Início » Distrito de Viseu (Pagina 20)

Distrito de Viseu

Sons do Minho em destaque na Feira de Março

Tem início ao fim da tarde, do sábado, dia 6 em Chãs de Tavares, mais uma edição da Feira de Março, com muita animação e diversão.
Assim, o Pavilhão Multiusos da localidade, acolhe mais uma edição da Mostra Gastronómica, com diversos pratos a serem confecionados e saboreados, onde são esperadas largas centenas de participantes. Pelo meio, vai haver animação com a Sinfonia de Tavares, Grupo dos Malamados e o Grupo “Infantes”.
, No Domingo, dia 7, já na Ermida da Senhora do Bom Sucesso, acontece o Concurso de Ovinos seguida da Eucaristia.
Para a tarde, Entrega dos prémios e animação com os Sons do Minho e por fim o concurso do vinho produtor. Um fim de semana em grande em terras de Tavares.

Tertúlia: Pela igualdade de género -ESTGL

A Igualdade entre mulheres e homens é uma questão de direitos humanos e uma condição de justiça social, sendo igualmente um requisito necessário e fundamental para a igualdade, o desenvolvimento e a paz. A Igualdade de Género exige que, numa sociedade, homens e mulheres gozem das mesmas oportunidades, rendimentos, direitos e obrigações em todas as áreas. Devem e beneficiar das mesmas condições.

Atenta à importância desta temática no Ensino Superior, a ESTGL convida tod@s que se queiram juntar a este momento de discussão com um painel de excelência.

Inscrições: https://forms.gle/eVqDvssFJJveGLsw5

Loja Cavalinho abriu no Palácio do Gelo Shopping

O Palácio do Gelo Shopping, em Viseu, continua a surpreender com a abertura de novas lojas de prestigiadas marcas nacionais e internacionais.
Este mês de março fica na história de um dos maiores shoppings de Portugal pela
chegada da Cavalinho, uma das mais conceituadas insígnias portuguesas de malas,
carteiras, acessórios de moda, artigos de viagem e calçado clássico e desportivo para
homem e mulher.
Fundada em 1975, a Cavalinho emprega materiais de alta qualidade na fabricação dos
seus produtos, com design nacional e produção exclusiva em Portugal.
Em cada coleção, a elegância e a exclusividade são reinventadas. A Cavalinho desafia a
inovação, investindo em técnicas e métodos de fabrico diferenciadores. Na fábrica, em
São Paio de Oleiros – Santa Maria da Feira, os designers e equipa de produção trabalham
em conjunto a personalidade da coleção e o detalhe de cada produto.
A paixão e a identidade exclusiva colocam hoje a Cavalinho no topo das marcas nacionais
de moda. Atualmente está presente no mercado de retalho monomarca com 43 lojas
próprias espalhadas pelo mundo, sendo, igualmente, comercializada em mais de 300
lojas multimarca distribuídas à escala global.
A Cavalinho localiza-se no piso 1 do Palácio do Gelo Shopping, em Viseu, pretendendo
com esta loja estar mais próxima dos seus clientes.
Cristina Lopes, diretora do Palácio do Gelo Shopping não esconde “o enorme orgulho
em continuarmos a ver inauguradas lojas de marcas de elevado prestígio nacional e
internacional. Desde que surgiu há 15 anos, o centro comercial tem sabido,
paulatinamente, responder não só às solicitações das marcas que nos procuram para
instalarem as suas lojas, mas também responder aos anseios dos nossos visitantes e
clientes. Este mês fica registado na nossa história com a chegada da IKEA e da Cavalinho,
mas deixo já a ponta do véu levantada. Brevemente vamos continuar a surpreender”,
prometeu a gestora.

Artigo de opinião- “Reflexão” de Fátima Veiga

Reflexão
Trabalhar em Portugal deixou de ser um imperativo, para passar a ser uma opção…
Muito está dito acerca desta afirmação…
Se não vejamos :
O abandono escolar é um facto que não podemos ignorar -mas quem é que tem vontade de ir à escola para ser ensinado
Por professores ,velhos doentes, desmotivados e faltosos ?…
E que dizer dos Currícula ?
Desatualizado…
A juntar a estes aspectos, lembremos que Portugal tem três mil horas de sol e oitocentos e cinquenta quilómetros de orla costeira .
Não dá!…
Não ajuda nada…
É prioridade ter o top de “gadget” do que saber o que se comemora a um de dezembro em Portugal .
Por favor não batam mais na mesma “tecla”!
 Quem quiser ser gestor de alguma coisa
 -Estude!
 Quem quiser ser professor, já nem necessita de ser profissionalizado –
Mas continue a ser dedicado e atento as necessidades dos seus alunos !
Continuo a falar de Portugal.
Bem fazem umas colegas professoras que optaram por educar os seus rebentos em casa ao seu ritmo, e,no final do ano vão prestar prova de conhecimentos à escola da sua área de residência, no sentido de saber se transitam de ano .
Liberdade é necessário,mas resposabilidade, também!
Na sociedade hodierna ,o que falta é motivação, não é obrigatório ser inteligente e gostar de estudar, é de bom tom ser-se competente e aceitar alguns
“Não”! e prosseguir com convicção.
  Considero que cada jovem e respectiva família deve fazer um plano a médio/longo prazo tendo em conta a
Vocação de cada educando e estimular nesse sentido.
Sim,,o jovem tem que estudar -e muito!!!!
 O Foco é importante em relação aos diversos conteúdo, menos actividades extracurriculares!
Estudem muito!
Para terem satisfação profissional!
Afinal de contas a felicidade dos jovens passa por se sentirem bem com eles próprios.
Afinal há locais de trabalho agradáveis, algumas empresas preocupam-se com os seus colaboradores, até o número de horas de trabalho tem tendência a diminuir e podem fazer teletrabalho!
Assim o meu conselho é-Toca a estudar!
e ponham os vossos pais a pensar á maneira do século XXI e não á maneira do século XIX!
Boa sorte, malta !
 Autora- Fátima Veiga

José Rodrigues lança romance com o título “O Quinto Pescador”

Está já disponível em pré – venda mais um livro do autor José Rodrigues com o título “O Quinto Pescador”, com a chegada às livrarias a 4 de abril.

Sinopse

No dia do seu aniversário, a tragédia bate à porta de Francisco, levando-o a questionar o sentido da sua própria existência.
Longe de casa e em agonia, parece encontrar o lugar e a coragem de que precisa para pôr cobro ao desespero que lhe preenche os dias.
Entre a saudade insuportável e as memórias de tempos felizes, Francisco é surpreendido por uma criança de 8 anos, Pedro, e por Rafa, o seu fiel companheiro de quatro patas, que lentamente lhe devolvem a vontade de viver. Na pacata aldeia costeira para onde se mudara após a tragédia, encontra novas pessoas e redescobre sentimentos que pensara perdidos para sempre no seu passado.
De forma inesperada, aquilo que seria o fim transforma-se numa fantástica jornada de reconstrução, onde a amizade e o amor se assumem como salvação.

Foto:JR

“RecolhaBio – Apoio à Implementação de projetos de recolha seletiva de biorresíduos”

O Município de Penalva do Castelo coloca, à disposição da população um serviço de recolha gratuita de resíduos verdes, provenientes das limpezas e manutenção de jardins (tais como aparas, troncos, ramos, relvas, ervas…) reduzindo a sua incorreta colocação nos contentores de lixo.
Com este projeto, pretende sensibilizar toda a comunidade para a adoção de boas práticas ambientais, para a importância da compostagem, enquanto processo natural de reciclagem e aproveitamento da matéria orgânica e ainda, reduzir a quantidade de resíduos nos aterros sanitários.
Trata-se de uma candidatura financiada pelo Fundo Ambiental designada por “RecolhaBio – Apoio à Implementação de projetos de recolha seletiva de biorresíduos”, que resultou na aquisição de uma viatura elétrica e respetiva divulgação do projeto no montante de 51 254,10 euros dos quais foram financiados 19 069,00 euros (valor com IVA incluído).
Para agendar a recolha gratuita, basta contactar o Município de Penalva do Castelo através do contacto 232 640 020 (chamada para a rede fixa nacional).

Balanço da Campanha “2 Rodas: Agarre-se à Vida”

A Campanha de Segurança Rodoviária “2 Rodas: Agarre-se à Vida”, da responsabilidade da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Polícia de Segurança Pública (PSP), decorreu entre os dias 19 e 24 de março e teve como objetivo alertar os condutores, nomeadamente os de duas rodas a motor, para uma condução segura, cumprindo as regras do Código da Estrada e evitando comportamentos de risco, como: a condução sob influência do álcool, o excesso de velocidade e a incorreta utilização dos dispositivos de segurança.

Esta campanha contou, uma vez mais, com a participação dos serviços das administrações regionais dos Açores e da Madeira na realização de ações de sensibilização, completando o trabalho de fiscalização que tem sido realizado pelos comandos Regionais da PSP.

Inserida no Plano Nacional de Fiscalização (PNF) de 2024, a campanha foi divulgada nos meios digitais, nos Painéis de Mensagem Variável e através de quatro ações de sensibilização da ANSR, realizadas em simultâneo com as operações de fiscalização levadas a cabo pela GNR e pela PSP, em Braga, Cascais, Condeixa-a-Nova e Porto. Idênticas ações ocorreram nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira.

Na campanha “2 Rodas: Agarre-se à Vida” foram sensibilizados 278 condutores e passageiros, a quem foram transmitidas as seguintes mensagens:

  • Os utilizadores de motociclos e de ciclomotores, quando envolvidos em acidentes rodoviários, têm um risco mais elevado de sofrer consequências graves do que as pessoas que circulam noutros veículos. Este risco deve-se à sua vulnerabilidade por não possuírem a proteção do habitáculo;
  • O uso de capacete de modelo homologado, devidamente apertado e ajustado, reduz em 40% o risco de morte em caso de acidente. A utilização de outros equipamentos de proteção como luvas, botas, blusão com proteções, calças com proteção CE e airbag, contribuem para reduzir a gravidade das consequências em caso de acidente.

Durante as operações das Forças de Segurança no âmbito desta campanha, realizadas entre os dias 19 e 24 de março, foram fiscalizados em controlo de velocidade por radar 3,4 milhões de veículos, 3,3 milhões dos quais pelo SINCRO – Sistema Nacional de Controlo de Velocidade, da responsabilidade da ANSR.

Em termos de fiscalização presencial, as Forças de Segurança procederam à fiscalização de 52,1 mil veículos.

Do total de 3,4 milhões de veículos fiscalizados durante a campanha, registaram-se 18,8 mil infrações.

Nesta campanha, registou-se um total de 2.034 acidentes, de que resultaram 8 vítimas mortais, 35 feridos graves e 573 feridos leves.

Relativamente ao período homólogo de 2023, verificaram-se menos 67 acidentes, mais 3 vítimas mortais, menos 7 feridos graves e mais 3 feridos leves.

As 8 vítimas mortais, todas do género masculino, tinham idades compreendidas entre 23 e 67 anos.

Os acidentes com vítimas mortais ocorreram nos distritos de Braga, Porto (2), Leiria, Santarém, Lisboa e Beja (2).

Estes acidentes consistiram em 3 atropelamentos (por 2 veículos ligeiros e 1 pesado de passageiros), 3 colisões (envolvendo 2 veículos ligeiros, 2 veículos pesados, 2 motociclos e 1 ciclomotor) e 2 despistes (de 1 veículo ligeiro em curva e 1 ciclomotor em reta).

Os acidentes acima descritos ocorreram em 2 autoestradas, 2 estradas nacionais, 2 arruamentos, 1 estrada municipal e 1 via de outro tipo.

Esta foi a terceira das 12 campanhas de sensibilização e de fiscalização planeadas no âmbito do PNF de 2024. Até ao final do ano serão realizadas mais nove campanhas, uma por mês, com ações de sensibilização e de fiscalização.

As campanhas inseridas nos planos nacionais de fiscalização são realizadas pela ANSR, GNR e PSP, desde 2020, com temáticas definidas com base nas recomendações europeias estabelecidas para cada um dos anos.

O PNF de 2023 consagrou como prioritários os temas: Velocidade, Álcool, Acessórios de segurança e Telemóvel. Relativamente a 2024, para além dos quatro temas acima referidos, foi ainda adicionado um novo capítulo sobre a fiscalização dos veículos de duas rodas a motor.

Das três campanhas que decorreram este ano, foram realizadas 11 ações, durante as quais mais de 1100 pessoas foram sensibilizadas presencialmente. Quanto a ações de fiscalização, o número de condutores fiscalizados presencialmente foi de 152,2 mil, enquanto cerca de 8,5 milhões de veículos foram fiscalizados por radar.

A sinistralidade rodoviária não é uma fatalidade e as suas consequências mais graves podem ser evitadas através da adoção de comportamentos seguros na estrada.

 

Nova medalha de ouro para o mangualdense Miguel Monteiro

Aqui fica , mais um grande feito do mangualdense Miguel Monteiro que conseguiu alcançar a vitória e consequentemente a medalha de ouro no World Para Athletics Grand Prix que se realizou este fim de semana em Jesolo, Itália.
O número 1 do ranking mundial lançou o peso a uma distância de 11,02 metros, e continua a sua preparação para os Jogos Paralímpicos deste ano.

Mais uma grande representação do concelho de Mangualde, e da Casa do Povo de Mangualde, nos Paralímpicos, orientado pelo João Amaral.

Foto:DR

Operação “Páscoa 2024” na estrada

A Guarda Nacional Republicana, desenvolve a “Operação Páscoa 2024”, até ao dia 1 de abril, em todo em o território continental, através da intensificação do patrulhamento e da realização de ações de sensibilização e fiscalização, com o objetivo de combater a criminalidade, contribuir para a redução da sinistralidade rodoviária, regularizar o trânsito e apoiar todos os cidadãos, proporcionando-lhes as festividades da Páscoa e as respetivas deslocações, em segurança.

Tradicionalmente, esta época carateriza-se pela reunião das famílias nas suas regiões de origem e, por corresponder ao período de férias escolares, prevê-se consequentemente um aumento significativo do tráfego rodoviário nas estradas portuguesas. Neste sentido a Guarda, através dos militares dos Comandos Territoriais e dos Destacamentos de Trânsito, irá ter em curso a operação “Páscoa 2024” que visa a segurança e a proteção das pessoas, pelo que vai além da fiscalização rodoviária sendo o esforço também orientado para os locais de festividades, suas imediações, zonas residenciais e comerciais, bem como para as vias de circulação rodoviárias mais críticas.

O período de fiscalização de maior esforço de patrulhamento rodoviário, nas vias mais críticas, será entre o início do dia 28 de março e o dia 1 de abril, período que se prevê maior volume de tráfego.

A Guarda aconselha a uma condução atenta, cautelosa e defensiva, para que o período festivo seja passado em segurança.

Para um deslocamento em segurança nesta época festiva, a GNR aconselha, em especial:

Adequar a velocidade às condições meteorológicas, ao estado da via e ao volume de tráfego rodoviário;
Evitar manobras que possam resultar em embaraço para o trânsito ou que, de alguma forma, possam originar acidentes, mantendo uma condução atenta e defensiva.

A GNR terá especial preocupação com os comportamentos de risco dos condutores, sobretudo os que ponham em causa a sua segurança e a de terceiros. Assim, os militares da Guarda estarão particularmente atentos:

A manobras perigosas;
À condução sob a influência do álcool e substâncias psicotrópicas;
Ao excesso de velocidade;
À correta sinalização e execução de manobras de ultrapassagem, de mudança de direção e de cedência de passagem;
À utilização indevida do telemóvel;
À incorreta ou não utilização do cinto de segurança e/ou dos sistemas de retenção para crianças;
Às condições de segurança dos veículos.

Toda a informação relativamente aos congestionamentos de trânsito e alternativas, deverão contactar o Centro Integrado Nacional de Gestão Operacional da GNR, 24 horas por dia, através do contacto 213 217 000.

Foto:GNR