Templates by BIGtheme NET
Início » Economia

Economia

Novo diretor da Stellantis Mangualde, Christian Teixeira reuniu na Câmara

No salão nobre da Câmara Municipal de Mangualde, o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Marco Almeida, reuniu com o novo diretor da Stellantis Mangualde, Christian Teixeira, e com o diretor cessante, José Luis Mosquera.

O lusodescendente Christian Teixeira – que foi responsável pelo Projeto Industrial na Fábrica Stellantis de Sochaux (França), tendo estado anteriormente em cargos na área da indústria nas fábricas de mecânica e nas unidades de produção automóvel do grupo – assume a partir de hoje, dia 1 de outubro, a direção-geral da Stellantis Mangualde.

O autarca mangualdense aproveitou a ocasião para agradecer o empenho do diretor cessante e desejar as boas-vindas a Mangualde ao novo diretor, reiterando a total disponibilidade do Município para parcerias e colaborações futuras com a unidade Stellantis Mangualde.

A Stellantis Mangualde começa a produzir, neste mês de outubro, o Fiat Doblò, a somar aos modelos da Citroen, Peugeot e Opel já em produção. Com 60 anos de história em Mangualde e com 1,5 milhões de veículos produzidos, tem mais de 900 colaboradores e está a fabricar 357 veículos por dia, com a laboração em três turnos.

Rendas baixam pela primeira vez desde janeiro, aproximando-se de valores registados no início do ano

O valor da renda média diminui -15,4% em setembro, fixando-se agora em 1.194€, um valor mais próximo dos registados no final do primeiro trimestre. Ainda assim, os valores estão +18,7% mais altos que no mesmo período de 2021.

Portalegre (+12,9%) e Évora (+3,5%) são os únicos distritos que registam um aumento da renda média, com os restantes distritos nacionais a verificarem valores de renda mais baixos em setembro, em relação a agosto.

Principais conclusões:

 ARRENDAMENTO

  • O valor médio dos imóveis para arrendar quebra -15,4% em setembro, face a agosto, descendo de 1.412€ para 1.194€ este mês. Desde janeiro que não se registava um decréscimo da renda média, que tem vindo a aumentar gradualmente desde o início do ano. Em relação ao ano anterior, quando a renda média se fixava nos 1.006€, há um aumento de 18,7% (cerca de 180€ mais cara).

 

Distritos em destaque:

  • Portalegre é o distrito que regista o maior aumento do valor médio de renda em setembro (+12,9%), face a agosto, passando de 341€ para 385€. Segue-se Évora, com um aumento de +3,5%, registando uma renda média de 775€ em setembro.
  • Os distritos com a maior diminuição do valor médio de renda em setembro, face ao mês anterior, foram a Guarda (-33,5%), Castelo Branco (-30,3%) e Faro (-29,1%), com as rendas a fixarem-se agora, respetivamente, em 433€, 544€ e 988€.
  • Em comparação com o período homólogo de 2021, arrendar casa ficou mais caro sobretudo em Setúbal, onde o valor aumenta +39,9% (de 772€ para 1.080€). Segue-se Viseu, com um aumento de +37,2%, e Lisboa (+35,1%), onde a renda sobe de 1.272€ para 1.719€ em setembro deste ano. Também Castelo Branco regista um aumento significativo da renda (+34,7%) face a 2021.
  • Portalegre (-11,5%), Vila Real (-8,3%) e Bragança (-7,8%) são os únicos distritos onde diminui o preço de renda em setembro, comparativamente com o mesmo mês do ano passado.
  • Portalegre (385€), Bragança (415€) e Guarda (433€) foram os distritos mais baratos para arrendar em setembro. Lisboa (1.719€), Porto (1.127€), Setúbal (1.080€) e Madeira (1.055€) foram os mais caros, com Faro a sair do top.

VENDA

  • O preço médio de venda anunciado manteve-se estável em setembro (+0,21%), face a agosto, passando de 403.935€ para 404.773€. Em comparação com o período homólogo de 2021, que registava um valor médio de venda de 370.372€, há um aumento de +9,3%, com as casas a ficar cerca de 34 mil euros mais caras.

Distritos em destaque:

  • O distrito com o maior aumento do preço médio de venda em setembro, face a agosto, foi Castelo Branco (+5%), que sobe de 121.449€ para 127.543€. Na generalidade, os restantes distritos revelam uma estabilização.
  • A exceção é Bragança, o único distrito a registar uma quebra significativa do valor médio de venda em setembro (-31,2%), face a agosto, descendo de 218.035€ para 149.947€.
  • Comparativamente com setembro do ano passado, os distritos com maior aumento do preço de venda são a Região Autónoma da Madeira (+24,9%), que passa de 371.970€ para 464.665€, e Setúbal (+23,2%), que passa de 311.127€ para 383.417€. Também há aumentos relevantes em Aveiro (+15,4%) e Faro (+14,9€).
  • Bragança é também o distrito com a maior quebra do preço médio de venda face a setembro de 2021 (-31,4%), quando se fixava em 218.576€.
  • Guarda (106.921€) e Portalegre (114.850€) foram os distritos mais baratos para comprar casa em setembro. Os mais caros foram Lisboa (642.488€), Faro (567.560€) e Região Autónoma da Madeira (464.665€).

fonte:Imovirtual

Obras de requalificação da Av. João XXIII iniciam em Nelas

O Município de Nelas vai dar início na próxima segunda-feira, dia 3 de outubro, às obras de requalificação da Av. João XXIII, em Nelas, e espaços envolventes, com destaque para a intervenção nas infraestruturas existentes. A empreitada será realizada entre a Rotunda da Igreja e a antiga Escola Primária da Avenida, atualmente sede da Academia Municipal de Artes de Nelas.

A empreitada tem como objetivo principal em particular a requalificação das infraestruturas existentes, nomeadamente as redes de abastecimento de água, de drenagem de águas residuais domésticas e pluviais, infraestruturas elétricas e de telecomunicações, bem como a consequente organização urbanista e sustentada, através da promoção da mobilidade urbana e gestão do estacionamento automóvel. Não será, ainda, descurado o arranjo paisagístico, não só através da preservação de todas as árvores atualmente existentes, como também procedendo à plantação de novas, aumentando o número de lugares de estacionamento.

A pensar no bem-estar dos munícipes e de todos os visitantes, a intervenção irá criar condições de segurança e de conforto quer na circulação pedonal, quer na circulação automóvel, pelo que o projeto contempla vias pedonais com pelo menos 1,60 metros de largura e uma faixa rodoviária com 7 metros. Para contribuir para uma mobilidade mais inclusiva de utilizadores com mobilidade condicionada, para além da eliminação de alguns degraus existentes, algumas das passagens de peões de superfície, vulgo passadeiras, ficarão ao nível dos percursos pedonais, bem como a criação, ao longo da Avenida, de pequenas zonas de estadia, enquadradas com pequenas floreiras em aço-corten, que possibilitem o descanso e o disfrute da envolvente.

O projeto, que surge no âmbito do procedimento concursal realizado pela Câmara com financiamento do Portugal 2020, pretende a requalificação do arruamento rasgado no inicio dos anos 50 do século XX e que hoje em dia opera como uma das principais artérias comerciais e sociais da Vila de Nelas, verificando um forte crescimento da construção urbana ao redor nos últimos anos.

Os trabalhos irão decorrer faseadamente, minimizando o impacto sobre a utilização da via e causando o mínimo de transtorno aos utilizadores, tendo um prazo de execução de nove meses.

Nelas acolheu Dia Mundial do Turismo

O Dia Mundial do Turismo foi celebrado esta terça-feira em Nelas, tem como função evidenciar a importância dessa atividade, que contribui para a conservação de espaços e monumentos históricos e para a ampliação de nossos horizontes culturais.

Neste sentido, o Município de Nelas promove a exposição “140 Anos da Companhia das Águas Medicinais da Felgueira” patente na Biblioteca Municipal de Nelas até ao dia 26 de novembro, de segunda-feira a sexta-feira das 09h00 às 18h00 e ao sábado das 14h30 às 18h00.

Depois de ser inaugurada no passado mês de agosto em pleno Balneário Termal das Caldas da Felgueira, a exposição segue o seu objetivo de itinerância. Esta iniciativa da Câmara Municipal de Nelas conta com o apoio das Juntas de Freguesia de Canas de Senhorim e de Nelas, Termas das Caldas da Felgueira e Associação Recreativa e Cultural das Caldas da Felgueira.

Sob o mote “Traços do Passado na Construção de uma Aldeia de Portugal”, esta exposição, desenvolvida pelos serviços municipais da Biblioteca, Arquivo e Património Cultural, é o resultado de um trabalho multidisciplinar, dinâmico e social: além de respeitar o correto tratamento histórico dos dados, envolveu a própria comunidade local no processo de recolha de informações orais e espólio fotográfico.

Traços do Passado na construção de uma Aldeia de Portugal é o mote para a exposição comemorativa dos 140 anos da Companhia das Águas Medicinais da Felgueira. Centrada na História das Termas, desvenda os principais acontecimentos que originaram a criação da Companhia e subsequente afirmação desta estância termal no contexto do Termalismo Nacional.

Esta exposição procura transmitir aos visitantes o passado singular das Termas e a sua beleza atual através da mostra das “Fotografias da Aldeia”, concurso de fotografia promovido em junho pela Câmara Municipal de Nelas.

Comunidades de energia renovável em Mangualde

O Município de Mangualde está a dinamizar duas comunidades de energia renovável no concelho, uma no Centro Urbano de Mangualde e outra em Tibaldinho. A iniciativa, que tira partido de uma central fotovoltaica instalada em cada um dos locais, visa proteger o ambiente e gerar poupança para os cidadãos. As entregas das manifestações de interesse em participar nestas Comunidades devem ser efetuadas até dia 30 de setembro.

O projeto das Comunidades de Energia Renovável (CER), do Centro Urbano de Mangualde e de Tibaldinho, é uma iniciativa dinamizada pelo Município, no âmbito da sua estratégia de promoção das energias renováveis no concelho, com o apoio da União das Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta, da Associação Empresarial de Mangualde e do Centro Cultural Social e Desportivo de Tibaldinho (CCSDT), que visa beneficiar toda a população local, incluindo os seus moradores, comércio e serviços.

A missão deste projeto é promover a produção local de eletricidade verde, através da criação de uma comunidade de energia renovável que produz a sua própria eletricidade verde, limpa e descarbonizada, e da promoção de boas práticas energéticas junto da comunidade.

MAIS DE UM CENTENA DE CONSUMIDORES JÁ MANIFESTARAM INTERESSE EM ADERIR AOS PROJETOS

Os interessados em aderir a estas Comunidades de Energia Renovável deverão entregar a sua manifestação de interesse, até dia 30 de setembro, presencialmente no CIDEM, ou através dos e-mails cermangualde@cmmangualde.pt para o CER Centro Urbano de Mangualde ou certibaldinho@cmmangualde.pt para o CER Tibaldinho. Deve ser anexando à mesma a fatura de eletricidade do último mês, para que se possa aferir a necessidade energética e fazer uma estimativa de redução de custos.

Para mais informações os interessados devem contactar os números telefónicos 232 619 880 e 925 785 597, ou os e-mails indicados.

O formulário de manifestação de interesse sobre a CER Centro Urbano de Mangualde, assim como a respetiva informação, está disponível para consulta no site da autarquia e na receção da Câmara Municipal.

O formulário de manifestação de interesse sobre a CER Tibaldinho, assim como a respetiva informação, está disponível para consulta no site da autarquia e na receção da Câmara Municipal.

Os projetos já arrancaram, tendo sido apresentados à população em Sessões Públicas, no mês de julho em Tibaldinho, com o apoio do Centro Cultural Social e Desportivo de Tibaldinho (CCSDT) e no mês de agosto, no Centro Urbano de Mangualde, com o apoio da União das Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta e da Associação Empresarial de Mangualde.

DESTINATÁRIOS DAS COMUNIDADES DE ENERGIA RENOVÁVEL DO CENTRO URBANO DE MANGUALDE E DE TIBALDINHO

As Comunidades de Energia Renovável do Centro Urbano de Mangualde e de Tibaldinho destinam-se a cidadãos titulares de um contrato de eletricidade e cujo local de consumo esteja nas proximidades da central fotovoltaica instalada na UPAC de Mangualde ou do Centro Cultural Social e Desportivo de Tibaldinho (CCSDT), e até ser atingido, por ordem de adesão, o limite de produção da central.

Os membros aderentes a estas comunidades de energia são cidadãos com instalações com utilização de eletricidade em Mangualde ou em Tibaldinho (ou a menos de 4 quilómetros), beneficiando da energia produzida pelos painéis solares por um período superior a 20 anos. Para cada habitação ou empresa, em função do seu consumo, é determinada a potência mais indicada para maximizar a sua poupança.

BENEFÍCIOS DAS COMUNIDADES DE ENERGIA RENOVÁVEL

Os principais benefícios da participação neste projeto são: redução dos gastos em energia, que se estima poderem gerar poupanças na ordem dos 20% a 30% na fatura mensal de eletricidade; combater a pobreza energética e contribuir para um aumento dos níveis de conforto térmico da população, através do acesso a eletricidade mais barata; redução de emissões de CO2 e independência energética, através da produção descentralizada de energia elétrica de fonte renovável; aumento da competitividade do comércio e serviços abrangidos pela CER.

Investimento total de 145 mil euros para pavimentação em Mangualde

A aposta no Município de Mangualde é nas intervenções no território, de forma a melhorar a qualidade de vida dos habitantes do concelho. Deste modo, teve lugar, no Salão Nobre da Câmara Municipal, à assinatura do auto de consignação para a empreitada da pavimentação da Rua Cidade Harftord, localizada na União de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta. As intervenções representam um investimento total de 145.877,20 euros, numa ação presidida pelo Presidente do Município, Marco Almeida.

As obras a efetuar na Rua Cidade Hartford têm como finalidade a melhoria das condições de circulação rodoviária e pedonal interligando a Avenida Vasco da Gama, com a Rua Eugénio de Andrade, que tem elevada importância para a mobilidade da população, e para criar condições de acessibilidade a cidadãos com mobilidade condicionada.

A empreitada engloba a pavimentação rodoviária, estacionamento e circulação pedonal, que atualmente se encontra em terra batida, sinalização vertical e marcas rodoviárias, e, também, intervenções na drenagem de águas residuais e pluviais no arruamento. O prazo de execução é de 180 dias.

Jovem Engenheiro Cláudio Dias destaca-se no ranking “35 abaixo de 35″da MWCC e a Global Shapers Madrid

Os nossos jovens também triunfam fora de portas e mostram a sua qualidade e mostram o orgulho de serem portugueses, aqui falamos e destacamos o jovem engenheiro Cláudio Cabral Dias, que natural das Terras de Tavares, no concelho de Mangualde.

Deste modo, o jovem Claúdio foi 28º no ranking “35 abaixo de 35”, uma iniciativa da MWCC e a Global Shapers Madrid, que  lançaram em julho passado a segunda edição do ranking “35 abaixo de 35”. Após o sucesso da primeira edição, o objetivo deste novo ranking estava na elaboração de uma lista dos jovens engenheiros e arquitetos mais influentes, até os 35 anos de idade, em Espanha . Para ambas as entidades, talento, inovação e capacidade de transformar cidades, e ecossistemas empresariais é fundamental, e constitui uma alavanca necessária de mudança para o crescimento da sociedade e das cidades como um todo.

Mais de 470 candidaturas foram recebidas, 37% a mais do que na edição anterior, de engenheiros e arquitetos cuja capacidade de inovação e talento são fundamentais para o presente e o futuro da sociedade. Nesta segunda edição, participaram 369 engenheiros de múltiplas especialidades e 100 arquitetos, o que mostra a movimentação e o talento de nossas universidades e setor.

O vencedor foi Araceli Martin Candilejo, seguido de Ara Gonzalez Cabrera, Pablo Diego Pastor, já o Cláudio surge em 28º lugar , formado em Engenharia Civil, U. Porto (mestrado), pela empresa AYESA.

Assim um grande feito para um jovem desta região beirã de onde também saem grandes talentos para a nossa Europa e que é modelo para tantos outros

Foto:CCD fonte:MWCC e Global Shapers Madrid

 

Bordallo Pinheiro celebra o mar e a terra

A Fábrica de Faianças Bordallo Pinheiro, que está presente até dia 18 de setembro na feira ARTRIO, no Rio de Janeiro, acaba de lançar mais uma coleção, desta vez, celebrando a Terra e o Mar.

Numa harmoniosa fusão surge “Couve com Lavagantes”, composta por seis peças decorativas e utilitárias.

A Fábrica de Faianças Bordallo Pinheiro lança a sua mais recente coleção – Couve com Lavagantes.

Para criar a coleção Couve com Lavagantes, a Bordallo Pinheiro  teve como base os icónicos pratos clássicos que Raphael criou no século XIX, combinando elementos vegetais com animais que mimetizam características humanas. O lavagante surge, assim, agarrado à couve com as suas grandes pinças, como que exaltando o legume numa dança surreal. Um imaginário inimitável que continua a ganhar vida. Ler Mais »

Mangualde-Barragem de Fagilde um dos temas da reunião com ministro Duarte Cordeiro

Mangualde recebeu esta semana, Duarte Cordeiro, Ministro do Ambiente e da Ação Climática, que veio reunir com o executivo municipal, liderado pelo Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Marco Almeida. Foram vários os assuntos em cima da mesa, mas os dossiers da água, da Barragem de Fagilde, do gás e da energia foram os que assumiram maior destaque.

Marco Almeida destacou que “foi um encontro bastante produtivo, no sentido em que a estratégia do município e os projetos que temos vindo a desenvolver – como as “Comunidades de Energia Renovável” (CER) dirigidas ao Centro Urbano de Mangualde e a Tibaldinho, a gestão local da água nas matérias da telegestão e telemetria, entre outros – vão ao encontro da estratégia traçada a nível nacional”. O presidente da Câmara Municipal de Mangualde, sublinhou ainda que “foram abordados ainda projetos que estão a ser preparados para desenvolver no futuro próximo no nosso concelho”.

Estas matérias da água, da seca e da energia são essenciais para o bem-estar dos nossos munícipes e, por isso, é essencial ter estratégias locais concertadas com as diversas estratégias nacionais e internacionais”, concluiu ainda o edil mangualdense.

 

Pinhel volta a acolher eleição da “Rainha das Vindimas de Portugal”

Pinhel Cidade do Vinho 2020-2022

No terceiro e último ano em que defende o título de “Cidade do Vinho”, Pinhel acolhe pelo segundo ano consecutivo a fase final do concurso “Rainha das Vindimas de Portugal”, uma iniciativa promovida em parceria com a Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV) e a Associação das Rotas de Vinho de Portugal (ARVP).

Concluídos os processos de eleição / seleção das candidatas dos municípios que aderiram ao projeto, a eleição da “Rainha das Vindimas de Portugal 2022” está agendada para o próximo sábado, dia 17 de setembro, a partir das 21.30h, numa Gala que terá lugar na Praça Sacadura Cabral (junto ao Pelourinho), em Pinhel.

Nesta edição, candidatam-se ao título de Rainha das Vindimas de Portugal 17 jovens que representam outros tantos municípios associados da AMPV, entre os quais o Município de Pinhel. Ler Mais »