Templates by BIGtheme NET
Início » Guarda (Pagina 30)

Guarda

Drag Racing e Rampa da Guarda são grandes atrações de 2022 da Guarda Unida Desportiva

Foi apresentado, na sala António de Almeida Santos, nos Paços do Concelho, o calendario de atividades do Guarda Unida Desportiva para este ano 2022, com destaque para  Drag Racing, a grande novidade a contar para o Campeonato Nacional, a prova, na cidade mais alta, está marcada para o dia 23 de outubro. A Rampa Regional da Guarda, que se apresenta como prova candidata ao Campeonato de Portugal de Montanha JC Group, acontece a 4 de setembro, na EN18.1, de Valhelhas até ao Alto de Famalicão da Serra.
O calendário apresentado inclui provas de perícia a contar para o Racing Trophy das Beiras e para o Troféu Raiano de Perícias, bem como o encontro de Tunning da Guarda. Sérgio Costa, presidente da Câmara, garantiu que “o Município da Guarda será sempre um parceiro ativo e impulsionador de boas práticas em todas as atividades que tragam mais-valias para o nosso território”. Durante esta sessão decorreu também a entrega de prémios aos pilotos, no âmbito do Troféu Raiano de Perícias 2021, cujo vencedor na geral foi o também campeão nacional, Jorge Almeida, e dos prémios do Racing Trophy das Beiras 2021, cujo vencedor foi Flávio Saínhas.

MAI aprovou Diretiva Financeira 2022

O Ministério da Administração Interna aprovou hoje a Diretiva Financeira 2022, em articulação com a Liga dos Bombeiros Portugueses.

Este é um instrumento fundamental para a gestão do orçamento público associado aos diferentes dispositivos operacionais da proteção civil, nomeadamente o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR).

Nesta Diretiva destacam-se:

  • – O aumento de 7% nos montantes associados à comparticipação diária efetuada aos Bombeiros integrados nos dispositivos. A comparticipação diária aos Bombeiros passa, assim, de 57€/dia para 61€/dia e, no caso dos elementos de comando, de 67€/dia para 71€/dia.
  • – A atualização em cerca de 15% dos montantes das despesas com alimentação, passando o valor do almoço e do jantar de 8,75€ para 10€
  • – Consagra-se um apoio específico superior a meio milhão de euros, a pagar numa única tranche – em junho – às Associações Humanitárias detentoras de Corpos de Bombeiros que constituam ou acolham equipas DECIR. Este apoio visa comparticipar as despesas logísticas decorrentes do empenhamento operacional, num montante diário de 5€ por cada equipa de combate a incêndios (constituída por 5 bombeiros) e 2€ por equipa de apoio logístico ao combate (constituída por 2 bombeiros).
  • – Formaliza-se um apoio financeiro específico às Associações Humanitárias detentoras de Corpos de Bombeiros que contribuem com veículos para as Brigadas de Reforço Destacadas. Para esta capacidade de reforço passível de ser mobilizada para áreas de maior risco prevê-se o pagamento mensal entre 100€ a 800€ por mês, em função da tipologia de veículos a empenhar.
  • – A atualização das regras e procedimentos associados à reparação e reposição dos veículos integrados nas operações, valorizando a reposição dos veículos que apresentam maior vida útil.

Globalmente, a Diretiva Financeira 2022 representa um reforço ímpar de 3,2 milhões de euros no montante alocado, pela ANEPC, aos dispositivos operacionais, o que traduz a prioridade do Governo no apoio ao esforço desenvolvido pelos Bombeiros e pelas respetivas entidades detentoras no quadro da resposta operacional.

Aventura Dacia num ambiente de verão

Num fim de semana de primavera que se vestiu de verão, a caravana de quase 40 veículos da 11ª Aventura Dacia, partiu de Trancoso para descobrir os encantos do Vale do Côa e da Terra da Castanha.

De 6 a 8 de maio, quase 40 veículos e mais de 100 destemidos aventureiros juntaram-se para mais um passeio organizado pela Dacia e pelo Escape Livre. O ponto de encontro e base de operações foi no Hotel de Turismo de Trancoso, onde as equipas oriundas de vários pontos do país começaram a chegar durante a tarde de sexta-feira.

Antes de um jantar repleto de iguarias regionais, Vanda Silva, Diretora de Marketing da Dacia, deu as boas-vindas a todos os participantes, às quais se seguiu um curto briefing sobre o funcionamento de mais uma Aventura Dacia.

Energias retemperadas, tempo para um magnífico passeio pela Aldeia Histórica de Trancoso, aproveitando as inusuais amenas temperaturas nesta época das noites beirãs. O início da caminhada fez-se no Posto de Turismo, onde todos foram recebidos pelo Presidente da Câmara de Trancoso, o Prof. Amílcar Salvador e uma equipa de guias turísticos.

Dirigindo-se aos participantes, Amílcar Salvador aproveitou para afirmar que “continuamos cá para que, juntos, superemos todas as dificuldades e, sobretudo, para promover os nossos territórios e o nosso património. E aqui, em Trancoso, o nosso melhor património são as pessoas”.

O caminho fez-se com passagem pelo Centro Histórico com tempo para visitar a Casa de Bandarra e o Centro de Interpretação Judaica Isaac Cardoso.

Depois de uma noite bem dormida, sábado amanheceu com um sol radiante, prenuncio de um autêntico dia de verão que se avizinhava. A caminho de Foz Côa e das gravuras rupestres, as paisagens magníficas do Vale do Côa deslumbraram à sua passagem.

Pelo caminho, paragem em vários pontos fulcrais que espelham bem a riqueza histórica e paisagística da região, como a Capela de S. Gabriel. Isto, antes de começar a pôr realmente à prova as máquinas que acompanhavam os aventureiros numa travessia a vau do rio Côa.

Um desafio ultrapassado facilmente por toda a caravana, tanto os Duster 4×4 como os 4×2 e ainda um Sandero Stepway. Provando assim a capacidade única destes modelos para proporcionar grandes experiências na natureza.

Depois, tempo para visitar as gravuras rupestres com o auxílio dos guias e de subir os corta-fogos que as vinhas proporcionavam. Tudo para chegar à Quinta da Ervamoira, onde se fez uma curta paragem para visitar as vinhas, o museu e ainda provar um pouco dos néctares que aqui se criam.

Logo depois, e aproveitando a vista sobre o Vale do Côa, seguiu-se caminho até ao Restaurante Côa Museu, onde nos esperava um maravilhoso almoço, acompanhado de uma vista fantástica.

O ritmo de aventura e descoberta continuou pela tarde fora, e a caravana da família Dacia e Escape Livre seguiu até Freixo de Numão para, logo a seguir, visitar as ruínas do Prazo, consideradas o Machu Picchu de Portugal. Antes do regresso a Trancoso, passagem ainda na Mêda no referencial espaço Vinhos e Eventos, para mais um momento de experiências do palato. Já em Trancoso, tempo para visitar o Castelo antes de seguir para o Hotel para jantar.

O último dia de passeio foi novamente recebido com um sol radiante e prometia mais uma manhã de grandes aventuras. A caminho de Sernancelhe, passagem primeiro na Capela de St. Estevão e na Nossa Senhora de ao Pé da Cruz. Tudo antes de descer até ao Espaço da Castanha e do Castanheiro em Sernancelhe, Terra da Castanha, para um café e uma prova do pastel de castanha. E, claro, mais um momento para comprar algumas destas iguarias e levar como recordação para casa.

Em tempo das festas e romarias de maio, em Sernancelhe a vida volta à normalidade com a realização das Festas do Município, agora na sua força plena, onde saem à rua procissões, bandas e gentes destas terras, lado a lado com quem os visita.

Para o final da manhã ficou reservada a visita a Freixinho, a subida à Capela de Nossa Senhora das Necessidades e, por fim, ao Santuário de Nossa Senhora da Lapa. Tudo antes do almoço final, novamente em Sernancelhe, com entrega dos troféus SPAL e prémios Bridgestone, First Stop e Valorpneu, a todos os participantes.

Já com a presença do Presidente da Câmara, Dr. Carlos Silva, que aproveitou para falar a todos os presentes, dizendo que “estas iniciativas são uma excelente forma de mostrar a todos que o interior do país continua a fazer parte do futuro de Portugal.”

No final de mais uma grande Aventura Dacia, Vanda Silva aproveitou ainda para agradecer “a confiança que todos os participantes depositam no Escape Livre e, sobretudo, na marca Dacia. Tenho a certeza de que nestes dias puderam uma vez mais confirmar as excelentes capacidades dos carros que conduzem todos os dias.”

Já para Luís Celínio, Presidente do Clube Escape Livre, “foi mais um fim de semana onde juntámos as famílias Dacia e Escape Livre, pudemos aproveitar ao máximo as capacidades magníficas destes carros e levar todas estas pessoas a conhecer um pouco melhor da nossa região”.

No regresso de todos a suas casas, fica a certeza de mais um fim de semana bem passado, de excelente convívio e desafios à altura de máquinas e pilotos. Venha 2023!

Livro “Work From Centro de Portugal”apresentado pelo Turismo Centro de Portugal

A Turismo Centro de Portugal apresentou no Hotel Selina Peniche, o livro “Work From Centro de Portugal”. Esta é mais uma iniciativa inserida num projeto abrangente, que visa promover a região Centro como destino de trabalho remoto para trabalhadores remotos e nómadas digitais, com oferta para todas as pessoas, famílias e equipas que pretendam trabalhar à distância.

Nas páginas do livro contam-se as histórias de pessoas que mostram como é viver e trabalhar em vários pontos do Centro de Portugal. Rostos de quem se move em setores tão diferentes como a cultura, o desporto, a tecnologia, as artes e ofícios tradicionais. O livro disponibiliza igualmente uma listagem extensiva de locais com condições especialmente indicadas para quem escolhe a região para trabalhar de forma remota. Ler Mais »

Livro “50 anos da AD Fornos de Algodres apresentado

Foi uma noite sábado de Páscoa diferente, no auditório do Centro Cultural Dr. António Menano, com a apresentação do livro dos 50 anos da Associação Desportiva de Fornos de Algodres, da autoria de António Pacheco, jornalista que se tem destacado ao longo destes anos, no campo desportivo e informativo. Passou por várias rádios e jornais, atualmente está ligado ao nosso Magazine serrano e Antena Livre de Gouveia.

Foi uma apresentação muito ativa, a sala estava bem composta, com pessoas de vários escalões etários, com António Pacheco a ter a companhia de Alexandre Lote (vice-presidente do Município fornense e ex. atleta campeão do clube) e Bruno Costa, atual presidente do clube fornense.

Foram feitas considerações de ambos sobre o livro e o autor e depois António Pacheco explicou como tudo começou e como foi difícil concretizar este sonho, dado que, muitos obstáculos lhe foram colocados até ao dia da apresentação. Mas o autor frisava: “Hoje é um grande dia, porque é real, este livro de 51 anos de história está pronto para todos lerem e observarem as muitas fotos que compõem o livro”.
Segundo o autor, este livro tem 104 páginas, onde descreve 51 anos da ADFA, um clube excelência no distrito da Guarda e muitos pergaminhos a nível Nacional.
“Há muitos anos a esta parte tinha o sonho de fazer algo sobre este grande clube do distrito da Guarda, onde joguei, fui treinador na formação, diretor algumas temporadas e jornalisticamente há duas décadas a relatar e comentar e a escrever sobre os jogos de todos os escalões do clube”, enalteceu o autor com emoção.
Depois, foi dada a palavra para a plateia onde estavam alguns jogadores campeões que neste dia também quiseram assistir ao vivo e dar também o seu testemunho, contando alguns episódios em campo, falamos de Zé da Rita, Ribeiro Gonçalves, Nen, Rui Melo, entre outros.
“Posso dizer que foi com muito trabalho que aqui cheguei e o meu bem – haja a quem me ajudou e aos que nos colocaram obstáculos também, porque nos tornou o desafio mais aliciante. Obrigado e parabéns a todos quantos fazem parte dos 50 anos deste grande clube”, rematou o autor, no final.
Depois, seguiu-se uma ceia convívio, onde se puderam saborear alguns produtos regionais e um bolo alusivo ao evento.

Uma grande noite, que irá ter mais apresentações em Celorico e Lisboa para já. Agora todos que queiram adquirir o livro, basta contatar o autor António Pacheco.

Núcleos de Apoio a Crianças e Jovens em Risco da ULSG reuniram

O Núcleo Hospitalar de Apoio a Crianças e Jovens em Risco (NHACJR) e os Núcleos dos Cuidados de Saúde Primários (CSP) da ULS Guarda, estiveram esta terça-feira reunidos no Auditório da ULS Guarda.

Esta Reunião de Trabalho foi organizada pelo Núcleo Hospitalar e insere-se no âmbito de uma das suas atribuições: “fomentar mecanismos de cooperação com outras equipas, nomeadamente os NACJR dos CSP” e teve como objetivos: A partilha de experiências, a partilha das dificuldades sentidas por cada equipa na sua Unidade de Saúde e Contribuir para uma melhor articulação entre estas entidades de saúde, que estão na primeira linha do atendimento a crianças e jovens em risco.
O NHACJR fez uma breve apresentação da equipa e da atividade desenvolvida ao longo da sua existência. Todos os profissionais presentes na Reunião entenderam ter sido este um importante momento de partilha.
Fotos: ULSG

Rendas quase duplicam em Évora em abril face a 2021. Guarda e Bragança também registam aumentos substanciais

As rendas, que vinham a aumentar progressivamente, mas de forma relativamente estável desde o período homólogo do ano passado, registam em abril um aumento significativo face a março (+19%), subindo cerca de 200€ de 1.070€ para 1.274€. 

Évora é o distrito onde a renda mais aumentou de março para abril (+59,1%) e quase duplicou face a abril do ano passado. Guarda também regista aumentos significativos de +46% face a março e +62% em comparação com o período homólogo do ano passado. Faro e Bragança também registam aumentos significativos.

 Principais conclusões:

ARRENDAMENTO

  • O valor das rendas subiu +19,1% em abril, face ao mês anterior, o que representa um aumento da renda média de 1.070€ para 1.274€. Em comparação com abril do ano passado, quando as rendas médias se fixavam nos 991€, o aumento é de 28,6%.

 

Distritos em destaque:

  • Évora regista o aumento do valor médio de renda mais significativo face a março (+59,1%), passando de 650€ para 1.034€. Guarda também regista um aumento substancial de +46% (passando de 411€ para 600€), bem como Faro, que aumenta 43,8% (passando de 863€ para 1.241€).
  • Beja, que no mês anterior registou o maior aumento, tem agora a maior queda do valor de renda face a março (-20,4%), descendo de 628€ para 500€.
  • Face a abril do ano passado, é também Évora que regista o maior aumento do preço de renda, que quase duplica de 518€ para 1.034€. Registam-se também subidas significativas na Guarda (+62%), que 370€ para 600€, e em Bragança (+59,9%), de 398€ para 636€.
  • O distrito com maior quebra, ainda que ligeira, do preço de renda é Portalegre (-1,8%), descendo de 360€ para 353€. Portalegre é o distrito mais barato em abril para arrendar casa em Portugal.

 

VENDA

  • O preço médio de venda anunciado em abril de 2022 subiu ligeiramente (+2,9%) em relação a março, fixando-se nos 391.465€, em comparação com 380.558€ no mês anterior. O valor tem vindo a aumentar progressivamente desde o início do ano passado.  Comparativamente com o período homólogo do ano anterior, quando o valor médio das casas era de 352.565€, há um aumento de +11% do preço de venda dos imóveis.

 

Distritos em destaque:

  • O distrito com maior aumento do preço de venda, de março para abril, é Lisboa (+6,3%), onde o preço médio passa de 595.860€ para 633.192€. Lisboa mantém-se, assim, como o distrito mais caro. Com subidas de preço menos significativas encontram-se Aveiro (+3,3%), Braga (+3,2%) e Setúbal (+2,8%).
  • Castelo Branco regista o maior decréscimo do preço médio de venda registado em abril (-7,6%), passando de 128.450€ para 118.710€, seguindo-se Portalegre (-6,7%), que baixa para 115.884€, sendo o segundo distrito mais barato, depois da Guarda (109.343€).
  • Em comparação com o período homólogo de 2021, é novamente Évora o distrito com maior aumento do preço médio de venda em abril (+26,2%), que sobe de 201.872€ para 254.814€ este ano. À semelhança do mês anterior, as regiões onde também aumentou o preço médio de forma significativa foram Setúbal (+22,4%) e Região Autónoma da Madeira (+20,3%).
  • Castelo Branco e Guarda, os dois distritos mais baratos para comprar casa, registam a maior quebra do preço médio de venda face a abril do ano passado, descendo respetivamente -5,6% e -4,8%.

Por:IMovirtual

 Pint of Science na Guarda de 9 a 11 de maio

O Pint of Science ocorre pela primeira vez na cidade da Guarda de 9 a 11 de Maio (das 19h às 21h).

Pint of Science Portugal é uma associação sem fins lucrativos cujo principal objetivo é divulgar ciência ao público em geral num ambiente descontraído. Para tal, organiza, anualmente, um festival de comunicação de ciência em vários países do Mundo.

Na cidade da Guarda, o Pint of Science decorrerá no bar In&Out (dia 9), Café Concerto (dia 10) e Gin Gibre (dia 11) onde diferentes investigadores portugueses apresentarão temas como:

– “Do laboratório à indústria”, onde falaremos de investigação sem cobaias, biologia molecular e segurança alimentar;

– “Os mistérios da nossa mente”, onde falaremos do nosso relógio biológico e inteligência emocional;

– “Hormonalmente ativo”, onde falaremos de exercício físico e felicidade assim como dos fatores que afetam a fertilidade masculina.

Dose de reforço para Covid-19 no final de agosto para pessoas com mais de 80 anos

O Ministério da Saúde liderado por Marta Temido adiantou que : As pessoas com mais de 80 anos vão receber a dose de reforço da vacina contra a Covid-19, a partir do final de agosto ou início de setembro.

Durante uma visita ao Centro Hospitalar Universitário de São João, no Porto, para presidir à inauguração das instalações remodeladas da unidade de cuidados intensivos, a Ministra disse que a questão «que se coloca neste momento é saber qual o melhor momento para avançarmos com a quarta dose ou dose de reforço»:

«Face às características deste vírus, e estando a situação epidemiológica relativamente controlada, o que parece fazer mais sentido é que esse momento aconteça apenas antes do início do outono/inverno. Portanto, em final de agosto/início de setembro», afirmou  a ministra.

Marta Temido disse ainda que a administração da dose de reforço às pessoas com mais de 80 anos está «em linha com a posição da Agência Europeia do Medicamento», acrescentando que, «em função da situação de imunocomprometimento ou fragilidade imunitária», a quarta dose «já está a ser passada com prescrição médica» e que Portugal está preparado para continuar o processo.

por:GP

CCDRC acolhe um novo Centro Qualifica da Administração Pública

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) tem a partir de agora uma nova competência na área da formação. No âmbito da estratégia definida pelo Governo para a modernização da Administração Pública (AP), a CCDRC vai acolher um novo Centro Qualifica da Administração Pública. Estes Centros são estruturas com vocação territorial que visam prestar formação especializada aos trabalhadores que exercem funções públicas na Administração Central.

 

Com a criação do Centro Qualifica AP da CCDRC pretende-se:

  • Prestar formação especializada aos trabalhadores da AP, dotando-os de qualificações e competências que potenciem o desenvolvimento dos seus percursos profissionais;
  • Valorizar os recursos humanos da Administração Central, proporcionando certificações profissionais e certificações escolares de nível básico (até ao 9.º ano) e nível secundário (12.º ano);
  • Ajustar os percursos de qualifica​ção às especificidades de cada organismo público, respondendo de forma flexível ao Decreto-Lei n.º 86-A/2016, de 29 de dezembro.
  • Formar os trabalhadores da AP a custo zero. Todo este processo é financiado a 100% pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR)

Estes Centros permitem aos trabalhadores o Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC), a definição do seu percurso de educação e/ou formação que possibilita uma qualificação ajustada às suas necessidades e o registo no Passaporte Qualifica do respetivo percurso de qualificação e correspondentes créditos, que podem ser usados na obtenção da qualificação desejada ou em futuras qualificações.

 

Mais informação em www.ccdrc.pt, Email: centro.qualifica@ccdrc.pt