Templates by BIGtheme NET
Início » Gastronomia

Gastronomia

XXVI Feira da Maçã Bravo de Esmolfe a 9 de outubro

Vai regressar novamente a feira de homenageia a Maçã Bravo de Esmolfe, um produto excelência nesta zona e no concelho, assim sendo, o Largo de St. Ildefonso em  Esmolfe , no domingo dia 9 de outubro, mesmo ao lado da vila de Penalva do Castelo vai encher-se de expositores que habitualmente são muitos e surge para além da maçã de bravo de Esmolfe, um pouco de tudo a nível de artesanato e gastronomia regional.
Assim como a animação também não vai faltar com os grupos locais e Augusto Canário & Amigos a encerrar em grande este dia festivo.
Deste modo, também vai ter a vertente desportiva , com a realização do Trail Maçã Bravo de Esmolfe com  inscrições (até 4 de outubro) https://acorrer.pt/eventos/info/2999.
Assim como a inscrição da

Venda/exposição de produtos/artesanato (até 30 de setembro) e do Concurso Delícia de Maçã Bravo de Esmolfe (até 6 de outubro).

PROGRAMA 

09.00h Trail Maçã Bravo de Esmolfe
10.00h Abertura da Feira
10.15h Arruada pela Banda Musical e Recreativa P. Castelo
10.30h Atuação da Casa do Povo de Esmolfe
14.30h VI Concurso Delícia de Maçã Bravo de Esmolfe
15.00h Atuação de Artur & Márcia
16.00h Atuação de Augusto Canário & Amigos
Vai ser mais um dia com muitos visitantes dos mais variados locais para saborear a maçã e restantes iguarias.

Regresso em alta da Feira Farta

Teve lugar na manhã de sãbado,10 de setembro, a abertura da Feira Farta na Guarda com a presença do Presidente do Município da Guarda, Sérgio Costa , o Executivo Municipal e demais entidades.

Estão presentes as 43 freguesias com os seus produtos endógenos e artesanato,  a zona de restauração e o Espaço Criança, onde
estão a ser dinamizadas ações lúdico pedagógicas com o apoio do La Vie. no Largo do Mercado Municipal na Guarda.

Sérgio Costa referiu no seu discurso que:”Esta é talvez a feira mais genuína da Guarda e dos Guardenses, a Feira Farta, que é também a nossa Feira Franca.”

Salientou ainda “ser bom o regresso à normalidade e depois da pandemia voltar a ver esta tenda cheia de gente e de produtos, o Município  da Guarda lança o desafio às pastelarias, aos pasteleiros locais e às pessoas a título individual ou em grupo para criarem o bolo tradicional da região, a Bola Parda da Guarda, queremos incentivar a inovação, a criatividade e o sentido empreendedor para o reavivar deste nosso saboroso produto gastronómico.”

Vai surgir nos dois pisos superiores do Mercado Municipal uma Nova Área Empresarial da Guarda.

Depois seguiu-se a visita à Feira e Mercado Municipal.

3.ª Feira Gastronómica – Alambicada de Vila Nova de Tazem de 30 Set, a 02 Out.

A 3.ª Feira Gastronómica – Alambicada de Vila Nova de Tazem terá lugar nos dias 30 de Setembro, 1 e 2 de outubro, em Vila Nova de Tazem.
O evento decorre na Avenida Dr. Joaquim Borges e conta um programa variado onde a gastronomia é rainha.
A 3.ª Feira Gastronómica visa, essencialmente, estimular e divulgar a Alambicada, um prato de sabor distinto e requintado, tradicionalmente confecionado em Vila Nova de Tazem e cuja preparação é envolta num “saber fazer” ancestral e de invejável mestria.
Esta edição conta com a participação de dois restaurantes: Estalagem São José e Serra & Sabores, que confecionarão esta magnífica iguaria e que prometem aguçar o paladar de todos os que tiverem o privilégio de a provar.
Para além disso a 3.ª Feira Gastronómica – Alambicada de Vila Nova de Tazem surge também com vista à promoção do potencial vitivinícola da região demarcada do Dão – sub-região Serra da Estrela, contando com a participação de vários produtores de vinho do concelho de Gouveia.
Para além da gastronomia de excelência, fazem parte do programa da festa grupos de animação musical, animação cultural e uma feira de artesanato onde os produtores locais poderão mostrar o que de melhor esta região tem para oferecer.
A iniciativa é organizada pela Casa do Povo de Vila Nova de Tazem e o CLDS – Integrar 4G de Gouveia, com a parceria do Município de Gouveia, da Junta de Freguesia de Vila Nova de Tazem e de várias associações e coletividades vilanovenses.
Não perca a oportunidade e faça já a sua reserva através dos contactos:
Estalagem São José: 965 546 625
Serra & Sabores: 960 397 148

Guarda 21-“Bola Parda Tradicional da Guarda”

Degustado pelos especialistas, Bola Parda Tradicional da Guarda, da marca Guarda 21 é premiado com duas estrelas de Grande Sabor  em 2022.

Com sede na cidade da Guarda, a empresa Guarda 21 – Assessoria, Workshops e Produtos da Terra, especializada, entre outras matérias,  em compotas, geleias,  bolos tradicionais e bebidas, foi nomeada entre as principais produtoras de alimentos e bebidas do mundo este ano, recebendo um prémio de duas estrelas do Grande Sabor pelo seu “Bola Parda Tradicional da Guarda”.

Mais de 14.000 produtos foram submetidos ao rigoroso processo de julgamento cego da concorrência; e a Guarda 21 foi apelidada ” nos prêmios de comida e bebida mais cobiçados do mundo.  4.078 produtos foram premiados com um Great Taste 1-star – ‘comida e bebida que proporcionam sabor fantástico’, 1.237 foram premiados com um Grande Sabor 2 estrelas – ‘acima e além de deliciosos’, e 241 foram premiados com um Grande Sabor 3 estrelas – “comida e bebida extraordinariamente saborosas”.

Descrito como “Um Bolo perfeitamente formado e assado com maravilhosamente do qual até mesmo as migalhas são maravilhosas, fácil de cortar apesar de sua evidente humidade. Maravilhosamente aromático com uma riqueza de licor em evidência, bem como tempero brilhante, com “toques” de anis. Macio e húmido no paladar, com um equilíbrio fantástico de doçura, conhaque e tempero brilhante, mas suave. O acabamento é totalmente inesperado, poderíamos comer uma grande quantidade. Um bolo maravilhosamente festivo, tão perfeito com um copo de porto como uma xícara de café.” Ou ainda,  “O top crocante é delicioso com o açúcar de canela – excelente textura húmida mesmo nas bordas, migalhas lindas – muito agradável e bastante única.”, ou ” Bem apresentado, produto de aparência rústica. Bolo húmido e leve. Um sabor puro com uma rica combinação de sabores”, este Tradicional Bola Parda da Guarda foi um grande sucesso com os jurados do Great Taste Awards.

Feita com ingredientes puros e nobres, como azeite, especiarias e  aguardente, a receita da Bola Parda Tradicional da Guarda passada de geração em geração, foi um dos 5.556 produtos a receber o prémio Great Taste em 2022 (que representa apenas 39,1% do total de produtos inscritos).

O que é o Great Taste?

Reconhecida como um selo de excelência e ativamente buscada por amantes de alimentos e varejistas, a Great Taste, organizada pelo Guia de Alimentos Finos, valoriza o sabor acima de tudo. Todos os produtos da linha de julgamento são de gosto cego: cada produto é removido de sua embalagem para que não possa ser identificado, antes de entrar num processo de julgamento robusto e em  etapas.

Este ano, o julgamento ocorreu ao longo de 90 dias em dois locais de julgamento (Dorset e Londres) com um painel de mais de 500 juízes. A programação deste ano viu produtos de alimentos e bebidas enviados de  110 países diferentes de todo o mundo.

Ludovina Margarido, fundadora e proprietária da empresa Guarda 21 e responsável pela sua  elaboração e colocação a concurso da Bola Parda Tradicional da Guarda referiu: “Estou muito feliz com a atribuição deste prémio. Este ano achei que devia concorrer com a Bola Parda por ser um bolo tradicional da região da Guarda que merece ser conhecido e valorizado no mundo inteiro! Ele é delicioso e a primeira impressão sensorial começa logo pelo aroma único e invulgar! A nossa   Bola Parda Tradicional da Guarda merece este reconhecimento.  Sonhei com este momento e estou muito orgulhosa de poder juntar o icónico simbolo preto e dourado ao delicioso bolo familiar cuja receita me foi passada pela minha mãe Adelaide e pela minha avó Ludovina!

 “Guarda 21 começou o seu caminho em 2015 e desde aí se tem destacado com diversos prémios nacionais e internacionais, valorizando os produtos locais  da Guarda e da região da Serra da Estrela.  Todas as nossas criações são isentas de aditivos, corantes ou conservantes. Levar um bolo destes a um prémio internacional, sem qualquer conservante foi realmente um grande desafio. Hoje é um dia fantástico, por tudo isso.” Desabafa Ludovina Margarido.

“Ser reconhecido com 2 estrelas do Great Taste Awards significa muito para pequenos produtores independentes como nós, pois faz todo o trabalho duro e determinação valer a pena! Great Taste é o mais reconhecido elogio pelo sabor e qualidade no mundo da comida e bebida, por isso é realmente uma grande vitória! ” Conclui Jorge Margarido.

 O produto está disponível para venda na nossa loja online, www.ludovinamargarido.pt e o nosso contacto de correio eletrónico  é Ludovina.guarda21@gmail.com

Notas do editor:

Fundada em 1994, a Great Taste é organizada pela Guild of Fine Food e é o maior, mais antigo e respeitado esquema de credenciamento de alimentos do mundo para produtores de alimentos artesanais e especializados.

A lista completa dos vencedores deste ano e onde comprá-los pode ser encontrada em www.greattasteawards.co.uk e uma ampla gama de produtos premiados estão disponíveis para compra lojas independentes em todo o país.

Além de Great Taste, a Guild of Fine Food é conhecida por publicar a revista líder da indústria, Fine Food Digest, que executa o Fine Food Show North anual em Harrogate e o fenômeno global, que é o World Cheese Awards.  Além disso, outros eventos incluem cerimônias de premiação e mercados de Grande Sabor, sessões de treinamento e iniciativas de membros ao longo do ano.

134846

Fotos:Guarda 21

 

Guia de Restaurantes Seleção Gastronomia e Vinhos 2022’ com mais 39 novos estabelecimentos

O ‘Guia de Restaurantes Seleção Gastronomia e Vinhos 2022 da região de Coimbra’ passa agora a integrar um total de 116 estabelecimentos qualificados, com a adesão de 39 novos restaurantes. A cerimónia de apresentação da mais recente edição do Guia realizou-se na sexta-feira, dia 5 de agosto, na Mealhada, com a presença de Rita Marques, Secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, numa iniciativa conjunta da CIM Região de Coimbra, AHRESP e Turismo de Portugal.

Jorge Loureiro, vice-presidente da AHRESP, sublinhou a importância deste projeto para a associação: “O Seleção Gastronomia e Vinhos pretende criar uma rede nacional de restaurantes que adote o receituário tradicional português, que utilizem preferencialmente produtos portugueses e regionais, cumpram as melhores práticas e ofereçam qualidade de serviço irrepreensível”.

A implementação do Programa SELEÇÃO Gastronomia e Vinhos constitui um instrumento determinante na orientação e defesa das expetativas dos consumidores, nomeadamente de todos os turistas, mas também suporta a promoção dos próprios estabelecimentos, ao representar um indicador público, independente, de que os referidos estabelecimentos reúnem condições especiais que os distinguem no conjunto do setor.

Até ao final do ano, pretende-se que este programa inclua cerca de 400 restaurantes, estando já a ser desenvolvido pela AHRESP um outro projeto desta vez destinado aos vinhos – o programa BEST WINE SELECTION. O objetivo é dignificar e promover os vinhos portugueses, em particular a oferta vinícola da região.

Alpha, Linda Martini, Verbian, The Quartet of Woah na Romaria Cultural de Gouveia

Gouveia vai receber ao longo de três dias e com uma programação multidisciplinar distribuída por vários espaços públicos da cidade, destacam-se os concertos de Alpha, Linda Martini, Verbian, The Quartet of Woah!, Maria Reis e Samuel Martins Coelho e os resultados
das residências de criação, com a apresentação dos espetáculos inéditos “Gigantes de
Pedra” e “TEAR”.
Com início a 29 de julho, esta edição arrancará com a inauguração de 7 exposições de artes plásticas e visuais, de vários artistas e coletivos nacionais e continuará, durante a noite de sexta-feira no Anfiteatro da Cerca, com três espetáculos: a estreia da
residência “Mala de músicas e estórias” com concerto documental intitulado “Gigantes de
Pedra”, que recolhe memórias de Melo (aldeia-natal de Vergílio Ferreira), o trio portuense
Verbian, que transportará para a Cerca o som progressivo e estratificado que os define e
The Quartet of Woah! que, a oito mãos, desbravarão o ambiente natural a corta-mato.
No dia 30, destaca-se no Mirante do Paixotão a performance “ALBUS”, de Ricardo Cardoso e Adriana Neves e do concerto de Maria Reis ao pôr-do-sol, como cenário de uma apresentação que se perspetiva única, em que a artista levará a esse jardim uma
coleção de temas com enfoque no recém-lançado álbum “Benefício da Dúvida” e em “A Flor da Urtiga“ (2020), gravado com Noah Lennox (Panda Bear, Animal Collective). A noite de
sábado regressará à Cerca com a apresentação de “TEAR”, concerto-performático que recorre ao tear como um instrumento dual, reinventando-o no contexto contemporâneo.
Segue-se a mítica banda de Bristol, Alpha, herdeira do trip hop de Massive Attack e Portishead e que apresentará o seu 15o álbum, “Failure”, que terá estreia mundial ao vivo
neste anfiteatro. Os concertos terminarão com os Linda Martini, uma das bandas de rock
mais relevantes da música portuguesa, com a apresentação do álbum “Errôr” que parte do
erro e incerteza de encontrar um caminho para, numa viagem errante, envolverem aquele
contexto natural com a potência rítmica e sensibilidade melódica que os caracteriza.
No domingo, 31 de julho, a Praça de S. Pedro receberá o violinista Samuel Martins
Coelho e a delicadeza do seu segundo álbum “Cura”, numa simbiose entre o jazz,
clássica/contemporânea e folk/country, como aperitivo para a recriação da Romaria ao
Calvário, atividade de união e partilha entre artistas, público e organização.
Paralelamente e de carácter mais permanente, serão desenvolvidas iniciativas
participativas, criando espaços de diálogo em torno das dimensões culturais, sociais e de
sustentabilidade ambiental, com enfoque em iniciativas de interação com a
biodiversidade local, em articulação com o CERVAS, e uma oficina de teatro, dirigida
pela Terceira Pessoa.
A Romaria Cultural consolida-se na edição de 2022, enquanto evento de referência local,
regional e nacional e diferencia-se pela diversidade, originalidade programática e formatos
de apresentação, ao incorporar as propostas em espaços públicos, criando dinâmicas de
envolvimento dos públicos e da comunidade gouveense. Simultaneamente, desafia artistas
a interagirem com os espaços naturais de Gouveia, promovendo o diálogo criativo com a
especificidade de cada lugar. Organizado colaborativamente, com diversos parceiros de
diferentes áreas, todas as atividades são de acesso gratuito, democratizando a
participação e a fruição cultural. Em suma, são muitos os motivos de interesse para
que neste Verão todas as pessoas visitem esta encosta única da Serra da Estrela e
usufruam das diversas atividades artísticas e culturais que a Romaria Cultural proporciona.

“Tapiscar no Mercado” no Mercado de Gouveia

Foi na manhã desta quinta-feira, que o Mercado Municipal de Gouveia acolheu a iniciativa “Tapiscar no Mercado”.
O Mercado Municipal foi o ponto de encontro para o convívio e para a tão apreciada degustação de tapas e petiscos confecionados pelos alunos do Curso de Cozinha e Pastelaria do Instituto de Gouveia – Escola Profissional.
Todos quantos se deslocaram ao Mercado Municipal para realizar as suas compras, puderam deliciar-se com as iguarias preparadas a preceito para esta ocasião, com uma diversidade de produtos locais e regionais.
A animação também foi uma constante com as atuações do grupo Zumba Kids, da Fundação “A Nossa Casa” e a música dos Flautoches da ABPG. A alegria e boa disposição das crianças foram dominantes.
Esta foi uma iniciativa organizada pelo Município de Gouveia, em parceria com o Instituto de Gouveia – Escola Profissional e a AssociaSão Julião.

Encontro Gastronómico Amador de Abrunhosa-a-Velha no início de agosto

Vai ter lugar no próximo dia 6 de agosto (sábado), pelas 17 horas, a sétima edição do Encontro Gastronómico Amador de Abrunhosa-a-Velha, no centro da aldeia. O evento contará com a participação de cozinheiros amadores que darão destaque à gastronomia tradicional do concelho de Mangualde, desde a Sopa de Barbo da “Cozinha das Marchas Populares de Abrunhosa-a-Velha”, a Feijoada à Abrunhosense da “Cozinha do Estrela Mondego Futebol Clube”, o Rancho à Moda de Abrunhosa da “Cozinha da Associação Humanitária e Cultural de Abrunhosa-a-Velha”, os Rojões à Vila Mendo da “Cozinha do Centro Desportivo e Recreativo de Vila Mendo de Tavares” e as Pataniscas com Arroz de Tomate da “Cozinha do Centro Social e Paroquial de Abrunhosa-a-Velha”.

Os visitantes poderão comprar o kit no local e assim provar os pratos que, certamente, farão as delícias de todos, bem como, desfrutar de muita animação.

O Encontro é da organização da Junta de Freguesia de Abrunhosa-a-Velha e da Câmara Municipal de Mangualde e conta com o apoio das Marchas Populares de Abrunhosa-a-Velha, da Associação Humanitária e Cultural de Abrunhosa-a-Velha, do Centro Desportivo e Recreativo de Vila Mendo de Tavares, do Centro Social e Paroquial de Abrunhosa-a-Velha e do Estrela do Mondego Futebol Clube.

 GUARDA WINE FEST regressa em nova edição de 14 a 16 de julho de 2023

Evento estreou-se com sucesso e atraiu milhares de visitantes

O programa prometia diversidade, entre vinhos, gastronomia e música. E os guardenses quiseram descobrir esta primeira edição do Guarda Wine Fest. Foram mais de 10 mil os visitantes que ao longo dos três dias passaram pelo centro da cidade da Guarda. O evento, promovido pelo Município da Guarda e pela Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior (CVRBI), anunciou já as datas da próxima edição. Em 2023, entre os dias 14 e 16 de julho, está de regresso à Alameda de Santo André.

Organizado em tempo recorde, como lembrou Rodolfo Queirós, Presidente da CVRBI, o Guarda Wine Fest trouxe durante três dias um apelo extra para visitar a emblemática Alameda de Santo André. Os produtores de vinho foram cabeça de cartaz e vieram de três regiões distintas: Beira Interior, Dão e Douro. À organização juntaram-se a Comissão Vitivinícola Regional do Dão (CVR Dão) e o Instituto dos Vinhos do Douro e Porto (IVDP).

Mas nem só de vinho se fez o evento que promete repetir várias edições nos próximos anos. A gastronomia teve também uma importância destacada. Desde logo nos restaurantes presentes, o D’sigual Wine House e a Pensão Aliança, mas também nas sessões de cozinha ao vivo com dois chefes reputados: Diogo Rocha, chefe restaurante estrela Michelin Mesa de Lemos, e também Cristina Manso Preto, autora de diversos livros de receituário prático e presença regular na “Praça da Alegria”, da RTP.

Depois do vinho e da gastronomia, também a música ocupou um espaço privilegiado, no palco montado no topo da Alameda. Passaram por lá, ao longo de três dias, a fanfarra NemFáNemFum, os Swing Station, John Pizzarelli e os Carioca de Limão.

No Guarda Wine Fest foi ainda possível aprender mais sobre vinhos com o enólogo Tiago Macena e também com o sommelier da Revista de Vinhos, Rodolfo Tristão. Foram muitos os que quiserem aprender mais sobre castas e vinhos que muito dizem às três regiões presentes.

A edição do próximo ano, a segunda do Guarda Wine Fest, tem já datas anunciadas pelo presidente do Município, Sérgio Costa. De 14 a 16 de julho de 2023, a Alameda de Santo André será de novo palco de muitas provas e conversas sobre o vinho, gastronomia e música.

Paço dos Cunhas homenageia o Verão

O Paço dos Cunhas, restaurante de cozinha de autor e um dos ícones da vila de Santar, no Dão, lançou uma carta para a estação quente que homenageia tradições e costumes ancestrais da região, reinventando sabores e privilegiando a excelência dos produtos locais.

  Localizado numa propriedade senhorial do século XVII, na nobre vila de Santar, o restaurante Paço dos Cunhas é um ícone da cultura gastronómica da região Dão-Lafões, no distrito de Viseu. Fazendo jus à sua reputação de espaço de fine dining, o Chef Henrique Ferreira e a sua equipa desenharam uma carta para o verão que homenageia a cozinha beirã e as tradições de Santar, numa reinterpretação da cozinha tradicional portuguesa que resulta em pratos surpreendentes, onde o passado e o presente se cruzam de forma inesperada.

Quisemos homenagear as gentes e tradições de Santar, reinterpretando alguns dos clássicos da cozinha portuguesa, assim como do receituário regional, respeitando os produtos e ingredientes locais e próprios da estação, como é o caso do tomate coração de boi, o feijão verde, as nêsperas e mesmo as violetas, tão típicas nesta época. Mais do que apenas uma experiência enogastronómica, queremos que a visita ao Paço dos Cunhas seja uma viagem pelos sabores e pelas histórias guardadas ao longo do tempo nesta vila única”, afirma o Chef Henrique Ferreira, responsável pela cozinha deste emblemático espaço de gastronomia no coração do Dão.

A escolhas começam nas entradas, onde se destacam as homenagens a pratos tradicionais desta época, com reinvenções das estivais “Sardinhas Assadas com Pimentos”, dos “Peixinhos da Horta” ou da “Bifana no Pão”, tributos aos petiscos típicos dos convívios populares de verão.  No peixe, salta à vista a “Massa Fresca de Lingueirão à Bolhão Pato”, o “Arroz Caldoso de Polvo”, ou a “Caldeirada de Peixes da Nossa Costa”. O trabalho de reinvenção das receitas ancestrais está presente também na carne, onde se salientam pratos que revivem sabores antigos como o “Frango do Campo de Fricassé”, a “Barriga de Porco com Beterraba e Couve” ou o “Bife de Cebolada”.

As sobremesas respeitam o receituário português, contando histórias muito próprias, como o “Ananás, Violetas e Moscatel”, onde a fruta dos Açores é trabalhada com o moscatel e finalizada com um crocante de violetas, a relembrar as cores e aromas das ruas de Santar no verão; o “Creme Queimado de Nêspera e Chocolate”, com as nêsperas apanhadas no quintal; ou a “Rabanada de Sopa Dourada”, inspirada num clássico da doçaria portuguesa.

São muitas mais as opções, quer à carta, quer em três menus de degustação propostos pelo Chef: o menu “Origens” (27,50€, ou 36,50€ com harmonização), o menu “Santar” (35,00€, ou 50,00€) e o menu “Do Chef” (57,50€, ou 82,50€). Os menus de degustação têm a opção de harmonização com os melhores vinhos do portfolio da 1990 Premium Wines, das marcas Casa de Santar, Vinha dos Amores, Encontro ou Saturno, cuja seleção pode ser aconselhada pelo escanção e chefe de sala, André João.

Por último, uma referência à famosa “Broa de Milho” que é oferecida no início da refeição, amassada e cozida na cozinho do Paço dos Cunhas. Conta a história que, em tempos antigos, à massa que sobrava acrescentava-se canela e açúcar e faziam-se broas doces para as crianças no regresso da escola – a mesma “Broa Doce” que também está presente no cardápio, a acompanhar o café, assim como as “Farturas da Feira de S. Mateus” e as “Cavacas de Resende”, em versões aqui reinventadas.

 O Paço dos Cunhas é um dos nossos espaços de enoturismo mais carismáticos, onde aliamos o fine dining aos nossos vinhos de terroir, produzidos nas vinhas do Dão, da Bairrada e do Alentejo. A nova carta, elaborada pelos Chefs Henrique Ferreira e Alberto Correia, vem tornar as nossas experiências enogastronómicas ainda mais exclusivas e especiais”, refere Vítor Castanheira, CEO da 1990 Premium Wines, empresa detentora do Paço dos Cunhas.

A nova carta do restaurante Paço dos Cunhas estará disponível até ao próximo mês de outubro e as reservas podem ser feitas através do telefone 232 945 452 ou do email reservas.santar@1990.pt. O restaurante do Paço dos Cunhas abre de terça a quinta-feira para almoço, das 12h00 às 15h00; sextas e sábados, almoço e jantar, das 12h00 às 15h00 e das 19h00 às 22h00; e domingos para almoço, das 12h00 às 16h00.