Templates by BIGtheme NET
Início » Gastronomia

Gastronomia

Altice Portugal associa-se à 10ª edição das 7 Maravilhas de Portugal®

É através da aliança aos conceitos de Portugalidade, Proximidade e Tecnologia que a Altice Portugal se associa, pelo segundo ano consecutivo, como patrocinadora e parceira tecnológica das 7 Maravilhas de Portugal®, um projeto que ao longo destes últimos 10 anos tem vindo a contribuir para a dinamização do património cultural do País.

Portugal é hoje uma referência pela dimensão da sua multiculturalidade e pela sua diversidade gastronómica, social e cultural. A associação da Altice Portugal a este projeto que tem como missão valorizar o que o País tem de melhor para oferecer, vem reiterar a determinação e vontade da Empresa em promover a cultura e a portugalidade como um todo.

Para Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal, «é com grande satisfação que a Altice Portugal se associa, pelo segundo ano consecutivo, a este projeto que tanto tem contribuído para a cultura portuguesa. Num ano marcadamente difícil para o setor da restauração, não podíamos deixar de nos associar a esta edição e de ajudar na promoção e divulgação da Nova Gastronomia portuguesa. A nossa missão passa por apostar no orgulho em ser português e nas nossas raízes. A Altice Portugal,
através das suas diversas marcas, tem como propósito “ligar Portugal” e para esta 10ª edição queremos ligar os cozinheiros deste País em prol de um objetivo comum: promover o que é nosso

O tema deste ano é a Nova Gastronomia e as categorias a concurso são: Petiscos, Vegetariana, Vegana, Peixe e Marisco, Carne, Cozinha Molecular e Doçaria. Naquele que é o período mais difícil de sempre para a restauração e turismo, a competição tem como objetivo dar alento à produção nacional, valorizar todo o setor da restauração, promovendo as criações mais recentes e incentivando à criação de novos pratos, e dinamizar o ensino na área da gastronomia.

Para Luís Segadães, Presidente das 7 Maravilhas®, «pela primeira vez na história das 7 Maravilhas, o concurso de 2021 não é sobre o nosso património conhecido, mas sobre inovação. Inovação num setor em que Portugal dá cartas e onde a nossa gastronomia é reconhecida a nível mundial. É um ano atípico em que queremos dar a mão a um dos setores mais afetados com a pandemia e um daqueles, onde todos os portugueses mais se revêm nos seus momentos de prazer do dia a dia. As 7 Maravilhas da Nova
Gastronomia serão uma oportunidade para nos reencontrarmos com o prazer de estar à mesa com os amigos e familiares, e para abraçarmos um mundo novo de inovação proporcionado pelos nossos talentosos chefs, um mundo de hábitos alimentares mais saudáveis e sustentáveis. A ligação com a Altice Portugal ajuda-nos a fomentar estes valores de inovação ao mesmo tempo que continuamos a abraçar os grandes valores da nossa identidade nacional.»

Vinho Casas Altas abriu provas comentadas em Pinhel

Arrancaram no concelho de Pinhel, as Provas Comentadas de Vinhos voltam a fazer parte da programação de verão do Município de Pinhel e a primeira decorreu este domingo na vinha / adega do produtor da marca Casas Altas, localizada na freguesia de Souropires.
José Madeira Afonso, Médico de Profissão, Enólogo por Paixão, é o responsável pela produção dos “Vinhos do Doutor” que têm vindo a conquistar a admiração dos apreciadores e também de jurados de concursos nacionais e internacionais.

Pinhel vai receber a pré final do Concurso 7 Maravilhas

A cidade falcão foi a escolhida para a Pré final do Concurso 7 Maravilhas, mais um bom momento para esta localidade que tem a competir o Restaurante Entre Portas entre os finalistas, no próximo dia 18 de agosto.
Dos Petiscos e Doçaria à Carne, Peixe e Mariscos, dos Vegetarianos e Veganos à Cozinha Molecular, estão eleitos os candidatos que vão representar cada região em mais uma edição do concurso 7 Maravilhas, desta vez “com os olhos na cozinha portuguesa do futuro”.
De referir que a acompanhar as 140 propostas de Nova Gastronomia estão outros tantos vinhos que foram selecionados por especialistas reunidos em Pinhel, Cidade do Vinho 2020-2022, no passado dia 10 de junho.
No distrito da Guarda, onde encontramos a “Bochecha Confitada” do restaurante Entre Portas e também os Vinhos da Beira Interior, com destaque para os Vinhos de Pinhel. “Casas Altas Tinto Touriga Nacional 2017” é a sugestão na categoria Carne. Para a categoria Peixe e Marisco (Truta com Vinagrete | TrutalCôa) a escolha recai sobre o “Aforista Branco 2018” e, finalmente, a acompanhar a categoria Doçaria (Mil-Folhas | Colmeia), temos o “Aforista Colheita Tardia Branco 2017”.

140 Finalistas Regionais 7 Maravilhas da Nova Gastronomia”

A Organização das 7 Maravilhas de Portugal reforça junto dos portugueses a importância de se experimentar Portugal como o “Melhor País do Mundo para Comer”, quer pelos restaurantes, quer pelas cozinheiras e cozinheiros criativos, quer pela qualidade da nossa produção.

Depois da Organização das 7 Maravilhas de Portugal® ter recebido a sugestão de 1147 candidaturas dedicadas à Nova gastronomia, o Painel de Especialistas composto por 140 elementos de todos os 18 distritos e 2 regiões autónomas, teve a função de efetuar a primeira seleção dos estabelecimentos, reduzindo a lista para 7 restaurantes e chefes candidatos por distrito e regiões autónomas em cada uma das 7 categorias.

Os candidatos estão organizados a partir de 7 Categorias, que expressam as várias opções de iguarias da Nova Gastronomia, tendo em conta não só a tradição que temos em Portugal, mas colocando igualmente nos pratos da balança, novas opções gastronómicas, que traduzem as escolhas de segmentos da população cada vez mais alargados e onde se afirma uma preocupação cada vez mais notória com a saúde pública e com a sustentabilidade alimentar. Entendendo-se por iguarias a comida requintada e saborosa, por extensão, qualquer comida bem confecionada.

As categorias a concurso são: Petiscos, Vegetariana, Vegana, Peixe e Marisco, Carne, Cozinha Molecular e Doçaria.

“10 Anos depois da emblemática eleição das 7 Maravilhas da Gastronomia onde honrámos a tradição do nosso receituário, Portugal mudou, e fez evoluir a sua Gastronomia baseada na nossa tradição culinária e na riqueza e frescura dos produtos dos nossos territórios.” explicou Luis Segadães, presidente das 7 Maravilhas®. “Em 2021 vamos eleger uma gastronomia nova, inspirada na tradição, mas baseada nos produtos endógenos de cada região, onde observamos novos conceitos ao nível da apresentação, da utilização dos ingredientes mais saudáveis e promovendo maior sustentabilidade alimentar. Desde sempre que os Portugueses valorizaram o “estar à mesa”. Comer é um ato social único, uma alegria imensa, uma felicidade simples e fácil de obter que, mesmo nos tempos difíceis de hoje, não queremos abdicar. As nossas cozinheiras e cozinheiros de “mão cheia” alimentaram essa tradição de comer bem em casa, e fizeram-se depois, estrelas dos restaurantes únicos que encontramos por todos os cantos de Portugal, como em mais nenhum outro lugar do mundo.” acrescentou a organização.

Linhares da Beira recebe “Dona Lopa e o Segredo Revelado”

Vai acontecer, no âmbito da 5ª edição do ciclo de eventos “12 em Rede- Aldeias em Festa” 2021, na Aldeia Histórica de Linhares da Beira , no próximo dia 31 de julho, o evento “Dona Lopa e o Segredo Revelado”, promovido pela Associação das Aldeias Históricas de Portugal, em parceria com a Câmara de Celorico da Beira e a Junta de Freguesia de Linhares da Beira.

Música, Mostra de Produtos Endógenos, Gastronomia e uma Visita Orientada Interativa, vão animar Linhares da Beira, numa iniciativa que tem o propósito de enfatizar, celebrar e divulgar a riqueza do património, os sabores únicos da sua gastronomia, a cultura e as tradições desta Aldeia Histórica de Portugal e Catedral do Parapente.

Um dia de grande festa, com momentos inesquecíveis, é o que a programação deste ano promete, a saber:

Das 16H30 às 18H30, espaço para a Mostra de Produtos Endógenos, a decorrer nos comércios, associações e comunidade local aderentes; Depois dos produtos locais despertarem os sentidos e aguçarem o apetite, chega o momento do Chef Rui Cerveira se inspirar e selecionar alguns dos produtos locais expostos para confecionar, com a sua arte mestria, a ementa que será degustada por cerca de 50 participantes e apresentada em livecooking, a partir do Hotel Rural do Inatel. Às 19H30, no largo do castelo, terá lugar uma visita orientada interativa, em que a lenda da Dona Lopa servirá de mote para os visitantes, munidos de um telemóvel, partirem à descoberta de lugares e personagens emblemáticos desta linda Aldeia Histórica de Portugal; E, como não há festa sem música, o evento encerra com chave de ouro, um momento apoteótico de sonoridades, luzes, cores e movimentos: o Concerto Moulinex, às 21H30, no castelo de Linhares da Beira.

Por força da situação epidemiológica que ainda estamos a atravessar, o evento vai desenrolar-se num registo digital e presencial, sujeito aos limites de distanciamento e lotação, impostos pela DGS.

A 5ª edição do ciclo de eventos “12 em Rede- Aldeias em Festa” 2021, promovido pela Associação das Aldeias Históricas de Portugal com vista à dinamização das 12 AHP, arrancou no dia 5 de junho em Trancoso e encerra a 6 de novembro, em Monsanto.

IPGuarda-Projeto “Space Food Ideation”para melhorar a experiência gastronómica no Espaço

O Instituto Politécnico da Guarda – IPG está a desenvolver um projeto para melhorar a qualidade das refeições no Espaço. A ideia é permitir que os astronautas e turistas espaciais passem a consumir refeições com sabor – ao invés das habituais pastas e alimentos desidratados – através de técnicas como, por exemplo, o cultivo hidropónico, impressão de alimentos sólidos em 3D ou embalagens comestíveis. Chama-se “Space Food Ideation” e pretende inovar o setor agroalimentar no Espaço com recurso à impressora 3D, à realidade virtual ou ao cultivo no Espaço. Entre oito projetos desenvolvidos, o “Space Food Ideation” foi o vencedor da fase regional e irá representar o IPG no concurso nacional do Link Me UP, em setembro. “Space Food Ideation” foi desenvolvido por estudantes do IPG, em parceria com as associações Inovcluster e Centro de Apoio Tecnológico Agro-Alimentar – CATAA, e venceu a 1ª fase do concurso Demola do Link Me Up – 1000 ideias da Guarda.

“No Espaço as refeições são insípidas: o ambiente de microgravidade dificulta o consumo de alimentos e provoca a perda de olfato, o que afeta diretamente o paladar dos visitantes”, afirma Teresa Paiva, docente no IPG e coordenadora do projeto. “Através do programa Link Me UP, lançámos o desafio aos estudantes para investigarem e pensarem em alternativas alimentares nutritivas e saborosas para o setor agroalimentar no Espaço, as quais melhoram a experiência gastronómica dos astronautas em órbita”.

A equipa de trabalho – constituída pelos alunos Breno Oliveira, Catarina Arada, João Rodrigues, Leonor Rodrigues, Nuno Craveiro e Raquel Pinho e por elementos das associações Inovcluster e CATAA – criou diferentes cenários de experiências gastronómicas que poderão ser desenvolvidos por empresas do setor agroalimentar.

Foram desenvolvidas ideias que vão desde a agricultura no espaço (através do cultivo hidropónico, por exemplo), passando pelas embalagens de alimentos comestíveis e a realização de refeições em grupo através da realidade virtual, até à impressão de alimentos sólidos em 3D. O grupo de trabalho criou ainda refeições com recurso a determinadas especiarias para intensificar o seu sabor.

“As empresas parceiras do Politécnico da Guarda, em conjunto com docentes e estudantes, têm tido um papel importante no desenvolvimento de projetos inovadores e nas ideias de negócio com utilidade prática para a comunidade”, afirma Joaquim Brigas, presidente do IPG. “Estas iniciativas cumprem também a missão de aproximar os estudantes do tecido empresarial”.

Entre oito projetos desenvolvidos, o “Space Food Ideation” foi o vencedor da fase regional e irá representar o IPG no concurso nacional do Link Me UP, em setembro. O anúncio foi feito no dia 2 de julho, durante a cerimónia de celebração das empresas parceiras do IPG nos projetos Link Me Up – 1000 ideias. A iniciativa contou com a presença de Joana Mendonça, Presidente da Agência Nacional de Inovação que aproveitou a ocasião para salientar a importância das parcerias entre as empresas e a academia, como uma forma de excelência na introdução da inovação e transferência do conhecimento.

Todas as equipas fizeram um trabalho de excelência satisfazendo as expectativas dos parceiros externos e conseguindo apresentar soluções inovadoras face aos desafios propostos”, afirma Teresa Paiva.

Beyra Superior DOC Beira Interior Tinto 2019 venceu 14ª Edição do Concurso de vinhos da Beira Interior

Uma noite de gala , na Cidade Falcão que acolheu a Gala de Entrega de Prémios do 14º Concurso de Vinhos da Beira Interior , com  jantar no Parque da Trincheira .

Assim o grande vencedor da noite foi  o Beyra Superior DOC Beira Interior Tinto 2019, mas ainda foram atribuídos, a medalha de Melhor Vinho no Feminino ao vinho doispontocinco Síria Colheita Especial DOC Beira Interior  Branco 2018 do produtor 2.5 Vinhos de Belmonte,  a medalha de Melhor Imagem a Concurso ao vinho Casas do Côro  DOC Beira Interior Reserva Tinto 2018 do produtor Casas do Côro, a medalha de Melhor Imagem no Feminino ao vinho Rosa da Mata  DOC Beira Interior  Fernão Pires Branco 2019 do produtor Rosa da Mata.

Para além do melhor vinho da Beira Interior, o júri do Concurso realizado na Guarda, nos dias 16 e 17 de junho, atribuiu ainda 13 medalhas de ouro e 12 medalhas de prata, num total de 83 vinhos a concurso, em representação de mais de 31 associados da região.

Nos diversos discursos proferidos, elo Presidente da CVR da Beira Interior Rodolfo Queirós, pelo Presidente da ViniPortugal Frederico Falcão, pelo Presidente do IVV Bernardo Gouvêa e pelo Presidente do Município de Pinhel, Rui Ventura foi enaltecido por todos a qualidade superior dos Vinhos da Beira Interior, a importância da promoção Nacional e Internacional, o papel da Rota dos Vinhos da Beira Interior na promoção territorial  e o importante trabalho que os produtores da Beira Interior  têm vindo a realizar em prol do desenvolvimento deste setor estratégico.

Em anexo a listagem final dos vencedores.

premios

Feira dos Santos volta em 2022 em Mangualde

A Feira dos Santos é um evento emblemático que se realiza sempre em novembro, mas devido à pandemia , não se realizou em 2020, nem vai haver em 2021, mas voltará a animar as ruas do centro da cidade de Mangualde a 5 e 6 de novembro de 2022.

Trata-se de um evento que traz milhares de pessoas a Mangualde, onde existe a tradicional feira das febras.

Assim a Câmara Municipal de Mangualde, tendo em conta a pandemia e o agravamento da situação a nível nacional e os riscos sanitários que daí advêm, decidiu não realizar, uma vez mais, a tradicional e secular Feira dos Santos, adiando o evento para 2022.

 

Destaca-se sempre o que de melhor se faz no concelho ao nível da gastronomia, vinhos, artesanato, agropecuária, máquinas e alfaias agrícolas, indústria, entre outros, não esquecendo as tradicionais febras e rojões que dão a identidade a esta feira.

Trata-se de uma decisão dolorosa, mas imperativa e incontornável começa por contextualizar o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Elísio Oliveira. Sacrificamos a realização da Feira dos Santos em prol de um bem maior, que é a defesa da saúde e da vida das pessoas, bem como da resiliência de toda a sociedade. Esta decisão tem em conta o prolongamento da pandemia, além do que era expectável, com novos riscos de contágio. Por muito que nos custe a todos, não podemos promover um ajuntamento dinâmico de mais de 50.000 pessoas nos dois dias. Não seria prudente e responsável da nossa parte., conclui o Presidente.

 

EDIÇÃO EM PAPEL Nº52 NAS BANCAS

É com grande satisfação que apresentamos a nossa edição papel nº 52 sem quaisquer interrupções, o nosso lema continua cada vez mais forte ” Somos a Voz serrana para o Mundo”
Bem haja aos nossos leitores, anunciantes e comunidade em geral.
Nesta edição temos surpresas.

GD Trancoso campeão Distrital

Pinhel recebe etapa TMBI em BTT- pág.3

-50 anos de ADFA- Conversa com Alexandre Lote—pág.6

-Gouveia vai ter um Verão 5 estrelas—-pág.4

-Estrela Geopark em atividade ———pág.5

-Conversa com José Carvalho (GD Trancoso)- pag.7

-Forninhos com nova resposta social—-pág.9

Aguiar da Beira-3ºdia aberto-“Saiba como tratar o solo para ter boas produções e culturas saudáveis “

Vai ter lugar em Aguiar da Beira nesta quarta-feira, 30 de junho, o 3ºdia aberto com o tema “Saiba como tratar o solo para ter boas produções e culturas saudáveis”.

Podem levar pequenas amostras de material vegetal, fruta, hortícolas que apresentem sintomas de doenças ou pragas.

Acontece no pavilhão da Associação da Fontearcadinha, das 10:30h às 11:30h, no âmbito do novo protocolo com a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro sobre Horticultura e Fruticultura.

Pode fazer  a sua inscrição gratuita no Gabinete Municipal de Apoio ao Agricultor, diretamente, pelo telefone ou e-mail:

Telefone: 232 689 809

e-mail: apoio.agricultor@cm-aguiardabeira.pt

Programa “250 anos, 250 sabores” lançado

Os restaurantes e unidade de alojamento aderentes podem ser consultados em https://www.cm-castelobranco.pt/visitante/250-anos-250-sabores.

Também em curso está o lançamento em Castelo Branco, por parte da AHRESP, do programa “Seleção Gastronomia e Vinhos”, que tem também como objetivo promover a gastronomia e a restauração local, certificando a qualidade da oferta dos restaurantes. Este programa já certificou estabelecimentos de restauração dos territórios de Viseu Dão Lafões e Região de Coimbra, entre outras regiões, e avança agora para Castelo Branco.

Para poderem exibir nas suas instalações uma placa distintiva e um diploma do programa, os estabelecimentos selecionados necessitam de cumprir uma extensa lista de requisitos, que vão desde a formação dos colaboradores às boas práticas de higiene e segurança alimentar. A qualidade e origem das matérias-primas, o empratamento e apresentação final do prato são igualmente elementos preponderantes na avaliação dos estabelecimentos.

Cláudia Soares, vereadora da Câmara Municipal de Castelo Branco, destaca que “estes programas incentivam a dinâmica de atração de visitantes para o concelho, que celebra os seus 250 anos”“É uma forma de apoiar a nossa restauração e a nossa hotelaria, depois desta fase menos fácil. Queremos muito que sejam um sucesso e que iniciativas com estas possam ser replicados noutros momentos”, diz.

Para Jorge Loureiro, vice-presidente da AHRESP e vogal da comissão executiva do Turismo Centro de Portugal, “o programa ‘250 anos, 250 sabores’ constitui uma excelente oportunidade para as empresas renovarem as suas cartas gastronómicas, criando novos pratos com os produtos endógenos que distinguem Castelo Branco. Ao mesmo tempo, representa um estímulo ao consumo, quer do ponto de vista da restauração, quer do alojamento, através das medidas de apoio que duram até setembro”. Acresce que, diz Jorge Loureiro, “o programa Seleção Gastronomia e Vinhos vai posicionar os restaurantes de Castelo Branco ao nível das melhores práticas do país, na gastronomia e nos vinhos”.