Início » Cultura (Pagina 30)

Cultura

“Caminhar com Ciência no Estrela Geopark”  na Guarda

A atividade “Caminhar com Ciência no Estrela Geopark” do próximo dia 23 de julho decorre no Município da Guarda.
Percurso: Vale de Estrela
Distância: 10 km
Desnível: 300 m
Duração: 3h30
Grau dificuldade: moderado
Tipo: circular
Hora de partida: 9h30
Ponto de encontro: Vale de Estrela, Guarda | 40°29’58.9″N 7°18’24.0″W
Para mais informações, aceda ao seguinte link: https://www.geoparkestrela.pt/atividades

Apresentação do livro ” Escrita com(n)vida Nugae – Impressões do Crepúsculo

Vai ter lugar a apresentação do livro . Escrita com(n)vida
Nugae – Impressões do Crepúsculo  de Duarte Martins na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço neste sábado, pelas 16 horas.
Nugae- Impressões do Crepúsculo, título assaz expressivo, assim o pretende o autor. Obra de poesia composta por 46 poemas de dimensões e temas variados! O amor, a vida, a morte, a infância, entre outros são alguns dos temas que o autor nos propõe ao longo deste livro pleno de uma fina e subtil ironia! O passado histórico e a grande gesta portuguesa, bem como a saudade também estão presentes. Enfim está feito o convite para embarcar neste mundo único e onírico, onde só a poesia nos consegue transportar. Como o poeta diz – É o sonho que nos move /mesmo quando Zeus chove.

Guarda in Jazz entre 8 e 17 de julho

A Guarda dá impulso a este início de Verão com uma nova edição do Guarda in Jazz entre 8 e 17 de julho e comos ritmos jazz a marcar a vida cultural da cidade mais alta. O festival traz grandes nomes da cena nacional e internacional do jazz ao Teatro Municipal da Guarda (TMG) e, nesta edição, a outros palcos da cidade, como será o caso da Alameda de Santo André onde decorrerá o Guarda Wine Fest.

O Guarda in jazz arranca a 8 de julho com um dos melhores músicos de jazz português, Desidério Lázaro que se apresenta em formato de quarteto e que traz temas originais numa linha cinematográfica e com incursões ao rock e à música erudita. O Desidério Lázaro Quarteto atua no Café Concerto do TMG, pelas 22h00. No dia seguinte, 9 de julho, revisitam-se os standards com temas clássicos de jazz, transversais a várias gerações, com a Glenn Miller Orchestra vinda diretamente dos Estados Unidos da América. Esta Big band, formada por Glenn Miller em 1932, tem passado por várias formações ao longo das últimas décadas, atualmente é dirigida por Ray Macvay e conta com cerca de 20 músicos e cantores. Ao palco do Grande Auditório do TMG vão trazes as melodias eternas da época dourada do jazz e do swing dos anos 30 do Séc XX. O concerto está marcado para as 21h30.

A 13 de julho no Café Concerto do TMG atua o Luís Vicente Quarteto. Adepto do Free Jazz, este quarteto conta com aclamados músicos internacionais como William Parker, Hamid Drake ou John Dikeman. O concerto está marcado para as 22h00. No dia seguinte, 14 de julho, no Pequeno Auditório, é a vez de Laurent Filipe, trompetista, compositor e produtor que apresenta no TMG Ode to Chet, uma homenagem ao ícone do jazz Chet Baker, também ele trompetista.

E a partir de 15 de julho, o festival muda-se de armas e bagagens para o palco da Alameda de Santo André juntando-se ao Guarda Wine Fest, iniciativa também do Município da Guarda, em parceria com a CVRBI, que reunirá cerca de 40 produtores de vinho da Beira Interior, a que se juntam representações de mais duas Denominações de Origem vizinhas que coexistem no Distrito da Guarda:  Douro e Dão. Sexta, dia 15, atua o Indigo Quintet, um projeto português criado em 2018 e que mistura estilos musicais do jazz ao rock. O grupo compôs música original para curtas metragens do realizador francês Jacques Tati. No dia seguinte, sábado, dia 16, é a vez do norte-americano John Pizzarelli. O músico da nova geração seguiu os passos do legado artístico de Nat King Cole. Pizzarelli já colaborou com artistas como Paul MacCartney e James Taylor. O Guarda in Jazz termina no domingo, dia 17, às 18h00, com Carioca de Limão, banda de Luso-brasileira que faz jazz de fusão: ritmos brasileiros fundem-se com o jazz e grooves funky, eletrónica e músicas do mundo.

Todos os concertos são de acesso ou entrada livre com exceção dos que acontecem nos auditórios do TMG. Mais informações na página do TMG em www.tmg.com.pt

Guarda Wine Fest de 15 a 17 de julho

Vai acontecer de  15 a 17 de julho, na Alameda de Santo André, na Guarda, estarão em prova vinhos das regiões da Beira Interior, do Dão e do Douro, integrando um cardápio mais abrangente de experiências, que incluem gastronomia e jazz.

A sessão de abertura está agendada para as 18h00 de dia 15 de julho e terá a presença da Ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes, do Presidente da Câmara Municipal da Guarda, Sérgio Costa, do Presidente da CVR da Beira Interior, Rodolfo Queirós, do Presidente da CVR do Dão, Arlindo Cunha, e do Presidente do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto, Gilberto Igrejas.

Nesse primeiro dia, a par do funcionamento contínuo dos expositores presentes e dos restaurantes, Tiago Macena, enólogo beirão e estudante do mais exigente plano internacional de estudos em vinho, o “Master of Wine”, conduzirá a “Conversa sobre Vinho: Grandes Castas Brancas – Encruzado, Rabigato e Síria” (19h30). Ao entardecer, os Blue Velvet Trio garantem os primeiros sons ao vivo (a partir das 18h00) e à noite o palco terá as sonoridades do jazz de fusão dos Indigo Quintet (21h30).
Sábado será um dia intenso. As confrarias báquicas, gastronómicas e enogastronómicas convidadas iniciam, pelas 10h45, um desfile entre a Praça Luís de Camões e a Praça do Município com a participação da Banda Filarmónica de Famalicão da Serra. Pelas 11h00 são recebidas nos Paços do Concelho, seguindo-se desfile até à Alameda de Santo André com passagem pelo GUARDA WINE FEST.

No evento, pelas 13h30 há música pela Fanfarra NemFáNemFum e dança, pelas 15h00, com o grupo Swing Station.

Rodolfo Tristão, sommelier e provador da Revista de Vinhos, orienta a sessão “Conversa sobre Vinho: Vinhos de Altitude – o que os diferencia dos outros” (14h30). A meio da tarde, pelas 16:00, o evento acolhe o primeiro de dois show cookings. Em palco estará Diogo Rocha, chefe de cozinha beirão que tem realizado um trabalho notável de promoção de produtos de autóctones aos quais empresta criatividade ímpar no restaurante Mesa de Lemos, na Quinta de Lemos, em Viseu, distinguido com estrela Michelin.
Ainda neste dia, ao final da tarde (18h30), o sommelier Rodolfo Tristão regressa com nova “Conversa sobre Vinho: Tinta Roriz – a mesma casta em diferentes terroirs”. À noite haverá clássicos de swing pelo norte-americano John Pizzarelli, em novo concerto ao vivo (21h30).

Domingo, terceiro e último dia do GUARDA WINE FEST, a programação inclui a atuação da Fanfarra Kaustica (14h00). O sommelier Rodolfo Tristão embarca numa viagem pelo tempo com o objetivo de ilustrar a fantástica capacidade de evolução dos vinhos de altitude. Pelas 14:30 realiza-se a “Conversa sobre Vinho: Velhos são os Trapos – colheitas antigas de grandes vinhos”.

Pelas 16h00, a chefe de cozinha Cristina Manso Prato, autora de diversos livros de receituário prático e presença regular na “Praça da Alegria” da RTP, será a protagonista de novo show cooking. Pelas 17h30 será proposta um Brinde de Encerramento e o cair do pano do evento, pelas 18:00 de domingo, combina ritmos latinos e brasileiros dos Carioca de Limão.
GUARDA WINE FEST terá em permanência, durante o funcionamento do evento, a presença de dezenas de produtores de vinhos das regiões da Beira Interior, do Dão e do Douro que partilham a premissa da altitude, bem como propostas gastronómicas dos restaurantes Alameda, D´sigual Wine House e Pensão Aliança.

A entrada é livre, ficando a participação nas atividades do programa sujeita aos lugares disponíveis. As provas de vinho nos diferentes expositores só serão possíveis com a aquisição do copo oficial de provas. Os produtores presentes que o pretendam também poderão vender produtos aos visitantes.

Espetáculo “Desadormecer” passou por Fornos de Algodres

No âmbito do Festival Cultural da Serra da Estrela, o Município de Fornos de Algodres recebeu neste sábado, 2 de julho, na Residência de Estudantes/Largo da Igreja da Misericórdia o espetáculo “Desadormecer”. É uma criação de Produção D’Fusão em colaboração com Centro Social Paroquial de Sazes da Beira, Concertinistas da Folgosa da Madalena e CERVAS de Gouveia.
Desadormecer é uma instalação performance em forma de percurso guiado, através de um espaço exterior natural e um espaço interior mais expositivo. O espetáculo recorre a objetos e elementos multimédia de forma a imergir o espectador num universo que traça pontes entre o passado, o presente e as hipóteses de futuro, de uma população idosa e a região serrana que habitam. O trabalho debruça-se especificamente sobre as dicotomias isolamento / comunidade, e confinamento / liberdade, tocando também temas como memória, proteção, cura e autonomia.
Festival Cultural da Serra da Estrela é um projeto em rede de itinerância e intercâmbio cultural, cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, que foi desenhado para e com as populações do território da CIMBSE, nomeadamente a Raia Histórica, as Beiras e a região da Serra da Estrela, da qual faz parte o município de Fornos de Algodres. É composto por 75 espetáculos culturais como teatro, música, novo circo, dança contemporânea e performances multimédia, que estarão em movimento, entre junho e outubro do ano em curso, pelos 15 municípios da área de abrangência da CIMBSE.

Proteja-se do calor!

O Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde do Centro
(ARSC), no âmbito do Plano de Saúde Sazonal/Verão, em vigor desde 1 de maio,
recorda um conjunto de medidas básicas, visando proteger a sua saúde e dos seus
perante temperaturas elevadas.
Estas medidas individuais de proteção da saúde são particularmente relevantes nas
pessoas mais vulneráveis aos efeitos do calor: idosos, portadores de doenças crónicas,
acamados, crianças de tenra idade e todos os que desenvolvem atividade, laboral ou
de lazer, fisicamente intensa ou ao ar livre.
Assim, nos dias de maior calor:
  • Evite a exposição solar entre as 11h00 e as 16h00.
  • No exterior, use protetor solar com fator de proteção superior a 30.
  • Use peças de roupa leves, de preferência de algodão, e de cor clara.
  • Quando no exterior, utilize um chapéu de abas largas e óculos de sol.
  • Evite esforços físicos intensos, em especial nos dias e horas de maior calor.
  • Permaneça em locais frescos (à sombra) ou climatizados.
  • Durante o dia, feche janelas e persianas; à noite, faça o oposto, aproveitando o ar fresco para arrefecer os edifícios.
  • Beba água e sumos naturais de fruta, mesmo não tendo sede. Esta medida é especialmente importante nos idosos, porque não sentem sede, e nas crianças de tenra idade.
  • Evite refrigerantes e bebidas alcoólicas.
  • Faça refeições ligeiras, à base de saladas.
  • Conserve os medicamentos a uma temperatura e humidade apropriadas (local fresco e seco).
  • Visite ou contacte com frequência idosos e outras pessoas vulneráveis vivendo sozinhas.
Atendendo a que a época é propícia a viagens, recomenda-se ainda:
  • Os idosos e as crianças não devem permanecer no interior das viaturas.
  • Não feche completamente as janelas. Lembre-se que o Sol roda e que a viatura, mesmo que inicialmente colocada à sombra, poderá ficar exposta ao Sol ao fim de algumas horas.
  • Planeie a sua viagem. Caso a sua viatura não disponha de ar condicionado, evite as horas de maior calor e viaje de noite. Não se esqueça de levar água engarrafada.
  • Reduza as atividades ao ar livre, em especial as que exigem esforço físico intenso, tais como desportos, durante o período do dia em que as temperaturas estão mais elevadas e a radiação ultravioleta é mais intensa (entre as 11h00 e as 16h00).
  • Na praia, esteja atento às crianças e aos perigos de afogamento.
  • Não consuma água de fontenários, mas apenas água da rede pública ou engarrafada.
Para informações adicionais, o Departamento de Saúde Pública da ARSC recomenda
as seguintes fontes:
Direção-Geral da Saúde – este serviço de saúde pública de âmbito nacional
disponibiliza material informativo, destinado à população em geral, no âmbito do Plano
de Saúde Sazonal – Verão.
Centro de Atendimento do SNS 24 (808 24 24 24) – esta linha de apoio (custo de
chamada local) fornece aconselhamento e orientação em saúde.
Instituto Português do Mar e da Atmosfera – disponibiliza, no seu sítio institucional,
informação relativa a temperaturas observadas e previstas no nosso País, bem como
ao índice de raios ultraviolentas e à qualidade do ar.

Gouveia- Anfiteatro da Cerca volta a receber eventos culturais

Foi preparado um leque de eventos culturais, onde o  Anfiteatro da Cerca volta a receber neste verão gouveense já a partir deste fim de semana.
O Município de Gouveia preparou uma programação cultural para todos os gostos e idades, que darão vida àquele espaço emblemático da cidade e que tornarão as noites dos gouveenses e de quem nos visita mais animadas.
Este espaço ao ar livre dotado de condições ímpares para acolher os mais variados espetáculos e que constitui um lugar intimista e especial de memória e afeto para todos os gouveenses, recebe, já na próxima sexta feira (dia 8 de julho) e sábado (dia 9 de julho), pelas 21h30, o Recital de Dança: “Era uma vez… na terra dos sonhos”, uma iniciativa do projeto Eu Sou Dança que promete ao público noites de magia e muitas surpresas.
Ainda no fim de semana, dia 10 (domingo), pelas 21h30, os espetadores são convidados a assistir ao espetáculo musical “Histórias de Manteigas”, uma performance que integra o Festival Cultural da Serra da Estrela, promovido pelos municípios da CIMBSE, e que atravessará 3 séculos de história (Sécs. XIX, XX e XXI) e destacará a importância de várias personalidades que marcaram este concelho de Manteigas.
No dia 17 de julho, pelas 21h30, apresentam-se, em palco, “Os Sons da Estrela”, um espetáculo musical, também, integrado no Festival Cultural da Serra da Estrela que conta a história de Rosa, uma menina fascinada pela sua aldeia e onde as lendas, os costumes e as músicas tradicionais levarão o público a participar ativamente no espetáculo.
O quarto fim de semana do mês de julho (dias 23 e 24) é dedicado ao circo acrobático, com espetáculos promovidos pela Rede Interior. Iniciando-se no sábado, com “Marilelas”, uma criação da companhia Mariloli, que consiste numa performance que apela aos sentidos. Um espetáculo sem texto que comunica com o olhar, o cheiro, o movimento, a dança… Um mundo mágico onde nos surpreendemos com o trapézio duplo e onde até a música evoca atmosferas longínquas e diferentes.
No dia 24, o público encantar-se-á com “Raiz” dos Circo Caótico, um dueto acrobático, que nos conduzirá numa experiência que nos propõe pensar o conceito de lugar comum, onde a liberdade e o caos andam de mãos dadas.
A 8.ª edição da Romaria Cultural encerra a programação do mês de julho, tendo já agendados, também, vários espetáculos para o palco da Cerca, como é o caso dos concertos dos Verbian, The Quartet of Woah!, Alpha e Linda Martini.
O mês de agosto, por sua vez, trará mais gente, sol e surpresas ao Anfiteatro da Cerca, pelo que sugerimos que se mantenha atento à programação cultural!

CLAIM – Centro local de Apoio à Integração de Migrantes vai ser inaugurado em Celorico da Beira

Vai ter lugar no próximo dia 12 de julho, pelas 10H30, a inauguração do
CLAIM – Centro local de Apoio à Integração de Migrantes – de Celorico da Beira.
O CLAIM de Celorico da Beira é resultado de uma parceria entre a Autarquia e o Alto Comissariado para as Migrações, I.P. (ACM). Instalado
no espaço do Balcão de Atendimento Social, dispõe de um técnico
habilitado para acolher, informar e dar apoio aos imigrantes, no horário de
atendimento de segunda a sexta-feira, das 09H00 às 13H00.
Trata-se de mais um serviço na área social, prestado por técnicos
qualificados, de forma personalizada e gratuita, destinado aos imigrantes
residentes neste município ou na região. Os CLAIM são gabinetes/espaços
de acolhimento, informação e apoio que pretendem facilitar o acolhimento
e a integração dos estrangeiros residentes em território português. Com este
intento articulam com as diversas estruturas locais e prestam ajuda e
informações aos migrantes sobre assuntos relacionados com a
regularização da situação migratória, nacionalidade, reagrupamento
familiar, habitação, trabalho, saúde, educação, segurança social, entre
outos.
Atualmente, a rede CLAIM é constituída por 150 espaços/gabinetes,
distribuídos de norte a sul do país e ilhas, que resultam de parcerias entre o
Alto Comissariado para as Migrações (ACM), e autarquias, instituições do
ensino superior e instituições de solidariedade social. Em algumas regiões
este serviço é prestado aos estrangeiros em regime de itinerância, por forma
a responder as suas necessidades, colmatando a falta de mobilidade ou a
ausência de outros recursos.

Queiriz inaugurou Salão Cultural / Desportivo, espaço Internet e recinto de festas

Este domingo, foi de grande festa na Freguesia de Queiriz, assim a tarde iniciou com a inauguração da requalificação do Salão cultural/desportivo e espaço internet (situado na Casa do Povo), trata-se de um local que agora fica mais atrativo para toda a comunidade em geral.

Depois o Rancho Folclórico de Figueiró da Granja animou a tarde antes do lanche convívio para todos os presentes.

Mais para a noite, foi inaugurada a requalificação dos arranjos exteriores da casa do Povo e recinto de festas, que recebeu o baile com bastante animação pelo grupo K5.

Assim , um obra muito útil para toda a comunidade e vem assim dar uma nova imagem á localidade, realizada pelo executivo da Freguesia de Queiriz liderada por Vítor Hugo.

Maceira acolheu mais um projeto Erasmus+ com sucesso

Multicultural Urban Art foi o tema deste grupo do programa Erasmus+ que estiveram durante 9 dias , no Hostel EntryFik, em Maceira.
Foram dias muito produtivos e os produtos finais superaram todas as expectativas.
Assim a Associação de Maceira convida toda a comunidade a visitar a arte urbana que os participantes criaram no  , onde deixaram o apelo a um mundo livre, onde as diferenças são respeitadas e a diversidade potencia a autenticidade e criatividade.
São estes projetos e intercâmbio de pessoas e culturas que origina ao estreitar laços entre todos.