano anterior. Em 2020, o número voltou a subir: foram 1672 denúncias, que se traduziram em mais 26.8% casos do que aqueles que aconteceram em 2019. O acesso indevido ou ilegítimo a dados e a falsidade e a sabotagem informática foram os crimes informáticos mais frequentes.

Guarda tem um novo photopoint com o lettering

A cidade da Guarda dispõe agora de um novo photopoint com o lettering da cidade, está situado na Praça Luís de Camões.

Um novo local ótimo para fazer a fotografia da sua passagem pela cidade mais alta , para inaugurar este espaço esteve presente o presidente da Câmara, Carlos Chaves Monteiro e restante executivo municipal .

Apresenta como fundo a Sé Catedral da Guarda que é o eterno postal da “mais alta”, assim como a estátua de D.Sancho.

Viseu- Iniciativa Liberal Viseu inaugurou sede campanha

Na tarde de 24 de julho, a Iniciativa Liberal Viseu inaugurou a sua sede  da campanha “Viseu Mais Liberal” para as Eleições Autárquicas deste outono, voltando a inovar e quebrar com o que considera ser “política do passado”, apostando numa sede itinerante constituída por um conjunto de
jardim que se moverá com a campanha ao longo das próximas semanas ao longo do concelho de Viseu.
Em linha com o foco nas ideias em detrimento da personalização da campanha eleitoral, da recusa da participação na proliferação de cartazes pela cidade ou o que consideram ser “despesismo e incapacidade de modernizar e fazer mais com menos”, Fernando Figueiredo e Pedro Pereira acreditam que a reaproximação com os cidadãos e o afastamento da habitual “visita a capelinhas a cada 4 anos” é o caminho para quebrar o
divórcio do cidadão comum com a política.
O médico de 25 anos e cabeça-de-lista à Assembleia Municipal, Pedro Pereira afirma que “a candidatura “Viseu Mais Liberal” é, seguirá, naturalmente o mote da Iniciativa Liberal: liberdade em toda a linha. Mais liberdade económica para cidadãos e para empresas, mais liberdade social para que Viseu seja uma cidade inclusiva para todos e mais liberdade política. O esforço de inovação que estamos a fazer com esta candidatura é também uma forma de promover liberdade política, importando esta nova forma de estar na e fazer política para as instituições democráticas, que estão há décadas fechadas em si mesmas e na mesma maneira bafienta e desatualizada de agir”.

Perante os muitos apoiantes que se apresentaram no Rossio, Fernando Figueiredo, o cabeça-de-lista ao Executivo Municipal, atesta que “esta inauguração simbólica marca a estreia duma política séria, de viseenses para viseenses, fora da política da visita às capelinhas.” O candidato avança que “a IL conhece a realidade do concelho, tem o diagnóstico feito relativamente às várias dimensões da cidade da cidade, das suas pessoas e coletividades e tem soluções pensadas para esses mesmos problemas e desafios. Por isso, não precisamos de gastar tempo a ocupar as instituições com visitas estéreis com puro interesse de marketing eleitoral, deixando-as fazer aquilo em que são precisas: servir e ajudar os viseenses em vez de serem manietadas por algumas semanas a cada 4
anos”.

Ao longo das semanas que se seguem até à noite eleitoral de 26 de setembro, a campanha “Viseu mais Liberal” vai-se pautar por um registo digital forte nas ruas redes sociais e em viseumaisliberal.pt, com enfoque na batalha das ideias e promovendo eventos presenciais e remotos dispersos pelo concelho, cobrindo as diversas áreas temáticas do programa eleitoral.

O plano de atividades da campanha autárquica da Iniciativa Liberal em Viseu incluirá eventos já recorrentes como o “Dão Liberal”, um encontro informal de membros e simpatizantes do partido em vários espaços da cidade, apresentação das campanhas às Assembleias de Freguesia, eventos online de discussão temática, convívios em espaços abertos e a primeira Free Walking Tour de Viseu

BUPi no Município de Nelas visitado pelo Sec.Estado João Catarino

Entrou em funcionamento no Município de Nelas , recentemente o Balcão Único do Prédio (BUPi) que agora foi visitado pelo Secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Desenvolvimento Rural, João Catarino, e pelo Diretor Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, Nuno Martinho, tendo sido acompanhados nessa visita pelo Presidente da Câmara Municipal de Nelas, José Borges da Silva.

O BUPi no Município de Nelas, é um espaço destinado à realização da Representação Gráfica e Georreferenciada (RGG) dos prédios, com a identificação dos seus titulares, no âmbito do cadastro predial simplificado.
Para esse efeito, a Câmara Municipal de Nelas disponibilizou uma sala no Edifício Multiusos para atendimento ao público, sendo que, devido à pandemia da Covid-19, é dada prioridade ao atendimento por agendamento.

Agende o dia e a hora do seu atendimento, através do número de telefone 232 941 300.

Cientistas defendem a inclusão de todos os fungos nas metas globais para a conservação da biodiversidade

No âmbito do programa “Cultura, Ciência e Tecnologia na Imprensa”, promovido pela Associação Portuguesa de Imprensa.

Uma carta publicada na prestigiada revista científica Science apela para que todos os fungos sejam incluídos nas metas globais para a conservação da biodiversidade, que vão ser aprovadas na Conferência das Nações Unidas sobre Biodiversidade (COP15), que irá decorrer em Kunming, China, de 11 a 24 outubro.

A missiva é liderada pela investigadora Susana C. Gonçalves, do Centre for Functional Ecology da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), e dirige-se sobretudo às partes da Convenção sobre a Diversidade Biológica (https://www.cbd.int/) reunidas na COP15.

«Pretende-se que incluam explicitamente o Reino Fungi nos alvos designados através da inclusão do termo funga, substituindo em todos os documentos a expressão “fauna e flora” por “fauna, flora e funga”», sublinha Susana C. Gonçalves, explicando que esta carta surge como resposta a uma carta anterior, também publicada na Science, que defendia «a inclusão dos chamados “macrofungos” (fungos cujas estruturas reprodutoras são visíveis a olho nu, por exemplo cogumelos e trufas) nas metas globais de biodiversidade pós-2020. Na nossa carta, enfatizamos a necessidade de incluir todos os fungos e providenciamos evidências de que os “microfungos” merecem igual consideração».

«É chocante que apenas umas escassas 425 espécies, dos milhões de espécies de fungos que habitam o planeta, tenham sido avaliadas pela União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) para a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas», pode ler-se na carta hoje publicada, que é assinada por mais três investigadores (da Bélgica, do Chile e dos EUA).

Os cientistas notam que, embora as pessoas associem os fungos aos cogumelos, na realidade, «a maioria dos fungos não produz estruturas reprodutivas visíveis a olho nu. Por exemplo, os fungos micorrízicos arbusculares são extremamente importantes: colonizam as raízes de 80% de todas as plantas, uma simbiose que ajudou as plantas a conquistarem a terra. Os bolores, tais como aqueles dos quais a penicilina foi isolada, são também microfungos. As leveduras Saccharomyces, que nos dão o pão, a cerveja e o vinho, são fungos unicelulares».

Os autores avisam ainda que a falta de conhecimento sobre «quais os fungos com maior risco de extinção dificulta a nossa capacidade de informar as ações de conservação para apoiar essas espécies e, em última análise, fornecer soluções baseadas nos fungos para enfrentar os prementes desafios globais».

«Os fungos suportam toda a vida na Terra. Não podemos permitir-nos negligenciá-los nos nossos esforços para travar a perda de biodiversidade», lê-se no final da carta.

«A Science tem um enorme alcance. Por isso, esperamos que a publicação da carta faça com que muitas mais pessoas e organizações juntem a sua voz à nossa», conclui a investigadora da FCTUC.

 

A carta pode ser consultada em: https://science.sciencemag.org/lookup/doi/10.1126/science.abk1312.

 

Universidade de Coimbra

Linhares da Beira capital do Parapente em agosto

Linhares da Beira volta a ser a capital do parapente, no mês de agosto, de 11 a 15 de agosto, os parapentistas voltam a multicolorir o céu da Beira.
Depois do interregno forçado de um ano, em consequência da crise epidemiológica, o Festival Internacional de Parapente regressa à Aldeia
Histórica de Linhares da Beira, de 11 a 15 de agosto de 2021, para cumprir duas provas do calendário desportivo da Federação Portuguesa de Voo Livre.
Promovido pelo município de Celorico da Beira em parceria com o Clube de Voo Livre Vertical e a Junta de Freguesia de Linhares da Beira, o evento vai revitalizar e renascer a “Catedral do Parapente”, aportando colorido, dinamismo, esperança, alegria e festa já a cheirar a normalidade e a liberdade.
A iniciativa tem propósito de promover a competição desportiva e as valências do lazer e do ensino da modalidade de parapente. A prova da
Liga Nacional e a prova de Aterragem de Precisão inserem-se na competição.

O Troféu Linhares da Beira, dirigidos aos pilotos sem experiência em competição, bem como, os voos de iniciação em asas bilugar, vulgarmente apelidados de batismos de voo, destinados à população em geral, enquadram-se na vertente ensino. Os pilotos autónomos, que pretendam efetuar voos de lazer para desfrutar descontraidamente da beleza da paisagem de montanha, têm à sua disposição um cartão de subidas, que podem adquirir no Centro de Operações ou junto do oficial de aterragem.
Inscrições e informações adicionais em:clubevertical.org/festivallinhares/www.cm-celoricodabeira.pt www.facebook.com/municipiocelorico.dabeira/

Covid-19-Guarda em risco elevado e Viseu muito elevado

Após nova reunião foi concluído que são mais de uma centena de concelhos em risco elevado ou muito elevado, onde se incluem Guarda em Risco Elevado e Viseu em Risco Muito Elevado.

55 concelhos de risco elevado
Águeda, Alcobaça, Alcoutim, Amarante, Anadia, Arruda dos Vinhos, Avis, Barcelos, Bombarral, Braga, Cadaval, Caldas da Rainha, Cantanhade, Cartaxo, Castelo de Paiva, Castro Marim, Chaves, Coimbra, Constância, Elvas, Estarreja, Fafe, Felgueiras, Figueira da Foz, Guarda, Guimarães, Leiria, Marco de Canaveses, Marinha Grande, Mogadouro, Montemor-O-Novo, Montemor-o-Velho, Murtosa, Óbidos, Ourém, Ovar, Paços de Ferreira, Paredes de Coura, Penafiel, Porto de Mós, Rio Maior, Salvaterra de Magos, Santa Maria da Feira, Santarém, Santiago do Cacém, São João da Madeira, Serpa, Torres Vedras, Trofa, Valpaços, Viana do Castelo, Vila do Conde, Vila Real, Vila Viçosa e Vizela.

Assim, 61 concelhos de risco muito elevado

Albergaria-a-Velha, Albufeira, Alcochete, Alenquer, Aljustrel, Almada, Amadora, Arraiolos, Aveiro, Azambuja, Barreiro, Batalha, Benavente, Cascais, Espinho, Faro, Gondomar, Ílhavo, Lagoa, Lagos, Loulé, Loures, Lourinhã, Lousada, Mafra, Maia, Matosinhos, Mira, Moita, Montijo, Nazaré, Odidelas, Oeiras, Olhão, Oliveira do Barrio, Palmela, Paredes, Pedrógão Grande, Peniche, Portimão, Porto, Póvoa de Varzim, Santo Tirso, São Brás de Alportel, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Silves, Sines, Sintra, Sobral de Monte Agraço, Tavira, Vagos, Valongo, Vila do Bispo, Vila Franca de Xira, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Gaia, Vila Real de Santo António e Viseu.

Por sua vez , temos 29 concelhos em situação de alerta:

Aljezur, Almeirim, Almodóvar, Amares, Beja, Bragança, Celorico de Basto, Cinfães, Cuba, Entroncamento, Esposende, Évora, Freixo de Espada à Cinta, Mealhada, Miranda do Douro, Mirandela, Montalegre, Moura, Odemira, Oliveira de Azeméis, Pombal, Ponte de Lima, Póvoa de Lanhoso, Resende, São João da Pesqueira, Tomar, Torres Novas, Vale de Cambra, Vila Pouca de Aguiar.

TMG na Guarda volta a ter música

Imagem: Em julho e agosto há música ao ar livre no Teatro Municipal da GuardaA parte da música regressa ao Teatro Municipal da Guarda já na quarta-feira, dia 28 de julho com o Festival Sound Scape.

Assim como os fins de tarde, a partir das 19h30, vão ter concertos no palco da esplanada do Café Concerto do TMG. Soundscape traz à Guarda bandas e artistas portugueses como B Fachada, Portuguese Pedro, Belle Chase Hotel, Três Tristes Tigres, Chulada da Ponte Velha, Glockenwise, Pedro e os Lobos ou L-Blues. Para ver, ao Sunset a partir da próxima quarta-feira e até 7 de agosto! Aqui fica o menu musical. A entrada é livre.

 

PROGRAMA

28 julho – quarta | 19H30

B FACHADA

O cantautor B Fachada editou em 2020 um dos melhores discos de música portuguesa, ‘Rapazes e Raposas’, e conta já com mais de dez anos de uma notável e singular carreira musical (e uma discografia de mais de 15 títulos). Compositor, cantor e multi-instrumentista, B Fachada é um artista que se inspira na música popular portuguesa para a reinventar constantemente com arranjos harmónicos e construções melódicas surpreendentes. Ao longo dos anos, atuou ao vivo em diversos festivais de verão e em grandes salas como o CCB e a Casa da Música.

Ler Mais »

Projeto Erasmus+ “CLIL in VET” no Agrupamento de Escolas em Fornos

Com o interregno de aulas, as escolas vão trabalhando noutros setores e assim no âmbito do Projeto Erasmus+ “CLIL in VET” o  Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres  recebeu professores dos países parceiros (Eslováquia, Eslovénia, Itália, Lituânia e Turquia).
Esta é uma atividade está a ser dinamizada em formato híbrido (em modo presencial e online).
Pode-se dizer que a escola está sempre em movimento e em aprendizagem todo ano.