Início » Guarda

Guarda

São 7 concertos de Natal nas Igrejas da Cidade da Guarda

A Cidade da Guarda acolhe, nas igrejas da cidade, 7 concertos de Natal, integrados no programa Guarda Cidade Natal. Sé Catedral da Guarda, Igreja de São Vicente, Igreja da Misericórdia, Igreja do Bonfim, Capela do Mileu, Igreja de São Miguel e Igreja da Sequeira, são os espaços de referência para a realização dos concertos, imbuídos do espírito natalício que esta quadra reflete. Os eventos serão com Entrada Livre.

Concurso “Montras de Natal 2022” na Guarda

INSCRIÇÕES ABERTAS
Arrancaram as inscrições para o Concurso “Montras de Natal 2022”. Este ano o tema para a decoração das montras será a Estrela de Natal e o cristal, como símbolo do clima que nos caracteriza. A votação decorrerá entre 8 de dezembro de 2022 e 6 de janeiro de 2023, exclusivamente online através da plataforma da Câmara da Guarda, no seu site. O Município  da Guarda atribuirá 1000 euros à melhor montra e 500 e 250 euros respetivamente ao segundo e terceiro lugares. As lojas interessadas em participar deverão ler atentamente as normas do concurso e inscrever-se até 6 de dezembro através: https://montras.mun-guarda.pt. A iniciativa é uma organização do Município da Guarda, em parceria com o NERGA.

Guarda: a mais alta e a mais bela cidade de Natal

É na Guarda que o Natal brilha mais alto, para sermos mais exatos, a mais de mil metros de altitude. É assim a Cidade Natal, iniciativa que volta à cidade mais alta de Portugal Continental para fazer as delícias de miúdos e graúdos. De 2 a 25 de dezembro a praça central da Guarda, em frente à Sé vai receber a Casa do Pai Natal, a tradicional árvore de Natal gigante, os comboios infantil e turístico (este último com percurso pelo centro da cidade), o Carrossel Parisiense e muita animação com figuras animadas ligadas ao Natal e ao imaginário infantil. No pátio atrás da Sé ficará ainda a Pista de Gelo que convida a uma voltinha em família. A iniciativa arranca a 2 de dezembro pelas 14h30 do jardim José de Lemos à Praça Velha e contará este ano com a participação das escolas de 1º CEB dos ensinos público e privado.

Na cidade Natal vai estar também o Mercadinho de Natal com várias barraquinhas nesta edição exclusivamente dedicado à gastronomia e que promete ter uma oferta variada de doces natalícios, licores, pão, queijo, enchidos e outros petiscos e bebidas condizentes com a época festiva. Ler Mais »

4ª Mostra Gastronómica da Castanha em Arrifana

Vai realizar-se a Mostra Gastronómica da Castanha  promovida pela USDRA – União Social Desportiva e Recreativa de Arrifana, em articulação com a Junta de Freguesia de Arrifana e o Município da Guarda, irá decorrer nos dias 3 e 4 de dezembro, no Pavilhão de Festas de Arrifana.
Tem como principal objetivo a divulgação e valorização da castanha. Para
além deste ano a organização dedicar dois dias ao evento, há outra novidade que é a
realização do 1o Festival do Caldo de Castanha, que irá decorrer no dia 3 de dezembro, pelas 21h00, onde se pretende apurar o Caldo de Castanha representativo da Freguesia.
Já no domingo, dia 4 de dezembro, terá lugar o Concurso Gastronómico que desafia
profissionais da restauração e particulares a competirem pelos melhores pratos, onde a castanha é “rainha”. Com este concurso pretende-se promover o património
gastronómico, dinamizar a economia local e valorizar a castanha, como produto de
excelência.
Também a animação musical será uma constante com as atuações, no sábado, do Grupo
“Vila Garcia “A`Baldar”” pelas 20h00 e do Grupo de Cantares de Arrifana pelas 22h00.
Já no domingo, pelas 16h30, irá atuar o Grupo de Cantares Sete Vozes de Vila Fernando.
No domingo o evento inicia às 15h00 com a apresentação do livro “Quem me dera cá o
tempo” da autoria de Jorge Lages, seguida de uma palestra dedicada ao castanheiro pelo
Eng. Joaquim Almeida da DRAPC. Às 17h30 terá lugar a Mostra Gastronómica da
Castanha e às 19h00 irá decorrer o tradicional magusto.
Durante a tarde haverá ainda espaço para a realização de um mercadinho onde os
visitantes podem adquirir castanhas e outros “mimos” da terra.

TROFÉU ARTILHEIROS D´OURO-Liga Cima/Tavfer

Após 9 jornadas da Liga Cima/Tavfer (AF Guarda), aqui fica a tabela de marcadores, com André Jesus (V.Cortez) a comandar o Troféu Artilheiros d´Ouro.

Nome Clube golos
André Jesus Vila Cortez 11
Rui Domingues Foz Côa 8
Sandro Gomes S.Romão 7
Davi Soeiro Gouveia 6
Bruno Costa AD Fornos Alg. 5
Hugo Vaz Vila Cortez 5
Bruno Fonseca GD Trancoso 5
Tiago Costa Gouveia 4
Samuel Lima A.Beira 4
10º Pimentel E.Almeida 4
11º João Almeida Foz Côa 4
12º P.Cardoso Os Vilanovenses 4
13º André Vicente Guarda FC 4
14º João Cabral SC Celoricense 3
15º David Janela Sabugal 3
16º Enzo Guzzo SC Celoricense 3
17º Marcelo Pinto AD Fornos Alg. 3
18º Pedro Rodrigues Guarda FC 3
19º Rui Santos Vila Cortez 3
20º Pedro Batista Os Vilanovenses 3

Distrital de Sub-15(Iniciados) da AF Guarda-Resultados da jornada 8

Teve lugar mais uma ronda do Distrital de Sub-15(Iniciados) da AF Guarda, com muitos golos.

Seia FC -SC Celoricense-
SC Sabugal- Os Pinhelenses -4 – 1
Ed Gouveia-G. Figueirense -5 – 0
V. Cortez – Vila Franca Naves-5-3
AD Fornos Algodres- Guarda Unida-2 – 0
NDS Guarda- S. Romão-1 – 1

Lidera:ED Gouveia-16 pts

Pastelaria & Padaria do Intermarché da Guarda vencedor da Melhor Bola Parda

Teve lugar na tarde deste sábado, o concurso da Melhor Bola Parda da Guarda. Foram algumas dezenas de participantes neste concurso, cerca de meia centena de participantes neste concurso, que tinha sido anunciado durante a Feira Farta nesta cidade. Os concorrentes mostraram o seu real valor e o júri (Chef Rui Cerveira; Carla Sandra Mota Castro (IPG); João Quaresma (Turismo do Centro de Portugal); Master Chef Júnior, Rosário Romão e o jornalista da TVI, Paulo Salvador) avaliou todos os bolos candidatos.
Desta forma no Café Concerto do TMG, Sérgio Costa anunciou assim o grande vencedor foi o numero 27,  que era pertença da Pastelaria & Padaria do Intermarché da Guarda, que arrecadou o diploma e o cheque no valor de 1500 euros.
Em suma, um concurso com uma grande mobilização de toda a comunidade guardense.

Valentín Cabero Diéguez vence Prémio Eduardo Lourenço na Guarda

O Júri da 18ª Edição do Prémio Eduardo Lourenço, reuniu e  decidiu, por unanimidade, atribuir o Prémio a Valentín Cabero Diéguez.

Valentín Cabero Diéguez, geógrafo, catedrático jubilado da Universidade de Salamanca, tem dedicado o seu trabalho aos lugares e às pessoas, às paisagens e aos valores patrimoniais e conhece com rigor os processos de transformação dos territórios mais vulneráveis da fronteira luso-espanhola.

O Júri reconheceu os méritos académicos e científicos de Valentín Cabero Diéguez em particular o seu compromisso cívico com os territórios mais frágeis e a sua contribuição para a cooperação ibérica.

Nas suas investigações destaca-se a direção de projetos científicos, sempre numa abordagem interdisciplinar, e em colaboração com estudiosos de diferentes países. É o caso, entre outros, dos projetos sobre Trás-os-Montes/Zamora, Beira Interior/Salamanca-Cáceres e a Raia Central Ibérica, visando a articulação das zonas fronteiriças e a cooperação entre os povos da fronteira.

Como afirmou Fernando Paulouro Neves, Valentín Cabero “é um geógrafo que faz do rumor do mundo uma grande paixão, elege a geografia (também) como fenómeno sentimental e de afetos e combina o local e o global numa articulação de densidade humana e cultural, convocando-nos à descoberta das particularidades para podermos perceber a condição humana na sua complexidade”.

Destinado a galardoar personalidades ou instituições com intervenção relevante no âmbito da cultura, cidadania e cooperação ibéricas, o Prémio Eduardo Lourenço 2022, no montante de 7.500,00€ (sete mil e quinhentos euros), foi atribuído por um júri constituído pelos membros da Direção do CEI, a saber: o Presidente da Câmara Municipal da Guarda, Sérgio Costa; os Vice- reitores das Universidades de Coimbra, Delfim Leão, e de Salamanca, Javíer Benito González; membros das Comissões Científica e Executiva do CEI (António Pedro Pita e Manuel Santos Rosa da UC e Pedro Serra e María Isabel Martín Jiménez da USAL) e pelas seguintes personalidades convidadas: Ana Paula Arnaut e Lídia Jorge, indicadas pela Universidade de Coimbra e Enrique Cabero Morán e Raquel Domínguez Fernández, indicados pela Universidade de Salamanca.

Risco de morte mais do que duplica em doentes oncológicos não vacinados contra a gripe e a Covid-19 

A vacinação é uma das formas de diminuir a gravidade de infeções que podem surgir devido à imunossupressão provocada pela doença oncológica. Numa altura em que se aproxima mais um inverno Telma Costa, membro da direção da Associação de Investigação de Cuidados de Suporte em Oncologia (AICSO) e médica oncologista do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho (CHVNG/E), alerta para a necessidade de reforçar a sensibilização junto da população e dos profissionais de saúde.

“O risco de doença, hospitalização e morte pelo vírus da gripe são muito superiores na pessoa com doença oncológica, principalmente naqueles que estão em tratamento de quimioterapia ou que apresentam neoplasias hematológicas, pulmonares ou com doença avançada. O mesmo se observa com a infeção por SARS-CoV-2, em que o risco de morte por COVID19 nestes grupos de doentes pode ser até quatro vezes superior à da população geral”, sublinha Telma Costa.

Por outro lado, lembra que a infeção, principalmente quando apresenta critérios de gravidade, com necessidade de internamento ou outras complicações associadas, pode, por si só, ter um impacto no prognóstico da doença oncológica, ao atrasar ciclos de quimioterapia ou até mesmo cirurgias. “Não faz sentido apostar apenas em tratamentos que nos permitem curar a doença oncológica, sem apostar nos melhores cuidados de suporte, e na vacinação, enquanto meio de prevenção de infeções graves, que deve ser sempre considerada quando estabelecemos um plano de cuidados para o nosso doente”.

O alerta surge no âmbito de uma campanha de sensibilização para a vacinação da AICSO e da Direção-geral da Saúde, em parceria com diversas associações e sociedades profissionais na área da Saúde*. O objetivo é levar as pessoas com diagnóstico de cancro a questionarem as suas equipas de saúde sobre a vacinação e, em simultâneo, incentivar essas equipas a estarem mais atentas a esta temática e a disponibilizarem informação fidedigna sobre a vacinação aos doentes e seus cuidadores.

Na campanha, que vai prolongar-se até à Semana Mundial da Vacinação, que se assinala todos os anos em abril, estão previstas ações de sensibilização e informação sobre a importância, indicações e contraindicações de diferentes vacinas na pessoa com doença oncológica, bem como sobre a vacina contra o HPV, o vírus da hepatite B, a vacinação de viajantes e migrantes, entre outros temas