Templates by BIGtheme NET
Início » Cultura (Pagina 5)

Cultura

“Habitua-te”- Festival de Artes Performativas a 30 e 31 de Julho

Inserida no seio da aldeia de Carvalhal Redondo, a Associação Cultural Juvenil Teatro Hábitos, pretende com a oitava edição do festival Habitua-te, encontrar uma harmonia entre a cultura rural do povo e as artes mais contemporâneas, o passado e o presente.
Durante 2 dias a aldeia será o palco de uma série de manifestações culturais desde a música, o teatro, o
circo, as artes plásticas, passando pelo artesanato, as tradições e hábitos locais. Ler Mais »

Programa ‘Bora Jovens em marcha com mais de 140 jovens

O programa ‘Bora Jovens nasce com o objetivo de capacitar 70 jovens de vários pontos do país – atualmente conta com jovens de Loures, Lisboa, Almada, Setúbal, Guarda, Faro e Porto – durante os primeiros seis meses de 2021, com as ferramentas necessárias para lhes garantir mais oportunidades de emprego e um percurso profissional de sucesso. E mesmo tendo que se adaptar a um formato online devido à Covid-19, o que acresceu um desafio ao estabelecimento de uma relação com os jovens e mesmo com as empresas parceiras, o programa já conseguiu ultrapassar a meta inicialmente definida: a ONG está já a acompanhar 146 jovens, entre os quais 82 rapazes e 64 raparigas. Este programa é destinado a jovens entre os 18 e os 25 anos, em risco de exclusão social, desocupados ou integrados em estabelecimentos de ensino regular ou escolas profissionais. Têm como principal propósito a integração no mercado de trabalho, após passarem por um processo de capacitação de 15 sessões centradas no treino de competências, como as soft skills, e acompanhamento individual.

Num momento em que o desemprego jovem continua a ser elevado – segundo os dados do IEFP, em maio registavam 29.652 jovens desempregados com menos de 25 anos, cerca de 10% do total de pessoas desempregadas inscritas neste organismo – foi muito importante unir forças para mudar as vidas, sobretudo, daqueles que estão em risco de exclusão social e que, desde logo, se vêm mais limitados a entrar no mercado de trabalho pela vulnerabilidade social em que se encontram, e por nem sempre disporem de meios tecnológicos para concorrerem a empregos através do canal digital, por exemplo. Razão pela qual a Coca-Cola decidiu implementar este projeto em Portugal dando-lhe também continuidade na própria rede e estrutura – “Além de abrirmos as portas do mercado de trabalho de uma grande rede de clientes e parceiros, integrámos alguns destes jovens na nossa fábrica em Azeitão, por acreditarmos no seu potencial”, avança Márcio Cruz, Head of Public Affairs, Communication and Sustainability.

Através da Ajuda em Ação os jovens continuam a ser acompanhados até que estes sejam autónomos e parte ativa e fundamental na sociedade em que estão inseridos. Devido ao sucesso do ‘Bora jovens até ao momento, o programa pretende apoiar ainda mais jovens em vários pontos do país e contar com a participação de mais empresas parceiras para continuar a sua missão de construir um futuro mais digno para os jovens em situação de maior vulnerabilidade social.

Os jovens que nos são encaminhados vêm de meios socioeconómicos frágeis e apresentam baixas competências pessoais e sociais. Manifestam muita necessidade em ser ouvidos e de acolhermos as suas vulnerabilidades emocionais”, conta a Técnica de Intervenção Social do projeto, Rosário Alvarenga. Contudo, “têm conseguido receber os desafios que lhes têm chegado”, acrescenta Mário Baudoiun, Diretor de Programas da Ajuda em Ação. E as histórias de sucesso começam a surgir. Histórias como a de uma jovem santomense de 23 anos que vive em Loures com a sua avó e uma prima e se recusou a desistir desta oportunidade, mesmo quando se deparou com um problema de saúde, e que graças à sua perseverança já não está desempregada e conseguiu integrar o seu filho num infantário. Outra história marcante é a de uma jovem de 20 anos que mesmo sem acesso a eletricidade em casa e, logo sem internet, se conseguiu mobilizar para assistir às sessões de formação online e hoje trabalha e consegue garantir os bens essenciais para o seu dia a dia.

Mangualde celebra 25ºaniversário da Biblioteca e 80 anos da Revista Beira Alta

O Município de Mangualde acolhe duas iniciativas realizadas no âmbito da programação de comemoração do centenário do nascimento de Alexandre Alves, do 25º aniversário da Biblioteca Municipal e do 80º aniversário da Revista Beira Alta. No passado dia 9 de julho, realizou-se uma visita guiada às capelas e à ermida da Nossa Senhora do Castelo, acompanhadas por momentos musicais protagonizados por elementos da Orquestra POEMa. No dia 19 de julho, próxima terça-feira, pelas 18h30, será apresentada a Revista Beira Alta, nomeadamente, o número especial de homenagem a Alexandre Alves, na Igreja da Misericórdia, e, ainda, conduzida uma visita pela Igreja.

Pretende-se com esta programação revisitar a obra escrita de Alexandre Alves sobre o património de Mangualde, e, também, projetar a sua imagem ao nível da região Dão Lafões sobre a qual desenvolveu investigação. Neste enquadramento, a Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves em colaboração com a Direção da Revista Beira Alta e o Departamento dos Bens Culturais da Diocese de Viseu uniram-se para apresentar um conjunto de iniciativas tiveram início em maio e decorrerão até dezembro de 2022.

No dia 19 de julho, pelas 18h30, será promovida a apresentação da Revista Beira Alta, nomeadamente o número especial de homenagem a Alexandre Alves, que terá lugar na Igreja da Misericórdia. Neste dia, o público será ainda conduzido a uma breve viagem pela Igreja da Misericórdia, através dos textos de Alexandre Alves. A visita estará a cargo de Fátima Eusébio. O final da sessão contará com um momento musical protagonizado por Margarida Ferreira dos Santos.

Concerto “Sete e Sete” em Viseu

A cidade de Viseu recebe no próximo domingo, dia 17 de julho um espetáculo inédito, que está a fazer mexer toda a região. Trata-se do concerto “Sete e Sete”, protagonizado por uma orquestra comunitária, que junta mais de 100 pessoas de várias localidades dos territórios de Viseu Dão Lafões. Os participantes têm idades entre os 10 e os 80 anos, são amadores e profissionais, e em comum partilham o gosto pela música e pelas tradições locais.

O projeto “Sete e Sete” foi lançado pela Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões que começou por auscultar os 14 municípios que compõem o território. Deste contacto, surgiu uma lista heterogénea de pessoas e coletivos interessados em participar, desde bandas filarmónicas, a ranchos folclóricos, coros e escolas de música, entre outros. Em paralelo, abriu-se a oportunidade, através de uma “open call”, para que qualquer pessoa que tenha vontade de integrar a iniciativa se possa juntar ao coro. No total, já mais de 100 pessoas responderam positivamente ao apelo.

Com todas as condições reunidas, avançou-se para as primeiras reuniões e workshops com os participantes, em várias localidades da região. O passo seguinte foram os ensaios iniciais, por grupos, estando a decorrer, nos dias 14, 15 e 16 de julho, ensaios já com todos os integrantes, no Teatro Viriato, em Viseu. O resultado será levado ao palco no dia 17, pelas 21h30, no Adro da Sé de Viseu. A entrada é gratuita.

O espetáculo final, “Sete e Sete”, é uma nova criação em estreia absoluta e será um momento de celebração cultural único para Viseu Dão Lafões. O material artístico aborda temáticas diversas, que surgiram nos workshops realizadas com as comunidades participantes. As histórias, os anseios, o humor e o património imaterial da região, como um todo unido e coerente, são o fio condutor de todo o espetáculo.

A orquestra é dirigida pelo maestro inglês Tim Steiner, compositor vocacionado para as performances colaborativas, com larga experiência no desenvolvimento de projetos criativos pela Europa.

Uma Comunidade é, acima de tudo, uma união de pessoas de um território que partilham interesses e valores comuns. Com este espetáculo colaborativo, a CIM Viseu Dão Lafões pretende celebrar e reforçar ainda mais esse sentimento de pertença a uma região. O património histórico, a cultura e as tradições populares de Viseu Dão Lafões constituem um manancial riquíssimo e é precisamente essa riqueza que, através da programação cultural em rede, nos encontramos a promover. Este espetáculo, que sobe a palco no dia 17, vai ser, seguramente, um momento inesquecível para toda a região, destaca Fernando Ruas, presidente da CIM Viseu Dão Lafões.

Guarda-Condicionamento de trânsito na R. Alves Roçadas e R. Marquês de Pombal

Face ao âmbito da empreitada “Depressões Elsa e Fabien – Intempéries – Muros e Cobertura”, a partir do dia 18 de julho até 16 de agosto de 2022, em situações pontuais e temporárias, haverá condicionamento de parte da via pública e do passeio, na Rua Alves Roçadas e na Rua Marquês de Pombal, para execução de trabalhos no beirado dos alçados do edifício Paço da Cultura/Museu.

Os trabalhos serão executados recorrendo a uma plataforma elevatória. A zona de trabalhos vai estar devidamente sinalizada, recorrendo a baias de segurança, sinalização e apoio do serviço da PSP, para encaminhamento de peões.

O Fado animou as Noites Vivas de Pinhel

Nesta quarta-feira, a cidade Falcão voltou a receber as Noites Vivas, que neste dia foi dedicada ao fado.

 Assim numa bonita praça do centro da cidade, foram muitos os que vieram apanhar ar fresco e ouvir as belas vozes do Grupo de Fados João Morgado.

São todas as quartas com grande animação para todos os gostos, na cidade Falcão.

Município de Gouveia celebra protocolos relativos ao exercício de competências com ABPG e Fundação Laura Santos

Município de Gouveia celebrou protocolos relativos ao exercício de competências no âmbito do Rendimento Social de Inserção e Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social com a Associação de Beneficência Popular de Gouveia e com a Fundação D. Laura dos Santos
No decorrer da transferência de competências para os Municípios no âmbito da ação social a autarquia assumiu, em abril de 2022, as matérias, anteriormente do domínio da Segurança Social, referentes ao Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social (SAAS), de pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade e exclusão social e o acompanhamento da componente de inserção aos beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI).
No sentido de garantir a continuidade destes serviços, mantendo a eficácia e eficiência indispensáveis, o Município quis assegurar que o conhecimento e experiência detido pelas equipas que já se encontravam a trabalhar no terreno, há vários anos, não fosse perdido. Pois são estas equipas que melhor conhecem a realidade dos beneficiários, tendo construído com eles uma relação de confiança imprescindível ao sucesso de qualquer intervenção.
Assim, a autarquia gouveense protocolou o Rendimento Social de Inserção e o SAAS com as instituições que, até ao momento, desenvolveram estas respostas à comunidade, respetivamente com a Associação de Beneficência Popular de Gouveia (ABPG) e com a Fundação D. Laura dos Santos (FLS).
O Município agradeceu, mais uma vez e publicamente, à ABPG e à FLS, instituições com reconhecido mérito na intervenção social no concelho que, desde o primeiro momento, mostraram a sua disponibilidade total para estabelecer esta parceria.
fonte:MG

Festival Cultural da Serra da Estrela-Os Sons da Estrela arrancam em Celorico da Beira

O espetáculo “Os Sons da Estrela” integra o Festival Cultural da Serra da Estrela e estreia no próximo dia 16 de julho, pelas 21h30, no Largo do Tribunal, em Celorico da Beira. Apresentando-se, no dia seguinte, 17 de julho, pelas 21h30, em Gouveia, no Anfiteatro da Cerca.

Conta a história de Rosa, uma menina criança, que desde sempre fora fascinada pela paisagem da sua aldeia. Apesar deste fascínio, Rosa conhece uma senhora que a faz admirar ainda mais toda a natureza ensinando-lhe que, para a viver inteiramente, precisa de tempo e, claro, amor.

Numa aventura que enaltece lendas, costumes, cultura e gentes da região, este espetáculo musical procura envolver o público não só numa vertente de espetador, mas, também, participante, deixando-se levar pelas músicas bem conhecidas de todos.

Festas do Concelho de Seia de 12 a 15 de agosto

Após dois anos de interregno, devido à pandemia, o Município de Seia organiza, de 12 a 15 de agosto, as Festas do Concelho de Seia.

O certame volta a decorrer na praça do município e espaço envolvente, reunindo os ingredientes para muitos e bons momentos de convívio.

O convite é para desfrutar da boa música portuguesa, com reconhecidos artistas nacionais, este ano com Carlão, Expensive Soul, Xutos & Pontapés e João Pedro Pais no palco principal, e grupos locais a entusiasmar um “serão” de convívio.Como uma festa que é, o certame também congrega vários espaços expositivos, oferecendo a possibilidade de degustar a gastronomia, nas tradicionais tasquinhas, e de adquirir e conhecer os serviços e produtos locais.

As empresas, associações, Instituições de Solidariedade Social e artesanato interessados em participar nas Festas do Concelho de Seia, podem inscrever-se até ao dia 18 de julho, através dos link a seguir disponibilizados.

As Festas do Concelho são organizadas pelo Município de Seia, em parceria com a União das Freguesias de Seia, São Romão e Lapa dos Dinheiros, a Associação Empresarial da Serra da Estrela e a Associação de Artesãos da Serra da Estrela.