Templates by BIGtheme NET
Início » Gastronomia

Gastronomia

O Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa” 2021em Idanha

Sabores e iguarias de Idanha-a-Velha inspiram um dia pleno de emoções na Aldeia Histórica

Sob o mote “Nas Terras do Rei Wamba… Há Pão!”, o Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa” 2021 promove, no próximo dia 30 de outubro, um dia dedicado à gastronomia da Aldeia Histórica, com muitas surpresas e atividades para todos os gostos e idades.

Reza a lenda que, no lugar que hoje conhecemos como a Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha, um humilde lavrador chamado Wamba tornou-se rei dos Visigodos (um dos vários povos que passou por aquele território). Ancorada numa paisagem de montado e olival, naquele tempo e até hoje, o sustento dos homens andou sempre de mão dada com a terra.

A gastronomia é, por isso, um dos grandes atrativos da Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha, sendo o mote para o décimo evento do Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa” 2021 que, durante todo o ano, leva animação e cultura às 12 Aldeias Históricas de Portugal.

Com o tema “Nas Terras do Rei Wamba… Há Pão!”, no próximo dia 30 de outubro, visitantes e habitantes podem participar, por exemplo, em workshops para aprender a fazer pão ou “borrachões” (biscoito típico da Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha), visitar a mostra de produtos endógenos, ouvir “Estórias de Pão” (atividade direcionada para o público infanto-juvenil), assistir ao lançamento do Fascículo II de receitas desenvolvidas e confeccionadas nos workshops das edições 2020/2021 do Ciclo de eventos “12 em Rede” ou ao showcooking “Ervas e Aromas” com a chef Maria Caldeira de Sousa.

Como, pelo notável conjunto de ruínas que conserva, a Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha é uma das mais importantes estações arqueológicas do país, o evento irá incluir, também, momentos lúdico-educativos sobre o tema. Por exemplo, duas visitas ao atelier “MosaicoLab”, que se irão focar no legado da arte do mosaico pela civilização romana, e que pode ser observado em Idanha-a-Velha, e um percurso orientado pela extraordinária coleção epigráfica da Aldeia Histórica. As visitas atelier “MosaicoLab” repetem-se ainda no dia seguinte, domingo, dia 31 de outubro.

Não faltará também um momento musical, com a acordeonista, cantora e compositora Celina da Piedade, cuja sonoridade folk, inspirada no cancioneiro tradicional alentejano, promete terminar o dia de sábado, em grande, na Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha.

Devido à pandemia, a participação no evento será limitada e sujeita a inscrição prévia – mas a festa poderá ser sentida e vivida em todo o mundo, via streaming, no Facebook das Aldeias Históricas de Portugal.

A inscrição, que é gratuita, pode ser feita para a totalidade do evento ou apenas para um momento específico, como um concerto ou uma visita guiada – sendo que o limite de participantes dependerá do espaço e da tipologia de cada atividade. Pode inscrever-se para o evento na Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha junto do Gabinete de Turismo da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, de forma presencial ou através do número de telefone 277202900 ou do turismo@cm-idanhanova.pt, ou o Posto de Turismo de Idanha-a-Velha, de forma presencial.

O evento é promovido pela Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico, numa organização do Município de Idanha-a-Nova, Junta de Freguesia da União de Freguesias de Monsanto e Idanha-a-Velha, Associações e Agentes Económicos locais. Uma iniciativa apoiada pelo Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE).

Entre nesta festa e viva um dia inesquecível na Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha!

Programa do evento e limite de participantes:

30 de outubro
08h – 17h – Vamos ao Forno!
Local: Forno Comunitário
15 pax máx

11h – 12h – Atelier de Borrachões
Local: Forno Comunitário
15 pax máx

10h – 17h – Mostra de Produtos Endógenos
Local: Envolvente da Sé / Lagar de Varas

10h – 12h – Atelier MosaicoLab #1
Local: Largo do Espírito Santo/ Recinto de Festas
10 pax máx

10h – 12h – Estórias de Pão #1
Local: Antiga Casa da Câmara
10 pax máx

10h30 – Receituário Colecionável | Lançamento Fascículo II
Local: Igreja de Sta. Maria /Sé de Idanha-a-Velha
50 pax máx

11h – Visita Orientada| Árvores com História
Início: Porta Norte
12 pax máx

14h – 16h – Visita Atelier MosaicoLab #2
Local: Largo do Espírito Santo/ Recinto de Festas
12 pax máx

14h – 16h – Estórias de Pão #2
Local: Antiga Casa da Câmara
10 pax máx

15h – Showcooking | Ervas e Aromas – entre a História e a Tradição
Local: Palheiros de São Dâmaso
10 pax máx

15h30 – Prova de Bolos de Forno
Local: Forno Comunitário
15 pax máx

16h – Artes de Rua | Rasto – Companhia Erva Daninha
Local: Exterior da Igreja de Sta. Maria /Sé de Idanha-a-Velha

17h15 – Visita Orientada | Valete Vos Viatores
Local: Pavilhão Epigráfico
12 pax máx

21h – Concerto | Celina da Piedade
Local: Igreja de Sta. Maria /Sé de Idanha-a-Velha
Sujeito à lotação do espaço

31 de outubro
Visita Atelier MosaicoLab
Sessão #1 – 10h30
Sessão #2 – 12h30
Local: Largo do Espírito Santo/ Recinto de Festas
12 pax máx

A festa só acaba em novembro!
O Ciclo “12 em rede – Aldeias em Festa” 2021 só termina em novembro! Depois de Idanha-a-Velha, a festa segue para Monsanto, a 6 de novembro.

Carlos Condesso tomou posse em Figueira de Castelo Rodrigo

Teve lugar em Figueira de Castelo Rodrigo, a instalação dos Órgãos Autárquicos, com Carlos Condesso, a tomar posse como novo presidente da câmara desta localidade, tendo depois sido empossados os novos vereadores e Assembleia Municipal.

O novo Presidente Carlos Condesso referiu que:”Hoje é um dia muito especial. Sinto que o é para mim e para os que me têm acompanhado, mas sinto também que o é para o nosso concelho de Figueira de Castelo Rodrigo.
Cumprido que está o acto eleitoral autárquico, é tempo de guardar as bandeiras partidárias e de erguer apenas e bem alto a bandeira do nosso concelho e do nosso território.
Mas, claro está que guardar as bandeiras não significa esquecer as nossas ideologias. Ler Mais »

Penalva do Castelo homenageou Maçã Bravo de Esmolfe

Decorreu, recentemente no Centro de Exposições de Produtos DOC, na Freguesia de Esmolfe, a XXV Feira da Maçã Bravo de Esmolfe, resultante de uma iniciativa da Câmara Municipal de Penalva do Castelo e da Junta de Freguesia de Esmolfe, com o apoio da FELBA – Promoção das Frutas e Legumes da Beira Alta.
O evento contou com a presença da Secretária de Estado da Ação Social, Rita Cunha Mendes, do Diretor Regional da Agricultura, Fernando Martins, do Vice-Presidente da CCDRC, José Morgado, da Diretora da Cultura do Centro, Suzana Menezes e demais entidades.
O dia iniciou com uma missa campal, presidida pelo Sr. Padre José António, acompanhada musicalmente pelo grupo da paróquia local.
Pelas 10.30h as entidades oficiais foram recebidas pela Banda Musical e Recreativa de Penalva do Castelo, tendo-se seguido uma visita aos produtores de maçã Bravo de Esmolfe e restantes expositores (artesanato, produtores/engarrafadores de vinho de Penalva do Castelo, fumeiro e IPSS).
Na breve cerimónia, usou da palavra o Presidente da Junta de Freguesia de Esmolfe, Nuno Marques, que agradeceu a presença de todas as entidades presentes, produtores de maçã Bravo de Esmolfe, artesãos e os demais. Referiu as características da maçã Bravo de Esmolfe como únicas, apelidando-a como “rainha das maçãs portuguesas”, destacando as “suas excelentes qualidades degustativas, com um aroma intenso, agradável e único”.
De seguida o Vice- Presidente da FELBA, Rogério Martinho, defendeu que “tem de haver regularização entre o preço de produção e o preço do quilo da maçã pago aos produtores para que o esforço retorne para o agricultor e o motive”.
O Presidente da Câmara Municipal, Francisco Carvalho, afirmou que “a coesão territorial justifica que haja uma especial atenção para os territórios do interior, denominados de baixa densidade populacional, tornando-os mais coesos, promovendo a melhoria da qualidade de vida das suas populações, o aumento da competitividade económica e a preservação dos seus produtos e recursos naturais. Debatemo-nos com desigualdade de investimentos entre litoral e o interior.” Concluiu o seu discurso afirmando que “o Governo tem de criar mecanismos de incentivos fiscais que visem combater a interioridade”, tendo apelado à Secretária de Estado da Ação Social, Rita Cunha Mendes, para que em conjunto com o diretor Regional de Agricultura e Pescas do Centro, Fernando Martins, se preocuparem um pouco mais com os produtos endógenos, a maçã Bravo de Esmolfe, o queijo Serra da Estrela e o vinho Dão de Penalva do Castelo.
A Secretária de Estado da Ação Social, Rita Cunha Mendes, referiu que tem “acompanhado com muito cuidado e atenção todas as solicitações e que o Governo está atento e empenhado em requalificar, renovar e alargar a rede de apoio social”. Lembrou que o “Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) terá um pacote de financiamento destinado aos agricultores para promover a inovação e a agricultura sustentável para a tornar mais competitiva”. Concluiu, afirmando que “estas oportunidades devem ser aproveitadas para valorizar e potenciar os produtos endógenos”.
Durante a tarde subiu ao palco a Casa do Povo de Esmolfe, que animou as centenas de pessoas presentes no recinto.
Com esta iniciativa , realça-se a importância da produção de maçã Bravo de Esmolfe no tecido socioeconómico do concelho de Penalva do Castelo e divulgar o que de melhor se produz no território.

VIII edição do Certame Gastronómico do Míscaro em Aguiar da Beira

O Município de Aguiar da Beira vai realizar a VIII edição do Certame Gastronómico do Míscaro nos próximos dias 27 e 28 de novembro, no Pavilhão Gimnodesportivo de Aguiar da Beira.
Este evento pretende divulgar o potencial micológico e gastronómico do concelho, através da dinamização de um espaço gastronómico para degustação das diferentes iguarias confecionadas com cogumelos silvestres e produtos da época, através da participação de restaurantes aderentes do concelho, promoção e venda de produtos sazonais de qualidade e artesanato no mercadinho agrícola, no qual irão participar produtores do concelho representados pelas freguesias, Instituições de Solidariedade Social e artesãos, estando aberta a participação a produtores e artesãos de outros concelhos, privilegiando no entanto os produtos endógenos tais como os cogumelos, maçãs, queijos, ovos, castanhas, nozes, azeite, mel, compotas, licores e muito mais.
Nestes dois dias, o pavilhão gimnodesportivo vai ser palco de múltiplas atividades e muita animação.

Pinhel acolhe 6ªedição do Beira Interior – Vinhos & Sabores em novembro

Vai ser apresentada , nas Casa de Couro, em Marialva, na próxima semana, a 6ªedição do Beira Interior – Vinhos & Sabores, que vai realizar-se de 19 a 21 de novembro, numa organização do Município de Pinhel e da Comissão
Vitivinícola Regional da Beira Interior (CVRBI)  , depois de uma
pausa forçada em 2020.

Integrado no certame, surge a iniciativa “País das Maravilhas”, promovida em parceria com o projeto “7 Maravilhas de Portugal”.
A somar a estes dois eventos, que vão decorrer em simultâneo no Centro Logístico, Pinhel também vai ser palco do programa “Aqui Portugal” que não só vai contribuir para a visibilidade dos eventos, mas também para a promoção do concelho e das suas gentes.

A realização da 6a edição do certame Beira Interior – Vinhos e Sabores marca o regresso dos grandes eventos a Pinhel, depois de uma pausa forçada de quase um ano e meio, em consequência da situação de pandemia.
Como tem sido habitual, o certame vai ter lugar no Centro Logístico de Pinhel, no terceiro fim de semana de novembro (dias 19, 20 e 21) e, a par do Salão de Vinhos e Sabores, haverá ainda provas comentadas de vinhos, degustações de produtos locais,
showcookings, um seminário, uma área de restauração e, ao longo dos três dias, animação musical a condizer com o ambiente pretendido para este evento.
Integrados no programa surgem ainda momentos relevantes como sejam o Concurso de Vinhos “Escolha da Imprensa” e a entrega de prémios do XVI Concurso Internacional de Vinhos VinDouro – VinDuero, assim como atividades paralelas como é o caso do 5o Raid TT Vinhos da Beira Interior, promovido pelo Clube Escape Livre (de 20 a 21 de novembro), e da Maratona BTT 2021 – Pinhel Cidade do Vinho 2020-2022 (21 de novembro), iniciativa do Município de Pinhel.

“País das Maravilhas”, a grande novidade

Mas a grande novidade deste ano é sem dúvida a realização do “País das Maravilhas”, iniciativa com a chancela do projeto “7 Maravilhas de Portugal” que vai trazer a Pinhel as 7 Maravilhas da Nova Gastronomia eleitas em 2021, no concurso que foi do
conhecimento do grande público através da sua divulgação, ao longo de vários meses, na  RTP 1, estação pública de televisão que transmitiu a Gala Final das 7 Maravilhas da Nova Gastronomia.
De um modo muito resumido, a iniciativa “País das Maravilhas” pretende dar a possibilidade ao público de conhecer e degustar as propostas gastronómicas vencedoras do concurso, bem como os vinhos que acompanharam estas iguarias, com destaque para os
Vinhos da Beira Interior, nas categorias de Petiscos, Carnes, Peixes e Mariscos, Vegetariana, Vegana, Cozinha Molecular e Doçaria.

A par de todos estes atrativos que serão certamente um motivo adicional para uma visita a Pinhel, o Município também vai acolher o programa da RTP “Aqui Portugal”, no dia 20 de novembro (sábado).
Bem conhecido do público, este programa irá repartir o seu tempo e a sua atenção entre o Centro Logístico, onde estarão a decorrer o Beira Interior – Vinhos & Sabores e o “País das Maravilhas”, e outros motivos de interesse do concelho de Pinhel, como sejam os patrimónios (natural e edificado), as tradições, a cultura, as potencialidades, os recursos endógenos, as gentes, em suma, as dinâmicas que fazem de Pinhel um concelho
de referência.

Gouveia- José Gonçalves vencedor do sorteio da campanha “Tapiscar em Gouveia”

Foram divulgados os vencedores do sorteio da campanha “Tapiscar em Gouveia”. A proposta do Município, em conjunto com a AssociaSão Julião visou promover e valorizar a restauração local durante o último verão.

Durante a campanha a população foi convidada a tapiscar nos restaurantes locais, enquanto reuniam carimbos num passaporte disponibilizado para o evento. Após entregar o passaporte preenchido com 3 carimbos no Posto de Turismo, os participantes tiveram o seu passaporte convertido em voucher, ficando habilitados a sorteio.

Realizado através de tômbola , o sorteio contou com a presença do Presidente da AssociaSão Julião, de um representante do Município e dos colaboradores do Posto de Turismo de Gouveia, que asseguraram as condições de imparcialidade.

Conforme descrito no regulamento, os vencedores foram contactados um dia após o sorteio, ao que lhes serão entregues os vales de refeição respetivos ao valor premiado, podendo usufruir destes nos 15 restaurantes aderentes à campanha até ao dia 31 de dezembro de 2021.

A campanha gastronómica “Tapiscar em Gouveia” esteve em vigor entre 10 de julho e 31 de agosto, culminando agora na atribuição de prémios a 3 participantes, num valor total de 500€.

LISTA DE PREMIADOS

1.º Prémio (250€) — José António Nogueira Gonçalves
2.º Prémio (150€) — Jorge Borges
3.º Prémio (100€) — Ana Cláudia Morais Pacheco

Webinar: Valorização Integrada do Cardo – DOP Serra da Estrela em Análise

A Estrelacoop – COOPERATIVA DE PRODUTORES DE QUEIJO SERRA DA ESTRELA, CRL está a organizar em conjunto com o Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Alentejo (CEBAL), o Instituto Politécnico de Beja (IPBeja) e a Universidade de Évora (UÉvora), a 6ª sessão online do Roadshow Tecnológico intitulado “Valorização Integrada do Cardo – DOP Serra da Estrela em análise”.

A ação terá lugar no dia 6 de outubro pelas 17h00, em formato online via videoconferência Zoom. No programa consta a sessão de boas-vindas e a apresentação da Cynaratec, a caracterização bioquímica de cardosinas – do perfil enzimático ao coagulante personalizado, a mesa redonda: flor do cardo no Queijo Serra da Estrela DOP e as considerações finais. Para assistir basta efetuar a inscrição, gratuita, em: https://forms.gle/hJpZteKCqAFVmgYy8

Esta é uma iniciativa integrada no projeto Cynaratec – Transferência de Tecnologia para a Valorização do Cardo, que pretende unir investigadores, produtores e indústrias na valorização transversal do Cardo, desde a aptidão tecnológica da planta Cardo até ao seu valor económico. Esta sexta sessão, com enfoque no Queijo Serra da Estrela DOP e no potencial impacto económico da planta na região, tem como objetivos a disseminação e troca de novos conhecimentos e tecnologias na valorização da planta Cardo.

O roadshow tecnológico nacional “Valorização Integrada do Cardo” termina agora na região da Serra da Estrela, depois de ter passado por Azeitão, Serpa, Évora, Nisa e Castelo Branco. A sessão é aberta a todos os interessados na valorização deste recurso endógeno.

PROGRAMA

17h00 | Boas Vindas Roadshow Tecnológico
Fátima Duarte – CEBAL, MED

17h15| Cynaratec Tranferência Tecnológica na Valorização do Cardo Fátima Duarte – CEBAL, MED

17h30| Caracterização Bioquímica de Cardosinas – do perfil enzimático ao coagulante personalizado

Nuno Rosa – U. Católica P.

18h00| Mesa Redonda: Flor do cardo no Queijo Serra da Estrela DOP Dinamizado por Estrelacoop

19h30|Considerações Finais

Cristina Conceição – UÉvora, MED

Vai avançar a 3ªfase de desconfinamento

Em conferência , o Primeiro Ministro António Costa  referiu que “Estamos agora em condições de avançar para a terceira fase de desconfinamento”, estamos muito perto do ponto em que estávamos em março do ano passado”, ao nível da incidência e R(t). De acordo com o líder do executivo, temos hoje uma taxa de incidência de 140 infeções por 100 mil habitantes e um Rt de 0,81″.

Assim as medidas vão ser mais moderadas a partir de 1 de outubro, aliás, Portugal  passa a estar em Situação de Alerta;
-Abertura de bares e discotecas para pessoas com certificado digital ou teste negativo;
-Fim dos limites de horários;
-Restaurantes sem limite máximo de pessoas por grupo;
-Fim da exigência de certificado digital em restaurantes, estabelecimentos turísticos e alojamento local;
-Fim do limite de lotação no comércio, casamentos e batizados e espetáculos culturais;
-Certificado digital ou teste negativo necessário para viagens marítimas e aéreas, em visitas a lares e estabelecimentos de saúde. O mesmo é verificado para acesso a grandes eventos culturais, desportivos ou corporativos;
-Máscara continua a ser obrigatória em transportes públicos, lares, hospitais, salas de espetáculo e eventos, grandes superfícies e locais interiores de permanência prolongada;
-Máscaras deixam de ser obrigatórias nos recreios das escolas. A DGS irá também atualizar as normas sobre confinamento nos próximos dias;
-A máscara também deixa de ser obrigatória no comércio local;
-Eliminação da testagem em locais de trabalho com mais de 150 trabalhadores;
-Fim da limitação à venda e consumo de álcool;
-Fim da necessidade de certificado ou teste nas aulas de grupo em ginásios.

Fonte:GP

O Plataforma O Bom Sabor da Serra  já vendeu mais de  2 toneladas de Queijo Serra da Estrela DOP

 “O Bom Sabor da Serra”, a plataforma online que vende produtos endógenos de Fornos de Algodres e onde é sempre possível encontrar aquele que é, para muitos, o melhor queijo do mundo, o Queijo Serra da Estrela, surgiu em março de 2019 e tem sido uma aposta ganha para todos os produtores que aderiram a este projeto.

Desde o lançamento, os clientes multiplicaram-se, as encomendas sucederam-se e o sucesso tem sido notório. Em 2 anos e meio foram vendidas mais de 2 toneladas de Queijo Serra da Estrela DOP, para todo o país, iniciando-se, assim, uma distribuição mais frequente e com uma abrangência nacional.

Mas o sucesso d‘O Bom Sabor da Serra não se restringe apenas ao Queijo Serra da Estrela DOP. São inúmeros os produtos comercializados na plataforma e que são expedidos diariamente para o país inteiro. Além disso, o formato “loja online” revelou-se fundamental para a sobrevivência de muitos produtores da região que, devido à pandemia, viram os seus stocks aumentar, sem capacidade de escoamento.

Este é um projeto com futuro, que contribui ativamente para a prosperidade da produção nacional, para a manutenção dos empregos e crescimento da região, e que se orgulha de ter o Queijo Serra da Estrela DOP como embaixador.A loja pode ser visitada em http://www.obomsabordaserra.pt, e a gestão das encomendas na plataforma é da responsabilidade de cada produtor, pelo que, todos os valores transacionados revertem nesse sentido.

Projeto “Space Food Ideation” do IP Guarda vence Concurso Nacional do projeto Demola

Recentemente, o  projeto “Space Food Ideation”venceu o primeiro prémio do concurso nacional do projeto Demola, inserido no Link Me Up – 1000 ideias.

Foi desenvolvido por estudantes do Instituto Politécnico da Guarda (IPG) – em parceria com as associações Inovcluster e Centro de Apoio Tecnológico Agro-Alimentar (CATAA) – A cerimónia de atribuição dos prémios decorreu no Instituto Politécnico de Santarém, na semana dedicada ao empreendedorismo.

Esta distinção é o reconhecimento da qualidade e da inovação dos projetos desenvolvidos no IPG, tanto por estudantes, como por docentes”, afirma Joaquim Brigas, presidente do IPG. “Estamos empenhados em criar ambientes de trabalho conjunto entre estudantes, docentes, investigadores e empresas. A estreita ligação que o IPG mantém com a indústria permite-nos antecipar as necessidades do mercado de trabalho, capacitando os nossos estudantes para se tornarem empreendedores e/ou aumentarem a competitividade das empresas onde irão trabalhar”.

“Space Food Ideation” é um projeto para melhorar a qualidade das refeições no Espaço. O objetivo é permitir que os astronautas e turistas espaciais passem a consumir refeições com sabor – ao invés das habituais pastas e alimentos desidratados – através de técnicas como, por exemplo, o cultivo hidropónico, impressão de alimentos sólidos em 3D ou embalagens comestíveis.

É com imenso orgulho que vejo este projeto ser distinguido ao nível nacional”, afirma Teresa Paiva, docente no IPG e coordenadora do projeto. “Sempre acreditei nesta ideia e pensei que poderia vir a estar no pódio do concurso. Os alunos estiveram à altura do desafio e fizeram uma apresentação competente e profissional do projeto, o qual acabou por ser distinguido com o primeiro prémio no valor de 5.000 euros”.

Entre os 13 projetos a concurso, venceu a ideia da equipa constituída pelos alunos do IPG Breno Oliveira, Catarina Arada, João Rodrigues, Leonor Rodrigues, Nuno Craveiro e Raquel Pinho e por elementos das associações Inovcluster e CATAA. O grupo criou diferentes cenários de experiências gastronómicas, os quais poderão vir a ser desenvolvidos por empresas do setor agroalimentar.