Templates by BIGtheme NET
Início » Gouveia

Gouveia

As 20 qualidades de um grande líder

Segundo a Adecco Portugal estas 20 qualidades de liderança são as mais comuns que, desejavelmente, um profissional à frente de uma organização e equipas deverá ter. Se é uma pessoa que ambiciona liderar com eficácia e inspirar os outros, é suposto ter sólidas competências técnicas. Mas hoje em dia, não é suficiente: na hora de escolher um líder, são as soft skills que permitem a uma organização diferenciar um bom técnico de um grande líder. 

1. RESPONSABILIDADE

É importante que os líderes se responsabilizem a si próprios e às suas equipas pelo trabalho de cada um. A propriedade é uma peça-chave da liderança. Alguém da equipa errou? Procure saber o porquê, rever o processo que conduziu ao erro e evitar que ocorra novamente. Corrigir responsavelmente e aprender faz parte da responsabilidade.

2. ESCUTA ATIVA 

Os líderes recebem frequentemente feedback dos membros da equipa: percebe realmente o que lhe estão a dizer? Entende o que estão a tentar transmitir, mas que não conseguem expressar objetivamente? Aprenda a fazer as perguntas certas para encontrar informações úteis e objetivas que lhe permita resolver questões e ajudar a sua equipa.

Ler Mais »

SPZC-Exigem-se cuidados sanitários extremos nas salas de aula

Em comunicado o Sindicato dos professores da Zona Centro, refere que: “O aumento dos níveis de contágio pela variante Ómicron, associado à possibilidade de votação das pessoas confinadas, são fatores que recomendam uma atenção especial na higienização e segurança dos espaços escolares abertos para a realização das eleições.

As eleições legislativas vão ter lugar no dia 30 de janeiro, com o voto antecipado em mobilidade realizado no próximo domingo.

O ato eleitoral ocorre num momento particularmente complexo do ponto de vista da saúde pública. Os números da pandemia estão a atingir máximos históricos (a 20 de janeiro registaram-se mais de 56 mil novos casos) e estima-se que um milhão de portugueses estejam em confinamento por infeção ou contacto de alto risco. Ainda assim, como já foi tornado público, quem se encontra em isolamento vai poder votar.

Muitos dos espaços utilizados para o cumprimento de uma ação desta natureza localizam-se em estabelecimentos de ensino. O SPZC deixa um apelo claro às entidades responsáveis pela manutenção dos espaços escolares, especialmente os do ensino não superior, para que todas as salas de aula, corredores e outros que integrem as infraestruturas escolares que serão abertas ao público sejam devidamente limpos e se apresentem com todos os requisitos de segurança sanitária, antes e depois do voto. É a única forma de toda a comunidade se sentir segura e tranquila para o regresso ao normal funcionamento das atividades letivas e não letivas.

Um problema de saúde pública como o que se vive, que regista picos preocupantes de contágio pela variante Ómicron e ainda pela Delta, exige uma atenção especial e meios redobrados. Só assim poderemos ter confiança para a convocação de pessoas que participam nesta importante iniciativa de caráter cívico e político.

Desta forma, não se repetirão alguns dos episódios que aconteceram nas eleições para as autarquias, levadas a efeito no transato mês de setembro. Na altura, o SPZC recebeu inúmeras críticas de educadores e professores que foram confrontados com o facto de não ter havido o necessário e imperioso cuidado no cumprimento de um critério elementar e imprescindível para prevenir riscos ou danos e preservar a saúde de docentes, alunos, não docentes, pais, encarregados de educação e de toda a comunidade”.

ANAM reforça presença no distrito da Guarda com novos associados  

Para a Associação Nacional de Assembleias Municipais (ANAM) os últimos dois anos foram marcados por um acentuado crescimento que se fez notar não só pelo número de novos associados, como também a nível do número de consultas de assessoria jurídica e pedidos de pareceres. Albino Almeida, presidente da ANAM, considera que “este crescimento é revelador de todo um trabalho que se tem desenvolvido em torno da dignificação das Assembleias Municipais, pela melhoria da democracia no poder local e pela elevação do poder democrático em Portugal”.

Avaliando os últimos dois anos, fortemente marcados pela pandemia e por constrangimentos sociais, económicos e até políticos, o dirigente da associação que já conta com mais de 173 associados, nos 18 distritos do continente e nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, acredita  que “os últimos tempos foram muito importantes para reforçar o papel das  Assembleias Municipais que, como órgão deliberativo do município, tiveram um importante papel na apreciação das grandes linhas da política municipal, como seja o orçamento anual ou o plano de atividades das autarquias que foram apreciados pelas respetivas Assembleias Municipais à luz  de uma realidade até então desconhecida”.

 Albino Almeida, também presidente de uma Assembleia Municipal, relembra que “as Assembleias Municipais são um órgão deliberativo do município, constituído não só por representantes das diferentes forças eleitas, mas também pelos Presidentes de Junta que desempenharam um papel determinante nas fases mais críticas da pandemia. Foram estes autarcas que estiveram mais próximos das populações, sentiram as suas angústias e problemas e, muitas vezes, solucionaram pequenos aspetos como a distribuição de máscaras e álcool gel, a sinalização das famílias mais vulneráveis e alunos que necessitaram de equipamento informático e acesso à Internet. Estes e outros aspetos que pesaram na apreciação das medidas e orçamentos aprovados em Assembleia Municipal”.

 Para a ANAM não há duvida que o papel das Assembleias Municipais foi preponderante na gestão autárquica da pandemia. “Nos últimos dois anos, não só registámos um elevado número de adesões de novos associados como tivemos de reforçar a estrutura de apoio para dar resposta ao elevado número de consultas, pedidos e pareces que conferiram uma maior segurança aos procedimentos e atos praticados, tendo em conta que cabe às Assembleias Municipais assegurar o cumprimento das leis e a regularidade das deliberações tomadas nas reuniões.”

Apesar do poder reconhecido às Assembleias Municipais, Albino Almeida defende: “é fundamental que o Governo reconheça e promova o fortalecimento dos poderes deliberativos, de acompanhamento e de fiscalização das assembleias municipais. Estamos a falar de algo que não implica esperar por alterações legislativas, na medida em que esse reforço poderá resultar de uma maior aplicação das leis já existentes”.

Sobre a valorização dos deputados municipais, que já levou a ANAM a criar no ano passado um centro de valorização dos eleitos locais, o dirigente acredita que é cada vez mais importante valorizar a diversidade de profissões e de competências que muitas vezes caraterizam aqueles que são eleitos localmente. “Não queremos mais deputados que votem com exíguo conhecimento técnico ou que votem só por alinhamento partidário”, acrescenta.

O presidente da associação fundada em 2016 e estabelecida formalmente em 2018, que representa atualmente 173 das 308 Assembleias Municipais do país mostra-se convicto que “está criado o caminho para criar uma forte estrutura nacional que espera que saia reforçada no final de 2022, ultrapassando largamente os 200 associados.

Gouveia- Pedido para voto antecipado em curso

 O Município de Gouveia refere em comunicado que os eleitores em confinamento obrigatório ou internados em estruturas residenciais devido à COVID-19 que desejem exercer o direito de voto antecipado para a eleição da Assembleia da República deverão fazer o pedido entre 20 e 23 de janeiro, desde que recenseados no concelho onde se encontrem a cumprir o confinamento.

A intenção de voto antecipado poderá ser manifestada pela plataforma da administração da Secretaria – Geral do Ministério da Administração Interna, onde deverá fornecer os seus dados pessoais.

Alternativamente, poderá pedir o voto antecipado na Junta de Freguesia onde estiver recenseado, através de outra pessoa que apresente a declaração assinada por si, levando a cópia do seu documento de identificação.

Entre os dias 25 e 26 de janeiro, em data e hora previamente comunicadas, o Presidente da Câmara, ou funcionário municipal que o substitua, irá ao local onde estiver confinado, recolhendo o seu voto em segurança.

De modo a poder ser identificado, deverá apresentar o seu CC ou BI.

Consulte os modelos dos requerimentos

“Programa para edifícios mais sustentáveis com reforço de 15 milhões

O Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis foi reforçado em 15 milhões de euros, para um total de 60 milhões financiados pelo Fundo Ambiental.”

O referido programa abriu a 21 de junho de 2021 na plataforma do Fundo Ambiental com uma dotação inicial de 30 milhões de euros, provenientes do Plano de Recuperação e Resiliência. Esta verba foi reforçada a 26 de novembro com outros 15 milhões.
O Plano de Recuperação e Resiliência conta com um total de 135 milhões de euros para aplicar, até 2025, na eficiência energética dos edifícios.

O montante já financiado corresponde ao apoio a 16.148 candidaturas, o que envolve um apoio global de 26,8 milhões de euros, de um total de 56.552 candidaturas submetidas.

As tipologias que reúnem mais candidaturas são as referentes a painéis fotovoltaicos (38,5%), janelas mais eficientes (34,5%) e bombas de calor (27%). Por regiões, Lisboa lidera as candidaturas (22,3%), seguida do Porto (11,7%), Setúbal (9%) e Braga (9%).

Município de Gouveia com Orçamento de 22,2 Milhões de Euros para 2022

A Câmara Municipal de Gouveia aprovou um orçamento de 22.239.420 euros para o ano de 2022, mais de 1,5 milhões superior face ao ano anterior. Trata-se de um orçamento que prevê o arranque de projetos importantes para o concelho de Gouveia, mas também de preparação do novo quadro comunitário (Portugal 2030) e do PRR (Plano de Recuperação e Resiliência).

A proposta de orçamento e grandes opções do plano da Câmara Municipal de Gouveia para o ano de 2022 foi aprovado pela Câmara Municipal, por maioria, com os votos contra dos três vereadores eleitos pelo PS. Na reunião da Assembleia Municipal o orçamento de 2022 foi também aprovado por maioria, com vinte e três (23) votos a favor, por parte da bancada parlamentar do PPD/PSD e doze (12) votos contra, por parte da bancada parlamentar do PS.

Neste ano que se inicia, a autarquia de Gouveia pretende “executar os projetos que já estão em desenvolvimento, bem como preparar outros para concretizar em termos do Quadro Comunitário”.

É também propósito do executivo “continuar a dar prioridade às funções sociais, com a preocupação da valorização salarial dos trabalhadores do município através da opção gestionária”.

Na área da habitação pretende iniciar-se a execução do 1.º Direito, de acordo com o protocolo celebrado com o IHRU (Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana).

O apoio ao associativismo manter-se-á prioritário, prevendo-se um investimento direto de 220 mil euros nas atividades promovidas pelas associações e coletividades do concelho.
Os apoios ao nível da manutenção das Equipas de Intervenção Permanente e às Corporações de Bombeiros ao nível da intervenção dos seus edifícios, estão igualmente sinalizados em orçamento.

Destaque ainda para a intervenção e requalificação do Parque Ecológico de Gouveia, bem como da Requalificação da Estrada do Curral do Negro e do Bairro de Santo António, na freguesia de Nespereira.

Na área da cultura o município pretende “dar persecução às diferentes redes em que está inserido”. Ainda na área da cultura, é intenção da autarquia avançar com a intervenção na Villa Josephine, em Melo, bem como lançar o procedimento destinado à elaboração do projeto para a Requalificação do Museu Abel Manta, que contemplará uma ampliação do espaço.

Ainda nesta área, “é propósito avançar também com a “Casa do Território”, que diz respeito a uma intervenção a realizar na antiga Fábrica de Balões e que já está reservada alguma verba em termos de apoio comunitário, querendo avançar para o projeto neste resto de Quadro Comunitário”.
Realce ainda para a requalificação do Teatro Cine de Gouveia através de um plano de intervenção.

No desporto, uma das grandes ações será complementar a intervenção realizada anteriormente nas Piscinas Municipais Descobertas, agora, com a intervenção no exterior destas piscinas. Outro dos principais investimentos do setor do desporto é a requalificação do Estádio Municipal do Farvão e a estruturação da intervenção no Pavilhão Gimnodesportivo.

O apoio aos pastores, aos produtores de queijo e de vinho irão manter-se, continuando o município a apostar na valorização dos produtos endógenos e na promoção turística, através de iniciativas promocionais e de ações transversais de atração em conjugação com as feiras e os eventos.

Obra do Centro Intermunicipal de Recolha de Animais Errantes avança a bom ritmo

 A empreitada do Centro de Recolha Oficial e Parque de Bem-Estar Animal São Francisco de Assis, cada vez mais se aproxima da conclusão, em Celorico da Beira.
O Centro Intermunicipal de Recolha de Animais Errantes está construído no espaço da antiga estação de tratamento de águas residuais de Celorico da Beira e vem dar resposta à problemática dos animais errantes, que se verifica nos concelho de Celorico da Beira e Gouveia.
Num investimento superior a 200 mil euros, o centro, que será comum aos dois municípios, procurará minimizar o abandono dos animais e a proliferação de doenças e problemas de saúde pública, enquanto se potenciam os recursos físicos, financeiros e humanos do equipamento partilhado.
O centro poderá acolher uma centena de animais e contempla uma receção, uma sala de esterilização com recobro, um consultório, um anfiteatro para ações de sensibilização ao visitante, arrumos e instalações sanitárias de apoio, 25 boxes destinadas ao canil e gatil, uma box para animais de outras espécies, um espaço exterior de convívio, uma sala administrativa, uma sala de tosquia e banho e instalações sanitárias.
fonte:MG

FPF- Campeonato de Portugal- Série C 12ªjornada

Nova ronda disputada no Campeonato de Portugal com o Ferreira de Aves a vencer , por sua vez o Gouveia foi goleado no Salgueiros.
AD Castro Daire – Leça Futebol Clube-2-0
S.C. Salgueiros – Futebol, Sad – CD Gouveia- 4-0
Gondomar S.C. – SC Espinho-1-6
Cr Ferreira Aves – Gd S. Cruz Alvarenga, Sad-1-0
Valadares Gaia Fc, Sad – União 1919- (27 fev.)
Lidera:Salgueiros com 31 pts

Sessões de esclarecimento no projeto “Alto Mondego’ Rede Cultural”

Diversas sessões de esclarecimento sobre capacitação artística na área da música, vão surgir, no âmbito do projeto “Alto Mondego’ Rede Cultural”, uma proposta de programação cultural em rede no território composto pelos Municípios de Nelas, Fornos de Algodres, Gouveia e Mangualde, decorrerão no dia 15 de janeiro de 2022 .

Em Mangualde,  a sessão decorrerá às 10h na Biblioteca Municipal , em Gouveia, a partir das 14h00, no Teatro Cine, em Nelas, às 18h no Edifício Multiusos, e em Fornos de Algodres  às 21h no Centro Cultural Dr. António Menano . Marca o início de uma nova coprodução nos municípios da rede.

No primeiro semestre deste ano entram em cena Bitocas e Artur Fernandes, que juntamente com as associações locais que aderirem ao projeto, irão apresentar 8 espetáculos pelo território do Alto Mondego’ Rede Cultural. Nestes espetáculos participarão diversificadas formações instrumentais e/ou corais, de acordo com as tradições e realidades locais. Desenvolver-se-ão, entre outras competências, a cooperação artística, a criatividade no coletivo, a criação artística multicamada. Dar-se-á ênfase a: criação a partir do espólio tradicional do território, conceção de eventos artísticos sem interações prévias, performance orientada para novos conceitos, direção artística, gestão de recursos humanos e dinâmicas de ensaio. Numa perspetiva ambiental, os aspetos relacionados com a planificação e maquetagem, cenografia ou figurinos e gestão de recursos técnicos terão o cuidado de reutilizar materiais disponíveis.

As sessões de esclarecimento permitirão às associações locais tomar conhecimento e planear toda a dinâmica prevista para 2022 na área da música.

Membros das Mesas de Voto e funcionários das Juntas de Freguesia vão ser vacinados dia 15

O Governo em comunicado refere que: Os membros das Mesas de Voto e funcionários das Juntas de Freguesia serão vacinados no próximo sábado, dia 15 de janeiro, com uma dose de reforço à Covid-19.

Nesse dia, a vacinação será dedicada a este universo, que será convocado por SMS, através de agendamento central. Haverá ainda senhas digitais para as pessoas elegíveis que não recebam a mensagem, mediante a apresentação de um documento comprovativo das funções em causa. Esta é uma decisão que está a ser operacionalizada pelo Núcleo de Coordenação de Apoio ao Ministério da Saúde, com o apoio da Administração Eleitoral.

Neste momento, a Administração Eleitoral está a recolher informações junto das Câmaras Municipais e Juntas de Freguesia relativas à identificação dos membros das Mesas de Voto e funcionários das Juntas de Freguesia que prestam apoio ao ato eleitoral, que pretendam receber o reforço da vacina contra a Covid-19.

Está previsto um total de 16.427 mesas de voto para estas eleições legislativas, das quais 2.606 no dia do voto antecipado em mobilidade, a 23 de janeiro de 2022.