Templates by BIGtheme NET
Início » Ambiente

Ambiente

Campanha de Segurança Rodoviária “Ao volante, o telemóvel pode esperar”

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Polícia de Segurança Pública (PSP) lançam amanhã, dia 3 de outubro, a Campanha de Segurança Rodoviária Ao volante, o telemóvel pode esperar”, inserida no Plano Nacional de Fiscalização de 2022.

A decorrer entre os dias 3 a 10 de outubro, a campanha tem como objetivo alertar os condutores para as consequências negativas e mesmo fatais do uso indevido do telemóvel durante a condução.

Em 2021 foram detetadas 24.306 infrações relativas ao manuseamento do telemóvel durante a condução, o que representa um aumento de 5,5% relativamente ao ano anterior. É urgente travar este comportamento.

A utilização do telemóvel durante a condução aumenta em quatro vezes a probabilidade de ter um acidente, causando um aumento no tempo de reação a situações imprevistas.

 

A campanha Ao volante, o telemóvel pode esperar” integrará:

  • Ações de sensibilização da ANSR em território continental e do serviço das administrações regionais da Região Autónoma dos Açores e da Região Autónoma da Madeira;
  • Operações de fiscalização pela GNR e pela PSP, com especial incidência em vias e acessos com elevado fluxo rodoviário e de acordo com o Plano Nacional de Fiscalização 2022, de forma a contribuir para a diminuição do risco de ocorrência de acidentes e para a adoção de comportamentos mais seguros por parte dos condutores no que tange ao manuseamento do telemóvel durante a condução.

 

As ações de sensibilização ocorrerão em simultâneo com operações de fiscalização nas seguintes localidades:

  • Dia 3 de outubro, às 14h30: Rotunda da República da Colômbia (Rotunda expo/Ford expo) – Lisboa;
  • Dia 4 de outubro, às 09h00: EN114, Km 181, Azinhal – Évora;
  • Dia 6 de outubro, às 16h00: Rotunda do Teatro Municipal – Faro;
  • Dia 7 de outubro, às 15h00: Rotunda das Oliveiras, Quinta do Anjo – Setúbal;
  • Dia 10 de outubro, às 14h00: Rotunda da Fucoli e/ou Rotunda da Estação Velha – Coimbra.

 

A ANSR, a GNR e a PSP relembram que o uso do telemóvel ao volante é um risco para a segurança do próprio e dos outros:

  • Os condutores que utilizam o telemóvel durante a condução são mais lentos a reconhecer e a reagir a perigos;
  • A distração ocorre quando duas tarefas mentais, conduzir e utilizar o telemóvel, são executadas ao mesmo tempo, o que provoca lapsos de atenção e erros de avaliação;
  • O uso de aparelhos eletrónicos durante a condução causa dificuldade na interpretação da sinalização e desrespeito das regras de cedência de passagem, designadamente em relação aos peões.

Novo diretor da Stellantis Mangualde, Christian Teixeira reuniu na Câmara

No salão nobre da Câmara Municipal de Mangualde, o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Marco Almeida, reuniu com o novo diretor da Stellantis Mangualde, Christian Teixeira, e com o diretor cessante, José Luis Mosquera.

O lusodescendente Christian Teixeira – que foi responsável pelo Projeto Industrial na Fábrica Stellantis de Sochaux (França), tendo estado anteriormente em cargos na área da indústria nas fábricas de mecânica e nas unidades de produção automóvel do grupo – assume a partir de hoje, dia 1 de outubro, a direção-geral da Stellantis Mangualde.

O autarca mangualdense aproveitou a ocasião para agradecer o empenho do diretor cessante e desejar as boas-vindas a Mangualde ao novo diretor, reiterando a total disponibilidade do Município para parcerias e colaborações futuras com a unidade Stellantis Mangualde.

A Stellantis Mangualde começa a produzir, neste mês de outubro, o Fiat Doblò, a somar aos modelos da Citroen, Peugeot e Opel já em produção. Com 60 anos de história em Mangualde e com 1,5 milhões de veículos produzidos, tem mais de 900 colaboradores e está a fabricar 357 veículos por dia, com a laboração em três turnos.

GNR-Operação “Censos Sénior 2022”

A Guarda Nacional Republicana (GNR), realiza  durante todo o mês de outubro, em todo o território nacional, a Operação “Censos Sénior 2022”, no âmbito do Policiamento Comunitário, que visa garantir um conjunto de ações de patrulhamento e de sensibilização à população mais idosa.

Os cerca de 400 militares das Secções de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário, vão priorizar e privilegiar durante o período desta Operação, um conjunto de ações e patrulhas, contanto com a colaboração de parceiros nacionais e locais de âmbito social e de saúde, junto da população idosa e com maior vulnerabilidade, e/ou que vivem sozinhas e/ou isoladas. O objetivo visa reforçar os  comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco dos idosos se tornarem vítimas de crimes, nomeadamente em situações de violência, de burla e furto.

Na edição de 2021 da Operação “Censos Sénior”, a Guarda sinalizou 44.484 idosos que vivem sozinhos e/ou isolados, ou em situação de vulnerabilidade, em razão da sua condição física, psicológica, ou outra que possa colocar em causa a sua segurança, tendo sido as situações de maior vulnerabilidade reportadas às entidades competentes, sobretudo de apoio social, no sentido de fazer o seu acompanhamento futuro. Na referida edição, a GNR realizou ainda 172 ações em sala e 3.431 ações porta a porta, abrangendo um total de 19.812 idosos. A Guarda, desde 2011, ano em que foi realizada a primeira edição da Operação “Censos Sénior”, tem vindo a atualizar a sinalização geográfica desta população, proporcionando assim um apoio mais próximo e dirigido, contribuindo, por um lado, para a criação de um clima de maior confiança e de empatia entre os idosos e os militares da GNR e, por outro, para o aumento do sentimento de segurança.

O programa “Apoio 65 – Idosos em Segurança”, do Ministério da Administração Interna, tem procurado, através da ação das Forças de Segurança garantir melhores condições de segurança e tranquilidade às pessoas idosas, garantindo um policiamento integrado, mais próximo e humano.

 

A Guarda reforça o seu compromisso para com a população idosa, garantindo a proximidade, a empatia e o cuidado. Cuidar e GUARDAr, hoje e sempre!

Programação de cinema em Pinhel

O Município de Pinhel vem por este meio dar-vos conhecimento da programação de cinema agendada para o mês de outubro, sendo os filmes exibidos no Cineteatro São Luís, em Pinhel, nos dias e horários abaixo indicados.

7 e 9 de outubro, 21.30h
Três Mil Anos de Desejo
(Romance / Drama / Fantasia – M14)

14 e 16 de outubro
Coração de Fogo (VP)
(Animação / Comédia – M6)
sexta-feira, dia 14, 21.30h
domingo, dia 16, 16.30h

21 e 23 de outubro, 21.30h
Não te Preocupes, Querida
(Drama / Thriller – M14)

28 e 30 de outubro, 21.30h
Halloween: O Final
(Terror / Mistério / Thriller – M16)

Posto de Turismo de Aguiar da Beira altera horário

Com fim da fase de verão, o Posto de Turismo de Aguiar da Beira, passa a ter novo horário funcionamento, a partir de 1 de outubro (Modo Inverno)
Assim vai estar aberto durante a semana, encerrando ao fim de semana e feriados.
Segunda a Sexta-feira: 09h – 12h30 / 14h – 17h30, já por seu turno, a marcação de visitas à Torre do Relógio pode continuar a efetuar-se, bem como os pedidos de visitas guiadas, mediante informação prévia.
Aqui fica a forma de Contacto: 232689100, 📧 Email: turismo@cm-aguiardabeira.pt
Formulário de inscrição para visita à Torre (mediante horário de abertura do Posto de Turismo): https://servicosonline.cm-aguiardabeira.pt/…Mais informações no site:

Dia Internacional do Idoso assinalado em Pinhel

Ao longo dos últimos anos, o Município de Pinhel tem vindo a assinalar o Dia Internacional do Idoso, a 1 de outubro, com iniciativas diversificadas, alternando entre atividades que envolvem
e reúnem as várias instituições do concelho em momentos de convívio, e outras que são desenvolvidas no seio de cada IPSS.

Este ano, e ainda ciente das dificuldades e
limitações por que passaram as instituições devido à
situação de Covid, o Município de Pinhel vai desafiar
as IPSS do concelho a participarem numa animada
“Caça ao Tesouro” que terá lugar nas instalações
de cada Lar ou Centro de Dia, ao longo do mês de outubro (conforme calendarização a definir).
A iniciativa será coordenada pelo Gabinete de Ação Social do Município, com a colaboração do CLDS-4G, que irão deslocar-se às IPSS para dinamizar a“Caça ao Tesouro” e, assim, promover a estimulação física e cognitiva dos utentes, bem como a interação entre os seniores.
Para tal, os idosos serão envolvidos numa dinâmica de grupo e o desafio será completarem um conjunto de provérbios tradicionais, ao longo de um percurso previamente definido em cada instituição, que conduzirá por fim a um “Tesouro” – baú que está a ser elaborado pelo CLDS-4G – contendo no seu interior uma mensagem assinada pelo Presidente da Câmara Municipal de Pinhel.
Organização: Município de Pinhel Colaboração: CLDS-4G

Por:MP

Estatísticas APAV – Pessoas idosas vítimas de crime e de violência 2021

A APAV associa-se, uma vez mais, à iniciativa anual do Dia Internacional da Pessoa Idosa. Este dia foi instituído em 1991 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e tem como objetivo sensibilizar a sociedade para as questões do envelhecimento e a necessidade de proteger e cuidar a população mais idosa.

Assinalando a data, disponibilizamos para consulta a nova série estatística da APAV, sobre pessoas idosas vítimas de crime e de violência, referente ao ano de 2021.

Durante 2021, a APAV apoiou um total de 1594 pessoas idosas vítimas de crime e de violência, o que corresponde a uma média de 4 pessoas por dia.

No que diz respeito ao perfil da vítima, esta é geralmente do sexo feminino (cerca de 75,5%), com idades compreendidas entre os 70 e os 74 anos. Já o autor do crime é em cerca de 52,3% das situações do sexo masculino e com uma média de idades (16%) acima dos 65. Em cerca de 29% dos casos, a vítima é pai ou mãe do autor do crime.

Reconhecendo que a violência contra as pessoas idosas constitui um problema social e de saúde pública, consideramos que o seu eficaz combate pode contribuir para um futuro mais inclusivo, onde todos sejam respeitados ao longo do ciclo de vida, nomeadamente no contexto de um envelhecimento ativo e saudável.

A APAV apoia as pessoas idosas e as suas famílias, prestando-lhes apoio jurídico, psicológico e social; conta com a colaboração de outras instituições, públicas e privadas, e com os vizinhos e conhecidos das vítimas — cujo papel pode ser muito importante, sobretudo na denúncia das situações de violência.

Estes crimes não podem ser remetidos ao silêncio.

A APAV está disponível para ajudar através dos seus diferentes serviços, nomeadamente da Linha de Apoio à Vítima 116 006 — dias úteis, das 08h00 às 22h00 — número gratuito e confidencial.

Programa “Best Wine Selection” foi apresentado em Viseu

O Programa “Best Wine Selection” é implementado como projeto piloto no Dão. Iniciativa oficialmente apresentada no Solar do Vinho do Dão (Viseu), é mais uma iniciativa-chave para a valorização do projeto “Enoturismo na Região Demarcada dos Vinhos do Dão”, uma parceria promovida pela CIM Viseu Dão Lafões, com aAssociação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), a Turismo Centro de Portugal e a Comissão Vitivinícola Regional (CVR) do Dão.

O programa Best Wine Selection tem como objetivo principal dignificar e promover os vinhos portugueses, neste caso os vinhos do Dão, gerando uma rede de restaurantes que garanta a satisfação dos seus clientes, através da oferta de vinhos de qualidade e da prestação de um serviço irrepreensível. Ao mesmo tempo, este programa é mais uma iniciativa-chave que vem valorizar o projeto “Enoturismo na Região Demarcada dos Vinhos do Dão”, lançado pela CIM Viseu Dão Lafões e integrando sinergias entre a AHRESP, o Turismo Centro de Portugal, a Viseu Marca e a CVR do Dão.

Fruto desta iniciativa os restaurantes da região Viseu Dão Lafões vão poder exibir um novo selo de qualidade, o “Best Wine Selection”, que atesta a excelência do serviço prestado no domínio dos vinhos do Dão.

Promover a oferta vitivinícola da região, incentivar o consumo de produtos regionais e qualificados, impulsionar as empresas de restauração e alojamento que integrem o programa e atrair turistas, consumidores e visitantes são objetivos complementares.

Para poderem ser candidatos ao programa “Best Wine Selection”, os restaurantes têm de ser previamente aderentes ao programa “Seleção Gastronomia e Vinhos”, também da AHRESP. Depois, devem manifestar o interesse na candidatura através do preenchimento de um boletim de inscrição, disponível no site da AHRESP.

Os restaurantes que integrem esta Rede passam a usufruir de várias vantagens, como o direito de exibirem uma placa e um diploma “Best Wine Selection”, respetivamente no exterior e no interior do estabelecimento. Também podem utilizar a marca “Best Wine Selection” para promoverem e divulgarem iniciativas próprias, aceder a canais de promoção inerentes ao próprio programa e serem incorporados no site das entidades parceiras, com ligação a outros sites de interesse turístico. Além disso, ficam abrangidos por estímulos a processos de modernização e de implementação de boas práticas.

Forte aposta da CIM Viseu Dão Lafões no Enoturismo

A CIM Viseu Dão Lafões tem vindo a desenvolver no seu território uma estratégia que visa criar uma nova dinâmica turística, tendo como foco central os vinhos do Dão e as atividades a ele relacionadas, através da capacitação de agentes locais, contribuindo para a qualificação da oferta e promoção enoturística no mercado nacional da região Viseu Dão Lafões.

O Programa “Best Wine Selection” surge em linha com a proposta de ativação da Rota do Vinho do Dão, com iniciativas de qualidade e diferenciadoras, tirando partido de outras atividades com potencial turístico já em curso no território, nomeadamente ao nível da gastronomia, da valorização do património histórico, das tradições culturais e da vertente natureza, com particular incidência no inegável valor histórico e patrimonial vitivinícola existente na região do Dão.

Secretária de Estado presidiu à apresentação 

A apresentação do programa foi presidida pela Secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Rita Marques, que destacou a resiliência do setor da restauração e deu os parabéns pelos projetos apresentados. “Quero deixar uma palavra de alento para os empresários da restauração, que têm sido um pilar da recuperação operada, dinamizando toda a atividade económica. A oportunidade destes programas é mais uma boa desculpa para continuar a fazer bem feito. O que queremos é o melhor e para isso para temos que continuar a servir bem”, afirmou.

Na apresentação, estiveram ainda presentes as entidades parceiras da iniciativa.

De acordo com Fernando Ruas, Presidente da CIM Viseu Dão Lafões, “o programa ‘Best Wine Selection’ é uma oportunidade ímpar para os restaurantes da região Viseu Dão Lafões se distinguirem pela qualidade dos produtos que oferecerem aos clientes. A excelência do vinho do Dão é centenária e reconhecida em todo o mundo. Com o selo atribuído pelo programa, os clientes podem ter a certeza de que estão num restaurante que trata estes vinhos com a sabedoria e mestria que eles merecem. Os restaurantes passam assim a ser verdadeiros agentes de divulgação, promoção e venda da região de Viseu Dão Lafões e dos vinhos do Dão, através da dinamização da nossa gastronomia, artesanato e da nossa própria cultura”.

 

Nuno Martinho, Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, destacou a capacidade da região Viseu Dão Lafões em lançar mais uma iniciativa de valorização do território, integrando as valências dos diversos parceiros envolvidos. “Somos a primeira região do país a receber o programa Best Wine Selection.  Estamos a estruturar o produto enoturismo da região, num alinhamento estratégico com os municípios da região, o Turismo Centro de Portugal, a CVR Dão e a AHRESP. Estamos aqui pela economia da região, pegando no trabalho já desenvolvido pela CVR na Rota dos Vinhos do Dão, capacitando os operadores, potenciando a qualidade da nossa oferta turística e qualificando o destino”. 

 

Para Jorge Loureiro, vice-presidente da AHRESP, o Best Wine Selection é um programa nacional que se quer ver escalar. “Este é o caminho. Estamos a promover a capacitação. Este á uma grande oportunidade de enriquecer a nossa proposta de valor”, afirmou. Susana Leitão, também da AHRESP, realçou o facto de as iniciativas apresentadas não implicarem qualquer tipo de encargos para os empresários e representarem uma grande mais-valia para a promoção dos restaurantes. “Além da capacitação, terão acesso a uma certificação que podem e devem ostentar; e que dará acesso a todos os canais de promoção a nível nacional”. 

Segundo o Presidente da Turismo Centro de Portugal, Pedro Machado, estamos na presença de uma iniciativa que representa um “triângulo virtuoso”. “Restruturação de produto, capacitação de empresários e valor. Também o enoturismo e os serviços associados ao vinho têm que redundar num produto final com aumento de perceção de qualidade e, por consequência, do preço e do valor. Somos conhecidos por sermos simpáticos e hospitaleiros, mas também temos que ser associados à qualidade e promover a sustentabilidade do negócio”, afirma.

Por seu lado, o Presidente da Comissão Vitivinícola Regional (CVR) do Dão, Arlindo Cunha, que também representou a ViniPortugal no evento, mostrou o seu entusiasmo com esta iniciativa de valorização da Rota dos Vinhos do Dão. “Este é um instrumento crucial para alargar a capacitação do serviço de enoturismo na Rota dos Vinhos do Dão. Temos já alguma oferta de excelência, mas estamos a dar os primeiros passos para estendê-la a outros operadores. Temos um potencial fabuloso para explorar. Parabéns pelo projeto do qual somos entusiasticamente parceiros”. 

Obras de requalificação da Av. João XXIII iniciam em Nelas

O Município de Nelas vai dar início na próxima segunda-feira, dia 3 de outubro, às obras de requalificação da Av. João XXIII, em Nelas, e espaços envolventes, com destaque para a intervenção nas infraestruturas existentes. A empreitada será realizada entre a Rotunda da Igreja e a antiga Escola Primária da Avenida, atualmente sede da Academia Municipal de Artes de Nelas.

A empreitada tem como objetivo principal em particular a requalificação das infraestruturas existentes, nomeadamente as redes de abastecimento de água, de drenagem de águas residuais domésticas e pluviais, infraestruturas elétricas e de telecomunicações, bem como a consequente organização urbanista e sustentada, através da promoção da mobilidade urbana e gestão do estacionamento automóvel. Não será, ainda, descurado o arranjo paisagístico, não só através da preservação de todas as árvores atualmente existentes, como também procedendo à plantação de novas, aumentando o número de lugares de estacionamento.

A pensar no bem-estar dos munícipes e de todos os visitantes, a intervenção irá criar condições de segurança e de conforto quer na circulação pedonal, quer na circulação automóvel, pelo que o projeto contempla vias pedonais com pelo menos 1,60 metros de largura e uma faixa rodoviária com 7 metros. Para contribuir para uma mobilidade mais inclusiva de utilizadores com mobilidade condicionada, para além da eliminação de alguns degraus existentes, algumas das passagens de peões de superfície, vulgo passadeiras, ficarão ao nível dos percursos pedonais, bem como a criação, ao longo da Avenida, de pequenas zonas de estadia, enquadradas com pequenas floreiras em aço-corten, que possibilitem o descanso e o disfrute da envolvente.

O projeto, que surge no âmbito do procedimento concursal realizado pela Câmara com financiamento do Portugal 2020, pretende a requalificação do arruamento rasgado no inicio dos anos 50 do século XX e que hoje em dia opera como uma das principais artérias comerciais e sociais da Vila de Nelas, verificando um forte crescimento da construção urbana ao redor nos últimos anos.

Os trabalhos irão decorrer faseadamente, minimizando o impacto sobre a utilização da via e causando o mínimo de transtorno aos utilizadores, tendo um prazo de execução de nove meses.

“Servir Zelando” candidata aos órgãos sociais do Bombeiros de Viseu

João Caiado encabeça a lista sob o lema “Servir Zelando” candidata ao próximo acto eleitoral
para os órgãos da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Viseu.
Assumindo que a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Viseu (AHBVV)
conheceu nos últimos mandatos uma liderança competente e motivada que conseguiu gerir as
muitas dificuldades administrativas e em simultâneo promover o real valor desta importante e
fundamental instituição do nosso concelho e da região entende-se com esta candidatura que é
absolutamente indispensável e preponderante, que uma equipa de cidadãos profundamente
enraizados na defesa dos nossos Bombeiros Voluntários de Viseu (BVV), se afirmem como
sendo uma solução continuadora e impulsionadora deste trabalho e se apresentem nessa
circunstância a sufrágio eleitoral aos órgãos sociais da AHBVV, para o próximo mandato.
Esta candidatura que concorre em favor da valorização da AHBVV e do seu Corpo de Bombeiros quer:
– Que os BVV continuem com distinção a cumprir as missões que lhes cabem por direito próprio e tudo faremos para contar com o apoio, respeito e reconhecimento do poder local e central, já que aos BVV não falta a gratidão e o carinho das populações que servem abnegadamente.
– Continuar a unir a Corporação, dos Bombeiros aos Comandos Locais, Regionais e Nacionais, os Dirigentes Associativos, os Associados e Beneméritos, as Instituições do Concelho e as
Populações, em torno de uma identidade única que permita ter a força suficiente para exigir,
em cada momento, as melhores condições e o reconhecimento dos valores que norteiam a
actividade da protecção civil, muitas vezes esquecidos pelo Estado e seus representantes.
– Representar Associados e Bombeiros protagonizando e dinamizando as mudanças
necessárias a uma melhoria das suas condições de vida e operacionais numa colaboração
positiva, harmoniosa e em resposta às exigentes dimensões das necessidades.
– Continuar a defender os BVV garantindo que como agentes de proteção civil, considerando
toda a actividade que realizam, de combate a incêndios e salvamento, da maioria da
emergência pré-hospitalar e transporte emergente, urgente e não urgente de doentes, entre
muitas outras atividades de assistência a pessoas, bens, e ambiente são reconhecidos pelo seu
trabalho e que todas essas missões são executadas por homens e mulheres motivados e com
elevado sentido do dever.
No pressuposto que o Estado deve garantir o financiamento justo e adequado ao exercício
dessas tarefas, sem necessidade de permanentemente questionar as metodologias de
atribuição de verbas, tantas vezes, essenciais à sobrevivência da Associação Humanitária quer
esta candidatura continuar a fazer dos BVV uma estrutura eficiente na sua operacionalidade e
um valor seguro para toda a população viseense!
O Eng João Caiado, professor esteve 30 anos como director do Agrupamento de Escolas
Infante D. Henrique em Repeses, foi dirigente como Vice Presidente da ANDE, é dirigente na
Associação futebol de Viseu onde exerceu vários cargos durante 20 anos sendo actualmente
presidente da Assembleia Geral, foi durante 10 anos Membro do Conselho das Escolas, órgão
consultivo do Ministério da Educaação, em representação do Quadro de Zona Pedagógica 3 e
foi durante 8 anos Membro da Comissão Local de Protecção Civil como representante da
Educação.
Tem 67 anos de idade, casado, 2 filhos e 2 netos. Hoje, em situação de pré reforma é deputado
municipal e recebeu no passado ano a Medalha de Mérito Municipal de Viseu.