Templates by BIGtheme NET
Início » Distrito de Viseu

Distrito de Viseu

AF Viseu- Campeonato da 1ª Divisão— 1ª jornada

Norte

Oliv. Douro – Tarouquense – 1-0

Gcd Ceireiros Gente Nave Alvite- 0-2

CD Cinfães “B” – Arcos FC- 6-0

AD Piães – Boassas 26 set.

 

Classificação:

1º- CD Cinfães “B”- 3

2º- Gente Nave Alvite-3

3º- Oliv. Douro- 3

4º-Boassas- 0

5º-AD Piães-0

6º- Tarouquense-0

7º-Ceireiros-0

8º-Arcos Fc-0

 

Centro

CD Santacruzense – Sezurense – 1-0

AC Travanca – Os Vouzelenses- 1-2

Viseu e Benfica – UD Vilamaiorense

 

Sul

Nandufe – GD Santacombadense- 4-5

Cabanas Viriato Benfica- Besteiros FC- 1-2

Os Ciências- SC Santar(5 out)

Sport Vale Madeiros Benfica – Vila Chã Sá (5 out)

 

Classificação:

1º- Gd Santacombadense- 3

2º – Besteiros FC- 3

3º- SC Santar- 0

4º- Vila Chã Sá-0

5º-Sport Vale Madeiros Benfica- 0

6º-Os Ciências – 0

7º- Cabanas Viriato Benfica-0

8º- Nandufe-0

AF Viseu Campeonato da Divisão de Honra 2ªjornada

Grupo Norte

GD Parada – GD Resende- 0-4

Paivense – Moimenta da Beira – 0-4

Nespereira FC – Lamelas – 1-2

SC Lamego – CD Cinfães (5 out)

Classificação:

1º- GD Resende- 6

2º- Moimenta da Beira-6

3º-Lamelas-4

4º-CD Cinfães-3

5º-SC Lamego- 1

6º- Nespereira FC- 0

7º-SC Paivense- 0

8º-GD Parada- 0

 

Grupo Centro

Campia – Oliveira de Frades- 0-1

UD Sampedrense – Sátão- 2-2

Lusitano Vildemoinhos – Carvalhais – 2-0

Penalva do Castelo – Roriz- 1-1

Classificação:

1º-Oliveira de Frades- 6

2º- Lusitano Vildemoinhos – 4

3º- Sátão-4

4º-Campia- 3

5º-Roriz-2

6º-UD Sampedrense- 1

7º Penalva do Castelo-1

8º- Carvalhais- 0

 

Grupo Sul

Vale de Açores – Carregal do Sal- 4-1

Molelos – Canas Senhorim- 6-2

GD Mangualde – Moimenta Dão – 0-0

SL Nelas – Mortágua FC- 1-2

Classificação:

1º Mortágua- 6

2º- GD Mangualde- 4

3º-Molelos – 3

4º- Canas Senhorim- 3

5º- Vale de Açores-3

6º- Moimenta Dão-1

7º-Sl Nelas- 0

8º-Carregal do Sal- 0

 

 

 

Coval (Quintela de Azurara) vai ser potenciado

Foram recentemente assinados dois atos , na Câmara Municipal, que potenciam o desenvolvimento da aldeia do Coval (Quintela de Azurara).
– Assinatura de contrato promessa de doação de uma casa rústica e grande laje envolvente destinada, após recuperação, à implantação de equipamentos de utilização coletiva, social, cultural e turística, e à instalação de infraestruturas que devam integrar o domínio público da freguesia na zona do Coval.
A Câmara Municipal e a Junta de Freguesia de Quintela de Azurara agradecem publicamente a Serafim Gomes e à sua Família este generoso ato.
– Assinatura de protocolo entre a Câmara e a Junta de Freguesia para extensão da rede elétrica até ao Coval de forma a potenciar o desenvolvimento da agricultura e do turismo.
Também ao nível da iniciativa privada se têm registado dinâmicas potenciadoras de desenvolvimento nesta localidade .

Apresentação do livro “A História de Lamego em Documentos – A Cidade e o Aro”

A Câmara Municipal de Lamego vai apresentar, em conjunto com o autor, Joaquim Correia Duarte, o livro “A História de Lamego em Documentos – A Cidade e o Aro”.

A obra é uma homenagem à cidade lamecense e dá a conhecer diversos dados históricos de relevo ocorridos nos últimos séculos.

No próximo sábado, 25 de setembro, será apresentado o novo livro “A História de Lamego em Documentos – A Cidade e o Aro” da autoria do Padre Joaquim Correia Duarte e editado com o apoio da Câmara Municipal de Lamego.

 A cerimónia, que decorrerá no Salão Paroquial de Almacave, em Lamego, contará com a presença de Alegria Marques, professora catedrática da Universidade de Coimbra e Académica de Número da Academia Portuguesa da História, e Manuela Mendonça, presidente da Academia Portuguesa de História que afarão a apresentação pública da respetiva obra.

 Numa verdadeira homenagem a Lamego, “A História de Lamego em Documentos – A Cidade e o Aro” nasce como forma de agradecimento e de manifestação de amor por parte do autor que residiu algum tempo da sua vida em Lamego, onde realizou formação intelectual e moral, facto que o levou a manifestar abertamente a sua paixão pela cidade: «amo Lamego como um humilde e piedoso devoto.»

 Lançada também com o objetivo de facilitar o acesso a documentos essenciais para apoio e desenvolvimento de obras de caráter histórico, o livro possibilita ainda uma melhor perceção dos processos históricos, das personalidades e dos acontecimentos que nos últimos séculos moldaram a vivência da população lamecense.

Devido ao contexto da actual pandemia a participação na cerimónia será de acesso reservado e condicionado

 Quem é Joaquim Correia Duarte

Nascido a 17 de maio de 1949, Joaquim Correia Duarte é oriundo de S. Pedro de Paus (Resende), tendo vivido a sua juventude em Primeirol (Resende). Frequentou o curso de Humanidades, Filosofia e Teologia nos Seminários de Lamego e licenciou-se em Ciências Históricas na Universidade do Porto. Ordenado sacerdote em 1963, exerce, desde então, funções paroquiais ao serviço de diversas comunidades cristãs, localizadas no concelho de Resende. Distinguido com a “Medalha de Honra Municipal” (grau ouro) pelo município de Resende, tem dedicado a sua vida no serviço pastoral e no ensino, aproveitando os momentos livres na investigação e na escrita. De entre as várias obras publicadas, destaque para a “História da Igreja de Lamego”, publicada (2013) e premiada pela Academia Portuguesa da História.

Michel Machado e Sandra Monteiro venceram Viseu Dão Lafões Riders Challenge 2021

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões deu por concluída a segunda edição do Viseu Dão Lafões Riders Challenge, um desafio inovador que voltou a atrair para as estradas de montanha da região atletas nacionais e internacionais (Espanha, Reino Unido).

Nesta prova, que decorreu entre os dias 15 de julho e 15 de setembro de 2021, os participantes foram, novamente, desafiados a percorrer as quatro Subidas Épicas | Viseu Dão Lafões, desta feita, em três circuitos distintos traçados nas encostas das serras do Caramulo, Arada e Montemuro.

Neste desafio, em que as componentes de superação e de descoberta são condimentos principais, a vertente competitiva não é esquecida por via do registo dos tempos obtidos em cada uma das etapas.

Assim, no plano competitivo, foram validadas mais de 110 subidas. Entre os atletas que completaram as três subidas (finishers), Sandra Monteiro, atleta da equipa Clube de Montanha Alto Trilho – Javali, foi a Vencedora Absoluta Feminina; Michel Machado, da equipa Vasconha BTT Vouzela, foi, novamente, o Vencedor Absoluto Masculino.

 

Na sua segunda edição o Viseu Dão Lafões Riders Challenge continua a assumir-se enquanto alternativa válida para a prática desportiva, permitindo a captação e o acolhimento de atletas no território, respeitando todas as diretivas associadas à situação sanitária atual.

 

De acordo com o Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, Nuno Martinho: “Atendendo ao contexto em que vivemos, consideramos que a segunda edição do Viseu Dão Lafões Riders Challenge foi um sucesso, tanto no plano desportivo como no âmbito da promoção da região enquanto destino de excelência para turismo natureza e desportivo.

 

Ainda de acordo com o Secretário Executivo: “O sucesso desta iniciativa, que começa a criar raízes no território, está diretamente relacionado com potencial de atração que os recursos naturais da região exercem sobre os amantes de atividades ao ar livre. Com esta iniciativa, a CIM procura criar, não só, novas oportunidades para os apaixonados da natureza e do ciclismo e para o setor turístico, mas também atrair novos públicos para a região, apresentando-a enquanto um território pleno de desafios, diverso e sustentável”.

Este desafio contou com a parceria do Turismo Centro de Portugal, da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) e dos 4 Municípios envolvidos no projeto.

Os resultados finais podem ser consultados em: https://resultados.viseudaolafoes.stopandgo.net/

Vai avançar a 3ªfase de desconfinamento

Em conferência , o Primeiro Ministro António Costa  referiu que “Estamos agora em condições de avançar para a terceira fase de desconfinamento”, estamos muito perto do ponto em que estávamos em março do ano passado”, ao nível da incidência e R(t). De acordo com o líder do executivo, temos hoje uma taxa de incidência de 140 infeções por 100 mil habitantes e um Rt de 0,81″.

Assim as medidas vão ser mais moderadas a partir de 1 de outubro, aliás, Portugal  passa a estar em Situação de Alerta;
-Abertura de bares e discotecas para pessoas com certificado digital ou teste negativo;
-Fim dos limites de horários;
-Restaurantes sem limite máximo de pessoas por grupo;
-Fim da exigência de certificado digital em restaurantes, estabelecimentos turísticos e alojamento local;
-Fim do limite de lotação no comércio, casamentos e batizados e espetáculos culturais;
-Certificado digital ou teste negativo necessário para viagens marítimas e aéreas, em visitas a lares e estabelecimentos de saúde. O mesmo é verificado para acesso a grandes eventos culturais, desportivos ou corporativos;
-Máscara continua a ser obrigatória em transportes públicos, lares, hospitais, salas de espetáculo e eventos, grandes superfícies e locais interiores de permanência prolongada;
-Máscaras deixam de ser obrigatórias nos recreios das escolas. A DGS irá também atualizar as normas sobre confinamento nos próximos dias;
-A máscara também deixa de ser obrigatória no comércio local;
-Eliminação da testagem em locais de trabalho com mais de 150 trabalhadores;
-Fim da limitação à venda e consumo de álcool;
-Fim da necessidade de certificado ou teste nas aulas de grupo em ginásios.

Fonte:GP

Ciclo Webinares LadoaLado.Com a Comunidade

A Secção Regional do Centro (SRCentro) da Ordem dos Enfermeiros (OE) vai organizar um Ciclo de Webinares LadoaLado.Com a Comunidade, cuja primeira sessão decorre já no dia 25 de setembro, com o tema “Cuidado com a coluna”.

Cuidado com a coluna é a primeira sessão do Ciclo de Webinares LadoaLado.Com a Comunidade, iniciativa desenvolvida pela SRCentro para dar a conhecer os diversos projetos desenvolvidos pelas equipas de Enfermagem junto dos seus utentes/comunidades dentro da sua área de abrangência.

Este webinar, que se inicia às 18h no dia 25 de Setembro, irá apresentar o projeto Cuidado com a coluna, desenvolvido no âmbito do Programa de Promoção da Saúde Infantil e Prevenção da Doença e no Programa de Saúde Escolar, em conjunto com a Escola Superior de Enfermagem de Coimbra e Agrupamentos Escolas Coimbra Oeste.

A sessão online tem como objetivos promover a reflexão sobre os resultados do estudo; dinamizar o debate sobre esta temática entre e na comunidade, incluindo jovens, agentes parentais, professores, enfermeiros, entre outros e sensibilizar para os cuidados de prevenção e o impacto das limitações decorrentes das posturas
incorretas na posição sentada e transporte de peso excessivo na mochila.

Ana Paula Morais, Enfermeira Especialista em Enfermagem de Reabilitação e Presidente da Mesa da Assembleia Regional; e os médicos Inês Ferro e Filipe Carvalho, do Centro de Medicina de Reabilitação da Região Centro, Rovisco Pais irão explicar esta atividade.

A moderação do painel estará a cargo de Carla Santos, Vogal do Conselho Diretivo Regional da SRCentro.

A atividade está aberta a enfermeiros e estudantes de enfermagem com interesse pelo assunto, atribuindo 0,35 Créditos de Desenvolvimento Profissional. A inscrição gratuita, mas obrigatória no Balcão Único .

Além disso, encarregados de educação e professores também se poderão inscrever através deste link:
https://forms.gle/vcD7VHJddxadQVsb9

Até ao final do ano serão promovidos mais eventos online dentro deste ciclo de webinares.

Mangualde- Inscrições abertas na Escola de Natação

Vai abrir já no dia 11 de outubro, a Escola de Natação do Município de Mangualde .
As inscrições poderão ser efetuadas a partir do dia 4 de outubro, já as renovações a partir do dia 27 de setembro. As aulas irão decorrer no complexo das Piscinas Municipais até ao dia 30 de junho de 2022.
Existem diversas aulas que englobam diferentes faixas etárias: nível de Adaptação ao Meio Aquático, crianças dos 3 aos 5 anos; nível de Natação Pura, dos 6 aos 17 anos e idade superior a 17 anos; aulas de Hidroginástica e Tarifário Combinado, a partir dos 14 anos. Existe ainda a modalidade de natação livre e a possibilidade de desfrutar do Centro de Saúde e Lazer, nomeadamente de squash e da sauna.

Empossado novo Comandante da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro (UEPS)

A Guarda Nacional Republicana (GNR) realizou recentemente a cerimónia de tomada de posse do novo Comandante da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro (UEPS), Brigadeiro-general Jorge Goulão, numa cerimónia que foi presidida pelo Exmo. Comandante Geral, Tenente-General Rui Clero, que conferiu posse, e que teve lugar nas instalações do Comando Geral da GNR.

O Brigadeiro-general Jorge Goulão, é natural de Lisboa e nasceu no dia 14 de setembro de 1967. É licenciado em Ciências Militares, pela Academia Militar, na especialidade da Guarda Nacional Republicana. Entre outras habilitações académicas, possui uma Pós-graduação em Criminologia, pela Universidade Lusíada e uma Pós-graduação em Direito e Segurança pela Faculdade de Direito, pela Universidade Nova de Lisboa. Dos diversos cursos da Guarda que possui, destacam-se o Curso de Informações da Guarda para Oficiais, o Curso de Investigação Criminal para Oficiais e o Curso de “Técnicas de Entrevista e Interrogatório”. Destacam-se ainda o Curso de Future Leaders da European Police College (CEPOL) frequentado na Finlândia, o Curso de Tráficos Ilícitos da Delinquência Organizada e Joint Investigation Teams, frequentados em Espanha na Guardia Civil e o Estágio Prático de Criminalidade nos Grande Centros Urbanos, frequentado em França.

Ingressou no quadro permanente da Guarda Nacional Republicana em 1991, tendo desempenhado diversas funções ao longo da sua carreira profissional, das quais se destacam:

–  Comandante do Destacamento Territorial de Oeiras;

– Oficial de Informações no Iraque: “Operação Antiga Babilónia”;

–  Chefe de uma equipa nacional de Investigação Criminal em Angola;

–  Chefe da Secção Central de Investigação Criminal na Chefia de Investigação Criminal;

–  Assessor do General Comandante-Geral;

–  Coordenador do Grupo Disciplinar de Investigação Criminal na Escola da Guarda;

–  Chefe da Secção de Informações e Investigação Criminal do Comando Territorial de Lisboa;

–  Chefe da Secção de Operações, Treino e Relações Públicas do Comando Territorial de Setúbal;

–  Chefe da Secção de Informações e Investigação Criminal de Setúbal;

–  Comandante do Comando Territorial de Lisboa

Na sua folha de serviço constam vários louvores e condecorações, nacionais e estrangeiras.

A UEPS é uma unidade especializada da Guarda Nacional Republicana, criada pelo Decreto-Lei n.º 113/2018, de 18 de dezembro, que tem como missão específica a execução de ações de prevenção e de intervenção, em todo o território nacional, em situações de acidente grave e catástrofe, designadamente nas ocorrências de incêndios rurais, de matérias perigosas, de cheias, de sismos, de busca, resgate e salvamento em diferentes ambientes, bem como em outras situações de emergência de proteção e socorro, incluindo a inspeção judiciária em meio aquático e subaquático. A UEPS compreende  o Comando de Grupo de Emergência de Proteção e Socorro, quatro Companhias de Ataque Estendido, que se articulam em pelotões; oito Companhias de Intervenção de Proteção e Socorro, que se articulam em postos; e uma Companhia de Intervenção e Proteção

Artigo de Sara Morais—- Auto Estima e a Hipnose Clínica

Viajar pelas memórias é algo recorrente, por vezes nostálgico, mas é um ato de coragem; de reflexão, sobretudo de conhecimento e de construção de auto perceção. É o despertar, num olhar atento e consciente sobre a própria resposta comportamental e emocional assentes no aforismo grego “conhece a ti mesmo”. Esta construção psicológica denomina-se de autoestima.

Autoestima representa a coluna dorsal do “eu interior”, uma vez que sustenta o bom ou o mau funcionamento emocional, num processo de auto avaliação contínuo, capaz de condicionar a forma como se sente a seu respeito. No fundo, tem um papel preponderante na estruturação psicológica do ser humano.

Se cada ação é produto do pensamento, então a criação de um quociente positivo vai promover maior segurança e autoconfiança para atingir um determinado objetivo. No fundo é como um moinho, só funciona de forma eficiente e equilibrado se existir força da água, neste caso, energia através da construção de um ou mais pensamentos positivos.  Porém, se a corrente do pensamento for parca, porque é efetivamente negativa, a força da ação vai ser concordante com a dúvida, e o moinho pára, entra em estagnação – baixa autoestima.

Por exemplo, imagine que o curso de água representa as frequentes reprovações e menções de incapacidade na infância, que são gravadas mentalmente ao longo do de todo crescimento pela mente subconsciente. Esse caudal não cessa, mas não possui uma força que faça girar o moinho da autoconfiança, pelo contrário, é uma força contrária que provoca fragmentação do moinho (“eu interior”).

A baixa autoestima é caracterizada por diversos comportamentos e sensações, tendo como os mais predominantes a procura pela aprovação, os pensamentos negativos e ruminantes; o sentimento de incapacidade em atingir determinados objetivos, sensação de diminuição perante seus pares, entre muitos outros que condicionam um desempenho comportamental e emocional ativo e dinâmico.

Neste seguimento, a versatilidade da Hipnose Clínica enquanto ferramenta terapêutica e desenvolvimento pessoal vem pulsar a ampliação da autoestima. A terapêutica terá como enfoque inicial identificar a raiz do problema, passando posteriormente para a eliminação das gravações das experiências negativas dotando o paciente de ferramentas para promover um novo olhar perante as experiências passadas, através de um trabalho focado nas crenças limitadoras. Esta perspetivação, vai alicerçar a prática do auto elogio, desenvolver o auto cuidado, e por conseguinte permitir a realização de objetivos.  Neste seguimento, vai existir uma reeducação mental permitindo o fluxo de pensamentos construtivos cada vez mais abundantes e frequentes, com uma carga positiva capaz de fazer mover o “eu interior” de forma ajustada e equilibrada perante as várias situações da vida.

“Água parada não move moinho” provérbio português.

 

Sara Morais – Hipnoterapeuta

Consultas 912 583 244

sfilipa.morais@gmail.com